O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

VIDAS QUE NÃO SÃO VIDAS



Cuidai dos vossos pensamentos, das vossas emoções e da vossa conduta.
 
Pois são os pensamentos, as emoções e a conduta, que determinam o que cada um faz da sua própria vida. E vidas existem, que se perdem no tempo e no espaço.

Que passam pelo mundo, como a chuva fina que cai sobre o alto-mar: como se não fizessem diferença; como se fossem apenas mais gotas, esparsas entre milhões de outras.

Como o botão que não se tornou rosa; como a canção que jamais foi cantada, o verso que não chegou a ser escrito, a dor que não foi chorada, o amor que não foi vivido.

Como a voz presa na garganta, a lágrima que se esconde atrás dos olhos, o sonho que não foi realizado, o pensamento que não se tornou ação, o sol que não surgiu no horizonte.

Mortes que não serão lamentadas, vidas que não serão lembradas. Porque se perderam de si mesmas, e assim não foram capazes de encontrar os seus verdadeiros caminhos.

Pessoas que se julgam mais do que são e assim tornam-se menos do que poderiam ser. Ou não percebem o valor que têm e por isto não conseguem acreditar em si mesmas.

Que se vendem pela alegria de um instante; que subvertem os valores que dizem defender. Que se acreditam acima do pecado e censuram nos outros o que elas mesmas fazem.

Que se alimentam de traições e arrotam fidelidade; que sorriem falsidade e ocultam a hipocrisia atrás da honestidade aparente. Que mascaram mentiras com meias-verdades.

Que dizem ser um livro aberto, e nada mostram senão páginas em branco. Que buscam ser invejadas e, entretanto, são a personificação da inveja pela vida alheia.

São como o filho que a vida inteira diz buscar  o carinho dos pais e se isola no seu próprio mundo; como a ave que deseja voar e não se arrisca a deixar a segurança do ninho.

São como petiscos bonitos, que por falta de tempero não têm sabor; como telas de cores esmaecidas, como a tristeza de um ébrio perdido na falsa alegria de seu mundo irreal.

Como a semente que não vingou, a onda que não se formou, o bebê que não nasceu. A saudade que não faz chorar, o reencontro que não faz sorrir, a garoa que se esfuma à luz.

Vidas existem, que se perdem no tempo e no espaço. Que não sorriem as suas alegrias, não choram as suas dores, não sussurram a sua ânsia, não gemem o seu prazer.  

São como retratos desbotados, na parede da Eternidade.

Inspirado pela (inquietante) imagem, disponível na internet.
Música:
 http://ohassan.dominiotemporario.com/midi%20vocais/1_michael_jackson_smile.mid  

46 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Eis a vida, Árabe! Com todas as suas facetas. Lágrimas derramadas nas caladas da noite, amores desperdiçados, mãos estendidas sem amparo, enfim, cada um cumprindo com seu papel a que veio destinado. Pena que não aceitamos tudo com sorriso nos lábios de conformidade.
Belo post! Triste, mas lindo!
Bom fim de semana! Beijos

27 de fevereiro de 2015 17:19  
Blogger Olhos de mel disse...

A imagem é bonita e a musica é linda!
Beijos

27 de fevereiro de 2015 18:06  
Blogger ✿ chica disse...

Árabe, falaste muito bem, como sempre e essas pessoas assim, não vivem de verdade...Apenas respiram, vegetam e ocupam lugar no espaço...abraços, chica

28 de fevereiro de 2015 02:12  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

O mundo esta cada vez mais cheio dessas vidas vazias...

Arabe, um otimo fim de semana... com muita luz e paz...

Beijos...

28 de fevereiro de 2015 19:54  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Olá Árabe!
Tenho medo destes retratos amarelados na parede da memória. Creio que ficam assim quando as pessoas se esquecem das outras ou elas deixam de ter importância. Assim como acontece com as fadas e seres mágicos, rsrsrs. Mas tenho fé nos retratos amarelados guardados nos álbuns da memória, estes sim são revistos sempre. Viverão eternamente!

1 de março de 2015 04:10  
Blogger Filha do Rei disse...

Oi!! Que possamos preservar aquilo que vale a pena.Lindo, lindo texto!!Bjs

1 de março de 2015 16:45  
Anonymous gal disse...

Linda imagem,a música maravilhosa,faz a gente sonhar.Gostei muito do texto,vc disse tudo,a vida é assim,infelizmente. As vezes a gente se torna outra pessoa para fugir na verdade,da pessoa que a gente gostaria de ser,e pra não viver uma vida vazia ,a gente se conforma em viver o destino que nos foi destinado.
bjs,

3 de março de 2015 16:16  
Blogger Rô... disse...

oi meu amigo,

tenho medo de que a rotina e a obrigatoriedade de todos os dias,
me torne uma pessoa sem graça,com a vida vazia...

beijinhos

4 de março de 2015 02:58  
Blogger Isy disse...

Um exelente texto (como sempre) para refletir! adorei!

bjxxx

4 de março de 2015 03:29  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

O Árabe, a maioria das pessoas vegeta, não sabe porquê está neste planeta, nem para onde vai...

Saúde e paz pra você!

4 de março de 2015 05:55  
Blogger Maria Luzia disse...

Boa tarde meu bom amigo, saudades...problemas com a internet, coisas do inverno, RAZÃO de minha ausência. O texto é maravilhoso como todos os outros. Passar por cima dos obstáculos e viver bem é o que importa, pensamentos positivos atraem coisas boas, e como!!! Um enorme abraço e tudo, tudo muito lindo, amei!!! Fique com Deus e ótima semana!

4 de março de 2015 06:51  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

um texto tão cheio de verdades, que até dói ler.

imagem e musica em sintonia.

um muito obrigada e um beijo

:)

4 de março de 2015 07:15  
Blogger Ailime disse...

Meu amigo e bom Árabe, belíssimas pérolas aqui semeou recheadas de tantas verdades sobre a vida que não se vive, que até tenho dificuldade em comentar!
Tantas coisas lindas que a vida nos oferece e que tanto desperdiçamos!
No entanto penso em certos condicionalismos que vetam a que se viva de forma mais agradável, mas muito dissipamos e a vida é efémera!
Se atentássemos bem no seu significado e durabilidade dar-lhe íamos outro sentido e a viveríamos com maior intensidade e veracidade.
Beijinhos meu amigo e os meus votos de continuação de boa semana.
(A musica é lindíssima;))!
Ailime

4 de março de 2015 11:06  
Blogger Magia da Inês disse...

⋰˚هჱܓ
"Simplesmente passou pela vida e não viveu.
Bom restinho de semana, amigo!
Beijinhos.
ه°·✿

4 de março de 2015 13:20  
Anonymous Helena disse...

Vidas
"Que passam pelo mundo, como a chuva fina que cai sobre o alto-mar: como se não fizessem diferença; como se fossem apenas mais gotas, esparsas entre milhões de outras.Como o botão que não se tornou rosa; como a canção que jamais foi cantada, o verso que não chegou a ser escrito, a dor que não foi chorada, o amor que não foi vivido. Como a voz presa na garganta, a lágrima que se esconde atrás dos olhos, o sonho que não foi realizado, o pensamento que não se tornou ação, o sol que não surgiu no horizonte."
Meu querido amigo, toda a tua postagem é um hino de louvor à vida, é de uma beleza ímpar, de um sentido muito profundo, mas ousei condensar num só texto aquele que mais me prendeu a atenção, não só pelo expressivo significado, como também pela poesia que é exalada em cada enunciado. Lindo, tão lindo, que me fez marejar os olhos...
Grata pelo momento, meu querido!
Que te cheguem sorrisos a brincar nas horas dos teus dias e estrelas para iluminar as tuas noites.
Com carinho,
Helena

4 de março de 2015 18:23  
Blogger Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Bom dia, Árabe
amigo poeta, quantas vidas são vividas da maneira como nos colocou, quem sabe até nós, temos algumas falhas neste sentido....Infelizmente, hoje é comum vermos vidas vazias, porém repletas de falsas emoções custa menos para nós, quem sabe fingir do que nos mostrar por inteiro.Às vezes, dói ser verdadeiro e por isso, vão vivendo sem serem os exemplos que mostram ser. Belíssimo texto. Bela reflexão! Abraços!

5 de março de 2015 04:42  
Blogger Mariazita disse...

Tenho andado, aos poucos e de acordo com a disponibilidade de tempo, a agradecer a presença na "festa de aniversário" da minha «CASA».
Hoje chegou a sua vez! Algum dia havia de chegar -:)
Obrigada!

Mais um excelente texto para reflexão, com a qualidade a que já estamos habituados.

Continuação de boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

5 de março de 2015 09:10  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

"Ervas que nascem ao amanhecer e murcham ao entardecer."
Li esse versículo em um salmo e nunca mais o esqueci. Na verdade, acredito que esses altos e baixos sempre serão aplicados à brevidade da vida humana na terra. Essa é a Lei!
Profundo e belo. Adorei!Bjsss

5 de março de 2015 09:18  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá amigo Árabe,

'Smile' é uma belíssima música e Michael Jakson a interpreta lindamente.

Gostei demais do seu lindo texto. As comparações são perfeitas, notadamente a que ressalto abaixo:

"...Que passam pelo mundo, como a chuva fina que cai sobre o alto-mar: como se não fizessem diferença; como se fossem apenas mais gotas, esparsas entre milhões de outras."

Lamento por quem passa por esse mundo sem deixar uma marca ou sem viver, deixando de fazer valer este grande presente divino chamado 'vida'.

Parabéns pela bela e importante inspiração que a interessante imagem lhe proporcionou.

Abraço.

5 de março de 2015 12:11  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola, Árabe!!!

Nos dejas un precioso texto, como siempre invitando a la reflexión y con un soplo de prosa poética.
Cada cual nace con su destino y aunque al se puede cambiar... No todo. Tampoco podemos judgar a otros, pues ay momentos en la vida que de todo nos puede pasa: el caso es que si caemos, también podremos levantarnos, algunos, pues no todo pueden.

Ha sido un un placer pasar a leerte.
Te dejo mi gratitud y mi estima.
Un beso y se muy muy feliz.

5 de março de 2015 12:43  
Blogger ONG ALERTA disse...

Muita gente não vive de verdade..
Abraço Lisette

5 de março de 2015 16:52  
Blogger O Árabe disse...

Pena? Não sei, Olhos de Mel...acredito que a gente sempre deve tentar ser feliz, da melhor forma que puder. Obrigado, bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:13  
Blogger O Árabe disse...

Linda mesmo, não é? Essa interpretação do Jackson é fantástica!

6 de março de 2015 07:14  
Blogger O Árabe disse...

Acho que você disse bem, Chica: não vivem de verdade. Obrigado, bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:15  
Blogger O Árabe disse...

Está, Arco-Íris... infelizmente! :( Obrigado, minha amiga; bom fim de semana!

6 de março de 2015 07:16  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Claudinha! Cuidemos, então, de registrar a nossa imagem... é a melhor forma de viver para sempre! :) Bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:18  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Princesa! Depende de nós, fazer com que a nossa memória valha a pena. Bom fim de semana!

6 de março de 2015 07:19  
Blogger O Árabe disse...

Pensamento triste, gal. Mas sempre vale a pena buscar a felicidade, da forma que nos for possível. Obrigado, bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:21  
Blogger O Árabe disse...

Duvido que isso aconteça, Rô. As pessoas cheias de vida e ideais nunca se tornam vazias. Bom fim de semana, amiga!

6 de março de 2015 07:22  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Isy. Bom fim de semana, amiga!

6 de março de 2015 07:23  
Blogger O Árabe disse...

Uma pena, não é, Shirley? A Vida nos oferece tantas coisas maravilhosas! Bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:24  
Blogger O Árabe disse...

Saudade também, Maria Luzia; é sempre uma alegria a sua presença. E você tem razão: viver bem é o que importa! Bom fim de semana, obrigado.

6 de março de 2015 07:25  
Blogger O Árabe disse...

E que música linda, não, Piedade? Obrigado a você, bom fim de semana!

6 de março de 2015 07:26  
Blogger O Árabe disse...

Concordo inteiramente com você, Ailime:Se atentássemos ao significado da vida, viveríamos com maior intensidade e veracidade. Obrigado, minha amiga; bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:29  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Inês! Essa frase resume bem a tragédia de algumas vidas. Obrigado, bom fim de semana!

6 de março de 2015 07:31  
Blogger O Árabe disse...

Preciosa condensação, Helena; sugerida, decerto, por sua sensibilidade ímpar. Obrigado, amiga; tenha um bom fim de semana e continue a ser feliz!

6 de março de 2015 07:34  
Blogger O Árabe disse...

Você está certa, Marli: às vezes, custa menos fingir do que mostrar-se por inteiro... infelizmente. Obrigado, bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:36  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Mariazita. E acredita-me: foi uma grande alegria estar presente à tua festa! Obrigado, bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:37  
Blogger O Árabe disse...

Essa é a Lei, Vanuza! Não foi à toa que você guardou o salmo. Obrigado, amiga; bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:38  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Vera, pela gentileza e amizade. E mais uma vez o nosso gosto musical se afina: adoro essa música, e essa interpretação do Michael Jackson, para mim, é inigualável! Bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:40  
Blogger O Árabe disse...

Concordamos, Marina: todos podemos cair... o importante é que sejamos capazes de levantar-nos. Obrigado, minha amiga; bom fim de semana.

6 de março de 2015 07:41  
Blogger O Árabe disse...

Você rseumiu bem, Lisette; essa é a triste verdade. Bom fim de semana!

6 de março de 2015 07:42  
Blogger São disse...

Excelente liçãp, Swami, como sempre.

Abraço grato

6 de março de 2015 08:48  
Blogger Elizabeth F. de Oliveira disse...

Muito reflexivo seu texto, Árabe.
Seus olhos, que trilham o caminho da evolução conseguem perceber esse 'desperdício' de vida, que infelicita a muitos. Porém, essas pessoas não conseguem enxergar dessa forma, por pertencerem a um outro estágio de entendimento nessa jornada comum chamada vida.
Um abraço, meu amigo!

6 de março de 2015 11:22  
Blogger O Árabe disse...

Grato a você, São, pela amizade e gentileza de sempre. Bom fim de semana, minha amiga!

6 de março de 2015 13:40  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a sua pre4sença, Elizabeth! Obrigado, amiga; bom fim de semana.

6 de março de 2015 13:40  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky