O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sábado, 16 de fevereiro de 2008

O VAZIO QUE EXISTE EM VÓS

Eu vos observo, a procurar entender os mistérios do Universo.

Quando, antes, deveríeis tentar entender os vossos próprios mistérios.

Dentro de vós, existe um vazio.

E é este vazio que vos impede de sentir a Vida. E que vos impele para a infelicidade e a angústia, que tão bem conheceis.

A verdade é que não sois plenos em vós. E é daí que nasce a vossa inquietude. Sois como o rio, que corre eternamente, procurando conter as suas próprias águas.

Às vezes, encontrais um novo amor. E, como o amor vos completa, tudo o mais passa para segundo plano; esqueceis as vossas contrariedades, tudo o que há um minuto vos fazia falta.

E cantais, e não sentis o passar do tempo. Quase não necessitais, sequer, de comer ou beber, de roupas ou adereços; todo o mundo se centraliza em vosso amor, que para vós é tudo que existe.

E isso acontece porque estais completos; porque o vazio, em vós, foi preenchido por um sentimento maior, e isto vos torna unos com o Universo.

Então, não precisais procurar Deus. Porque o encontrais em vossos próprios sentimentos.

E não necessitais de dinheiro, ou de bens, ou de novos sonhos. O vosso sonho de amor preenche todas as vossas necessidades.

Nem precisais de passatempos, para gastardes as vossas horas. Todo o tempo de que puderdes dispor ainda será pouco, para que possais sentir o amor.

Tampouco precisareis de drogas, ou de violência. Eis que o amor vos embriaga, e convida a desfrutar da paz. E, por estardes em paz, encontrais a felicidade.

Vede, entretanto, que tudo isto acontece porque já não existe o vazio em vós. Estais plenos, completos, e nada vos preocupais em descobrir; apenas vos ocupais em ser o que sois.

Oxalá assim sempre pudésseis ser!

Outro seria o mundo, outros seríeis vós.

E, decerto, assim será um dia. Pois os vossos caminhos se dirigem para onde, paciente, vos espera o Pai; e neste dia, ao vos reintegrardes ao Infinito, o vazio já não existirá em vós.

O Amor vos preencherá, e abrirá os olhos da vossa alma, para que vos possais enxergar como os irmãos que realmente sois. Então, cada um de vós abrirá o seu coração e os cordões da sua bolsa, e como irmãos repartireis as vossas posses e os vossos sentimentos.

Uma nova e cálida luz percorrerá o mundo, afastando as trevas da inquietude, do egoísmo doentio e da miséria.

E, sem essas trevas, onde se poderá esconder o sofrimento ?

UPGRADE EM 18/02/2008: a Whispers fez questão de dividir conosco estes selinhos, outros que ela merecidamente ganhou. Obrigado, Rachel, pela generosidade e amizade!

52 Comentários:

Blogger Benó disse...

Prós e contras.
Dia e noite.
Belo e feio.
Amor e sofrimento; nunca poderemos sentir um sem o outro.Têm que existir as trevas para se puder apreciar a luz.
Sem vida não poderemos morrer.
Tenha uma boa semana.

17 de fevereiro de 2008 12:01  
Anonymous DO disse...

Belo texto,ARABE. Muito reconfortante e esperançoso.

Abracao e uma otima semana a vc.

18 de fevereiro de 2008 06:10  
Blogger Gerlane disse...

AMÉM! Oxalá! Que venha logo essa transformação! Precisamos de paz! O mundo precisa encontrar a paz e, com certeza, isso só acontecerá, quando a humanidade souber amar! Mas, o amor em sua mais pura essência!

Abraços, amigo!

18 de fevereiro de 2008 09:16  
Blogger musqueteira disse...

...a Paz pode ser cantada, desenhada, escrita, dançada, musicada... mas o mais importante é praticá-la.

18 de fevereiro de 2008 09:19  
Blogger Márcia(clarinha) disse...

Luz!
Que o mundo se inunde de luz.
dias lindos amigo poeta
beijos

18 de fevereiro de 2008 11:04  
Blogger Adriana disse...

Belíssimas colocações!

18 de fevereiro de 2008 11:21  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Oie Árabe! Como sempre embevecida com tanta beleza, tanta luz... E, como o amor vos completa, tudo o mais passa para segundo plano; esqueceis as vossas contrariedades, tudo o que há um minuto vos fazia falta.
Nossa, lindo demais!
Beijos

18 de fevereiro de 2008 12:31  
Blogger Menina do Rio disse...

E como o rio que corre eu te deixo um beijo na minha inquietude...

18 de fevereiro de 2008 12:42  
Blogger C Valente disse...

Parabens pelos selos,
O vazio quando existe é uma sombra negra sobre nós,á que evitá-lo
Sadações amigas

18 de fevereiro de 2008 13:16  
Blogger Vieira Calado disse...

Procurar desvendar os segredos de nós próprios, homens e mulheres, cada um diferente é, provavelmente mais complicado que perceber as estrelas...
Um abraço

18 de fevereiro de 2008 15:25  
Blogger Whispers in night disse...

Ola querido!
quem não tem um vazio, quem não sente mesmo acompanhado a solidão, o ser humano e demais complicado, nunca se esta bem, nunca se tem o que se quer completamente
Meu querido desejo que a tua semana esteja a ser das melhores
beijinhos mil
Rachel

18 de fevereiro de 2008 19:06  
Blogger keila, a Loba disse...

Talvez porque sejamos almas inacabadas, o vazio nos espreita tentando preencher as lacunas da alma com sentimentos, emoções, dedicação e altruísmo verdadeiros. Quem sabe!!!

BeijUivooooooooooooosssssss da Loba

19 de fevereiro de 2008 06:06  
Blogger GarçaReal disse...

Sim ,o vazio preenche as almas, vai conduzindo até ao mundo da solidão...Apaga o que a vida pode dar, que pode dar alegria a uma alma.

Como sempre...Parto em meditação!

Bjgrande do lago

19 de fevereiro de 2008 06:55  
Blogger luma disse...

Dizem que o homem é um eterno insatisfeito, mas é esse homem que na ânsia de se satisfazer que alcança as realizações. Isso completa ao invés de esvaziar! Boa semana! Beijus

19 de fevereiro de 2008 08:59  
Blogger São disse...

Tal como nos recordas, Mestre: a amor preenche tudo como água na bacia de um rio.
Bem hajas!

20 de fevereiro de 2008 08:35  
Blogger Rui Caetano disse...

Os mistérios do universo somos nós mesmos. Somos o nosso próprio mistério.

20 de fevereiro de 2008 11:39  
Blogger tagarelas-miamendes disse...

Quando me iniciei na Blogosfera, achei que aqui podia experimentar a liberdade total! Um espaco onde poderia fazer e dizer o que queria, sem regras, sem limites, sem dependencias.
Enganei-me! Nao percebi que me podia deixar amarrar por outro tipo de dependencia. A blogodependencia!
Ha blogs que ja fazem parte da minha vida. Mesmo numa luta contra o tempo, nao posso deixar de passar por aqui.

20 de fevereiro de 2008 12:22  
Blogger FINA FLOR disse...

boa pergunta, meu caro! boa pergunta.

infelizmente acho que algum lugar ele ia encontrar =(

beijocas

MM.

20 de fevereiro de 2008 20:03  
Blogger Olhos de mel disse...

Árabe! Estive a reler e deixei beijinhos...

21 de fevereiro de 2008 06:28  
Blogger LuzdeLua disse...

Pois os vossos caminhos se dirigem para onde, paciente, vos espera o Pai; e neste dia, ao vos reintegrardes ao Infinito, o vazio já não existirá em vós.

Sempre passo por esse vazio, de estar em meio a muitos e nao entender o coração. Deve ser saudade da casa paterna mesmo.
Muito lindo amigo.
Deixo-te um abraço sentido.
Bjs

21 de fevereiro de 2008 07:51  
Blogger Divinius disse...

Sempre bom ler o que escreves transmites paz:)

21 de fevereiro de 2008 10:33  
Anonymous Bia disse...

Amigo querido, estou de volta! Atualizei a leitura e alimentei a alma com teus escritos tão prenhes de sabedoria. Belíssima a lenda do rouxinol!

Deixo-te um sorriso e um beijo no coração.

21 de fevereiro de 2008 11:44  
Blogger C Valente disse...

Lindo
Saudações amigas

21 de fevereiro de 2008 16:16  
Anonymous NADJA disse...

MIGUXINHOOOOO!!!!VOLTEI COM MEU ATELIERZINHO ..VAI LÁ TOMAR UM CHAZITO COMIGO RSRSRS...CLICA AI NO ENDERECINHO...FIZ O CANTINHO COM MUITO LOVE...
http://atelierbynadja.blogger.com.br/
te ofereço meu awardzinho!!!!!!!otimo fds!!!!!!b-jusssss

22 de fevereiro de 2008 07:24  
Anonymous Felisberto Assunção disse...

Olà amigo, EXELENTE é a palavra que eu encontro para descrever o que acabo de ler, palavras sabias estas que acabo de ver, como tudo seria diferente???

Um abraço, bom fim-de-semana

ps: obrigada pela visita

22 de fevereiro de 2008 08:30  
Blogger O Árabe disse...

verdade, Benó: necessitamos dos contrastes. É entre o calor da aleegria e a chuva do pranto, que a nossa alma amadurece. Bom fim de semana!

22 de fevereiro de 2008 18:10  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, DO. Quem dera, possamos sempre divulgar a esperança. :) Abração, bom fim de semana

22 de fevereiro de 2008 18:11  
Blogger O Árabe disse...

Que assim seja, Gerlane. Só poderemos encontraa a paz, quando ela existir dentro de nós...;) Grande abraço.

22 de fevereiro de 2008 18:12  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Musqueteira. As palavras, sem os atos, são como as tochas sem as chamas.

22 de fevereiro de 2008 18:14  
Blogger O Árabe disse...

Tomara, Clarinha! Só assim, afastaremos as trevas. :) Um lindo fim de semana!

22 de fevereiro de 2008 18:15  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Adriana, e volte sempre. O oásis é nosso! :)

22 de fevereiro de 2008 18:16  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. Mas a beleza não está nas palavras, e sim no coração que sabe ouví-las... :) Bom fim de semana!

22 de fevereiro de 2008 18:17  
Blogger O Árabe disse...

Sabe, Verônica? É graças à inquietude, que o rio fertiliza as suas margens... :)

22 de fevereiro de 2008 18:18  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Valente. E oxalá possamos evitar as sombras que se estendem em nosso vazio. Um abraço, amigo.

22 de fevereiro de 2008 18:20  
Blogger O Árabe disse...

Vieira, amigo, o complicado não é perceber as estrelas... é abrigar-se em sua luz! :) Abraço, bom fim de semana.

22 de fevereiro de 2008 18:21  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Rachel! O vazio vem da nossa inquietude. Obrigado de novo, bom fim de semana!

22 de fevereiro de 2008 18:23  
Blogger O Árabe disse...

Talvez, Keila... mas é necessário que saibamos conviver com ele, sem permitir que nos absorva, ou jamais o preencheremos. :) Bom fim de semana!

22 de fevereiro de 2008 18:25  
Blogger O Árabe disse...

Talvez, Garça amiga. Mas a verdade é que basta a luz de uma nova esperança, para preenchê-lo. Pensa nisto, sim? :) A alegria sempre volta...

22 de fevereiro de 2008 18:27  
Blogger O Árabe disse...

Assim acontece, Luma: é a sede que faz o beduíno caminhar, até alcançar a sombra do oásis... :)

22 de fevereiro de 2008 18:28  
Blogger O Árabe disse...

Grato, São, pela tua bondade que me vê como mestre, quando na verdade juntos aprendemos. E estás certa, sim... o amor preenche cada um de nossos vazios, como a água que se espalha pelo leito do rio. :)

22 de fevereiro de 2008 18:30  
Blogger O Árabe disse...

É isso, sim, amigo Rui. Talvez porque nós e o coração do Universo tenhamos a mesma essência... :)

22 de fevereiro de 2008 18:32  
Blogger O Árabe disse...

E acredita, Tagarelas: é grande a nossa alegria, a cada presença tua em nosso oásis. Volta sempre que te for possível!

22 de fevereiro de 2008 18:33  
Blogger O Árabe disse...

Talvez, Mônica... mas as trevas se afastam, assim que surge a luz! :) Bom fim de semana.

22 de fevereiro de 2008 18:35  
Blogger O Árabe disse...

Mais uma vez te agradeço, Olhos de Mel, e retribuo de coração.

22 de fevereiro de 2008 18:36  
Blogger O Árabe disse...

É Nele, Luz, e na Sua essência, que se desfaz o nosso vazio... :) Obrigado, e tenha um bom fim de semana!

22 de fevereiro de 2008 18:37  
Blogger O Árabe disse...

Divinius, e é sempre bom contar com a sua presença. Afinal, os amigos nos trazem a paz... :)

22 de fevereiro de 2008 18:39  
Blogger O Árabe disse...

Bia, amiga, alegro-me com o teu retorno e agradeço a tua gentileza. É um grande prazer, voltar a ler o que tão bem escreves! :)

22 de fevereiro de 2008 18:40  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, caro Valente! E podes sempre contar com este amigo.

22 de fevereiro de 2008 18:41  
Blogger O Árabe disse...

Bem vinda, Nadja! E aguarda-me só um pouco. Será uma alegria voltar a visitar o teu belo atelier! :)

22 de fevereiro de 2008 18:42  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Felisberto... e não me agradeças. Realmente gostei do teu espaço!:) Abraço, bom fim de semana.

22 de fevereiro de 2008 18:43  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Prenchido estaremos plenos e assim nossa missão aqui completada.
Belo texto que nos leva a olhar com mais carinho esse "vazio" a ser preenchido.
Obrigado por esses momentos.

Pérolas incandescentes de carinho.

Eärwen

24 de fevereiro de 2008 07:47  
Blogger Flávio disse...

Grato a você, Eärwen... e boa síntese: o objetivo é, exatamente, nos tornarmos completos. :)

25 de fevereiro de 2008 04:22  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky