O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 12 de agosto de 2022

PAIS E FILHOS

 


Não podeis viver a vida de vossos filhos.

Assim eu vos tenho dito. Porque a rosa e a roseira têm necessidades e objetivos diferentes; e cada uma tem os seus próprios espinhos, para defender-se e cumprir a sua missão.

E, se assim é, tampouco podeis fazer com que vivam a vossa vida. Porque a ave que não deixa o ninho jamais aprende a voar, e tem uma visão muito limitada do que seja o mundo.

Sim; tudo isto, vos tenho dito e repetido. Entretanto, sei o quanto é difícil para o coração ouvir a lógica; ele atende aos sentimentos e emoções, enquanto a lógica é impessoal e prática.

E é preciso que assim seja. Porque o barco não pode seguir em frente sem velas e ventos; mas de nada lhe adiantaria avançar, se não houvesse o leme definindo o rumo a ser seguido.

Acautelai-vos, portanto, quanto à tentação de evitar lágrimas aos vossos filhos. Eles precisam chorar as suas próprias dores, assim como sorrir e festejar nas suas próprias alegrias.

Pois ninguém pode chegar ao Conhecimento, sem passar pelo aprendizado. E não merece usufruir das vantagens da chegada, aquele que não traça nem percorre seus caminhos.

Assim acontece convosco; e, antes de vós, aconteceu também aos vossos pais; e aos pais de vossos pais. Cada um correu seus riscos, chorou seus prantos e sorriu os seus sorrisos.

Por que, então, negaríeis aos vossos filhos as suas oportunidades de crescer? Por que acorrentaríeis os seus pés, tolhendo os seus voos? Isso não seria por amor, mas por egoísmo.        

Bem conheço as dificuldades de ser pai, pois tenho os meus próprios filhos. E, ao tempo em que lhes desejo voos maiores que os meus, sinto a tentação de mantê-los sob as asas.

Acredito que também assim aconteça a todo pai, todos os dias. E nada vos posso aconselhar, senão que ameis os vossos filhos; e lembreis que amor não é posse, mas compreensão.

Mais sensato é ensinar o filho a voar, do que pretender mantê-lo na segurança enganosa do ninho. Porque o tempo passa, e um dia virá em que não haverá como impedir o seu voo.

Nascemos para voar. E ao pai não compete entregar as asas ao filho, que já as trouxe consigo; seu trabalho é proteger e ensinar, para que o jovem esteja pronto quando a hora chegar.

O pai não deve ser como o chicote, que tange; nem como a corda, que limita. Precisa ser como o livro, que ensina; o perdão, que acolhe e protege; a repreensão, que educa e faz crescer.

Amai vossos filhos. E os ensinareis a voar.

Música:

http://ohassan.dominiotemporario.com/midis/EmiliePandolfi_SomewhereInTime.mid

Link música

Link vídeo

FELIZ DIA DOS PAIS! 

16 Comentários:

Blogger chica disse...

Lindo demais e nada tão verdadeiro! Os pais não podem viver a vida pelos filhos...Sofrer por eles, apesar da vontade. Eles devem aprender e voar... abração pra ti e papais que por aqui passarem! chica

13 de agosto de 2022 06:31  
Blogger Fá menor disse...

Tão belo e verdadeiro!
Só o amor é que deve morar no coração dos pais! E deixar voar.

Beijinhos e boa semana!

15 de agosto de 2022 11:03  
Blogger Ailime disse...

Bom dia meu Amigo e bom Árabe,
Um texto muito belo e com tantas verdades que a própria vida nos vai ensinando.
Além do amor aos nossos filhos devemos também respeitá-los, nos seus desejos, nas suas vontades.
O processo é gradual e começa logo à nascenca. Com todos os cuidados e amor que lhes dedicamos se inicia o voo para qual nem eles nem nós estamos ainda preparados. O tempo e a vida serão nossos grandes aliados para um dia eles se sentirem seguros para seus voos. Cabe-nos apoiá-los e estar atentos e eles se sentirão livres nos seus voos.
Virei ouvir a música e o vídeo mais tarde, porque estou no celular.
Beijinhos e uma boa semana.
Ailime

15 de agosto de 2022 11:34  
Blogger J.P. Alexander disse...

Buen homenaje te mando un beso.

15 de agosto de 2022 23:03  
Blogger Fatyma Silva disse...


Lindíssima postagem e cheia de verdades!
Uma grande homenagem aos pais. A vida é isso por mais que queira estar junto e proteger os filhos, eles crescem e como nós, vão viver a própria vida e nossas orações ajudam a vencerem todos os obstáculos encontrados.

Obrigada por partilhar, amei!

Um abraço e boa semana.

16 de agosto de 2022 10:47  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Chica! Mas são verdades que apenas a vida nos ensina... e aprendemos com dificuldade! Meu abraço, amiga, obrigado; bom fim de semana!

19 de agosto de 2022 14:27  
Blogger O Árabe disse...

Disseste tudo, Fa: deixar voar! Todos temos direito aos nossos voos... e às nossas quedas; faz parte da vida! Meu abraço, obrigado; bom fim de semana, amiga.

19 de agosto de 2022 14:29  
Blogger O Árabe disse...

Bem assim, Ailime: "Cabe-nos apoiá-los e estar atentos e eles se sentirão livres nos seus voos." . Também acredito que este é o nosso papel, amiga! Meu abraço, obrigado; bom fim de semana.

19 de agosto de 2022 14:31  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, J.P. Meu abraço, bom fim de semana!

19 de agosto de 2022 14:32  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Fatyma! E gostei da sua colocação: cabe-nos apenas prepará-los, e orar para que sejam felizes em seus caminhos. Meu abraço, amiga; bom fim de semana.

19 de agosto de 2022 14:34  
Blogger Parapeito disse...

Olá caro Árabe :)
Como quase sempre concordo com o que escreveu :)
A melhor proteção que podemos dar aos nossos filhos é fazer com que eles não tenham medo de se lançar livres nos seus voos.
E depois , saberem que haja o que houver, aconteça o que acontecer. podem sempre voar até ao ninho que é o amor dos seus pais :)
Lá estou eu :) Podem voar , voar para onde bem quiserem, desde que voltem sempre.
Abraço e brisas doces **

21 de agosto de 2022 16:10  
Blogger O Árabe disse...

Essa é o nosso papel, Maria. Mal colocando, cabe-nos ser o ninho, de onde eles se lançam e ao qual sempre poderão voltar! Meu abraço, amiga, obrigado; boa semana!

22 de agosto de 2022 14:36  
Blogger Roselia Bezerra disse...

Boa noite, amigo Árabe!
Sem rumo não vamos a lugar algum que finalize bem.
Eles voam querendo ou não nós, mas nós também voamos em nossa época.
Ser como o livro... Nunca tinha lido uma referência assim sobre pais. Muito bonita.
Tenha uma nova semana abençoada!
Abraços fraternos .

22 de agosto de 2022 16:47  
Blogger Majo Dutra disse...

Excelente, amigo. Nada há a acrescentar, nem se poderia expor melhor o tema. Desejo que seja um pai feliz em todos os seus dias.
Pandolfi no piano é uma maravilha, o vídeo é lindo...
Tudo bom. O meu abraço.
~~~~

22 de agosto de 2022 18:06  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Rosélia. Acredito, mesmo, que este é o papel dos pais: somos uma espécie de livro, no qual nossos filhos conhecem um pouco do que aprendemos sobre a vida. Digo "conhecem", porque ninguém aprende realmente, senão com as próprias experiências. meu abraço, amiga; boa semana!

22 de agosto de 2022 22:53  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Majo. Bom saber que te agradaram o texto e as músicas. Meu abraço, amiga; boa semana!

22 de agosto de 2022 22:53  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky