O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A BALADA DA SOLIDÃO

De que outra companhia necessito?

Pelas grades da janela, a luz fria do entardecer ilumina o quarto e a brisa traz o cheiro acre da maresia, que para mim tem o doce encanto das lembranças da infância distante.

Pois o que resta ao homem, depois de percorrida a sua trilha, senão a recordação dos bons momentos e o aprendizado que lhe trouxeram os sofrimentos do passado?

Ao coração, que se perde no eco de suas próprias batidas, acodem sentimentos diversos de resignação e esperança. Porque o tempo traz a velhice do corpo, mas não vence a juventude da alma.

Acreditar é próprio da juventude; enquanto resignar-se é algo que se aprende ao longo dos anos. E é preciso que se alternem esperança e resignação, para que sobrevenha a paz interior.

Pois, assim como a planta não sobrevive sem o calor do sol, não viceja a alma humana sem a luz da esperança; é a força dos seus sonhos, que faz o homem seguir em frente.

Entretanto, a esperança é cega; e quanto mais elevados são os sonhos, mais profundos se tornam os abismos da decepção, de onde muitas vezes precisa o homem reerguer-se.

Então, apenas a resignação será capaz de sustentar os seus passos; e conduzi-lo de retorno à trilha, até que o brilho de uma nova esperança venha a iluminar o seu caminho.

É assim que é. E, ao chegar o fim, descobre o caminhante que a jornada, em si mesma, é a sua própria recompensa, com as suas dores e as suas alegrias, os seus sonhos e as suas decepções.

Hoje, eis que me sinto em paz. E a minha alma viaja nas asas do silêncio, voando contra as águas do tempo e dissipando as brumas do esquecimento, em busca do passado.

Vejo, então, quantas vezes fui feliz. E novamente me divirto com os jogos de criança; e me encanto com as descobertas do mundo, tornado maravilhoso pelas esperanças da juventude.

Mais uma vez me embriago com cada beijo, desfruto de cada caricia, revivo o caminho do prazer em cada corpo que amei. Mais uma vez me encanta o brilho do amor, em cada olhar onde o vi.

Cai o crepúsculo; lá fora e dentro de mim. Em breve virá a noite e com ela a escuridão, que traz o merecido descanso; mas amanhã chegará um novo dia, e com ele uma nova história.

Que contarei, também, à minha solidão...

Texto sugerido pela fantástica imagem.

56 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Querido Árabe; uma prosa poética intensa, profunda e maravilhosa!...mas com um tom nostálgico, triste... Eis que o tempo escorre por nossas mãos, trazendo a saudade do que foi bom e a tristeza dos momentos nem tão bons assim. E nas notas das melodias que marcaram esse tempo, a vida repassa num segundo. Não necessariamente temos que envelhecer sem acreditar, sem esperança. Porque a vida se renova dentro de nós. Basta que acreditemos ser isso possível.
Bom fim de semana! Beijos

15 de outubro de 2010 18:18  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Querido Árabe; resta ao homem a esperança e com ela vem a necessidade de lutar em defesa dos sonhos. Porque eles não morrem com o passar dos tempos. Até porque a juventude está na maneira que encaramos a vida. Onde pode pousar a solidão, quando no peito bate um coração ávido por viver, senão na certeza do abandono? Nas notas dessa bela e triste canção, meus olhos marejam, aperta o meu peito pensar, que apesar de percorrermos tantos caminhos, nem o amor, nem a esperança, passam nos fazer acreditar na realização dos nossos sonhos...
Olhe bem a janela e perceba a luz, o mundo que se descortina e ali, a vida que se renova.
Beijos

15 de outubro de 2010 19:30  
Blogger Vieira Calado disse...

E você conta tão bem!...

Forte abraço

15 de outubro de 2010 20:01  
Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Ficção?

15 de outubro de 2010 23:16  
Blogger angel disse...

Resta-lhe soltar as asas do coração e dizer-lhe:
Voa coração nas asas do vento, solta a solidão deste momento.
Voa, deixa que o ar te inunde e traga de volta a felicidade de teres vivido, de teres amado, de teres chorado, de teres sofrido... pois só assim te tornaste capaz de apreciar as coisas boas da vida e a importância das pessoas que cruzaram a tua trilha. Voa nas asas do tempo e recorda o trilho de vida que te trouxe até aqui... que te fez ser quem és.
Voa e encontra de novo a felicidade do primeiro beijo, a agitação do primeiro encontro... Voa e sê feliz!

16 de outubro de 2010 10:23  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Eu tenho medo desta solidão sólida e fria. O final da estrada...
Beijo!

16 de outubro de 2010 13:30  
Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

É esta capacidade de
saber-se feliz
e entender as leis da vida,
que nos fazem compreender o objetivo
de nossa caminhadada pela Terra.

Sua amizade é preciosa para mim.

16 de outubro de 2010 15:09  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

a solidão está aqui muito bem descrita, como aliás é apanágio do autor.

gostei de ler,e cito esta frase, que entendo muito bem.

"Cai o crepúsculo; lá fora e dentro de mim."

tb gostei da imagem que serviu de inspiração,

bom domingo!

um beij

17 de outubro de 2010 07:08  
Blogger São disse...

A imagem é muito sóbria e eu amo a sobriedade, mas o texto, o teu magnífico texto toca-me ainda mais fundo.

A solidão é minha companheira fiel há décadas e eu até aprecio muito a minha própria companhia e o silêncio, mas por vezes seria bom ter com quem compartilhar momentos importantes .

Bem hajas, querido amigo!

18 de outubro de 2010 07:01  
Blogger GarçaReal disse...

É verdade , o avanço da caminhada vai trazendo momentos de solidão, onde habita a recordação.

Por vezes momentos tristes que marcaram uma vida, outras porém momentos sublimes que juntos podem fazer brilhar aquela estrela da felicidade, pois esta é construída por um ou outro momento que foi recheado pela diferença.

Afinal a vida é uma aprendizagem permanente.

Que tenhas uma boa semana e desculpa a ausência mas tive problemas no PC

Bjgrande do lago

18 de outubro de 2010 08:35  
Blogger Chica disse...

E assim os dias vão passando...Lindo e sempre tendo o que contar...abração,linda semana,tuuuuuuudo de bom!chica

18 de outubro de 2010 08:35  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

Boa tarde, amigo!
A solidão de quem viveu intensamente é bem diversa daquele que nada soube realizar. Uma excelente abordagem do tema.
Uma semana bem inspirada, Árabe!!!

18 de outubro de 2010 10:03  
Blogger Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Como é bom estar aqui compartilhando estas palavras. Você, mais uma vez, me ajuda a entender o que preciso entender. Existem coisas que sabemos como tem que ser feito e não queremos enxergar como é simples.

Boa semana.

Abs

18 de outubro de 2010 10:05  
Blogger Silene Neves disse...

Oi Árabe...

Essa foi a leitura mais linda que já fiz aqui... (até hoje)... a solidão é para mim uma companhia necessária, eu aguardo por ela e a estimo... na sua balada eu aprendi a conviver comigo mesma... com verdades que só eu conheço! E não temo mais!

Grata pela visita e pelas observações...

Deixo beijo

Com carinho

Sil

Sempre aqui

Linda semana de luz e paz!

18 de outubro de 2010 16:50  
Blogger Pensador disse...

Um lindo texto, que como sempre nos faz pensar. E muito.
Porque, de fato, por melhor acompanhados que estejamos, a nossa jornada é sempre única. E, neste sentido, solitária.
Parábens, Árabe, obrigado por suas lições!
Abraço!

18 de outubro de 2010 19:50  
Anonymous Ana disse...

Nossa...fiquei emocionada...lindo escrito...Quisera eu ser assim...resignada...

19 de outubro de 2010 09:20  
Blogger Fa menor disse...

Retenho:
"é preciso que se alternem esperança e resignação, para que sobrevenha a paz interior"

Belíssimo texto, com sempre!
Obrigada!

Bjos

19 de outubro de 2010 12:53  
Blogger Dê! disse...

Belíssimo,poético,melancólico Texto,Encantador Árabe!....Vivo este momento.....,porém,nem tão resignada assim....Nunca me entendi bem com a Solidão!...E quanto aos Sonhos;Nunca os Perdi,e espero que Nunca os perca!...mesmo quando estiver no Fim da Estrada!....Bjos!Dê!

19 de outubro de 2010 14:43  
Blogger Dê! disse...

Encantador Árabe,ainda estou embevecida e fascinada com suas doces,suaves e fortes palavras!....Só o conheci agora,....mas sinto,como se estivesse em casa!Que nunca lhe falte palavras,conhecimentos,e luz para compartilhar com todos que necessitarem....Bjos!Dê!

20 de outubro de 2010 04:30  
Blogger O Árabe disse...

Bem definido, Olhos de Mel. O tempo realmente escorre por entre nossos dedos... mas deixa as suas marcas em nosso coração, e faz com que a vida se renove todos os dias. Belas reflexões, obrigado. :) Boa semana!

20 de outubro de 2010 06:37  
Blogger O Árabe disse...

Grato, mestre e amigo Vieira Calado. Meu abraço, boa semana!

20 de outubro de 2010 06:38  
Blogger O Árabe disse...

Na maior parte, ermitã amiga. Mas a minha alegria em "rever" você é bem real! :) Boa semana, fique bem!

20 de outubro de 2010 06:39  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Angel. Sempre precisamos recordar a nossa maravilhosa capacidade de erguer novos vôos. :) Boa semana!

20 de outubro de 2010 06:40  
Blogger O Árabe disse...

Sólida, Claudinha, talvez... mas não necessariamente fria, acredite. E o caminho não termina, eu creio; apenas nos concede um descanso. :) Boa semana, amiga!

20 de outubro de 2010 06:45  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Aluisio. A estima é mútua... como a importância da amizade. :) Meu abraço, boa semana.

20 de outubro de 2010 06:46  
Blogger O Árabe disse...

Linda imagem, não, Piedade? Grato, amiga, pelas gentis palavras! :) Boa semana.

20 de outubro de 2010 06:46  
Blogger O Árabe disse...

felizes de nós, São, que aprendemos a apreciar a nossa própria companhia... é um passo importante para a caminhada. Boa semana, amiga; conta comigo, para repartir os momentos! :)

20 de outubro de 2010 06:48  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Garça amiga. E não te preocupes com a ausência: a alegria do retorno a supera. :) Boa semana, fica bem!

20 de outubro de 2010 06:50  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Chica: a cada dia aprendemos algo novo, para repartir. :) Boa semana!

20 de outubro de 2010 06:51  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Vanuza: há muitos tipos de solidão. :) Grato, amiga; boa semana.

20 de outubro de 2010 06:51  
Blogger O Árabe disse...

Você disse muito bem, Wagner: o que precisamos saber está em nós. Bastam poucas palavras, às vezes, para despertar esse conhecimento. Meu abraço, boa semana! :)

20 de outubro de 2010 06:52  
Blogger O Árabe disse...

Grato a você, Silene; pela gentileza e pelas acertadas observações. :) Boa semana!

20 de outubro de 2010 06:53  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Pensador. Grato pelas reflexões, que muito acrescentam aos nossos textos, sempre! :) Meu abraço, boa semana.

20 de outubro de 2010 06:56  
Blogger O Árabe disse...

A resignação chega com o tempo, Ana... mas não nos impede de buscar a felicidade. :) Grato pelas gentis palavras, boa semana!

20 de outubro de 2010 06:58  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Fa menor, pela gentileza e amizade! :) Boa semana.

20 de outubro de 2010 06:59  
Blogger O Árabe disse...

Mas você está em casa, Dê: o oásis é nosso! Volte sempre. E parabéns pela capacidade de manter os sonhos: este é o caminho para realizá-los. :) Boa semana!

20 de outubro de 2010 07:01  
Anonymous DO disse...

Oi ARABE. Tudo bem?

Passando pra te convidar a uma pequena comemoração hj la no RAMSES.


Abração!!

20 de outubro de 2010 11:04  
Blogger O Árabe disse...

Agora melhor, DO, com a sua presença. Parabéns pelo aniversário; você e o Ramsés merecem! :) Meu abraço, boa semana

20 de outubro de 2010 12:35  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

Saudade de ler e "sentir" suas mensagens sempre tão precisas, tocantes. E hoje, mais uma vez me enlevo no texto. Solidão.

beijos querido, obrigada.

20 de outubro de 2010 18:14  
Blogger Daniel disse...

A vida segue e parece que sempre trará das suas surpresas. Já me acostumei com isso. Mas não sou um desanimado. Um derrotado. Apenas um conformado com qualquer tipo de perda mundana.

Daniel

21 de outubro de 2010 06:26  
Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Meu caro amigo, tenho seguido seus comentarios e de amigos em suas melancolias e confesso-me indignada. ( Bem, indignar-me é uma forte característica minha) Mas não consigo entender como alguem que desde que conheço iluminou meus caminhos, sem saber sincrônicamente atenuou muitas angústias, ande obscurecido por esses sentimentos,mais que melancolia, um abandonar-se e desistir em ideias do que a vida sempre pode trazer. Parece depressão - aquela, classificada pelo código de doença, mas amigo é inadmissível que este estado perdure, voce não é assim.
Ou então é licença poética, ficção.

Abraço.

21 de outubro de 2010 12:22  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a sua presença, Tina. :) Espero que tudo esteja bem com vc, amiga! Bom fim de semana.

21 de outubro de 2010 13:59  
Blogger Vozes de Minha Alma disse...

Cai o crepúsculo; lá fora e dentro de mim. Em breve virá a noite e com ela a escuridão, que traz o merecido descanso; mas amanhã chegará um novo dia, e com ele uma nova história.

Meu querido amigo irmão... Pensei aqui, será tudo isso um recomeço?
Esse ciclo é necessário.
Um abraço, bjs em teu coração.

21 de outubro de 2010 14:02  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Daniel! A resignação não é prostrar-se ante a derrota, mas entendê-la como uma situação temporária e aguardar a oportunidade de uma nova vitória! :) Meu abraço, bom fim de semana.

21 de outubro de 2010 14:03  
Blogger O Árabe disse...

Entendo, ermitã amiga, a sua preocupação, que agradeço como um forte sinal de amizade. Mas deixe-me tranquilizá-la: estou bem, sim. Apenas, há fases em que nos encontramos mais voltados à saudade e à melancolia, talvez, e uma imagem nos desperta lembranças de outros tempos. Mas jamais deixarei de acreditar na vida e no Universo; se isto acontecesse, eu deixaria de escrever. :)
Meu abraço agradecido, e um aviso: o próximo post tem linha semelhante... e foi também inspirado por uma bela imagem. Estou bem. :) Bom fim de semana!

21 de outubro de 2010 14:16  
Blogger O Árabe disse...

Sempre, Antonio Lídio: cada dia nos traz um novo recomeço. :) Meu abraço, irmão, e grato pela amizade. Bom fim de semana!

21 de outubro de 2010 14:18  
Blogger Eduardo Piereck disse...

Árabe,

Venho pela presente mensagem divulgar meu novo livro, o 'Novas Ideias'. É uma compilação de textos escritos aleatoriamente ao longo deste ano, com alguns deles publicados pelo Jornal 'Folha Carioca' e são intercalados com poesias, com enfoque na visão filosófica do tema recorrente do viver. Toma por base os anseios da uma sociedade contemporânea submissa aos valores superficiais, em vista a uma maior tomada de consciência. Espero que gostem!

A obra foi possibilitada graças a uma parceria feita com a editora 'Clube dos Autores', e pode ser encomendado via internet (site seguro), via boleto bancário ou cartão de crédito.

O link para acesso: http://www.clubedeautores.com.br/book/32648--Novas_Ideias

Um abraço,

Eduardo.

21 de outubro de 2010 17:05  
Anonymous De... disse...

"Hoje, eis que me sinto em paz."
Quem se sente assim, Árabe, pode voar livremente ao passado e iluminar cada cantinho do que foi vivido.
E depois, sentar-se frente às maravilhosas cores do crepúsculo, por saber que o encanto pode estar em todos os momentos dessa caminhada.

Bom fim de semana.

Beijos...

21 de outubro de 2010 20:11  
Blogger Hana disse...

Doces e intensas palavras, neste profundo pensar e lindo amar!!
com carinho
Hana

22 de outubro de 2010 02:27  
Blogger Phoenix disse...

Lindo lindo mesmo. mas só acho que precisamos sempre de outra companhia para além das memórias..o amor seja por um desconhecido, por um amigo ou por alguém que nos ama também..a solidão total não pode nunca trazer felicidade, mesmo com todas as lembranças do amor.

um beijo*

22 de outubro de 2010 06:11  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Olá Árabe:

Precisamos então de esperança e resignação?

Que tipo de resignação?Sabes?Esta palavra faz-me um pouco de confusão.Se nos resignamos,então para quê ter esperança?

Beijinho doce e obrigada pela visita

22 de outubro de 2010 14:52  
Blogger O Árabe disse...

Sucesso, Eduardo! Confio que o livro venderá bem, sim; e parabéns pela iniciativa, amigo! :) Bom fim de semana.

22 de outubro de 2010 17:22  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, De... estar em paz com o passado é importante, para que possamos construir um futuro melhor. :) Bom fim de semana!

22 de outubro de 2010 17:24  
Blogger O Árabe disse...

... e uma grande alegria com a tua presença Hana.:) Bom fim de semana, amiga!

22 de outubro de 2010 17:26  
Blogger O Árabe disse...

Colocação interessante, Phoenix. Será que existe a solidão total, quando as lembranças nos fazem companhia? :) Grato, amiga; bom fim de semana!

22 de outubro de 2010 17:27  
Blogger O Árabe disse...

Boa colocação, Doce Amor! Mas a resignação não é prostrar-se ante a derrota, mas a sabedoria de aceitá-la, conservando a esperança, que nos conduz a uma nova vitória! :) Bom fim de semana, amiga.

22 de outubro de 2010 19:56  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky