O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 12 de março de 2010

A ILUSÃO DA POSSE

Afastai de vós a ilusão da posse.

Pois a luz não beneficia à estrela que a emite; mas ao viajante longínquo, que por ela traça a sua rota na escuridão da noite. Como o jardineiro, embora não possua a beleza da rosa, usufrui do seu encanto.

Como o essencial não é o papel, nem são as páginas; mas a sabedoria que nelas se pode encontrar. E esta depende apenas daquele que as lê, pouco importando a quem pertença o livro.

Guardai-vos, pois, de dizer “Eis a minha mulher” ou “Eis o meu homem”. Dizei, antes: “Eis a pessoa que eu amo”; para que não a vejais como vossa propriedade, mas como a alegria do vosso coração.

E evitai, igualmente, dizer “Eis o meu filho”; ou o julgareis sujeito a vossas ordens. Dizei, antes: “Eis o fruto do meu ser”; para que tenhais sempre presente a vossa responsabilidade para com o seu futuro.

Recordai que dois extremos são necessários, para que possa existir o liame. E, assim, para cada coisa que pensais possuir renunciais a uma parte da vossa própria liberdade.

Porque esta é a grande armadilha da ilusão da posse: quanto mais o homem acredita possuir, mais escravo ele se torna da necessidade de conservar os bens que julga de sua propriedade.

Entretanto, nada vos pertence. Porque sois apenas caminhantes, na jornada da Vida. E ao caminhante não assiste o direito de julgar-se dono das pedras, das pessoas e das flores que encontra na estrada.

E nada necessitais possuir. Porque, para que o canto do pássaro vos encante os ouvidos, não é preciso que o encerreis na gaiola; e são as águas livres do regato que trazem alivio aos vossos pés cansados.

Esta é a verdade. E na sua compreensão está a chave para abrir todas as portas que vos retêm; e a força capaz de derrubar todos os muros que vos cercam. Este é o conhecimento que faz brotar em vós a liberdade.

A liberdade, em si, é a completa ausência da submissão; e ninguém existe que à cobiça não se submeta, ao apegar-se a tudo aquilo que julga possuir. Assim, é ao temer a perda das suas posses que o homem a elas se escraviza.

Em verdade, a posse é uma ilusão dos vossos sentidos; porque virá o dia em que a tudo precisareis deixar, para percorrer outros caminhos. E dolorosa será a renúncia, para aquele que aos seus bens se houver apegado.

Buscai, pois, a liberdade de apenas existir. E, ao usufruir dos vossos bens, dos vossos amigos e dos vossos amores, lembrai-vos de que nenhum deles vos pertence; vossas, são apenas as sensações que vos provocam.

E podeis guardar em vosso verdadeiro Eu.


UPGRADE, EM 19/03/2010: À amiga Auréola Branca (http://olhospretos.blogspot.com), agradeço pelo belo selinho que orna o nosso oásis. E, principalmente, pela gentileza e amizade.


54 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Árabe; mais uma vez me emociono ao ler seu post. Lindo demais! Creia: Muitas pessoas precisariam ler todos os dias. Aliás tudo está perfeito!
Bom fim de semana! Beijos

12 de março de 2010 19:22  
Blogger Maria Valadas disse...

Querido Árabe,

Senti a falta de ler os seus ensinamentos. Tiro deles, sempre algo que me encaminhe.

"Guardai-vos, pois, de dizer “Eis a minha mulher” ou “Eis o meu homem”. Dizei, antes: “Eis a pessoa que eu amo”; para que não a vejais como vossa propriedade, mas como a alegria do vosso coração."

Uma autentica verdade,

Desejo-te um bom fim de semana.

Beijos

12 de março de 2010 21:44  
Anonymous CValente disse...

Boa leitura aqui se desfruta
Saudações amigase bom fim de semana

13 de março de 2010 04:49  
Blogger Pensador disse...

Como sempre, um texto lindo e inspirado, para nos fazer refletir. Concordo com você, o apego excessivo, mais que não contribuir para nada de bom, nos arapalha a vida. Mas existem algumas "posses" das quais não dá para abrir mão. E uma delas é a presença dos seus extos no meu reader.
Abraços!

13 de março de 2010 05:18  
Blogger São disse...

A posse é uma ilusão perfeitamente destruidora!

Um abraço, Swami, e bom final de semana.

13 de março de 2010 06:44  
Blogger Estrela vespertina...turbulenta! disse...

olá!quanta sabedoria,obrigado pelas palavras,que a mim muito contribuiram!
"vossas, são apenas as sensações que vos provocam.
E podeis guardar em vosso verdadeiro Eu."
vou guardas estas palavras comigo.
até mais.

13 de março de 2010 06:53  
Blogger J. Araújo disse...

Um post emocionante. valeu a pena!

Abraço

13 de março de 2010 14:15  
Blogger Jaqueline Sales disse...

Quantas ilusões permeiam a nossa caminhada de vida, amigo Árabe! Felizes os que percebem que "quando os olhos são cegos, é preciso buscar com o coração".

Beijoooooooooosssssssssssssss

14 de março de 2010 06:19  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

gosto sempre de ler os seus textos e consigo sair sempre em paz e em reflexão.

concordo com todo o texto, mas....

E evitai, igualmente, dizer “Eis o meu filho”; ou o julgareis sujeito a vossas ordens. Dizei, antes: “Eis o fruto do meu ser.

esta frase foi a que mais me tocou, porque, e embora seja correcta, no contexto de todo o texto, eu prefiro dizer " Eis o meu filho", não com o sentido da posse, mas...talvez com o sentido de orgulho de mãe.

um abraço apertadinho e um
beij

14 de março de 2010 13:38  
Blogger Chica disse...

Uma sábia e linda lição, tão difícil na vida... Temoas a mania de pensar nos que nos cercam como nossos e estamos redondamente errados...abração,tudo de bom,chica

15 de março de 2010 10:44  
Blogger VANUZA PANTALEÃO disse...

Oi, amigo!
Essa é uma das piores de todas as ilusões e quando termina, como dói!
O novo post tá saindo do forno de hoje para amanhã. Gosto quando você me lembra, senão, do jeito que fico correndo pra lá e cá, eu ainda estaria no primeiro.
Uma semana das mais lindas!!!Bjsss

15 de março de 2010 13:54  
Blogger Hana disse...

Oi Arabe, minha imensa gratidão pelo seu afeto em meu blog, olha invadi seu cantinho abri gavetas, mechi em tudo, pois vc deixou a porta aberta, fiz um chá pra gente vc quer? Então vamos brindar.UM BRINDE AO SEU BLOG, A VC QUE CRIOU ESTE ESPAÇO lindo,e importante vou passar longas tardes de domingo aqui.Seu post é tudo de bom, eu li todo levo uma lição...obrigada
com carinho
Hana

15 de março de 2010 17:04  
Blogger FOTOS-SUSY disse...

QUERIDO AMIGO ÁRABE, MARAVILHOSO TEXTO... COMO SEMPRE ADOREI A TUA ESCRITA... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

15 de março de 2010 17:42  
Blogger MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

QUERIDO ÁRABE, ESTA ME FEZ PENSAR....E LOGO PELA MANHÃ .BELEZA DE POSTAGEM AMIGO.
uMA FELIZ SEMANA PARA VOCÊ

16 de março de 2010 05:52  
Blogger Daniel disse...

Fantástio Arabe.

Passamos tanto tempo armazenando "nossas coisas" quando na verdade deixamos tudo aqui quando partimos desse plano.

A posse por pessoas é horrível.
Muito boa sua postagem, como sempre.
abs

16 de março de 2010 09:01  
Blogger mundo azul disse...

______________________________


Sim! A posse é a mais enganosa das ilusões... Nada é nosso! Daqui a pouco, vamos embora e não levamos nada...Apenas o que somos no coração!


Sempre lindo, querido amigo...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

__________________________________

16 de março de 2010 12:41  
Blogger Nova Civilização disse...

Caro amigo,

belo texto. E muito mais que belo necessário, precioso... pois descreveste muito bem um grande mau que nos assombra que nos faz viver a margem e perder o brilho da luz... a ilusão de termos a posse. De que podemos nos favorecer e ter tudo que pensamos ... até mesmo em acorrentar os sentimentos do próximo sem mesmo olhar em seus olhos e senti-lo como semelhante. Subordinando- o. Assim caminha a humanidade nesse abismo sem fim nos deteriorando e separando cada vez mais por essa sensação desenfreada de possuirmos o outro como possuimos os objetos, apenas consumindO. Seríamos tão mais leves se entendessemos, literalmente, que somos apenas passageiros... viajantes e caminhamos para encontrar a nossa verdadeira paz, o nosso verdadeiro lugar!

"...E ao caminhante não assiste o direito de julgar-se dono das pedras, das pessoas e das flores que encontra na estrada. E nada necessitais possuir..."

abraços fraternos,

obrigada pela partilha,

Gisele

16 de março de 2010 13:14  
Blogger Barbara disse...

Isso.
É de lembrar todo momento.
Prevenção de acidentes na alma.
Árabe, vou perguntar de novo:
Você existe mesmo?

17 de março de 2010 06:44  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. Mas perfeito, mesmo, é poder estar em nosso oásis. :) Bom resto de semana!

17 de março de 2010 08:40  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Maria. Falta também me fazem os teus poemas, que semeiam a poesia em nossos dias. :) Bom resto de semana!

17 de março de 2010 08:44  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Valente. Meu abraço, bom resto de semana!

17 de março de 2010 08:45  
Blogger O Árabe disse...

O que posso fazer, amigo Pensador, senão agradecer a sua gentileza? :) Meu abraço, bom resto de semana!

17 de março de 2010 08:45  
Blogger O Árabe disse...

Bem definido, São! :) Bom resto de semana, amiga; fica bem!

17 de março de 2010 08:46  
Blogger O Árabe disse...

Sabedoria, Estrela? Experiência, eu diria... mas obrigado, pela gentileza das suas palavras. :) Bom resto de semana!

17 de março de 2010 08:47  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Araújo. Meu abraço, bom resto de semana!

17 de março de 2010 08:48  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Keila. E quantas vezes, apenas com o coração verdadeiramente enxergamos. :) Bom resto de semana.

17 de março de 2010 08:53  
Blogger O Árabe disse...

Entendo, sim, Piedade... e é um direito que te assiste, como mãe que és. Afinal... ele é o fruto do teu ser! :) Bom resto de semana, amiga!

17 de março de 2010 09:03  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Chica... a verdade é que jamais poderemos possuir alguém. :) Bom resto de semana!

17 de março de 2010 09:04  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Vanuza... como dói! E fique tranquila... vou sempre te lembrar de escrever! :) Bom resto de semana.

17 de março de 2010 09:05  
Blogger O Árabe disse...

Gratidão a você, Hana, pela gentileza das palavras. E disponha, sim, sempre. O oásis é nosso! :) Bom resto de semana.

17 de março de 2010 09:07  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a tua presença, Fernanda. Obrigado, amiga; bom resto de semana!

17 de março de 2010 09:07  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Martha; este é um assunto que, realmente, merece os nossos pensamentos, não? :) Bom resto de semana!

17 de março de 2010 09:09  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Daniel! Melhor faríamos colecionando sentimentos e aprendizado... estes nos acompanham sempre. :) Meu abraço, bom resto de semana!

17 de março de 2010 09:10  
Blogger O Árabe disse...

Pura verdade, Zélia: o que levamos é o que somos. O nosso verdadeiro Eu. :) Bom resto de semana, amiga!

17 de março de 2010 09:11  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Gisele; obrigado! Bom resto de semana, fica bem.

17 de março de 2010 09:12  
Blogger O Árabe disse...

Eis uma boa pergunta, Bárbara: qual será o verdadeiro nível da existência? :) Mas gostei da expressão "prevenção de acidentes na alma"; fantástica... e verdadeira! :) Bom resto de semana!

17 de março de 2010 09:14  
Blogger Jaqueline Sales disse...

De uma coisa eu sei: qual mulher não gostaria de "possuir" um homem sensível ao seu lado? Gostaria de ouvir a sua opinião sobre o tema lá nos Uivos da Loba, amigo Árabe.

Beijoooooooossssssssssss

17 de março de 2010 16:11  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Eis aqui uma pessoa que admiro, pela capacidade e pela sabedoria! A posse é deste mundo, não é divina! Um beijo!

17 de março de 2010 17:10  
Anonymous De... disse...

Somente em total liberdade a essência pode ser plena em sua pura manifestação.
Suas palavras, Árabe, se abrem em múltiplos e sensíveis exemplos.

"...e são as águas livres do regato que trazem alivio aos vossos pés cansados...", disse você. Permita-me a ousadia de acrescentar: leve-se uma quantidade dessa água para casa, em um recipiente. Em poucos dias, teremos uma água turva, limosa...sem energia...sem anima...deteriorada em sua essência.

Grata, sempre...pelos ensinamentos.

17 de março de 2010 19:40  
Blogger Triste Flor disse...

Nada é nosso, e ao mesmo tempo tudo é nosso... Nada que nos apeguemos, mas tudo que queremos ser, adoro tuas sábias palavras... bjus no coração.

17 de março de 2010 20:16  
Blogger ♥MáH♥ disse...

"Porque, para que o canto do pássaro vos encante os ouvidos, não é preciso que o encerreis na gaiola"

Simplesmente perfeito... Lamentável que algumas pessoas esqueçam disso, e se rendam ao sentimento de posse...

Beijão0
=*

18 de março de 2010 13:47  
Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo.

Como é forte esta ilusão.
Achamos que possuímos.
mas nada nos pertence,
nem os bens materiais,
nem mesmo a vida,
nem mesmo as palavras,
nem mesmo o tempo.
Se aprendessemos isto mais cedo
nos entregaríamos a construção de um novo modelo de sociedade
fundamentado no amor, na amizade
e na solidariedade.

Que teu coração seja sempre casa de alegria.

18 de março de 2010 16:30  
Blogger O Árabe disse...

Será um prazer participar, Keila. Aliás, é sempre bom ler o que vc escreve. :) Bom fim de semana!

19 de março de 2010 06:57  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Claudinha: o desejo de posse é fruto da insegurança que nos assombra, neste mundo. :) Bom fim de semana!

19 de março de 2010 06:59  
Blogger O Árabe disse...

Grato a você, De, pela gentis palavras! :) Bom fim de semana, com saúde e paz.

19 de março de 2010 06:59  
Blogger O Árabe disse...

Bela colocação, Flor: tudo poderemos ser, sim... depende apenas de cada um. :) Bom fim de semana!

19 de março de 2010 07:00  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, MáH: o desejo de posse nada pode trazer, além de frustração e sofrimento. Bom fim de semana!

19 de março de 2010 07:01  
Blogger O Árabe disse...

Belo e poético comentário, Aluísio; obrigado! Meu abraço, bom fim de semana.

19 de março de 2010 07:02  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

:):)

bom fim de semana!

19 de março de 2010 10:04  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Piedade! De coração, o mesmo te desejo.

19 de março de 2010 12:59  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Saudades das palavras que trazem profundos ensinamentos. Feliz por voltar a ler-te.
Venho trazer pérolas incandescentes de carinho, selando meu retorno.
Com carinho
Eärwen

19 de março de 2010 17:59  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria, Eärwen, a sua presença! Seja bem-vinda, amiga; bom fim de semana!

20 de março de 2010 20:00  
Blogger Perla disse...

Sim, quem ama verdadeiramente, deixa livre o objeto do seu amor!

Nada é de ninguém e tudo é de todos.
"vossas, são apenas as sensações"


Bjins

22 de março de 2010 06:25  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Perla. Sempre uma alegria a sua presença. :) Boa semana!

22 de março de 2010 06:27  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky