O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 20 de março de 2015

A VOSSA SOLIDÃO


É só, que cada um vem a este mundo.
Ainda que toda a família comemore o aguardado nascimento do bebê, é apenas da sua boca que sairá o primeiro choro; e é apenas nela que se formará o primeiro sorriso.
Só, cada um o deixará. Por melhor que tenha sido o homem e por mais profunda dor que cause a sua partida, somente ele sentirá a derradeira agonia e exalará o último suspiro.
Acostumai-vos a esta verdade, por mais amarga que possa parecer. Observai que, embora as rosas do buquê se sustentem uma à outra, cada uma brota e floresce a seu tempo.
As estrelas, que tão próximas entre si vos parecem à distância, seguem as suas próprias órbitas. E, entretanto, enfeitam juntas o céu noturno, que tanto vos encanta.
Sim; é certo que as vossas vozes se unem, para formar a beleza do coro. Mas é também certo que cada um precisa cantar a sua parte, para que haja a harmonia no todo.
E, ainda que o amor possa unir os vossos corações, lembrai-vos de que cada coração precisará bater por si mesmo, para que a vida e o amor continuem a existir em vós.
Sós estareis, durante todo o tempo de cada jornada. Ainda que vos possais dar as mãos e caminhar juntos, em verdade cada um de vós precisará percorrer a sua própria estrada.
E é com os próprios olhos, que deverá enxergar o seu caminho e vencer os obstáculos que nele encontrar. Com os seus próprios esforços, transpor os seus rios e os seus oceanos.
A cada um, cabe escalar as suas montanhas e descer ao fundo de seus abismos. Pois o objetivo da jornada é o Conhecimento; e este só chega para quem aceita o aprendizado.
Não vos enganeis: podeis até dividir com outrem a vossa cama, porém cada um de vós terá os seus próprios sonhos e os seus próprios pesadelos. E acordará com os próprios olhos.
E podeis dividir os vossos ideais. Contudo, cada um precisará trabalhar para realizar os próprios ideais; pois está escrito que o vosso pão será ganho com o suor do vosso rosto.    
Assim é. Porque ninguém conhecerá a felicidade e a tristeza, se não as encontrar em seus próprios caminhos; ou saberá a dureza das pedras, a menos que sangrem os seus pés.
E ninguém chegará ao Coração do Universo, senão através do seu verdadeiro Eu.  
Música:

47 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

É bem verdade! Porém ninguém quer viver sozinho a vida inteira. Basta que se olhe a nossa própria volta.
Viver só, talvez seja vontade dos que vivem acompanhados, a partir do momento que algo não vai bem. Porém, só sabe como dói, quem pela solidão passa. E isso é perceptível, quando se consegue olhar além, das nossas próprias limitações.
Belo post, Árabe! Bela musica e imagem!
Bom fim de semana! Beijos

20 de março de 2015 18:15  
Blogger ✿ chica disse...

Quanta verdade e realismo em tuas belas palavras! É isso mesmo...Nascemos sozinhos e vamos morrer assim também!


Bela reflexão! abraços, tudo de bom,chica

21 de março de 2015 02:39  
Blogger Ailime disse...

Boa tarde meu amigo e bom Árabe,
Um texto lindíssimo e realista sobre este nosso tão efémero percurso na Terra!
Penso até e corrija-me se estiver errada, que esta solidão que nos acompanha desde o nascimento passará, mesmo que acompanhados, pelo respeito à individualidade do outro.
Só assim a viagem poderá tornar-se mais leve fortalecendo-nos para o momento em que ficaremos sós!
O bolero, uma daquelas músicas, como o tema do "post" anterior (que hoje consegui ouvir;)) que ficam gravadas para sempre no coração. Muito belas ambas.
Muito obrigada por mais um elevado momento que para mim é de grande reflexão.
Desejo-lhe um bom domingo e semana, amigo.
Beijinhos,
Ailime

21 de março de 2015 13:11  
Blogger Nidja Andrade disse...

Cada vez que venho aqui me encho de sabedoria. Belo texto!
AbraçO

21 de março de 2015 19:07  
Blogger Maria Luzia disse...

Sós estareis, durante todo o tempo de cada jornada. Ainda que vos possais dar as mãos e caminhar juntos, em verdade cada um de vós precisará percorrer a sua própria estrada.

Um texto riquíssimo! Vejo verdades em todas as palavras. É verdade meu bom amigo, o ser humano só cresce, amadurece, caminhando com suas próprias pernas. Só assim aprende a assumir suas responsabilidades, seus ideais, evoluir, aprender a enfrentar os obstáculos da vida, sabemos que não são poucos, não mesmo! Certo que muitas quedas levamos, até adquirirmos o amadurecimento preciso. Falo a você Árabe, o seguinte: muitas vezes o ser só, é o maior professor que temos na vida. Parabéns pelo lindo texto, todos lindos e com grandes ensinamentos. Que você tenha um ótimo domingo e desde já, uma semana com paz e saúde. Muito obrigada!

22 de março de 2015 05:22  
Blogger Luma Rosa disse...

Oi, Árabe!
Triste pensar na solidão das almas, na fria e inegável constatação de que não importa quem participe da nossa caminhada, a consciência e a transformação só depende de cada um de nós.
Mesmo sabendo de tudo isso, encontramos pessoas que nos são cúmplices dessa mesma consciência. Isso nos faz entender e respeitar, a responsabilidade que temos pelo que sentimos e pelo que podemos provocar no outro.
Bom Domingo!
Beijus,

22 de março de 2015 08:11  
Blogger Olhos de mel disse...

Árabe; vim parabenizar Luma, talvez ela tenha dito tudo que pensei e não soube dizer. Quero parabenizá-la pelas sábias palavras! Triste do homem que se fecha em seu mundo, sem ter a percepção do outro. Sem perceber que as pessoas importantes em nossas vidas, nos fazem falta. Que precisamos da sua companhia.
Beijos

22 de março de 2015 10:35  
Anonymous gal disse...

Muito bom texto,talvez essa certeza de que não estamos sós,não passe realmente de uma ilusão,descobrimos isso na busca pelo amadurecimento,de repente a gente se dá conta de que mesmo acompanhado,somos os únicos responsáveis por nossos atos,a dor,a alegria, a consciência,tudo é individual,as vezes a gente se pega dividindo o mesmo sonho com a pessoa que está do nosso lado,numa necessidade de construir algo mais concreto.Não sei se concordo,se não concordo,eis uma grande reflexão.
Bjs viu.

22 de março de 2015 12:59  
Blogger Olhos de Mel disse...

Uma bela reflexão, Árabe! Lamentável, são as pessoas acharem que estão sós. Porque quando nascemos, estamos em companhia, quando falecemos, estamos em companhia. E do outro lado da dimensão, estão também companhias a nos esperar, para nos acompanhar na nova jornada até que estejamos prontos.
Talvez por isso, não nos acostumamos com a solidão.
As pessoas, muitas vezes falam, mas, diante da sua solidão, vão aos poucos se sentindo deprimidas, até entrem em depressão.
Boa semana! Beijos

22 de março de 2015 15:14  
Blogger Sherazade disse...

Linda postagem, Árabe! Apesar de algumas divergências de opinião. Mas isso é que nos possibilita o aprendizado.
Boa semana! Beijos

22 de março de 2015 17:50  
Blogger Olhos Doces disse...

Querido Árabe, muitos, por inúmeros problemas até gostam da solidão, mas chega um tempo, em que essa solidão começa a incomodar, a doer.
Boa semana! Beijos

22 de março de 2015 17:58  
Blogger Rô... disse...

oi meu amigo,

ahh,não gosto nem um pouco de ficar sozinha,em momento nenhum,
gosto de companhia,de gente por perto...
mas suas palavras refletem uma verdade indiscutível...

beijinhos

23 de março de 2015 03:39  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola, Árabe!!!

Nos dejas un texto precioso y verdadero.

Así es la vida, nos regala dos caminos, el mal y el bien... la felicidad por un lado y la tristeza por otro. También la soledad y la compañía. Así es la vida, no tendría mérito si fuera todo perfecto.
Difícilmente uno pueda tener todo.

Ha sido un placer.
Te dejo mi gratitud y mi estima.
Un beso y se muy muy feliz.

23 de março de 2015 14:37  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Verdade incontestável que machuca...
Beijos, O Árabe!

23 de março de 2015 17:58  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá Árabe,

Muito lindo o seu texto, assim como a música, que adoro.
O progresso de cada um é conquista individual. Ninguém sofrerá as dores de outrem e nem aprenderá por ele. Mesmo acompanhados, o aprendizado é inerente a cada ser, dentro de sua escala evolutiva.

Grande abraço e feliz semana.

23 de março de 2015 20:36  
Blogger São disse...

O seu humano é uma ilha rodeada de inavegável solidão...mas antes só do quem má companhia!!

Amigo meu, abraço forte.

24 de março de 2015 05:53  
Blogger CÉU disse...

Ninguém faz por nós, a não sermos nós próprias. Os nossos pais e Deus amam-nos ainda mais que nós.
Excelente bolero. Aliás, André Rieu já é espetáculo por ele mesmo.

Continuação de boa semana.

25 de março de 2015 03:27  
Blogger Isy disse...

Sempre realista!! A solidão é um dos nossos maiores medos!

Bjxxx

25 de março de 2015 03:49  
Blogger Rita Freitas disse...

Sim, é um trabalho individual e faz-se a cada passo, apesar de em última instância sermos todos UM só.

bjs

25 de março de 2015 04:14  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Verdade amigo e só partimos.
Como sempre o seu texto merece
uma leitura atenta e uma boa
ponderação.
Desejo que o amigo se encontre bem.
Um abraço
Irene Alves

25 de março de 2015 08:37  
Blogger Luma Rosa disse...

Oi, Árabe!
Voltei para te convidar para a 10ª Edição do BookCrossing Blogueiro!...
Está tudo bem por aí?
Beijus,

25 de março de 2015 20:39  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

a verdade a que não podemos fugir.
nascemos sós.
morremos sós.
o texto é de uma lucidez que me comove.
obrigada meu amigo
beijo
:)

26 de março de 2015 10:24  
Blogger O Árabe disse...

Acredite, Olhos de Mel: todo mundo passa pela solidão. Ela é uma das sensações que existem em nós. Obrigado, bom resto de semana!

26 de março de 2015 10:45  
Blogger O Árabe disse...

Essa é a verdade, Chica. Ainda que as aves voem em bandos, cada uma precisa fazer o seu próprio curso. Obrigado, bom resto de semana.

26 de março de 2015 10:46  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Ailime: é preciso ter a noção de solidão, para que respeitemos a individualidade do outro! Obrigado, minha amiga; bom resto de semana.

26 de março de 2015 10:48  
Blogger O Árabe disse...

Concordamos, Maria Luzia: cada um só amadurece caminhando com as próprias pernas... aprendendo as próprias lições. Grato pela gentileza e amizade, bom resto de semana.

26 de março de 2015 10:50  
Blogger O Árabe disse...

Assim realmente é, Luma: a consciência e a transformação só podem ocorrer dentro nós. É exatamente por isto, que cada um tem (e vivencia) a sua própria solidão. Obrigado, bom resto de semana.

26 de março de 2015 10:53  
Blogger O Árabe disse...

Também concordo com a Luma, Olhos de Mel. Mas você já viu isso, não é? :)

26 de março de 2015 10:54  
Blogger O Árabe disse...

Bem como você disse, gal: somos os únicos responsáveis por nossos atos. É sob esse conceito, que não podemos fugir à solidão. Obrigado, bom resto de semana.

26 de março de 2015 10:56  
Blogger O Árabe disse...

Concordo, Olhos de Mel. Mas o que penso é que, por mais acompanhados que estejamos, cada um está sempre só, com as suas próprias emoções e os seus próprios sentimentos. Nisto consiste o aprendizado.

26 de março de 2015 10:59  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Sherazade! São as diferentes opiniões que nos trazem novos pontos de vista. Obrigado, bom resto de semana.

26 de março de 2015 11:01  
Blogger O Árabe disse...

Incomoda e dói, sim, Olhos Doces... mas não é esse o caminho do aprendizado? :) Obrigado, bom resto de semana!

26 de março de 2015 11:03  
Blogger O Árabe disse...

Em verdade, Rô, ninguém gosta... mas às vezes precisamos! Obrigado, boa semana.

26 de março de 2015 11:04  
Blogger O Árabe disse...

Inteiramente de acordo, Marina: não teríamos méritos, se tudo fosse perfeito! Obrigado, bom resto de semana.

26 de março de 2015 11:05  
Blogger O Árabe disse...

Como a maioria das verdades, Shirley. Mas precisamos aceita-la! Bom resto de semana.

26 de março de 2015 11:06  
Blogger O Árabe disse...

Ah... a sabedoria dos velhos ditos populares! Não é, São? :) Bom resto de semana, minha amiga!

26 de março de 2015 11:08  
Blogger O Árabe disse...

Concordo, Céu! Essa música é linda, e André Rieu é fantástico! Bom resto de semana.

26 de março de 2015 11:09  
Blogger O Árabe disse...

E cada vens que vens, Nidja, a tua presença é uma grande alegria! Obrigado, bom resto de semana.

26 de março de 2015 11:09  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Vera: "Mesmo acompanhados, o aprendizado é inerente a cada ser, dentro de sua escala evolutiva". E é sob este ponto de vista, que estamos sós. Lindo o Bolero, não é? Bom resto de semana!

26 de março de 2015 11:14  
Blogger O Árabe disse...

É, Isy. E são justamente esses que precisamos enfrentar e vencer! Bom resto de semana.

26 de março de 2015 11:15  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Rita: faz-se a cada passo. Uma alegria a sua presença, bom resto de semana!

26 de março de 2015 11:17  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Irene: sós chegamos e partimos. Estou bem, amiga; e você? Obrigado, bom resto de semana!

26 de março de 2015 11:18  
Blogger O Árabe disse...

Tudo, Luma. E pode contar comigo, já sabe! :)

26 de março de 2015 11:27  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Piedade. Comove-me a tua gentileza, bom resto de semana!

26 de março de 2015 11:28  
Blogger Smareis disse...

Olá Árabe!
Quanta sabedoria nesse texto. O Conhecimento e a mudança é a base de tudo. Só depende de nós.
Um abraço!
Ótimo fim de semana!

26 de março de 2015 22:25  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Smareis. E concordamos: só depende de nós! Bom fim de semana.

27 de março de 2015 15:04  
Blogger Fá menor disse...

Sim, cada um por si terá de percorrer o seu próprio caminho e dele ir retirando todos os ensinamentos. Obrigada!

26 de abril de 2015 10:18  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky