O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 19 de março de 2010

OS VOSSOS DIAS E A VOSSA VIDA

Como uma estrada, deveríeis ver a vossa vida.

Pois dias haverá, em que o sol brilhará sobre vós. E a sua luz pintará de novas cores o mundo que vos cerca; e o seu calor será capaz de aquecer-vos a alma, fazendo brotar novas esperanças.

Entretanto, dias também existirão em que as tempestades encobrirão o vosso horizonte. E vos encolhereis, enquanto a chuva inclemente vos fustiga e os ventos ensandecidos parecem arrastar para longe os vossos sonhos.

Dias haverá, em que atravessareis as mais suaves planícies. E os vossos pés deslizarão sobre a grama macia; os vossos olhos desfrutarão das mais belas paisagens, e o ar fresco do campo vos trará o sopro da alegria.

Em outros dias, entretanto, necessário vos será escalar as mais agrestes montanhas. E sangrarão os vossos pés nus, nas ásperas pedras do caminho; e vos faltará o fôlego, durante a árdua jornada.

Em dias que vos parecerão encantados, a voz da brisa vos trará as mais lindas canções e em suas asas vos chegarão os mais delicados odores; e o tempo voará, para que os momentos felizes se eternizem em vossa lembrança.

Nos dias escuros, todavia, ouvireis apenas os gemidos da desesperança, que buscará sepultar-vos sob a dor da frustração; e no vento selvagem sentireis o cheiro desagradável de vossos sonhos mortos.

Juntos, podereis caminhar; e a companhia amenizará a vossa jornada. Pois mais leve é a carga dividida: menos amargas se tornam as lágrimas repartidas e mais doces são os sorrisos compartilhados.

Entretanto, cada um de vós tem a sua própria estrada; que deverá seguir do seu próprio jeito e sobre os seus próprios pés.

Podereis enxugar a fronte do parceiro, mas cada um deverá verter o seu próprio suor. E podereis ampará-lo, com o vosso carinho; mas nas suas veias não correrá senão o seu próprio sangue, e o seu corpo não sentirá senão as suas próprias dores.

Porque é sozinho, que cada homem verá chegar o fim da sua estrada; como sozinho estava, ao recomeçar a caminhada.

E os dias se sucederão sobre vós; cairá a noite e virá o amanhecer sobre os vossos caminhos, até que um dia a estrada se interrompa. E o que hoje vos parece o nada, então se mostrará como um novo horizonte.

Entretanto, não vos é dado conhecer a duração da vossa jornada; nem saber o que se oculta entre as curvas do caminho. E é por isto que necessitais viver cada hora como se fosse a última hora do vosso derradeiro dia.

Se assim fizerdes, sabereis valorizar o vosso tempo; e as vossas alegrias e os vossos entes queridos. E não vos buscará o arrependimento de quem passou pelo caminho sem desfrutar dos seus encantos.

Porque, em todos vós, a alegria ingênua da criança cederá lugar aos desencantos do adulto; mas, para aquele que soube viver, o cansaço da velhice é amenizado pela tranquila certeza de uma proveitosa jornada.

É assim que é. Como o fim se faz necessário, para que possa haver um novo começo, e no silêncio mais se destacam as notas da canção, é preciso que exista a morte, para que faça sentido a vida.

Como precisam existir as trevas da noite, para que possa surgir o esplendor de um novo dia.

Texto inspirado nesta gravação da música. Sigam o link... vale a pena!

45 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Sem palavras, Árabe! Pois, nada que escrevesse poderia traduzir a emoção que senti, diante de tanta beleza. No meu silêncio e nas minhas lágrimas, levo comigo cada palavras desse doce poema.
Linda musica e linda foto!
Bom fim de semana! Beijos

19 de março de 2010 18:55  
Blogger Triste Flor disse...

Amei as palavras que lavam a alma qndo venho aqui... sempre as palavras certas, adorei o vídeo, acho linda a música e a tradução... bjus obrigada.

19 de março de 2010 20:12  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

belissimo texto, como sempre.

e saio em paz.

um beij

21 de março de 2010 10:09  
Blogger Perla disse...

A vida é uma eterna aprendizagem!

Com sempre, deliciosas leituras!

Obrigada!

Boa semana!

Bjos

22 de março de 2010 06:18  
Blogger São disse...

Uma das minhas canções preferidas, esta que te inspirou tão profundo texto.

Qua a luz esteja sempre contigo!

22 de março de 2010 06:22  
Blogger Chica disse...

Fico extasiada sempre por aqui diante das belezas de reflexões que fazes e nos presenteias!LINDO!abração,linda nova semana e tudo de bom,chica

22 de março de 2010 06:23  
Blogger Hana disse...

O que dizer querido, sobre seu post, todos já falaram o que eu penso, então vou ler seu coração, pois eu sinto ele pulsando aqui, seu coração é luz, é sabedoria, planta sementes, que vão germinar, e sua colheita será um sucesso, tenho certeza que já esta colhendo bons frutos em forma de alegria felicidade, mas principalmente paz e harmonia em seu lar,e sua vida. Olha Arabe, planto semementinhas em meu blog, tbém, e quero agrdecer seu afeto, e sua confiança depositada lá, obrigada pelo carinho.
com carinho e muito respeito por vc, como ser humano.
Hana

22 de março de 2010 07:46  
Blogger VANUZA PANTALEÃO disse...

"My Way", já ouvi com os três grandes: Paul Anka, seu compositor, Sinatra e Elvis. Realmente, amigo, tudo na vida tem que se renovar. Temer a morte é tolice, mas não a desejemos, ela virá, mais cedo ou mais tarde.
Uma semana iluminada, Árabe!!!Bjsss

22 de março de 2010 07:59  
Blogger alexandre disse...

Ola
Boa tarde!
Gostei do blog!
Abcs
Alexandre Taleb
Consultor de Imagem/Personal Stylist
Blog: http://ataleb.wordpress.com/

22 de março de 2010 11:05  
Blogger Fátima disse...

A caminhada da vida aqui descrita é de de uma fidelidade ímpar.
Tal qual qualquer estrada, onde cada curva pode trzer uma surpres boa ou não.

Agradeço o carinho de suas visitas e comentários.

Fique bem em seu caminhar.

22 de março de 2010 11:39  
Blogger Marliborges disse...

Árabe,lindas palavras.
É o curso da vida traduzido em toda sua plenitude e nitidez. Não podemos esquecer que somos viajantes apenas. O planeta azul é nossa moradia temporária.
Beijo grande.

22 de março de 2010 20:03  
Blogger Antônio Lídio Gomes disse...

É assim está escrito.
Pois o fim não é o fim.
No silêncio de tua alma, leio tua singela reflexão, de oásis frescos e prazerosos, onde circula o coração, apaixondao e forte.
Abraços de teu leitor, meu apreço.

22 de março de 2010 20:05  
Blogger @philipsouza disse...

Precisava ler isso..as vezes procurar um caminho torna tão dificil pelo o que a vida te poe no dia...o amanha sempre sera incerto..so temos certeza do que queremos..o caminho que achamos correto..ou o caminho que somos guiados....

palavras certas mesmo..

abraçao

22 de março de 2010 21:36  
Blogger Silvana Nunes .'. disse...

Linda postagem.
Realmente as coisas não existem sem os seus contrários.
Beijo grande.
Bom dia para você.

23 de março de 2010 05:20  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel, pelas gentis palavras! Tenha uma boa semana. :)

23 de março de 2010 08:53  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Flor. E esta música, realmente, é linda! :) Boa semana.

23 de março de 2010 08:54  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Piedade, pela amizade e gentileza. :) Boa semana!

23 de março de 2010 08:54  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a sua presença, Perla.:) Obrigado, boa semana!

23 de março de 2010 08:55  
Blogger O Árabe disse...

Ela é linda, não, São? Boa semana, amiga!

23 de março de 2010 08:55  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Chica. O maior presente é a amizade de vocês. :) Boa semana!

23 de março de 2010 08:56  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Hana, pela gentileza. E bem sei que você planta grandes sementes de humanidade. :) Boa semana!

23 de março de 2010 08:57  
Blogger O Árabe disse...

Então, você ainda não tinha ouvido com André Rieu, Vanuza? Ficou linda, não? :) Boa semana, amiga!

23 de março de 2010 08:58  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Alexandre, volte sempre. O oásis é nosso! :) Boa semana, meu abraço.

23 de março de 2010 08:59  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Fátima, pela reflexão e pelas gentis palavras. :) Boa semana!

23 de março de 2010 09:00  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Marli: apenas temporária. Obrigado, boa semana!

23 de março de 2010 09:00  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Philip! Meu abraço, boa semana.

23 de março de 2010 09:05  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Silvana. :) Boa semana, amiga!

23 de março de 2010 09:07  
Blogger Elizabeth F. de Oliveira disse...

Árabe, tuas palavras são como um vale florido e perfumado.

Somos assim mesmo, cada qual com sua experiência de vida, no degrau da sua evolução.

Assim caminhamos.

beijo no coração

23 de março de 2010 11:57  
Blogger joelia35 disse...

Oi Arabe...O que posso dizer é que vou levar esta reflexão para o meu blog.Posso???

23 de março de 2010 19:21  
Blogger Nova Civilização disse...

Caro amigo,

"...Porque é sozinho, que cada homem verá chegar o fim da sua estrada; como sozinho estava, ao recomeçar a caminhada..."

a algum tempo refleti sobre essas palavras, que escreveu, coincidência... pensei . Chegamos ao mundo sozinhos, sem nada que nos adorne. Apenas com a nossa vontade de viver. Ao longo da caminhada vamos adquirindo muitos bens... sejam eles materiais, sentimentais . Amigos, amores, filhos...mas vamos adquirindo .... E quando morremos novamente sozinho estamos. Somos nós e Deus. E o que levaremos de material? nada .Voltamos ao ponto de partida. Nada... Apenas a sabedoria que nos dispomos a conhecer e aprimorar a nossa alma. A torna-la mais bela e leve . Devido a isso penso que sempre devemos estar atentos a tudo que a vida nos queira proporcionar de verdade pois é muito triste olhar para trás e ver que não caminhamos. E quando chegarmos no final voltarmos de mãos vazias...

obrigada pela partilha,

abraços fraternos

Gisele

24 de março de 2010 03:11  
Blogger Barbara disse...

As mortes em vida _ já as experimentei muito e lhe digo, querido amigo, que cada vez que vislumbro a possibilidade do dia, parece que ....
( devo merecer )

24 de março de 2010 06:30  
Anonymous De... disse...

Árabe...

Eu poderia falar muito...mas você já disse quase tudo.

Melhor reler...e absorver.

E deixar o silêncio falar.

24 de março de 2010 18:13  
Blogger Patrícia disse...

Belíssimo texto. Eu nao poderia ter lido em momento mais propício... Parabéns por se permitir pensar, sentir e compartilhar tudo isso...

24 de março de 2010 21:05  
Blogger Chris disse...

Uma viagem que nos é dada realizar, uma estrada a percorrer como o privilégio de sentir o coração bater.
Um abraço e parabéns pelo texto.
Chris

25 de março de 2010 12:37  
Blogger Vieira Calado disse...

E muito bem inspirado!

A linguagem utilizada, não engana.

Quem sabe... sabe...

Forte abraço

25 de março de 2010 18:50  
Blogger C Valente disse...

Gostei, saudações amigas e bom fim de semana

26 de março de 2010 08:38  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Elizabeth. Tenha uma boa semana, amiga! :)

28 de março de 2010 17:28  
Blogger O Árabe disse...

Muito me honra, Joélia. Disponha de tudo que aqui encontrar, amiga; o oásis é nosso! :) Boa semana.

28 de março de 2010 17:29  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Gisele! Boa semana.

28 de março de 2010 17:30  
Blogger O Árabe disse...

Mortes em vida, Barbara... ainda bem que as superamos, sempre. Porque a Vida existe em nós. :) Boa semana!

28 de março de 2010 17:31  
Blogger O Árabe disse...

Grato, De, pela gentileza das palavras. Boa semana!

28 de março de 2010 17:31  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Patricia. E fico feliz, por ter sido um bom momento. :) Boa semana!

28 de março de 2010 17:32  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Chris; pela gentileza e pela reflexão. :) Boa semana!

28 de março de 2010 17:33  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma honra a sua presença, amigo Vieira. Meu abraço, boa semana!

28 de março de 2010 17:33  
Blogger O Árabe disse...

Abraço grande, amigo Valente... e boa semana!

28 de março de 2010 17:34  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky