O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

AS VOSSAS LEMBRANÇAS



Não podeis voltar ao passado.

As águas do rio não voltam sobre o seu próprio curso; nem o fruto retorna ao galho da árvore, depois de caído sobre o solo, nem as nuvens se movem contra o sopro do vento.

Aproveitai o presente. Para que não venhais a lamentar as oportunidades perdidas; nem vos visite o arrependimento pelo que deixastes de fazer, quando o poderíeis ter feito.
Vivei vossos amores. Entregai-vos em cada beijo, viajai ao infinito em cada orgasmo; fruí as sensações do vosso corpo e da vossa alma, quando junto a vós está o ser amado.

Exorcizai os vossos fantasmas. Ninguém, além de vós mesmos, o poderá fazer; como é o vosso organismo que cura as doenças que vos atacam, não os remédios que tomais.
Porém, não deveis abdicar das vossas lembranças. Porque elas formaram o que hoje sois; e aquele que não preza a sua história, não será capaz de tornar feliz o seu capítulo final.

Sabei, todavia, que não vivereis plenamente o hoje, sem as lembranças do ontem e a esperança no amanhã. As primeiras vos ensinam e a outra vos ajuda a seguir em frente.
Necessitais aprender a lidar com vossas lembranças. Porque pedras não vos magoam os pés, a menos que sobre elas piseis; e vos é dado escolher como percorrereis o caminho.

Afastai de vós as lembranças que vos fazem sofrer. Para cada dia que vivestes, existem lembranças boas e ruins; e para que buscar as lágrimas, se podeis optar pelo sorriso?
Não podeis furtar-vos à dor que vos assalta, quando um de vossos sonhos se vai. Por que recordar essa dor, entretanto, quando podeis lembrar os dias felizes que ele vos trouxe?

Ao longo da vossa vida, encontrareis pedras e flores. E é a vós que cabe escolher quais carregareis convosco, durante o resto do percurso, para que vos acompanhem na jornada.
Escolhei as pedras e não vos podereis queixar do peso às vossas costas; nem reclamar, quando vos doam os pés. Escolhei as flores, e mais leve e perfumado será o caminho.

Fazeis o vosso destino. Se tendes a obrigação de plantar e colher, é vosso o direito de escolher as sementes; e, embora preciseis completar a jornada, tendes a escolha da rota.
Escusai-vos de lamentar o que vos atormente; ou sofrer pelo passado. Escolhei as melhores sementes e as melhores lembranças, para que vos acompanhem na jornada.

Em busca do vosso verdadeiro Eu.
 
Música:

34 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Linda mensagem, Árabe! Me emocionei ao ler. Assim também creio ser; passado e futuro. Mas o presente é uma dádiva. Porém, apesar de saber disso, em muitos momentos não tenho essa força para sair de dentro de mim.
Linda musica! Mas o link está dando erro. Bela imagem!
Bom fim de semana! Beijos

4 de setembro de 2015 21:16  
Blogger ✿ chica disse...



Lindo te ler!

Vivemos o HOJE, mas nele, temos conosco as recordações do ONTEM e do PASSADO... E é com elas, olhando pra frente, que seguimos sempre, sabendo que elas estão lá atrás e nós temos que seguir em frente!

abraços, tudo de bom,chica

5 de setembro de 2015 01:33  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Olá Árabe:

espero que estejas bem.
Um post que diz tanto.Esses malditos fantasmas...
Passado, presente, futuro...Ás vezes vivemos o passado,vivemos o futuro que ainda nem se realizou e onde tudo é incerto e não vivemos o presente.

Beijinho doce:)

6 de setembro de 2015 13:57  
Blogger helia disse...

Muitas vezes ocupamos o dia recordando demasiado o passado e pensando muito no futuro ! E esquecemo-nos de viver o presente ! Há que viver o melhor possível cada dia da nossa vida !

7 de setembro de 2015 02:12  
Blogger Rô... disse...

oi meu amigo,

vir aqui é sempre um presente ao coração...
tem razão,
o passado não nos pertence mais,já foi,ficou pra trás,e nada pode mudar isso,
só temos que ter ele como lição de vida e aprendizado,
afinal as sementes devem ser lançadas para frente...

beijinhos

7 de setembro de 2015 10:15  
Blogger maria luzia Araujo disse...

Todo dia é uma ocasião especial. Guarde apenas o que tem que ser guardado: lembranças, sorrisos, poemas, cheiros, saudades, momentos.

Martha Medeiros

Assim mesmo, guardar apenas o que alegra o nosso coração. Lindo texto Árabe, como sempre! Tudo muito lindo! Tranquila semana pra você,com paz e saúde! Muito obrigada!

7 de setembro de 2015 18:30  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Mais um texto brilhante, meu amigo.
É para ler, reflectir.
Um abraço, amigo.
Irene Alves

8 de setembro de 2015 09:14  
Anonymous Helena disse...

“E aprendei a lidar com as vossas perdas. Pois não as deveis ver como castigos ou privações, mas como os degraus da escada que necessitais vencer, para prosseguir em vossa escalada”

Tão difícil lidar com as perdas quando ainda as vemos como castigos ou privações... Há que se ter uma fé inabalável e uma resignação que ainda não sabemos ter para seguir essa tua orientação. Talvez, depois de “viver o luto”, eu consiga ver nos degraus da escada um aprendizado que agora, os olhos ainda marejados, não conseguem ver.

“Como o artista, que agradece pela inspiração e pela existência das notas musicais, embora saiba que nem todas as canções que comporá falarão de sorrisos e alegrias.”

Agradecer, mesmo sabendo que nem todas as canções que eu compuser falarão de sorrisos e alegrias... E estrelas! Somente quando puder divisá-las é que terei condições de novamente sorrir...

“Porque, como o medo é o mais profundo dos abismos a impedir os vossos passos, a culpa é a mais pesada de todas as cargas que podeis lançar sobre os vossos ombros.”

Principalmente quando nos culpamos por coisas que, inevitavelmente, aconteceria, independente de nossa vontade ou não. Talvez seja esta a pior culpa, a de não saber até que ponto erramos.

“Escusai-vos de lamentar o que vos atormente; ou sofrer pelo passado. Escolhei as melhores sementes e as melhores lembranças, para que vos acompanhem na jornada.”

É isto que estou tentando, amigo, mas é tão difícil não me atormentar, deixar de sofrer, quando as lembranças dolorosas tomam conta de todo o nosso ser... Principalmente em dias como este, de chuva, tristezas e recordações penosas.

Árabe, meu querido, visitando os amigos queridos e tentando nesse agradável passatempo romper algumas barreiras que ainda não me permitem enxergar as orientações tão benfazejas que aqui nos deixas. Aos poucos vou conseguindo o equilíbrio e poderei olhar com outros olhos os teus ensinamentos, como quando o fazia logo que conheci o teu espaço.

Deixo um afetuoso beijo no teu coração,
Helena

8 de setembro de 2015 09:35  
Blogger Zilani Célia disse...

OI ÁRABE!
SOMOS PARTE DA HISTÓRIA QUE ESTÁ GUARDADA EM NOSSAS LEMBRANÇAS, AS RUINS,QUE NOS SIRVAM APENAS DE APRENDIZADO E AS BOAS, DE SAUDADE.
UM BELO POST, COMO SEMPRE AMIGO.
NO FINAL DA SEMANA TEREI POST NOVO.
ABRÇS AMIGO.
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

8 de setembro de 2015 18:09  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola Arabe!

Es un privilegio estar de nuevo en tu casa virtual y deleitarme con tus letras siempre enseñando a seguir adelante con la vida de cada uno de nosotros.
Es verdad que debemos mirar hacia delante y dejar a tras el pasado, aunque yo discrepo un poco sobre esto, echando una mirada al pasado, podremos mejorar el presente y el futuro no cometiendo los mismos errores porque difícilmente haya alguien que no haya cometido alguno. Se aprende de lo bueno y de lo malo.
Ha sido un inmenso placer.
Te dejo un besito mi gratitud y mi estima siempre.
Se muy muy feliz.

10 de setembro de 2015 02:30  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

mais um texto muito bem escrito, profundo e reflexivo.
começou muito bem e acabou com chave de ouro.
eu costumo dizer que as águas do rio quando correm para a foz nunca mais voltam ao lugar de onde partiram, e assim devia ser o passado, mas existem sempre factos que nos levam a lembrar o passado e por vezes esquecemos de viver o presente.
muito bom!
:)

10 de setembro de 2015 07:47  
Blogger O Árabe disse...

Assim acontece a todos, Olhos de Mel: às vezes, julgamos não ter forças para sair de nós, para superar os nossos problemas. Mas o tempo e o Universo sempre nos trazem essa força, pode acreditar! Obrigado, bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 11:45  
Blogger O Árabe disse...

É exatamente assim, Chica! Belo comentário, amiga; obrigado, bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 11:51  
Blogger O Árabe disse...

Estou bem, sim, Doce Amor; e acho que você está certa: às vezes, nos dividimos tanto entre passado e futuro, que deixamos de viver o presente. Obrigado, bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 11:52  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Helia: temos que viver cada dia, da melhor forma que nos for possível! Obrigado, bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 11:53  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Rô, e concordamos: o passado deve ser apenas uma lição de vida! Bom resto de semana, amiga.

10 de setembro de 2015 11:54  
Blogger O Árabe disse...

Sempre certa a Martha, não é, Maria Luzia? E você sempre gentil, amiga; obrigado, bom resto de semana!

10 de setembro de 2015 11:56  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Irene, pela gentileza e amizade! Bom resto de semana, fica bem.

10 de setembro de 2015 11:56  
Blogger O Árabe disse...

Helena, amiga, embora não saiba a extensão de tua perda, lamento imensamente a tristeza que sentes e dói no coração de cada um de nós, teus amigos. Mas tenho certeza de que em ti reside a força para superá-la e seguir em frente; voltarás, sim, a sorrir! Conta comigo, amiga; bom resto de semana!

10 de setembro de 2015 12:01  
Blogger Ailime disse...

Boa tarde meu Amigo e bom Árabe,
Que texto maravilhoso repleto de considerações bem verdadeiras e que tanto me dizem.
Nada volta atrás, mas do passado transportamos connosco todo um manancial de vivências, das quais tento procurar reter apenas as boas lembranças e tenho muitas. Elas me ajudam no presente e irão comigo.
Do presente saber aproveitar o melhor que a vida nos oferece e nem precisa ser muito. A natureza está repleta de pérolas que nos ajudam a preencher os vazios.
A música é linda! Tão bela quanto a vida.
Um beijinho e aproveito para lhe desejar bom fim-de-semana.
Ailime

10 de setembro de 2015 12:02  
Blogger O Árabe disse...

Sábia receita, Zilani; e em breve, com certeza, terei o prazer de ler o teu novo post! Bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 12:02  
Blogger O Árabe disse...

Alegria em rever-te, Marina! E saibas que estamos completamente de acordo: dificilmente existirá alguém que não tenha cometido erros, mas eles nos servem de aprendizados; aprendemos com o bem e o mal, sempre! Obrigado, bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 12:05  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Piedade: muitas vezes nos absorvemos nas lembranças do passado e deixamos de viver o presente! Obrigado, bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 12:07  
Blogger O Árabe disse...

Bela e acertada frase, Ailime: A natureza está repleta de pérolas que nos ajudam a preencher os vazios! Obrigado, pela gentileza e amizade de sempre; bom resto de semana.

10 de setembro de 2015 12:08  
Blogger Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa noite, Árabe!
A semeadura é opcional, porém a colheita é certa, por isso devemos escolher e saber o que vamos escolher para a nossa semeadura. Sempre haverá o sofrimento e a dor, pois estamos em um mundo de provas e expiações, portanto temos que seguir no caminho da luz para sermos melhores do que fomos ontem. Belíssimo post. Grande abraço!

10 de setembro de 2015 14:21  
Blogger CÉU disse...

Olá, querido amigo!
Um dos mais belos textos, que já li em seu blog, em minha opinião.
Fomos/Somos, efetivamente, passado e o não devemos renegar, somos PRESENTE, assumidamente, e é a ele que nos devemos dar, de corpo e alma. É OBRIGATÓRIO aproveitar cada momento dele, o melhor possível. Futuro, seremos, se Deus assim o entender.
Raramente consigo escutar as músicas k você coloca para abrilhantar seus posts. Não sei o k se está passando, querido Árabe.

Agradeço visita e comentário lá no blog.

Continuação de boa semana!
Aquele abraço.

10 de setembro de 2015 16:12  
Blogger ONG ALERTA disse...

Cada momento é único e mágico mas leva tempo aprender a viver cada segundo como se não ouve-se amanhã, abraço Lisette.

10 de setembro de 2015 17:29  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Marli. E estou completamente de acordo: devemos seguir no caminho da luz, para que nos possamos tornar melhores em cada dia. Bom fim de semana.

11 de setembro de 2015 05:30  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Céu. Pena que os links das músicas realmente estão com esse problema, que ainda não consegui solucionar; mas vou continuar tentando, porque é com muito carinho que as seleciono. Bom fim de semana, amiga!

11 de setembro de 2015 05:32  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Lisette: cada momento é único e mágico; devemos saboreá-lo com vagar, como gota que é do licor da Vida! Obrigado, bom fim de semana.

11 de setembro de 2015 05:34  
Blogger Rita Freitas disse...

A grande sabedoria é saber viver no "agora" cada momento como se fosse único.

Muito bom

bjs

11 de setembro de 2015 09:19  
Blogger O Árabe disse...

E ele na verdade o é, Rita; uma vez que se vá, jamais retornará. Alegria em rever-te, amiga; bom fim de semana.

11 de setembro de 2015 11:00  
Blogger Vieira Calado disse...

Pois, meu caro. Tristezas não pagam dívidas.
O que é preciso é, quanto possível, viver o presente, se eageradas lamúrias...
Um forte abraço!

11 de setembro de 2015 17:43  
Blogger O Árabe disse...

Honrado e alegre com a tua presença, mestre e amigo! Meu abraço agradecido, bom fim de semana.

11 de setembro de 2015 18:53  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky