O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

domingo, 9 de março de 2008

DO AMOR

Muitos vos têm falado do amor.

Tendes ouvido o poeta, que vos fala do amor nos olhos de uma mulher; o sacerdote, que prega o amor a Deus; e o construtor, que descobre traços de amor em belas edificações.

E cada um deles diz apenas uma parte da verdade; porque não fala sobre o Amor, mas sobre as suas próprias concepções do amor.

Eu, entretanto, vos digo que o amor é isso e muito mais:
- é o raio de sol, que acaricia o vosso rosto e não podeis reter
- é o mais lindo dos vossos sonhos e a maior das vossas mentiras
- é o pior dos vossos despertares e a maior das vossas verdades.

O amor não existe em si, apenas dentro de vós. E insistis em procurá-lo fora de vós, onde não pode ser encontrado.

Encarais o amor como a um ser vivo, e o dissecais para adorar o seu cadáver empalhado;
- e procurais entendê-lo, sem saber que nele nada há para ser entendido
- e julgais que o Amor é o vosso direito e a obrigação dos outros.

Como a felicidade e a tristeza, o amor é um estado de espírito; e, por assim ser, não se pode pretender eterna e invariável a sua intensidade.

É quando vos preocupais com a duração do vosso amor, que estais começando a destruí-lo; é quando quereis obrigá-lo a sobreviver, que lhe estais roubando o alento e causando a sua morte.

Porque duas coisas são fatais ao amor: a obrigação de amar e o direito de ser amado.

Porém, aquele que passar por este mundo sem conhecer o Amor, será como se a ele não houvesse vindo; como a chuva que se evapora antes de tocar o solo e volta a ser nuvem, sem que tenha sido realmente chuva.

Aquele que não ama é como a árvore firme, que produz frutos sem sabor. E aquele que vive apenas em função dos seus amores é como o tronco que se encanta com a beleza da planta parasita e sucumbe ao seu abraço colorido e mortal.

Um sonho só é realidade enquanto não deixa de ser sonho. Pois, se o Artista que traçou a realidade é o mesmo que coloriu os sonhos, é certo que não usou os mesmos pincéis.

Assim como não podeis viver sem os sonhos e a realidade, também não podereis amar sem alternar felicidade e sofrimento. E, se deixardes de amar, é certo que não conhecereis a qualquer dos dois.

Que não vos preocupem as definições do amor, nem a sua duração; amai, pois o amor vos reconduz a um Ser maior, que vos encontra no sofrimento ou na felicidade. Muitas vezes, o vosso medo de sofrer é o próprio sofrimento, e vos impede de ser felizes.

A ventura que vos desejo, como aos filhos mais queridos, não é a bolsa repleta, nem a mente saturada de conhecimentos, nem mesmo a saúde perfeita. É que possais conhecer o Amor; e, mesmo sem entendê-lo, o possais guardar junto a vós, ainda que apenas por um dia e uma noite.

Porque então percebereis o brilho das estrelas e sereis capazes de ouvir a canção do mar e sentir o perfume das flores. E o brilho, a canção e o perfume não vos chegarão pelos órgãos do corpo, mas através de vossas almas.

Podereis, ao fim da caminhada, partir deste mundo sem o remorso de quem se hospeda em casa alheia e trai Aquele que o abrigou. E, ao renascerdes no mundo maior, tereis nos lábios um sorriso de confiança e no coração uma prece de agradecimento.

Então, os anjos vos receberão entre eles.

E talvez vos seja dado ver a face de Deus.

De tudo que já escrevi até hoje, este texto é um dos meus favoritos. Faz parte do livro “Na Trilha do Profeta”, publicado pela ACIGI - Associação Cultural Internacional Gibran, em 1988, e foi com ele que inaugurei este blog. Como, na época, poucos tiveram a oportunidade de ler, tomo a liberdade de republicá-lo.

75 Comentários:

Blogger Codinome Beija-Flor disse...

Li " O Profeta" e " Asas Partidas" do Kahlil Gibran, agora vou procurar o seu.
Parabéns pelo seu blog.

9 de março de 2008 15:15  
Blogger david santos disse...

Olá, Árabe!
Fantástica postagem.
Parabéns.

10 de março de 2008 08:07  
Anonymous cõllybry disse...

O amor é fogo que arde sem razão aparente...Que belo texto,nesta minha volta...

Doce é meu beijo

10 de março de 2008 11:46  
Anonymous Felisberto Assunção disse...

Olà amigo, lindo texto que eu agradeço ao amigo por o partilhar connosco.

Um abraço e boa semana

10 de março de 2008 12:06  
Blogger C Valente disse...

Um bom texto, E o que é bom deverá ser sempre lembrado
Saudações amigas

10 de março de 2008 14:37  
Blogger ♥M@cellY♥ disse...

Não é a toa que esse é seu texto peferidoooo
Lindooooooo demais!!!!
Adoreeeeii!

Bojs menino

10 de março de 2008 17:36  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

O amor é tudo, tudo. E o texto é lindo e delicado. Obrigada por dividir.

A semana começa bem, muito bem.

beijo grande e linda semana para você também.

10 de março de 2008 17:59  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Árabe! Tive a felicidade de comentar na outra postagem. Esse texto, realmente, é fantástico! Falar sobre o amor é complicado, mas ele, realmente, traduz a sua essência.
Que sua semana seja feliz!
Beijos

10 de março de 2008 18:07  
Blogger su disse...

Porque existem várias facetas do Amor...e este é como se fosse a matéria invisível que junta todas as partes do Universo, todas as facetas do todo que nos constitui. E cada um de nós só acaba por ver partes, as que lhe interessa, as que lhe compete, ou por aí fora...nós somos feitos dele. Por ele. Com ele. Nele. Em nós. Produto final que procura o que existe em medida certa no nosso interior.

Bela reflexão. Livro?! Onde e como encontrar?!
Beijos em fio aqui da Teia.

11 de março de 2008 06:31  
Blogger Carol disse...

Olá, Árabe!
Perdoa-me as longas ausências, mas o trabalho nem sempre me permite visitar os amigos e dar-lhes a atenção que merecem...
Ainda bem que decidiste republicar este texto. É de uma beleza... Adorei!

Beijinhos.

11 de março de 2008 06:47  
Blogger literatura disse...

A palavra Amor tem um significado que se encaixa em tantos conceitos como pessoas. Por isso cada um interpreta-o à sua maneira. Contudo gostei muito da sua poesia àcerca dele.

11 de março de 2008 08:03  
Blogger São disse...

Tens razão: é um dos mais belos e foi bom republicá-lo!

Só o Amor liberta e dá voz à divindade dentro de nós!

Bem hajas!

11 de março de 2008 09:10  
Blogger T S disse...

Adorei teu texto...emotivo e profundo!!!
um bjo para a tua alma
ts

11 de março de 2008 13:53  
Anonymous carla granja disse...

que lindo , fiquei encantada a te ler
amigo estou no canada a passar ferias e so hje tirei um tempo para fazer um poema e para andar a visita os blogs amigos ,se quiseres passa por ca

_____*_*_*_*________*_*_*_*_
___*_________*___*__________*
__*____________*_____________*
__*______ ___bjo___________*
___*_______Carla
____________*Granja
____*______________*
______*__________________*
________*______________*
__________*__________*
____________*_____*
______________*--*

11 de março de 2008 15:40  
Blogger Verônica Martinelli disse...

Olá!
Apenas amar.
Sem julgamento sem culpa, apenar noo verbo: amar!

Lindo, que bom que deste esta oportunidade de lê-lo:P

bbeijos

11 de março de 2008 20:16  
Anonymous Katia disse...

Quem não conhece a dor, quem não suspeita da dor, não merece o amor.

O amor é sublime, maior, tudo sabe e vê.

O amor é o que me faz valer.
Acredito nele, sobretudo.

Não muda nem acaba.

12 de março de 2008 19:22  
Blogger Olhos de mel disse...

Oie Árabe! Com certeza, o amor é o raio de sol que nos aquece, é o brilho da lua que nos ilumina, é luz e paixão...
Boa semana!
Beijos

12 de março de 2008 20:42  
Blogger musqueteira disse...

...o amor também se pinta numa tela. lá ele fica para sempre. colorido a tinta. só o sono apaga por momentos esse sentimento das nossas vidas! como é bom acordar:)

13 de março de 2008 02:36  
Anonymous DO disse...

Não é a toa que é seu favorito,ARABE. O texto é lindo. Tem frases belíssimas.
Alias,qdo as pessoas falam,e cantam,o AMOR , tudo parece ficar mágico.

Gostei tanto que adoraria reproduzir por la. Num futuro PAPIRO AMIGO.

Posso??

Abraços!!

13 de março de 2008 06:20  
Blogger GarçaReal disse...

Ainda bem que republicaste este texto, pois é de uma beleza estonteante.

Absorvi a tua descrição do "Amor" assim como a sue vivência.

Aprender o que é e como vivê-lo .

Simplesmente adorei

Bjgrande do lago

13 de março de 2008 08:51  
Blogger Gerlane disse...

Parabéns, amigo! Eu já o tinha lido da outra vez em que o postaste. E é realmente um dos mais belos textos teus!

Deixo-te um fraterno abraço!

13 de março de 2008 10:27  
Blogger Incongruente disse...

Entendo a teoria do que defendes, era extremamente tranquilo e bom que pudéssemos conseguir viver sem o sentimento de posse ou de querer a reciprocidade. Deixo-te uma pergunta se não é possível definir o amor, é possível saber se é amor? Como?

Gostei deste texto, do pensar ao ser há que alcançar paulatinamente patamares.

13 de março de 2008 11:30  
Blogger LuzdeLua disse...

...e sereis capazes de ouvir a canção do mar e sentir o perfume das flores. E o brilho, a canção e o perfume não vos chegarão pelos órgãos do corpo, mas através de vossas almas.

Lindo como sempre. O amor grande motivo para viver e viver feliz.
Deixo-te um abraço amigo.
Bjs

13 de março de 2008 11:36  
Blogger Márcia(clarinha) disse...

Maravilhoso amigo poeta, escolheu com primor esse presente, obrigada!
dias lindos e cheios de amor
beijos

13 de março de 2008 13:04  
Blogger Defensor disse...

....um belo texto de Gibran...já havia lido por aqui mesmo.
Abraços

13 de março de 2008 14:33  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Beija-flor. Até há pouco, no submarino era fácil encontrar o primeiro, "Na trilha do Profeta". Volte sempre, o oásis é nosso!

13 de março de 2008 14:44  
Blogger O Árabe disse...

Davi, amigo, obrigado. Também gosto das suas postagens.

13 de março de 2008 14:45  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Collybry. Mas bela, mesmo, é a volta! :)

13 de março de 2008 14:46  
Blogger O Árabe disse...

Felisberto, amigo, grato pela gentileza. Boa semana, um abração.

13 de março de 2008 14:46  
Blogger O Árabe disse...

Pois é, Valente... por isto que sempre te lembro de publicar novos posts! :) Abraço, amigo.

13 de março de 2008 14:47  
Blogger O Árabe disse...

Celly, eu gosto um bocado dele. Tem-me ajudado muito, na caminhada pela vida... Bom resto de semana, menina! ;)

13 de março de 2008 14:49  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Tina, por essa gentileza e amizade. E espero que a semana continue ótima! :)

13 de março de 2008 14:50  
Blogger O Árabe disse...

Olhos de Mel, é verdade: é complicado falar do amor... mas gostoso vivê-lo ! :)

13 de março de 2008 14:51  
Blogger O Árabe disse...

Su, o que contém esse texto é "Na Trilha do Profeta"; havia no Submarino. Quanto ao mais recente, ainda tenho alguns exemplares. Se vocês quiserem, é só mandar o endereço. Não é, Kátia? :) Abraço, Su, boa semana!

13 de março de 2008 14:54  
Blogger O Árabe disse...

Carol, não se preocupe. Entendo bem, amiga... isto também me acontece. É sempre bom ver você por aqui; volte sempre que puder, o oásis é nosso!

13 de março de 2008 14:55  
Blogger O Árabe disse...

Literatura, e eu também gostei do seu blog. Voltarei.

13 de março de 2008 14:56  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, São, e muito bom comentário: resumiu muito bem! Bom resto de semana, amiga.

13 de março de 2008 14:57  
Blogger O Árabe disse...

Grato, TS; como disse, é um dos que mais gosto. Parabéns pelo seu blog. :)

13 de março de 2008 14:59  
Blogger O Árabe disse...

Carla, fico feliz em saber que estás de férias e espero que estejas gostando da viagem. E, com certeza, irei te ler!

13 de março de 2008 15:00  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Verônica. E você está certa: sem culpa, sem julgamento. Apenas sentir. :)

13 de março de 2008 15:01  
Blogger O Árabe disse...

Pois é, Kátia... por isso, sempre vai valer a apena para você. Acredite!

13 de março de 2008 15:02  
Blogger O Árabe disse...

Boa definição, Olhos de Mel. Ele é tudo isso, sim! :) Bom resto de semana.

13 de março de 2008 15:03  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Musqueteira... acordar, para sonhar de novo! :)

13 de março de 2008 15:03  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, DO. E vc está certo: tudo se torna melhor, quando envolve o amor. Quanto ao texto, é uma honra. Disponha do nosso oásis, amigo! Abração.

13 de março de 2008 15:05  
Blogger O Árabe disse...

Vivê-lo, principalmente, Garça amiga... eis a única forma de entendê-lo! :) Obrigado, bom resto de semana.

13 de março de 2008 15:06  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Gerlane. Eu realmente gosto muito dele. :) Meu abraço.

13 de março de 2008 15:07  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Incongruente... todo avançar deve ser lento, ou o retrocesso será ainda mais rápido! :)

13 de março de 2008 15:08  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Luz. E, realmente, não há motivo melhor para viver! :) Meu abraço.

13 de março de 2008 15:10  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Clarinha, pel agentileza e amizade. Tenha um belo resto de semana, amiga!

13 de março de 2008 15:11  
Blogger O Árabe disse...

Defensor, amigo, agora você me deixou vaidoso... parece mesmo o Gibran? :) Abração.

13 de março de 2008 15:12  
Blogger luma disse...

Fez bem em republicar. Eu mesma não conhecia e fiquei cá com meus botões a divagar sobre o amor. Saber amar é dom divino, para poucos! Beijus

13 de março de 2008 15:12  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Luma. E você disse bem: é um dom divino, que nos pode trazer a felicidade. :)

13 de março de 2008 15:14  
Blogger Benó disse...

Liberdade bem usada para tornar ao nosso conhecimento poema tão belo.
Há nele várias citações que me sensibilizam mas ...

um sonho só é realidade enquanto não deixa de ser sonho...

Será que toda a nossa vida é um sonho completo ou uma vida sem sonho?


...o medo de sofrer é o próprio sofrimento...

Quantas vezes pelo medo de vir a sofrer não deixamos por fazer certas coisas...

Tenha um bom fim de semana e

Seja Feliz!

14 de março de 2008 08:43  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Benó; belo comentário. Bom fim de semana, amiga, e muita felicidade em sua vida! :)

14 de março de 2008 12:05  
Anonymous Anônimo disse...

Árabe vim lhe desejar um bom fim de semana! Fique com Deus!
Beijos

14 de março de 2008 13:38  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Desculpe o comentário acima é meu. Saiu sem querer, anônimo.
Beijos

14 de março de 2008 13:40  
Anonymous Bia disse...

Fizeste bem em republicar um texto tão lindo! É realmente um dos mais belos sobre o amor, dos que tenho lido. É de uma profundidade, lirismo e delicadeza, que marca nossa alma como compassos de uma bela música.

Ficam sorrisos, pétalas e beijos para enfeitar o teu final de semana, amigo querido!

14 de março de 2008 20:23  
Blogger tagarelas-miamendes disse...

Ola,
Onde foi buscar tanta sabedoria?
Disse-me uma vez que nao era sabedoria era experiencia.
Mas sabedoria e' isso mesmo aprender com a experiencia.
E acredite que isso faz de si um sabio, porque muitos de nos experimentamos tudo e nao aprendemos nada.
Lindo: (o amor) é o mais lindo dos vossos sonhos e a maior das vossas mentiras

15 de março de 2008 01:59  
Blogger burro disse...

acho que foi boa ideia voltar a publicá-lo.é um texto que vale a pena ler. ler e meditar, como todos que por aqui nos deixas.

15 de março de 2008 07:20  
Blogger O Árabe disse...

Não se preocupe, anônima Olhos de Mel... o principal é que o comentário veio na hora certa. Ou não? ;)

15 de março de 2008 10:20  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Bia. Também desejo que tenhas um belo fim de semana, como bem mereces. :)

15 de março de 2008 10:21  
Blogger O Árabe disse...

Tagarelas, acredita: experiência a gente não vai buscar... a vida nos traz! :)

15 de março de 2008 10:22  
Blogger FINA FLOR disse...

sim, o amor é um estado de espírito!

uma escolha, um acontecimento!

beijos, querido e bom domingo,

MM.

ps: te linkei =]

15 de março de 2008 20:39  
Anonymous Katia disse...

O amor é a única coisa no mundo que me comove de verdade.
O único que não muda nem acaba.
E é sólido e palpável.

16 de março de 2008 09:41  
Blogger lua prateada disse...

Que tua semana que se avizinha seja leve, suave...como as estrelas cadentes,
nunca se machucam quando caem...
Beijinho prateado com carinho
SOL

16 de março de 2008 12:18  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, burro amigo. E acredite: essa é a intenção. :) Grande abraço.

16 de março de 2008 15:21  
Blogger O Árabe disse...

Uma escolha, Mônica? Não sei... às vezes, acho que ele nos escolhe. :)

16 de março de 2008 15:23  
Blogger O Árabe disse...

Kátia, nada existe que não mude nem acabe... e seja sólido e palpável. :) Mas entendi o que você quis dizer...

16 de março de 2008 15:24  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Sol... e acredita que retribuo os teus votos, de coração.

16 de março de 2008 15:25  
Blogger CASCATA DE LUZ disse...

Boa Pascoa. Gostei muito do seu blog .
Abraço da

Jane

21 de março de 2008 05:46  
Blogger su disse...

OK. Envia preço e modo de pagamento que eu quero um exemplar! :)))) Podes usar o meu mail: susana.julio@gmail.cm

Beijinhos grandes e obrigado pela atenção!

21 de março de 2008 10:17  
Blogger zé manel disse...

Já várias vezes disse que do Amor nada se perde.
Sentli-lo é um privílégio, ainda que só nosso, de nós faz pessoas melhores...

Só há pouco senti...
Sei já ser outro...
Melhor.

24 de março de 2008 15:35  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, amigo Zé... com amor, tudo é sempre melhor!

26 de março de 2008 04:51  
Blogger O Árabe disse...

Cascata de luz, obrigado e volta sempre... o oásis é nosso. pena que não consegui acessar o teu blog, para retribuir a gentil vista! :(

5 de abril de 2008 16:41  
Blogger O Árabe disse...

Su, perdoa-me a demora da resposta mas só hj vi o teu comentário. Grato pelo interesse, amiga; falaremos sobre o assunto.

5 de abril de 2008 16:44  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky