O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 25 de abril de 2008

O RETORNO DO PROFETA

Conta-se que, depois de longa ausência, o profeta retornou ao seu povo. E juram, todos aqueles que o ouviram, que estas foram as suas palavras:

“Retorno, como vos prometi. E não em outras vestes, não com outras palavras, nem mesmo no sopro do vento.

E não foi a saudade que me trouxe a vós, embora sempre presente em minha alma. A saudade, sendo gerada do amor, tem na sua tristeza a alegria e no castigo a própria recompensa.

Sempre estivestes comigo, e jamais a vossa lembrança me foi pesada. Pois a bagagem que um homem leva em sua alma é, ao mesmo tempo, a mais leve das cargas e a mais forte das correntes.

Mas não é pela saudade que retorno e sim porque, mais uma vez, preciso de vós.

Deixei-vos, para ouvir novas vozes e conversar com o meu silêncio. Porque é no silêncio que o homem melhor encontra as suas perguntas e as suas próprias respostas; e é nas perguntas dos seus irmãos, que reconhece as suas próprias dúvidas.

Aquele que me deu a voz ainda não a quis retirar, e as perguntas ainda se agitam em minha alma. E, se isto ocorre, é preciso continuar a missão. Pois um homem não pode parar de ensinar, enquanto algo ainda lhe restar a aprender. E o pouco que consegui amealhar se perderia, se não o confiasse à vossa guarda.

Por isto, retorno. E sei que, na vossa bondade, me permitireis continuar a aprender, enquanto finjo ensinar-vos. Pois mesmo o mais sábio dos homens necessitaria da crença de seus irmãos, para acreditar em suas próprias palavras.
Mais uma vez, caminharei entre vós. E vos falarei do que eu próprio quero ouvir; porque, em essência, são os mesmos os desejos de todos os homens. E não poderia ser de outra forma, uma vez que todos viemos da mesma Fonte e caminhamos para o mesmo Destino.”

Calou-se. E, enquanto os homens partiam a espalhar a notícia de sua volta, o medo visitou seu coração. E disse, para consigo mesmo:

“- Terei eu feito bem, em retornar?

Acaso arde ainda, em minha alma, a chama que poderá acender a lâmpada da sabedoria, em seus pensamentos?

E, novamente, as minhas palavras conseguirão tocar os seus corações?

Assusta-me o pensar que talvez me tenham transformado em uma imagem, como os homens gostam de fazer àqueles a quem amam. Pois, se assim for, por certo os decepcionarei; nenhuma realidade se pode comparar à perfeição de um sonho.

E, ao decepcioná-los, talvez enfraqueça os nossos laços. Como o amor, quando nutrido da saudade, às vezes desfalece após o reencontro.

Entretanto, ninguém foge ao seu destino. E, quando pensamos caminhar, é a mão do Infinito que guia os nossos passos. Assim, se aqui me encontro, é que era necessária a minha volta.

Pois, como não é precioso o metal que não resiste ao teste, também não se pode chamar de amor o sentimento que não resiste à realidade. E o amor não pode temer a si mesmo.

Decerto, a missão não está cumprida. E aquele que se detém a meio do caminho que escolheu, jamais conhecerá a alegria da chegada. Devo, pois, erguer mais uma vez a minha voz e ensinar aos meus irmãos aquilo que eu mesmo preciso aprender.

E não me cabe temer, ou duvidar do que lhes direi. Pois Aquele que aqui me trouxe decerto falará por mim, como o vento que canta nas folhas das palmeiras; e nenhuma palmeira, por mais insignificante que seja, deixa de cantar e ouvir a canção do vento, desde que a ele ofereça as suas folhas.

Que seja eu, portanto, como a lira que oferece as suas cordas.

E, por mim, a mão do Infinito possa tocar as mais lindas melodias.”


Este é, com pequenas adaptações, o capítulo de abertura do livro “Hassan”.
Sei que o texto é grande, mas não consegui reduzí-lo mais sem mutilar o seu sentido.
E, confesso, gosto muito dele...

55 Comentários:

Anonymous  disse...

Árabe, o Retorno do Profeta é simplesmente maravilhoso! Lindo como tudo que Hassan escreve. Bom fim de semana!
Beijos

25 de abril de 2008 16:29  
Blogger Giu disse...

Belíssimo e muito sensível o texto aqui adaptado. As palavras, vesti-as todas, como a uma luva feita sob medida - perfeita para o momento!
Feliz final de semana e recebe os beijos meus.
Giulia

26 de abril de 2008 03:56  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Vir aqui é levar na alma a certeza de bons ensinamentos, sempre.
A sabedoria transborda nos textos que partilhas conosco, feliz somos nós que desfrutamos das tuas palavras.
Agradeço sempre meu Amigo, tua visita ao meu mundo.

Deixo um punhado pérolas incandescentes de boas palavras neste pedaço que destaco.

“ Pois Aquele que aqui me trouxe decerto falará por mim, como o vento que canta nas folhas das palmeiras; e nenhuma palmeira, por mais insignificante que seja, deixa de cantar e ouvir a canção do vento, desde que a ele ofereça as suas folhas.”

Com carinho

Eärwen

26 de abril de 2008 10:47  
Blogger Olhos de mel disse...

Árabe! Lindo demais! Belas palavras, como sempre! Mais um texto encantador... Por falar nisso, você conhece o encanto do Sol e da Lua? Passa por lá, pra conhecer a história deles.
Bom fim de semana!
Beijos

26 de abril de 2008 12:18  
Blogger lua prateada disse...

Lindo demais mas também um certo paradoxo...mas a vida é issso mesmo feita de paradoxos não é?....
Passei te desejando um fim de semana leve, suave, lindo, cheio de amor...desfruta dele!...
Beijinho prateado com carinho
SOL

26 de abril de 2008 16:36  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

O texto é lindíssimo, cheio de verdades incontestáveis. Obrigada!

beijo grande, bom fim de semana!

26 de abril de 2008 17:05  
Blogger Yvonne disse...

Árabe querido,

Estou tomando a liberdade de enviar um comentário padrão para todos os blogs que eu amo de paixão. O motivo é que resolvi encerrar o meu blog por motivos pessoais. Não tenho mais condições de participar da blogosfera do jeito que eu gosto, mas não vou ficar para todo sempre distante. Por favor, leia o meu último post que explica a minha razão.

Beijocas

Yvonne

27 de abril de 2008 03:10  
Blogger Claudinha disse...

Árabe, não importa o tamanho do texto e sim o seu conteúdo. mesmo que escreva aqui o livro, leremos com prazer porque sempre tem algo a nos ensinar.
Um beijo!

27 de abril de 2008 09:56  
Blogger Henriqueseis disse...

Olá Tudo bem?Está muito bom,gostei.Como sei que gostas do meu blog, decidí convidar-te lêr mais uma nova História no meu blog do Mitos urbanos.Passa por lá e comenta porque esta história, é empolgante.

http://novos-mitos-urbanos.blogspot.com

27 de abril de 2008 13:31  
Blogger Menina do Rio disse...

Tava precisando beber dessas palavras...

Tem uma semana muito feliz!

beijos

27 de abril de 2008 15:40  
Blogger C Valente disse...

Profetas das palavras há muitos, de acções poucos, Gostei
Saudações amigas e boa semana de trabalho

27 de abril de 2008 15:56  
Blogger Vieira Calado disse...

Olá, amigo!
Mais uma boa do Hassan.
Um abraço.

27 de abril de 2008 17:25  
Blogger Benó disse...

Mais uma vez, pela manhã, vir ler os teus pensamentos filosóficos. Mais uma vez li e reli e virei ler novamente. Obrigada por nos dares algo de consistente nesta blogoesfera tão diversificada.
Um grande abraço e uma óptima semana.
Seja Feliz!

28 de abril de 2008 01:35  
Blogger Defensor disse...

Salve
A sabedoria de teus posts sempre me alegra, amigo.
Notável.
Abraços

28 de abril de 2008 08:07  
Anonymous DO disse...

Muito bonito,Arabe. Alias,sempre que venho aqui recebo com muita tranquilidade estas mensagens. Abracao!!

28 de abril de 2008 08:47  
Anonymous cõllybry disse...

Olá...Pois que bela adaptação esta, não conheço o livro que desse ser belissimo, adorei ler...

Doce meu beijo

28 de abril de 2008 11:00  
Blogger FINA FLOR disse...

bonito!!!

desculpe-me a ignorancia, querido, mas me conte: quem é Hassan?

beijocas e valeu a força,

MM.

28 de abril de 2008 21:15  
Blogger São disse...

Eu também gosto...
A minha gratidão.

29 de abril de 2008 07:25  
Anonymous Bia disse...

Árabe, amigo querido: fazendo uma pesquisa na Internet (ajudando minha filhota num trabalho escolar) deparei-me com um belo poema do Gibran e tive vontade de trazê-lo para ti. Acredito que já o conheças, e mesmo assim pensei em fazer-te este agrado. E quando aqui chego deparo com mais uma das belas e significativas mensagens com que nos presenteias sempre. Esta de hoje, amigo, está simplesmente perfeita! Que profunda sabedoria deixou-nos Hassan nas suas parábolas, nas suas lições tão gratificantes à nossa alma, ao nosso entendimento, ao aprimoramento do nosso verdadeiro Eu. E tu, amigo, portador que és dessas preciosas lições de vida, fazes com que a palavra do Hassan continue a ser ouvida e a fazer brotar a sua própria continuidade, assim “como as águas de um rio que, ao seguirem adiante, asseguram a perenidade de seu curso.”

É este o poema do Gibran que tanto encantou à minha alma nesta tarde que já se finda, e que trago para enfeitar o teu olhar:

Amai-vos um ao outro,
mas não façais do amor um grilhão.
Que haja, antes, um mar ondulante
entre as praias de vossa alma.

Enchei a taça um do outro,
mas não bebais da mesma taça.

Dai do vosso pão um ao outro,
mas não comais do mesmo pedaço.

Cantai e dançai juntos,
e sede alegres,
mas deixai
cada um de vós estar sozinho.

Assim como as cordas da lira
são separadas e,
no entanto,
vibram na mesma harmonia.

Dai vosso coração,
mas não o confieis à guarda um do outro.

Pois somente a mão da Vida
pode conter vosso coração.

E vivei juntos,
mas não vos aconchegueis demasiadamente.

Pois as colunas do templo
erguem-se separadamente.

E o carvalho e o cipreste
não crescem à sombra um do outro.
*********************************
Ficam sorrisos e pétalas para enfeitar as horas que estão por via, e um beijo no teu coração.

29 de abril de 2008 13:23  
Blogger zm disse...

"E aquele que se detém a meio do caminho que escolheu, jamais conhecerá a alegria da chegada."

invariávelmente, encontro aqui, escrito por Ti, o que preciso "ouvir"!!

Não só esta frase encontrei, outras mais...
E a sensação de que é para mim!
Obrigado

Amigo Árabe
Grande abraço

29 de abril de 2008 14:35  
Anonymous carla granja disse...

olá Árabe!
É sempre lindo entrar aqui e ler os teus textos maravilhosos e eu como entendo pouco destes assuntos
Venho sempre aprender contigo o bom que aqui deixas para todos os teus leitores
obrigado
te espero no meu blog
...........................
´´´´¶¶¶¶¶¶´´´´´´¶¶¶¶¶¶
´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´´´¶¶¶¶
¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´´´¶¶¶¶
¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶´´¶¶¶¶¶
¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶ ´¶¶¶¶¶´
´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
´´´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
´´´´´´´´´¶¶¶¶¶¶¶¶
´´´´´´´´´´´¶¶¶¶ .......

bjos no coração
carla granja

29 de abril de 2008 16:18  
Blogger Auréola Branca disse...

Árabe, quando quiser escrever, não preocupe-se com o tamanho. Guarde as convenções para aqueles que vivem disso. Aqui, há um mundo a ser descoberto.
Mundo esse que me encantou.
Abraços.

29 de abril de 2008 22:20  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Lu, pela atenção e gentileza. Bom resto de semana!

30 de abril de 2008 06:38  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Giu. Este é o nosso desejo: que as palavras possam ser úteis a todos que nos honram visitando o oásis. Bom resto de semana.

30 de abril de 2008 06:39  
Blogger O Árabe disse...

Se sabedoria existir, Eärwen, podes estar certa que é da vida. :) E gosto de visitar o teu belo mundo. Bom resto de semana.

30 de abril de 2008 06:40  
Blogger O Árabe disse...

Já conheci, Olhos de Mel... e gostei muito! :) Boa semana.

30 de abril de 2008 06:41  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Sol, a vida é cheia de paradoxos. Muita vezes, o pranto de hoje traz o sorriso de amanhã... :) Boa semana.

30 de abril de 2008 06:59  
Blogger O Árabe disse...

Incontestável, mesmo, Tina, é a sua gentileza! :) Bom resto de semana, amiga.

30 de abril de 2008 07:05  
Blogger O Árabe disse...

Yvonne, amiga, agradeço a sua consideração e lamento desde já a sua ausência. Volte quando puder, você é sempre bem-vinda!

30 de abril de 2008 07:19  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Claudinha. E, de certa forma, estou mesmo transcrevendo o livro... só que aos poucos, para não abusar da paciência dos amigos. :) Boa semana.

30 de abril de 2008 07:20  
Blogger O Árabe disse...

Estou passando por lá, sim, henriqueseis... sempre me atrai a boa leitura. :)

30 de abril de 2008 07:21  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Verônica. Interessante como as palavras, às vezes, nos trazem novas forças, não é? :) Boa semana.

30 de abril de 2008 07:25  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amigo Valente. Também de desejo uma semana de paz e alegrias.

30 de abril de 2008 07:25  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Vieira, por tua presença e pel ahonrosa opinião. Grande abraço, boa semana.

30 de abril de 2008 07:26  
Blogger O Árabe disse...

Sou eu que devo agradecer, Benó. Afinal, vocês são a razão de ser do nosso oásis. Feliz semana!

30 de abril de 2008 07:28  
Blogger O Árabe disse...

Sou um pouco como você, Defensor... esta é a sabedoria que a vida nos trouxe. :) Abraço, amigo.

30 de abril de 2008 07:29  
Blogger O Árabe disse...

Este é o nosso objetivo, DO... e ficamos felizes por atingí-lo, acredite! :) Grande abraço, bom resto de semana.

30 de abril de 2008 07:35  
Blogger O Árabe disse...

Agradeço, Collybry, por tua gentileza e sensibilidade. Bom resto de semana.

30 de abril de 2008 07:36  
Blogger O Árabe disse...

Confesso que não sei, Mônica... eu o julgava um personagem, mas talvez seja o inverso. :) Bom resto de semana.

30 de abril de 2008 07:37  
Blogger O Árabe disse...

A minha gratidão a vocês, cara São, que fazem o nosso oásis. :) Bom resto de semana, amiga.

30 de abril de 2008 07:38  
Blogger O Árabe disse...

De coração agradeço, Bia. O belíssimo poema em prosa é do livro "O Profeta", e mais uma vez me faz ver a diferença que me separa do Gibran, meu escritor e filósofo favorito. Aliás, foi como uma homenagem a ele, que surgiram as palavras de Hassan... :) Bom resto de semana.

30 de abril de 2008 07:42  
Blogger O Árabe disse...

Zé Manel, amigo, acredita: muitas vezes, depois de escrever as palavras de Hassan, julgo que sou o primeiro a beneficiar-me delas!... :) Abraço, amigo, e bom resto de semana

30 de abril de 2008 07:43  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Carla, e devo confesar que também aprendo muito, ao visitar os blogs dos amigos... :) Bom resto de semana.

30 de abril de 2008 07:44  
Blogger O Árabe disse...

Agradeço, Auréola... e confesso: realmente, não me tolhem muto as convenções. :) Bom resto de semana.

30 de abril de 2008 07:48  
Blogger Loba, a Keila disse...

Creio ser uma necessidade humana o retorno do nosso sábio interior para que este possa nos falar com a profundidade de quem quer acertar, de quem quer ser feliz, de quem quer fazer felicidade.

Lindo texto, Árabe.

BeijUivooooooooooooosssssss da Loba

30 de abril de 2008 17:58  
Blogger ♥M@cellY♥ disse...

Linda a frase:"A saudade, sendo gerada do amor, tem na sua tristeza a alegria e no castigo a própria recompensa."
Gostei muito...
Que bom poder estar sempre aqui...

Bjinhuus

1 de maio de 2008 11:12  
Blogger pentelho real disse...

se o texto é grande, não dei por isso. li com prazer.

e as dúvidas que se nos apresentam e que conseguimos superar, fortalecem-nos.

1 de maio de 2008 17:40  
Blogger lua prateada disse...

Não há medicamento mais adequado,precioso e eficaz para curar desgraças do que um amigo.
Nele nós encontramos, conforto quando estamos em dificuldade-
Com ele podemos partilhar a felicidade dos momentos de alegria.
Beijinho prateado com carinho e votos de um feliz fim de semana
SOL

2 de maio de 2008 12:00  
Blogger EDUARDO disse...

Grande amigo Árabe, poderoso texto! Abraço forte

2 de maio de 2008 16:28  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Keila! O verdadeiro Eu é o sábio interior que vive em cada um de nós. :)

3 de maio de 2008 09:01  
Blogger O Árabe disse...

Celly, bom mesmo é estar com vocês, aqui em nosso oásis. :)

3 de maio de 2008 09:01  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, cara princesa. É das dúvidas que nascem as certezas... :)

3 de maio de 2008 09:02  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Sol. E estou certo de que você já sabe que pode contar sempre com o amigo aqui. :)

3 de maio de 2008 09:03  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Eduardo! Um grande abraço, e um belo fim de semana.

3 de maio de 2008 09:04  
Blogger C Valente disse...

Saudações amigas

26 de maio de 2008 15:15  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky