O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 24 de junho de 2022

A CANÇÃO DO SER

 


Sede como as árvores. 

Que todos os dias oferecem os seus frutos e a sua sombra. E não o fazem porque saibam que precisais deles; nem porque vos amem, ou por qualquer outro motivo, mas porque é da sua natureza.

Ou como o riacho, que canta aos vossos ouvidos e oferece as suas águas, para refrescar vossos pés e vosso corpo. E também não o faz porque vos ame, mas porque é sua forma própria de ser.

Sede como o poeta, que espalha aos quatro ventos as suas emoções. E não procede assim porque confie naqueles que o ouvem, ou busque seus aplausos; só não consegue reter o que sente.

Ou como o mestre, que ao seu redor espalha a sabedoria conseguida ao longo dos anos. E não o faz para ser glorificado, ou venerado; simplesmente, aprendeu que esta é a coisa certa a ser feita.

Sede como o sândalo, que perfuma o machado que o fere. E, assim fazendo, sobrevive à própria morte; pois a sua essência impregna de tal forma o agressor, que nele permanece intocada.

Porque é assim que continuareis aqui, depois que vos fordes: nas lembranças daqueles que convosco dividirem os dias e os caminhos. Em tudo de bom ou ruim que trouxestes às suas jornadas.

E, se assim é, buscai ofertar sempre o melhor de vós. Porque, enquanto a fumaça do incenso é leve e aromática, a do esterco é pesada e malcheirosa; e não é assim que desejais ser lembrados.

Sede como o cântico de paz; nunca, a melodia agitada e desumana da guerra. Sede como a água mansa do mar, que beija e acaricia a areia; não o tsunami, que invade a terra e destrói sem pena.

Sede como a rosa, que embeleza o mundo e perfuma o ar que a cerca; que leva e traz mensagens de amor, entre os enamorados. Lembrai-vos que espinhos são descartados, para que não firam.

Trazei sempre, na vossa bagagem, o amor que une e o perdão que desfaz as mágoas; e espalhai-os generosamente à vossa volta. Assim, aonde chegardes festejarão a vossa presença.

Sede como a criança, que ri alto quando está feliz e chora sem pejo, se algo a magoa. Não teme demonstrar os seus sentimentos, nem se furta à alegria e ao encanto de brincadeiras e sonhos. 

Alijai de vossa alma o rancor e a inveja; a desconfiança e o medo. Este é o caminho para que vos torneis livres e possais abrir as vossas asas, em voos cada vez mais duradouros e coloridos.

Sede como as almas livres que sois; caminhai sem temor as vossas jornadas, festejando as vitórias e aprendendo nas derrotas. E não o façais por interesse; ou buscando ganhos e conquistas. 

Mas porque é assim que fostes criados para ser.

Música:

http://ohassan.dominiotemporario.com/midis/1_ernesto_cortazar_la_vida_es_bella.mid

Link música

Link vídeo


32 Comentários:

Blogger - R y k @ r d o - disse...

Passando, li em silêncio. Fascinado reli e, por tão bela escrita, interiorizando, em silêncio me deixei ficar.
.
Saudações cordiais … feliz fim de semana
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

25 de junho de 2022 06:16  
Blogger Ateliê Tribo de Judá disse...

Amo seus textos sempre.
Durante a vida tudo o que aprendemos não é de fato exclusivamente para "o meu ser" e sim para o outro, caráter, conhecimento acadêmico, conhecimento de mundo,etc...quando de alguma forma a pessoa interpreta isso como apenas seu ,começa dar valores comerciais ao que não tem preço e o se despir diante da natureza passa a ser loucura,e o prazer de andar descalço é inexistente.
Daqui a pouco não estaremos aqui, o tempo é precioso.

Beijos
Joelma

25 de junho de 2022 08:01  
Blogger Mariazita disse...

Tinhas razão, meu caro Árabe, adorei esta tua crónica.
Além das grandes verdades e conceitos que contém, é de uma beleza singular.
Todas as imagens que criaste - " o riacho, que canta aos vossos ouvidos", "o poeta, que espalha aos quatro ventos as suas emoções", " a água mansa do mar, que beija e acaricia a areia" (são apenas um exemplo) contêm tanta beleza e poesia como sol que nasce todos os dias - quer o vejamos quer não.
Parabéns! MUITO bom.

Te desejo dias muito felizes.

Votos de um bom Domingo
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

26 de junho de 2022 05:39  
Blogger Ailime disse...

Boa tarde meu amigo e bom Árabe!
Um texto poético tão belo que li (entoei) como se fosse um cântico repleto de pérolas de conhecimento.
Sejamos seres que procuram o bem, que aceitam cada outro como se fosse seu irmão, que procuram a paz e o amor, sejamos honestos e corretos para com todos.
Tal como a natureza oferece seus préstimos sem nada receber, sejamos também nós capazes de percorrer nossos trajetos com bondade, respeito, compreensão sem nada querer receber em troca. Que apenas os bons sentimentos nos rejam e assim possamos ajudar a ser felizes os que nos rodeiam.
Música e vídeo lindos!
Beijinhos e uma boa semana.
Ailime

27 de junho de 2022 12:49  
Blogger MARILENE disse...

Há poesia em seu texto, meu amigo, mas o que predomina é a verdade. Em cada parágrafo uma lição de vida. Sentimentos sublimes de doação e de pureza. É inestimável o que se faz sem buscar recompensas. Gostei muito. Abraço.

27 de junho de 2022 16:02  
Blogger Luma Rosa disse...

Oi, Árabe!
A maioria das pessoas passa pela vida como se estivesse em férias e não procura saber o porque estarem vivendo. Talvez esse seja o motivo do vazio que sentem. Cada um de nós tem um motivo para aqui estar e essa busca para descobrir passa por aprender a humildade e exercer a caridade!
Beijus,

27 de junho de 2022 22:21  
Blogger São disse...

Tanta gente que passa pela Vida sem descobrir o seu significado, meu Amigo, e é uma pena...



Sejamos , pois!



A minha gratidão por mais uma belissima e sábia reflexão, Swami.

Carinhoso abraço.

28 de junho de 2022 09:01  
Blogger Semplicemente Donna disse...

Sai caro amico Árabe, la tua lirica mi ricorda una poesia di Madre Teresa di Calcutta , in una sua bellissima frase , che mi è rimasta impressa :
" Io non sono che una piccola matita nelle mani di Dio.
È Lui che scrive. È Lui che pensa. È Lui che decide".

E le tue parole sono bellissime , un abbraccio augurandoti buona giornata.

Rosy

28 de junho de 2022 11:12  
Blogger Rainbow Evening disse...

just few know what purposes of life....

Great post as always.

Have a wonderful day

28 de junho de 2022 11:42  
Blogger Roselia Bezerra disse...

Sede como o poeta, que espalha aos quatro ventos as suas emoções. E não procede assim porque confie naqueles que o ouvem, ou busque seus aplausos; só não consegue reter o que sente.

Boa tarde de paz, amigo Árabe!
Que perfeito!
Explode em nós a Poesia, tanto a que lemos de outra poetas quanto os versinhos que tecemos com Amor.
Muito lindo seu post.
Parabéns!
Tenha dias abençoados!
Abraços fraternos

28 de junho de 2022 13:23  
Blogger Luiz Gomes disse...

Boa tarde meu querido amigo Árabe. Infelizmente muitos estão de passagem por essa terra e não deixam nada de bom. Obrigado pela visita e carinho. Grande abraço carioca.

28 de junho de 2022 14:51  
Blogger Fá menor disse...

Tão bom ler estes sábios conselhos! Muito grata!
Há que deixar sempre o mundo à nossa volta um pouco melhor.

Abraços, meu amigo!

28 de junho de 2022 15:59  
Blogger Amélia disse...

Um texto tão lindo que me deliciei a ler, cada texto que nos presenteia é uma lição de vida com seus belos conselhos.
Abraço e continuação de boa semana.

28 de junho de 2022 17:44  
Blogger stella disse...

Árabe, cada uno de tus consejos están invitándonos a SER, a descubrir nuestra verdadera identidad y nuestra razón de ser, nos dejas hoy como siempre un texto maravilloso para poner en práctica en nuestras vidas dando fruto y echemos raices en los demás
Un abrazo

30 de junho de 2022 13:22  
Blogger Parapeito disse...

Olá caro Árabe.
Que bom chegar aqui e ler tão belo sentir.
Tantas "estórias" que eu tenho com as árvores !
As suas palavras são como ramos floridos e seguros que nos oferecem conforto e refrescam.
Adorei " A Canção do Ser"
Brisas doces.
(grata pelo seu cuidado, tudo indo. )**

1 de julho de 2022 05:43  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Ryk@rdo. Meu abraço, amigo; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:01  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Joelma. Andar despidos e descalços, na natureza: prazeres que, aos poucos, fomos perdendo; e tão gratos eram, aos nossos "eus"! Meu abraço, bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:04  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Mariazita! Honrado com o teu comentário, amiga... até porque és mestra em poesia! :) Meu abraço, obrigado; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:11  
Blogger O Árabe disse...

Isto é exatamente em que acredito, Ailime: "Tal como a natureza oferece seus préstimos sem nada receber, sejamos também nós capazes de percorrer nossos trajetos com bondade, respeito, compreensão sem nada querer receber em troca. Que apenas os bons sentimentos nos rejam e assim possamos ajudar a ser felizes os que nos rodeiam.". Obrigado, amiga, meu abraço; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:13  
Blogger O Árabe disse...

Alegria em rever você, Marilene! E inteiramente de acordo: "É inestimável o que se faz sem buscar recompensas.". Meu abraço, obrigado; bom fim de semana, amiga.

1 de julho de 2022 09:15  
Blogger O Árabe disse...

Faço minhas as suas palavras, Luma: "Cada um de nós tem um motivo para aqui estar e essa busca para descobrir passa por aprender a humildade e exercer a caridade!". Quando assimilarmos essa ideia, outro será o mundo! Meu abraço, obrigado; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:18  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, São: é uma pena! Tudo que precisamos é ser! Meu abraço, amiga, obrigado; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:19  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Rosy; todos o somos. Ofereçamos as nossas melhores cores, para que mais bela seja a Sua obra! Meu abraço, obrigado; bom fim de semana, amiga!

1 de julho de 2022 09:21  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Rainbou. E você tem razão, amigo: poucos têm um propósito de vida. Infelizmente. :( Meu abraço, obrigado; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:25  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Rosélia. E, quanto à necessidade de externar a poesia, lembra-me um pensamento de Gibran: as árvores dão os seus frutos para viver; porque reter é perecer. Meu abraço, amiga; bom fim de semana!

1 de julho de 2022 09:36  
Blogger O Árabe disse...

Infelizmente, Luiz. Acredito que todos devemos deixar rastros positivos da nossa passagem; acrescentar algo ao mundo. Meu abraço, amigo, obrigado; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:39  
Blogger O Árabe disse...

Bem assim, Fa: "Há que deixar sempre o mundo à nossa volta um pouco melhor". Meu abraço, obrigado; bom fim de semana, amiga.

1 de julho de 2022 09:40  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Amélia! Meu abraço, amiga; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:41  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Carmen. Pena, amiga, que as pessoa, por vezes,s se preocupam tanto em ter, que aos poucos esquecem de apenas SER, tão bom e tão simples! Meu abraço, obrigado; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:45  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Maria; muito bom rever-te! Meu abraço, amiga; bom fim de semana.

1 de julho de 2022 09:46  
Blogger Maria Luzia disse...

Passando pra desejar um bom fim de semana! O texto é lindo como sempre, amei!

1 de julho de 2022 22:06  
Blogger O Árabe disse...

Bom saber de você, Maria Luzia; alegria em revê-la, amiga! Meu abraço, boa semana.

4 de julho de 2022 15:47  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky