O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sábado, 23 de maio de 2009

A SOLIDÃO E A CONVIVÊNCIA

Sim, a solidão machuca.

Entretanto, é ela o vosso caminho para a paz. Porque é preciso que aprendais a estar convosco, antes que com outros possais conviver. Embora busqueis a companhia, dela não desfrutareis se não estiverdes inteiros em vós.

Ainda que pela mesma árvore se distribuam os frutos, cada um tem o seu próprio sabor. E a rosa que com amor ofertais torna-se diferente de todas as outras, por mais semelhantes que possam parecer.

Como a diferença entre as notas faz nascer a harmonia da canção, são as diferenças entre vós que fazem o mundo como o conheceis. E vos impulsionam à união, para que em outrem encontreis o que falta em vós.

Todavia, são elas também que vos separam; cada um tem as suas próprias razões e não consegue entender as alheias. Ninguém reage senão de acordo com o seu jeito de ser.

Embora vos atraia o mistério, eis que vos assusta o desconhecido; e vos aborrece renunciar às vossas idéias. Quando o fazeis, em nome da convivência, surge em vós a insatisfação, de onde a revolta brotará.

Com a distância entre os astros, a gravidade mantém o equilíbrio do universo. E é preciso que haja espaços entre vós, para que o respeito possa conservar o equilíbrio da vida em comum.

Aquele que acredita nas suas próprias verdades, não necessita proclamá-las para o mundo; nem buscará impô-las a quem o cerca. Respeitará, antes, as verdades alheias; e esta é a base da verdadeira convivência.

Entretanto, ninguém acredita senão nas verdades que em si mesmo descobriu. E é só através da solidão, que podereis encontrar o vosso verdadeiro Eu; esmiuçar as vossas dúvidas, para que façam nascer as vossas certezas.

Como o pássaro, que da segurança do ninho necessita para lançar-se ao céu, necessitais das vossas respostas, que vos levarão a novas perguntas, na incessante busca do Conhecimento.

Se em conjunto realizais essa busca, do apoio de cada um dependerá que unidos continueis até o fim da jornada. E esse apoio não virá da semelhança de vossas perguntas, mas do respeito às diferentes respostas.

Em verdade, não é a solidão que vos faz sofrer. Como não são as diferenças que vos afastam; mas o medo, que faz nascer a insegurança e com ela o egoísmo. Pois ninguém está só, a menos que assim se sinta.

É na imensidão do deserto, que o beduíno melhor percebe o encanto das estrelas; e no silêncio da madrugada, que mais doce se torna a música aos vossos ouvidos.

Não deveis temer a solidão. Pois a flor, mesmo caída sobre o chão, recebe o abraço do sol e a carícia das águas.

E em outras flores renascerá...

59 Comentários:

Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Como é bom termos essas palavras´para sermos despertos.

24 de maio de 2009 11:01  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Árabe

A solidão enquanto espaço de recolhimento e de liberdade é um bem do qual não devemos abrir mão.
Esta solidão engrandece-nos pela meditação que nos proporciona e dos sonhos que frequentemente se alimentam.
Esta é a boa solidão.
Mas há a solidão ruim de quem constrói muros e alimenta atritos, de quem não sabe amar nem compreender, de quem reivindica afectos quando se esconde de quem os encarna.
Essa é a solidão da morte ainda que se exista e se percorra o mundo entre muita gente.


Abraço

24 de maio de 2009 11:57  
Blogger Sol do Deserto disse...

A mim, a solidão não machuca pois o Mundo está repleto de pessoas, aqui e acolá.
O que pode vir a entristecer e ferir é o fato de estar "só" com os próprios pensamentos e aspirações, ou seja, há tantos, indo e vindo, que em nada se assemelham e se identificam a nós. Portanto, a solidão é um refúgio, assim como é para o beduíno, que na imensidão do deserto, melhor percebe o encanto das estrelas e no silêncio da madrugada, mais doce se torna a música aos ouvidos.

24 de maio de 2009 19:38  
Blogger moonlight song disse...

Olá Amigo Árabe :) reflicto nas tuas palavras. O casulo é necessário para que de lá saia, a seu tempo, a borboleta.Também tenho os meus preciosos e inprescindíveis casulos.
Bjss amigo, muito obrigada pelas tuas sempre tão apreciadas visitas.

25 de maio de 2009 05:30  
Anonymous DO disse...

Pra refletir,né Arabe? Muito bom o texto. E como eu sempre digo: com a otima musica que vc coloca,fica ainda melhor.

Boa semana!

25 de maio de 2009 07:44  
Blogger Luma disse...

A solidão é sim amiga para aqueles que sabem administrar bem seus anseios. Aliada as coisas boas, a solidão só trás paz! Almas inquietas ou em constante conflito, não encontram conforto na solidão. Beijus

25 de maio de 2009 13:12  
Blogger MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

A solidão se faz necessária querido amigo, é com ela que aprendemos a ser feliz, a gostar, sentir, enfim estar só é refletir a vida, é cuidar da alma.
beijos querido amigo.
Uma boa semana para você

25 de maio de 2009 13:26  
Blogger Feiticeira disse...

Acredito que nossos posts se completam
É necessário estarmos em contato com nós mesmos para encontrarmos a felicidade, pois se ela não existir dentro de nós jamais a conheceremos fora

Ótima semana, bjus

25 de maio de 2009 15:15  
Blogger Marlene Maravilha disse...

Que lindo texto! Sinto-me previlegiada em le-lo. Obrigada por esta partilha.
Realmente somos sós, quando nos sentimos sós, e isto independe da multidao que nos rodeia.
É muito bom e salutar quando descobrimos na convivencia, que o meu direito comeca aonde termina o do outro, e vice-versa.
abracos!!!

25 de maio de 2009 15:30  
Blogger GarçaReal disse...

É precisamente na solidão que s encontram tantas e tantas respostas para as questões do dia a dia e para aquelas que por vezes se encontram no obscuro..
Acho que a solidão tem sempre que existir , pois é nela que se consegue a meditação.

Boa semana

Bjgrande do Lago

25 de maio de 2009 17:17  
Anonymous De... disse...

Árabe...

Somente mergulhando dentro de nós mesmos conseguiremos harmonizar nossos paradoxos.
E somente depois disso, poderemos criar conexões externas que iluminem.

Imagem perfeita: uma rosa solitária, irradiando sua beleza mansamente, simplesmente por saber-se rosa.

Música envolvente!
Tudo lindo!

25 de maio de 2009 18:57  
Blogger Eu sei que vou te amar disse...

Maravilhoso este post! Verdadeiro tal uma caricia que toca e nos deixa navegar na magia da vida, solidão é necessario para darmos valor aos sons!
Um beijo doce

26 de maio de 2009 06:45  
Anonymous Teresa disse...

solidão...
essa amiga do peito,
que me fáz mais perto de mim,
eu,não a rejeito,
quero tê-la por inteiro,
quero vivê-la do meu jeito,
e,senti-la até ao fim.

com um grande beijinho cheio de ternura
da
Teresa

26 de maio de 2009 12:07  
Blogger Whispers disse...

Ola querido Árabe!

não sei se a solidão machuca.
por vezes acho que é um bem pra a alma

Antes estar só do que mal acompanhado.

O importante é estar de bem com a gente mesmo.

Árabe,obrigado por cada palavra de carinho deixada no Whispers.
Depois de uns dias ausentes voltei a minha casa.
Como sempre teu blog me faz pensar,no sentido do bem,claro

beijinhos mil
Rachel

26 de maio de 2009 12:58  
Blogger Carmem disse...

Oh solidão, que se apoderaste do meu ser.
Que a toda a hora me acompanhas.
É também teu o meu sofrer,
É em minhas lágrimas qe te banhas.

Muito lindo o te poema...Eu gosto da solidão... Ela é minha companheira incansável...

Beijo e ____0____

26 de maio de 2009 14:15  
Anonymous tibeu disse...

Gostei muito do post, parabens

26 de maio de 2009 14:22  
Blogger São disse...

Estamos comunicando telepaticamente, amigo?

É que eu também falei sobre a solidão...

Beijo-te.

26 de maio de 2009 14:40  
Anonymous  disse...

Árabe, não que sentir solidão seja por não saber conviver consigo. Ela de vez em quando, até é necessária; pra refelão, etc, mas é a constante falta da companhia para trocar carinho, conversar... Acostuma-se tudo, mas em compensação, esss pessoas tornam-se deprimidas, tristes, ou amargas.
Um belíssimo texto, em perfeita harmonia com a imagem e a musica.
Beijos

26 de maio de 2009 14:45  
Blogger mundo azul disse...

________________________________


...sim! A quietude nos permite ouvir nossa voz interior...Essa sim, nos ensina, nos dá clareza!

Lindo, lindo o seu texto, meu querido amigo! Obrigada...


Beijos no coração!

_________________________________

27 de maio de 2009 14:12  
Blogger Arabica disse...

Solidão, período de crescimento e amadurecimento. Conversar com nós mesmos, conhecer em toda a sua amplitude, esse eu que nos guia.

E nas conversas mudas constantes, a sensação que nunca estamos -realmente- sós...

Que seria de nós sem um espaço de recolhimnto e encontro?


Grande abraço, para si, Árabe,

27 de maio de 2009 15:16  
Blogger Vieira Calado disse...

Outro belo texto!

Desta vez sobre a solidão,

que eu tanto prezo.

Um forte abraço

27 de maio de 2009 15:31  
Blogger O Árabe disse...

A verdade, ermitã amiga, é que adormecidos estamos na maior parte do tempo... :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:11  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Silêncio: a verdadeira solidão no saproxima dos outros... e da Via. :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:12  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Sol... a maior solidão está, talvez, em sentir-se diferente. Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:13  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Moonlight Song: às vezes necessitamos do casulo, para voltarmos a abrir as asas... :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:14  
Blogger O Árabe disse...

Linda música, não, DO? Este é um do smaiores benefícios da internet. :) Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:15  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Luma! Sempre uma alegria a sua visita. Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:16  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Martha: a solidão é necessária, para cuidarmos da alma. :) Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:17  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Feiticeira: dentro de nós está a felicidade. Talvez por isto não a encontremos... :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:18  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Marlene, pelas gentis palavras. Bom resto de semana, amiga.

28 de maio de 2009 04:19  
Blogger O Árabe disse...

... e como nos é necessária a meditação, Garça! Esta é uma realidade. Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:20  
Blogger O Árabe disse...

Realmente, De: a imagem é cativante na sua simplicidade, e a música... que música! :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:21  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, romântica amiga, pela gentileza das palavras. Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:21  
Blogger O Árabe disse...

Belos versos, Teresa! :) Obrigado, bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:22  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Whispers. E obrigado pela gentileza... e pela amizade! :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:23  
Blogger O Árabe disse...

Bonito, Carmem! E bonito, também, aprendermos a gostar da solidão...
Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:24  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Tibeu. Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:24  
Blogger O Árabe disse...

... e muito bem escreveste, São; e muito bem escreveste! :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:28  
Blogger O Árabe disse...

Não sei, Lú... acho que a solidão não é, necessariamente, triste ou amarga. Mas concordamos sobre a imagem e a música! :) Bom resto de semana.

28 de maio de 2009 04:29  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Zélia, pela gentileza e amizade. Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:31  
Blogger O Árabe disse...

Por certo, Arábica, não nos reencontraríamos, sem a solidão. :) Bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:32  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Vieira. Meu abraço, bom resto de semana!

28 de maio de 2009 04:33  
Blogger Carla disse...

adoro ler as tuas palavras. Mas, na verdade há a solidão que nos alimenta o espírito e há o estar dolorosamente só.
Uma e outra são diferentes, uma e outra fazem-nos sentir diferentes
beijo

28 de maio de 2009 06:30  
Anonymous Perla disse...

Gostei particularmente deste texto, para mim muito pertinente.

Bem hajas!

Bjs

29 de maio de 2009 02:17  
Blogger Barbara disse...

ISTO COMOVEU-ME.
VERDADE QUANDO É VERDADE, COMOVE.
MUITO OBRIGADA E DESCULPE INVADIR ASSIM...

29 de maio de 2009 08:21  
Anonymous Nuno cruz disse...

Assunto: Sobre preocupação
Data: 29/Mai 14:04


http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

Preocupação frequentemente traz uma imensa sombra sobre algo muito diminuto. Provérbio Suíço.


http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

Preocupação não traz absolutamente nada de bom para a sua saúde física ou espiritual. Preocupação tem a habilidade de tomar algo diminuto e magnificar a proporções gigantescas. Quão importante é essa questão? Essa é uma boa pergunta para se fazer quando preocupado, porque a resposta que você der a essa pergunta poderá colocar as coisas na sua devida perspectiva.

À medida que você prossegue no seu dia saiba que você tem a opção de aumentar a sua preocupação a proporções gigantescas e ao mesmo tempo de reduzi-las a um tamanho muit
http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

o mais manejável.

Tente não desperdiçar o seu tempo se preocupando sobre coisas deixadas por fazer ou coisas que ainda sequer aconteceram. Você tem a decisão de realmente viver agora e deixar as suas preocupações num lugar onde elas devem ficar. Essa decisão é toda sua;
Um lindo dia para si .
Beijos de luz no coaração
Namasté!!!


http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

29 de maio de 2009 16:55  
Anonymous Nuno Cruz disse...

Assunto: Felicidade ou Alegria
Data: 28/Mai 20:42


http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

Todos nós queremos ser felizes, mas sem sentir buscamos essa felicidade fora de nós mesmos!
Muitos pensam encontrá-la no Amor, porém o egoísmo ou medo de sofrer não os deixa amar de verdade! Outros no reconhecimento, mas a má vontade é incompatível com a evolução! Há os que buscam essa felicidade em bens materiais, falsa prosperidade, confundindo ambição com ganância!


http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

Não podemos também confundir Felicidade com Alegria que é importante e está mais próxima das comemorações! Podemos estar muito alegres num determinado instante comemorando uma vitória e, bem no fundo da Alma, estarmos em conflito conosco e com o Mundo, devido a problemas reais ou não!
Felicidade é Paz interior! Essa Paz tem que ser conquistada aos poucos e sempre: cultivando o Amor ao Próximo, tendo a consciência sempre tranqüila de que fazemos o melhor, perdoando-nos pelos erros cometidos, agradecendo o que se tem, respeitando o direito e a individualidade de cada ser humano, procurando fazer o outro feliz, confiando em Deus!

http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

Quem vive a fim de prejudicar ou magoar alguém, seja com atos ou palavras, não pode reclamar que a "sorte" não lhe sorri!
Por que tantos comemoram a tristeza de uns e se entristecem com a vitória de outros? Não é bem mais fácil cada um cuidar de sua própria vida, buscando essa Felicidade dentro de si mesmos?
CADA UM DE NÓS TEM POTENCIAL PARA CHEGAR ONDE QUISER;
Uma linda noite para ti.
Beijos no teu coração .
Namasté!!!


http://reikiartsinstitute.blogspot.com/

29 de maio de 2009 16:58  
Blogger Porcelain Doll disse...

Adorei este texto... só quem se ama a si próprio e se compreende profundamente, consegue amar o outro, compreendê-lo e respeitar a sua natureza...

Adorei esta frase: "Como a diferença entre as notas faz nascer a harmonia da canção, são as diferenças entre vós que fazem o mundo como o conheceis."; nunca tinha pensado comparar as diferenças pessoais, que eu tanto defendo, com as diferentes notas de música! E que se soubermos respeitar as diferenças alheias e delas soubermos tirar partido, resultado é uma melodia inesquecível!

Beijinhos!

30 de maio de 2009 11:46  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Solidão dói, mas suas palavras são sempre sábias!
Um beijo!

31 de maio de 2009 15:55  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Carla. Mas a verdade é que em ambas nos encontramos. :) Boa semana!

1 de junho de 2009 09:07  
Blogger O Árabe disse...

Grato a você, Perça, pela gentileza das palavras. :) Boa semana!

1 de junho de 2009 09:08  
Blogger O Árabe disse...

Não há invasão, Bárbara; o oásis é nosso. Volte sempre! :)

1 de junho de 2009 09:09  
Blogger O Árabe disse...

Grato pela visita, Nuno, e pelas belas mensagens. Boa semana!

1 de junho de 2009 09:09  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Porcelain Doll: as diferenças entre nós são essenciais, para a melodia do Universo. :) Boa semana!

1 de junho de 2009 09:10  
Blogger O Árabe disse...

Sábias,Claudinha? Experientes, eu diria... mas obrigado. :) Boa semana!

1 de junho de 2009 09:11  
Blogger Mau Feitio disse...

pois que germina!
pois que germina!
felizmente!


:D

2 de junho de 2009 06:41  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

Machuca mesmo, dói muito e por vezes não há remédio que amenize.

Seus textos, como sempre, um bálsamo.

beijos querido amigo,

4 de junho de 2009 15:00  
Blogger O Árabe disse...

Bem o disse o teu bom feitio: felizmente! :) Bom fim de semana.

5 de junho de 2009 08:24  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a sua presença, Tina. Parabéns, amiga; atrasados, sim... mas sinceros! :) As vitórias dos filhos são as nossas vitórias... embora a saudade pese. :) bom fim de semana!

5 de junho de 2009 08:26  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky