O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 29 de maio de 2009

A INVEJA

Nada enxerga o invejoso, senão a felicidade alheia.

E, assim procedendo, é como o pescador que se lamenta porque não lhe pertence o mar. Como se no rio não existissem mais peixes do que necessita para o seu sustento.

Ou como o vagalume que chora porque estrela gostaria de ser. E nem percebe o próprio brilho, que ilumina o espaço à sua volta.

Guardai-vos de abrigar a inveja.

Pois, como os antolhos impedem à besta a visão do mundo, a inveja não permite que vos possais sentir felizes. E vos leva a chorar pelo que têm os outros, quando deveríeis sorrir pelo que vos pertence.

Como a erva parasita asfixia o tronco que a abriga, a inveja sufoca em vós a alegria de viver. E como a sombra da noite oculta a beleza das flores, a inveja torna esmaecido o brilho das vossas próprias conquistas.

Ao pássaro, não preocupa a envergadura das asas; basta-lhe a liberdade de voar, ao sopro carinhoso da brisa. Como à flor não importa o tamanho do caule, ao desfrutar a carícia do sol.

Entretanto, não é pelas vossas necessidades que dimensionais a felicidade; mas pelos vossos desejos. E à medida que mais desejais, maiores se tornam as vossas angústias.

Pois o homem que não se contenta com as frutas suculentas e a água cristalina vagará sem descanso, na busca inútil do pomo encantado e do néctar ilusório.

Em verdade, não é mais feliz o homem que mais possui; e sim aquele que mais valor atribui às suas posses. Porque o primeiro pode nem conhecer todos os seus bens, enquanto o segundo desfruta de tudo que lhe cabe.

A inveja não é a abundância, mas a perpétua carência. Não será saborosa a água do vosso poço, enquanto mais doce vos parecer a do vizinho; nem bela será a vossa esposa, enquanto mais atraente julgardes a mulher ao lado.

A inveja é a sede que não pode ser saciada, a pobreza que não pode ser vencida e a fome que não pode ser mitigada. Porque nada será suficiente, para quem não sabe valorizar o que possui.

Guardai-vos da inveja. Que jamais possa ela encontrar guarida em vosso coração.

Para que não venha a acorrentar o vosso verdadeiro Eu.

60 Comentários:

Anonymous  disse...

Árabe, parabéns pelo conjunto, maravilhoso! Um texto magnífico! Foto e musica sem comentários...
Bom fim de semana!
Beijos

29 de maio de 2009 18:17  
Blogger Whispers disse...

Querido Árabe!

EE pela inveja que se mata o homem

Se não fosse a inveja não havia tantas guerras,e tanta miséria na face da terra

Parabéns,teu post esta 100%,alias como sempre

E na realidade o homem não precisa muito,pois a ultima morada são só 7 palmos de terra fria.
beijos e bom fds
Rachel

29 de maio de 2009 20:03  
Blogger Sol do Deserto disse...

Belíssimo!
Como sempre... belíssimo!!!

29 de maio de 2009 21:39  
Blogger Porcelain Doll disse...

A inveja... aquilo que vem para nós de forma verdadeira e duradoura, vem porque em algum momento o nosso coração transbordou de amor... a carência que desperta a inveja, tem origem na inconsciência de quem somos e do que possuímos... e essa, se trouxer alguma coisa, será falso e fugaz...

Beijinhos!

30 de maio de 2009 02:05  
Blogger São disse...

A inveja, tal como o ódio, têmm tal carga de negatividade eue ferem e prejudicam mais quem os sente de que quem é seu objecto...

Feliz final de semana, meu Mestre!

30 de maio de 2009 06:35  
Blogger FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO ÁRABE, QUE DEUS NOS LIVRE DO MAL DE INVEJA... ABRAÇOS DE AMIZADE E UM BOM SÁBADO,
FERNANDINHA

30 de maio de 2009 06:59  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Um pecado muito comum. Eu cometo, confesso. Invejo a lua que pode pairar sobre o mar, invejo o vento que passeia pelos campos penteando a vegetação, invejo o perfume das flores, mas me conformo com quem sou porque o Criador me permitiu visualizar tudo e sentir em minha alma...
Um beijo!

31 de maio de 2009 16:03  
Blogger Philip Rangel disse...

A inveja mata..destroi corrompe...

abraçao

31 de maio de 2009 18:40  
Blogger MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Nossa! que texto bom.
A inveja é uma doença não acha?
A música é uma delícia, dá vontade de não ir embora;
beijos
Uma boa semana para você

31 de maio de 2009 19:07  
Blogger triliti star disse...

tenho defeitos, mas, por acaso esse não. o que não é suficiente para fazer de mim um santo...

31 de maio de 2009 19:07  
Anonymous tibeu disse...

Nunca, mas nunca consegui perceber o motivo da inveja. E até á bem poucos anos eu achava que ninguem tinha inveja de ninguem. Hoje vejo de outra forma, mas continuo a não perceber o motivo da inveja. Será que alguem me sabe dar uma explicação sobre este assunto? bj e obrigada pela visita

1 de junho de 2009 09:34  
Blogger mundo azul disse...

__________________________________

Belíssimo seu texto!

É verdade... A inveja é um cancro que mina todos os bons sentimentos...

Deus nos livre dela, mesmo!

Obrigada, meu doce amigo, pela excelente leitura!!!

Beijos no coração...

Zélia

_________________________________

1 de junho de 2009 13:55  
Blogger Feiticeira disse...

...A inveja é a homenagem ,que a inferioridade tributa ao mérito

Boa semana, beijos

1 de junho de 2009 14:03  
Anonymous DO disse...

Brilhante,Arabe. BRILHANTE!!!!

1 de junho de 2009 15:18  
Blogger moonlight song disse...

Olá Amigo Árabe :)a inveja é como uma erva daninha. Fantástico texto, parabéns! Quem tanto olha para bem longe, não vê a beleza e os tesouros que o rodeiam aqui mesmo, as flores cujo maravilhoso odor está ao alcance do seu olfacto, as pessoas que estão ao alcance da sua mão acarinhar. A inveja corroi o coração de quem a sente. Saibamos manter o coração limpo dessa energia tão negativa. Beijos Amigo, sejas feliz ;)

2 de junho de 2009 01:34  
Blogger Eu sei que vou te amar disse...

Muito verdadeiro este post. Cheio de sabedoria que nos leva a pensar que a vida é para ser partilhada e nela aprendemos a viver com o que temos e saber desfrutar dos seus frutos sem invejar o que nao nos pertence!
Um beijo doce

2 de junho de 2009 01:51  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Lu. A música é realmente linda, não? :) Boa semana!

2 de junho de 2009 09:00  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Rachel. Deveríamos ter presente essa lembrança. :) Boa semana!

2 de junho de 2009 09:00  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Sol, pela gentileza das suas palavras. Boa semana!

2 de junho de 2009 09:01  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Porcelain Doll: inveja e insegurança andam sempre de mãos dadas. :) Boa semana!

2 de junho de 2009 09:13  
Blogger O Árabe disse...

Concordamos, São... quanto à inveja. No restante... continuo um eterno aprendiz. :) Boa semana!

2 de junho de 2009 09:14  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, fernanda. E que Ele nos livre, sim; sempre! Boa semana.

2 de junho de 2009 09:15  
Blogger O Árabe disse...

Isso não é inveja, Claudinha. É admiração pela beleza! :) Boa semana.

2 de junho de 2009 09:16  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Philip. Evitar a inveja é proteger a Vida em nós! Boa semana.

2 de junho de 2009 09:17  
Blogger O Árabe disse...

É linda, realmente, Martha. E pode demorar-se à vontade, viu? O oásis é nosso! :) Boa semana.

2 de junho de 2009 09:18  
Blogger O Árabe disse...

Chegamos lá, Triliti... chegamos lá! :) Boa semana.

2 de junho de 2009 09:19  
Blogger O Árabe disse...

A insegurança, talvez, Tibeu? Eu não sei... felizmente! :) Boa semana.

2 de junho de 2009 09:24  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Zélia, pela gentileza... e pelos belos poemas. :) Boa semana!

2 de junho de 2009 09:24  
Blogger O Árabe disse...

Bem definido, Feiticeira... bem definido! :) Boa semana.

2 de junho de 2009 09:25  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, DO. Mas sei que a amizade ajuda um bocado! :) Meu abraço, boa semana.

2 de junho de 2009 09:26  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Moonlight Song. Pela opinião sobre o texto, e pelo belo complemento. :) Boa semana!

2 de junho de 2009 09:26  
Blogger O Árabe disse...

É um belo conselho,minha romântica amiga. Oxalá sejamos capazes de seguí-lo! :) Boa semana.

2 de junho de 2009 09:27  
Blogger Eugênio C. Brito disse...

Olá!

gostaria de te convidar para um belo palavriado em meu novo blog,na verdde reinaugurado.Ficarei contente com sua visita! Desde já,gostei do que li em teu espaço,e voltarei mais vezes.

Gênio

2 de junho de 2009 13:50  
Anonymous Teresa disse...

inveja...
esse sentimento corrosivo,
que nos fáz cegos e deprimidos,
sentimento primitivo,e que quando não trabalhado,compra
o desiquilibrio,
levanta-te equilibrista,
chegou o momento da conquista,
deixa a inveja com fome,
vive,
ama
e ri.

com um beijinho cheio de ternura
da
Teresa

2 de junho de 2009 14:10  
Blogger VANUZA PANTALEÃO disse...

Meu amigo,
Sempre nos conduzes a profundas reflexões e sem nenhuma pretensão de ser perfeita ou melhor que o meu semelhante, posso lhe confessar algo: não sinto esse mal dentro do meu ser. Outros até, sendo humana, podem haver, mas a terrível praga da inveja não me alcança...
Bem oportuno seu post, Árabe!
Parabéns!!!Bjs

2 de junho de 2009 16:29  
Blogger Menina do Rio disse...

Verdade seja dita!
Querido amigo, eu não tenho conseguido visitar todos como gostaria, mas tento sempre retribuir as visitas que recebo e não poderia deixar de vir te dar um beijo

2 de junho de 2009 19:59  
Anonymous De... disse...

Palavras perfeitas...ensinamentos simples e profundos ao mesmo tempo.

E a maravilhosa música nos envolve nesse mergulho profundo.

E assim, vou aprendendo...

2 de junho de 2009 21:16  
Blogger GarçaReal disse...

Também acho que a inveja é um sentimento de carência, uma necessidade do que não é seu.

Belissimo este texto.

Bjgrande do Lago

3 de junho de 2009 08:38  
Blogger Barbara disse...

A inveja...porque as pessoas insistem em se classificar, se comparar e competir.
Círculo maldoso este.
Muito boa essa postagem, deveria usar num "out door".
Em cada esquina.
Não sei porque esses assuntos não são tratados na grade escolar, pois são os que permeiam a vida e as crianças seguem as doentias práticas dos adultos.
Mas a educação ocidental é meramente mecânica, infelizmente.
Bom vir aqui.

3 de junho de 2009 10:44  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Eugenio. Também gostei do seu blog! Bom resto de semana.

3 de junho de 2009 13:15  
Blogger O Árabe disse...

Belo poema, Teresa. Obrigado, bom resto de semana!

3 de junho de 2009 13:15  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Vanuza. Felizes aqueles que não a sentem, amiga! :) Bom resto de semana.

3 de junho de 2009 13:18  
Blogger O Árabe disse...

Continua tentando, Menina. A tua presença é sempre uma alegria! :) Bom resto de semana.

3 de junho de 2009 13:19  
Blogger O Árabe disse...

Maravilhosa, mesmo, De. Como você disse: um mergulho profundo. :) Bom resto de semana.

3 de junho de 2009 13:21  
Blogger O Árabe disse...

Bem definido, Garça! E grato pela gentil opinião. :) Bom resto de semana.

3 de junho de 2009 13:22  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Barbara. É bom contar com a sua presença! :) Bom resto de semana.

3 de junho de 2009 13:23  
Blogger Carmem disse...

Um dos sete pecados capitais!...

Entretanto, a inveja não é uma característica intrínseca do gênero humano ela é fruto do egoísmo, em uma sociedade concorrencial.

Beijo e obrigada pelo carinho!

3 de junho de 2009 18:12  
Blogger Phaty disse...

Aquele que sente inveja é cego para a felicidade.É como a árvore seca que não pode dar frutos, nem mesmo sombra. Se incomoda com a luz dos outros, pois jamais conseguirá ver sua luz interior.
beijos

3 de junho de 2009 18:14  
Anonymous Márcia disse...

Marcia disse...
Não sabia qie você estava atualizando esse blog.

Vou passar mais vezes por aqui :)

Um grande abraço

4 de Junho de 2009 03:04

4 de junho de 2009 05:32  
Blogger O Árabe disse...

Boa colocação, Carmem. Um ponto a ser pensado. :) Bom resto de semana, obrigado.

4 de junho de 2009 05:33  
Blogger O Árabe disse...

Bem definido, Phaty. A inveja cega! Bom resto de semana, amiga.

4 de junho de 2009 05:34  
Blogger O Árabe disse...

Venha mesmo, Márcia. A sua presença é sempre uma alegria! :) Bom resto de semana, Namastê.

4 de junho de 2009 05:35  
Blogger Mau Feitio disse...

a inveja...
sublime texto!
parabéns!

4 de junho de 2009 14:38  
Blogger Mariz disse...

Slvé querido amigo!

Queres crer que também apanhei um susto quando quis ir ao meu blog e apareceu uma páginanonde se lia: este blog foi removido.
Tentei umas quantas vezes a seguir e a páigna continuava lá, coma mesma afirmação.

Então cliquei noutro bog meu e fui directa para o"sou pó e luz"...e lá continuava são e salvo!
Naõ sei o que se passou..mas este blogspot, anda muito cheio de chatices....

Grata pelo teu comentário.
Agora...a inveja!
Acho que nunca invejei nada nem ninguém...por vezes dizia: gostava de ter um casaco como aquele...mas nem era por inveja..achava bonito...nada mais!
depois quando engravidei, passei sempre muito mal e cheguei a dizer: que inveja tenho daquelas mães que dizem sentir apenas a barriga a crescer - mas aodizer isto, não ia implícita a carga nefasta...sabers como é?!.. - .coisas que se dizem sem intenção.

Sinceramente....
sinto isso de algumas pessoas essa carga!E por vezes de tão violenta que é chego a sentir-me mal..vê bem! Sou muito sensível a detectar onde não há boa enrgia..quer nas pessoas quer nos ambientes...até aqui na net. Cada página onde vou, por vezes desisto pela carga que suporta.
Por isso meu querido amigo, que se cuidem essas gentes a quem a inveja toca...porque ela corrói o coração e seca as pessoas!

Abraço meu...
Cuida-te também...mas não da inveja...das outras coisas por que passamos.
Sempre...
MAriz

4 de junho de 2009 18:59  
Blogger . fina flor . disse...

belíssimo texto!!!

assino embaixo disso: Em verdade, não é mais feliz o homem que mais possui; e sim aquele que mais valor atribui às suas posses

beijos, querido

MM.

4 de junho de 2009 19:02  
Blogger O Árabe disse...

Grato, pelo gentil feitio das tuas palavras. :) Bom fim se semana!

5 de junho de 2009 05:37  
Blogger O Árabe disse...

Tudo passará, Mariz. O Universo nos defende... sempre! :) Bom fim de semana.

5 de junho de 2009 05:38  
Blogger O Árabe disse...

Honrosa assinatura, Mônica. Deixa-me feliz! :) Bom fim de semana.

5 de junho de 2009 06:52  
Anonymous Perla disse...

A inveja é mal que corrói quem a sente. Não pode ser feliz quem inveja os outros.

Bjs

6 de junho de 2009 09:46  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Perla. Não se sente feliz quem inveja a felicidade alheia. Boa semana!

7 de junho de 2009 14:22  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky