O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 23 de junho de 2017

SOMOS PEQUENINOS


Acaso não vedes como somos pequeninos?
Como folhas ao vento, flutuamos ao sabor do destino. De nada adiantam os nossos planos, nem as nossas vontades; que caem por terra, como um castelo de cartas, ao sopro imprevisível da Vida.
De que serve o nosso orgulho? Para que construímos cidades imensas, se um simples tremor de terra, ou uma onda gigantesca, são capazes de transformá-las em escombros, em poucos segundos?
De que valem preocupações de hoje e projetos para o amanhã, de que adianta a luta pelo sucesso, se a qualquer momento podemos ser convocados à Grande Viagem e tudo deixaremos para trás?
Perante a vastidão do Universo, somos como formigas que caminham sobre as escarpadas vertentes de enorme montanha, sem saber quando uma lufada de vento as arrojará ao profundo abismo.
Não é possível que alguém não se sinta pequenino, ao contemplar os milhões de estrelas que brilham no céu noturno; ou os relâmpagos que cruzam o espaço, enquanto ruge a tempestade sobre o mundo.
Porque somos apenas seres humanos; nada deixaremos sobre a Terra, senão as lembranças do que fomos, enquanto aqui caminhamos, e as consequências de nossas palavras e ações.
E, entretanto, é este pequenino detalhe que faz a diferença: continuamos vivos, no que espalhamos ao nosso redor. E, se não sabemos o momento em que iremos, podemos controlar o que plantamos.
Devemos ter presente esta verdade. Porque o que faz a caminhada valer a pena não são os prazeres que experimentamos; mas o que aprendemos e ensinamos, ao longo do caminho que percorremos.
Por isto, não é sábio o viajante que se fixa apenas no destino final e deixa de desfrutar dos encantos da jornada; nem aquele que se concentra no interesse do momento e esquece que o final chegará.
Sensato não é o homem que vive como se cada momento fosse o último, mas como se o pudesse ser. Porque este não visa apenas o amanhã, mas tampouco valoriza unicamente o momento presente.
Sensato não é o homem que vive para aprender, mas aquele que aprende à medida que vive; nem o que se julga repleto de sabedoria, mas o que está sempre pronto a adquirir um novo conhecimento.
Nada somos; e, todavia, o Infinito existe em nós. Não sabemos até quando andaremos sobre a Terra; porém, o nosso verdadeiro Eu caminhará pela Eternidade e percorrerá o Jardim do Amanhã.
Porque habita no Coração do Universo.


Música:

26 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Grande verdade Árabe! Nada somos dinte desse mundo e
nunca podemos dizer que detemos o conhecimento, porque a vida ė um eterno aprendizado.
Bom fim de semana! Beijos

23 de junho de 2017 20:57  
Blogger ✿ chica disse...

Isso é uma grande verdade...Somos pequeninho e ainda por vezes, nos achamos. Por coincidência, olha a sintonia que temos... Dá uma olhada aqui que entrou ontem lá:

http://ceuepalavras.blogspot.com.br/2017/06/ceu-do-antonio-gomes.html

Adorei teu texto! abração, linda semana,tuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

24 de junho de 2017 02:38  
Blogger Ateliê Tribo de Judá disse...

Somos pequeninos com sentimentos tão grandes que não cabem apenas em nosso ser.
Desejo-lhe uma linda semana meu querido.
beijos
Joelma

25 de junho de 2017 09:43  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

Não somos nada, e somos tudo, somos a energia que vibramos...e ela nos acompanha aonde formos...aqui ou além...por isso a necessidade de sermos a cada dia seres melhores...
Querido amigo, lhe desejo uma semana de paz e luz...

Beijos...

26 de junho de 2017 13:34  
Blogger Marina Fligueira disse...

Buena semana para ti también, me encanta la imagen y tus lecciones de vida.

Un abrazo.

26 de junho de 2017 13:53  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

A verdadeira sabedoria é reconhecer que somos pequenos diante do universo, e ao mesmo tempo, tão importantes como as estrelas.”

José Luiz da Luz

Lindo tudo, amei! Abração e ótima semana. Muito grata!

27 de junho de 2017 11:10  
Blogger Smareis disse...

Verdade Árabe! O momento presente é um grande aprendizado...O que aprendemos é o que ensinamos, é o que vale a pena ao longo do caminho que percorremos.
Boa semana!
Abração!

27 de junho de 2017 11:31  
Blogger Teresa Isabel Silva disse...

Muitas vezes é fácil esquecer que num mundo tão grande somos tão pequenos!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

27 de junho de 2017 13:12  
Blogger Tina disse...

Oi meu amigo !

Saudade de você, quanto tempo, não? A vida anda, muda, joga a gente para trás, e a gente empurra para frente. Feliz por te saber bem. E escrevendo como sempre. Sempre bom ler você.

Beijo grande com carinho.

Tina

28 de junho de 2017 10:43  
Blogger Ailime disse...

Boa noite meu Amigo e bom Árabe,
Que texto tão lindo e profundo. Somos mesmo uma minúscula partícula que vagueia neste imenso Universo.
De nada nos valem os nossos quereres, as nossas ambições. De um momento para o outro tudo poderá desmoronar-se como castelos de areia na praia banhada pelo mar.
Viver tendo consciência da nossa real dimensão será, segundo penso, o mais correcto durante a nossa caminhada na Terra, até que um dia entremos na meta final.
A música é lindíssima.
Beijinhos e continuação de boa semana.
Ailime

28 de junho de 2017 14:25  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

Verdade, não somos nada, ou melhor dizendo somos pequeninos mesmo.
Beijinhos
:)

29 de junho de 2017 11:14  
Blogger Vera Lúcia disse...


Sábio e lindo texto, amigo, embalado por uma bela música.
Destaco o seguinte parágrafo: "Sensato não é o homem que vive como se cada momento fosse o último, mas como se o pudesse ser. Porque este não visa apenas o amanhã, mas tampouco valoriza unicamente o momento presente".
Penso que devemos lutar pelo progresso do mundo e de nós próprios, mas atentos sempre à impoderabilidade da vida, procurando desenvolver valores e ações que deixem marcas positivas nas pessoas que amamos e no mundo ao qual estamos de passagem.

Abraço!

29 de junho de 2017 13:58  
Blogger Zilani Célia disse...

OI ÁRABE!
AMIGO,SE TIVÉSSEMOS PLENA CONSCIÊNCIA DO QUÃO PEQUENO SOMOS FRENTE A GRANDEZA DA CRIAÇÃO,
NA CERTA TERÍAMOS MAIS RESPEITO E PREOCUPAÇÃO COM O PRÓXIMO E COM O QUE AQUI PLANTAMOS.
QUE LINDO TEXTO!
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

29 de junho de 2017 16:37  
Blogger O Árabe disse...

Disse muito bem, Olhos de Mel: um eterno aprendizado! Obrigado, bom fim de semana.

30 de junho de 2017 16:25  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Chica: plena sintonia. E achei a postagem de lá muito bonita! Obrigado, amiga praieira :) , bom fim de semana!

30 de junho de 2017 16:27  
Blogger O Árabe disse...

Pura verdade, Joelma: tão grandes, que não cabem em nosso ser! Obrigado, bom fim de semana!

30 de junho de 2017 16:28  
Blogger O Árabe disse...

É isso, sim, Arco-Íris: não somos nada, e somos tudo! Obrigado, amiga; bom fim de semana, fique bem!

30 de junho de 2017 16:29  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Marina, pela amizade e gentileza; bom fim de semana, amiga!

30 de junho de 2017 16:30  
Blogger O Árabe disse...

Gostei muito da frase, Maria Luzia; também penso assim. :) Obrigado, minha amiga; bom fim de semana.

30 de junho de 2017 16:31  
Blogger O Árabe disse...

Concordo inteiramente, Smareis! Mesmo invertida, a frase continua verdadeira: "o que ensinamos é o que aprendemos". Boa semana, amiga.

30 de junho de 2017 16:33  
Blogger O Árabe disse...

Talvez seja por isso, Isy, qu etão constantemente o esquecemos! :) Obrigado, bom fim de semana.

30 de junho de 2017 16:34  
Blogger O Árabe disse...

Saudade de você, também, Tina; é uma grande alegria saber que você está bem, amiga... e escrevendo como sempre! :) Sempre bom ler e ver você, bom fim de semana.

30 de junho de 2017 16:36  
Blogger O Árabe disse...

Permite-me destacar esta tua frase, Ailime: "Viver tendo consciência da nossa real dimensão será, segundo penso, o mais correcto durante a nossa caminhada na Terra, até que um dia entremos na meta final.". É isso mesmo, amiga! Obrigado e você tem razão também sobre a música: é Linda! Bom fim de semana

30 de junho de 2017 16:38  
Blogger O Árabe disse...

Somos, Piedade. E, ao mesmo tempo, infinitos na centelha divina que habita em nós! Obrigado, bom fim de semana.

30 de junho de 2017 16:39  
Blogger O Árabe disse...

Sabe, Vera? também gostei muito desse parágrafo; acredito, sinceramente, que é o melhor posicionamento diante da Vida. Bom saber que não estou sozinho nessa análise. Deixar impressa uma trilha de pegadas que levem ao bem: esta é a melhor forma de caminhar! Bom fim de semana, amiga; obrigado.

30 de junho de 2017 16:42  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Zilani: se tivéssemos consciência da nossa pequenez perante o Universo, na certa cuidaríamos mais do próximo e do que semeamos! Obrigado, bom fim de semana.

30 de junho de 2017 16:44  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky