O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 29 de julho de 2011

A CANÇÃO DA CARIDADE


Abrigai em vós a caridade.


Para que não vos ofenda a máscara da fome, no rosto de vossos irmãos; nem o desespero da mão vazia que se estende, e muitas vezes colhe apenas o desprezo e o sarcasmo.


Para que a esperança possa amparar a criança abandonada, e encontrar abrigo no coração do idoso desassistido; para que o homem volte a crer em si mesmo.


A caridade sincera não é senão o Amor, despido de todo egoísmo e envergando as suas vestes mais nobres; na alegria de servir, encontra a própria recompensa.


Pois o homem generoso é como a árvore dadivosa, que faz da doação de seus frutos a razão de sua sobrevivência. Para ele, como para a árvore, reter é perecer.


E é como o rio, que fertiliza a terra às suas margens. Ao seu redor, os amigos se multiplicam; a fama de sua bondade o precede, e os anjos o receberão entre eles.


Enquanto o avarento afunda no lamaçal do próprio egoísmo, que o impede de compartilhar os bens e a alegria, e trava os seus passos no caminho do aprendizado.


Porque o medo exagerado da miséria o faz passar privações desnecessárias e suportar o tormento da sede, para economizar o alimento da sua despensa farta e a água do seu poço cheio.


E, quando chegar o seu dia, os anjos lhe voltarão as costas; e o Universo lhe pedirá contas dos bens que lhe foram dados, para que mais leve se tornasse a jornada comum.


Pois, assim como a nuvem recebe de volta a água da chuva que do chão se evapora, aquele que serve aos seus irmãos receberá multiplicados os haveres que à caridade destinar.


Tende presente esta verdade, quando na próxima esquina a criança carente vos estender a mão desamparada; e em voz trêmula, ou no silêncio eloquente da fome, apelar à vossa bondade.


Lembrai-vos, então, de vossos próprios filhos. E não vos limiteis à oferenda apressada do alimento, ou de uma simples moeda, mas envolvei-a em vosso carinho e fazei-a sentir o vosso amor.


Pois é a vós que cabe fazer brilhar em seu sorriso a luz da esperança; ou apagar de seus olhos a crença no homem e acender em seu coração a chama ardente da revolta.

Que poderá queimar o vosso futuro.

57 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Querido Árabe; acredito que a caridade seja um dos mais nobres sentimentos, desde que seja de coração. Sem que precise ser anunciada.
Mas acho muito triste que tenhamos que ver essas coisas no mundo. Diferenças gritantes que contrastam com o mundo idealizado pelo Pai.
Lindo post!
Bom fim de semana! Beijos

29 de julho de 2011 18:10  
Blogger Olhos de mel disse...

Árabe; hoje não posso dizer que a imagem é linda, até porque seria cruel da minha parte. Eu diria que gostaria de nunca vê-la, porque é indigno ao ser humano. Mas a musica é linda demais!
Beijos

29 de julho de 2011 18:22  
Blogger 。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi árabe, que lindo seu texto. É muito triste ver criança e idosos passarem por tantas privações nessa vida.Muitas pessoas faz caridade pra ter em troca algo mais tarde. Eu acho que o amor é que gera a caridade. Ajudar com amor e colher bons frutos pela vida.Um beijo e ótimo fim de semana. Smareis

29 de julho de 2011 19:43  
Blogger Rô... disse...

oi meu amigo,


caridade é o amor
na sua forma mais sublime e desinteressada,
é estender a mão,
é oferecer um abraço,
é carregar no colo,
é somente amar...

beijinhos

29 de julho de 2011 20:18  
Blogger Bela disse...

Como é difícil, caro Árabe, encontrar a caridade no coração das pessoas quando o que prevalece é a única e cruel face do egoísmo e o interesse. Esta semana que passou estava sendo divulgada a doação, feita por um homem de nome já conhecido pela politicagem, de uma quantia para um asilo aqui da minha cidade natal. Não acredito que isso deva ser denominado caridade.
Mas, enfim, não devemos perder a fé. Acreditar no ser humano é sempre preciso. Então, que mais corações caridosos por sinceridade se propaguem e que uma mão nunca saiba o feito da outra!
Abraços e uma ótima semana,
Bela.

30 de julho de 2011 06:38  
Blogger ISA disse...

O verdadeiro significado de caridade deixou há uns tempos de ter o mesmo sentimento forte de outrora, devido a muitos que pedem ajuda, não a necessitarem e por vezes até as crianças são os sacrificados/criados).
É com mágoa na voz que digo, hoje no N/ dia-a-dia, as pessoas estão cansadas de caridade enganadora.

Abraço amigo
Resto de Bom Fim-de-Semana

30 de julho de 2011 16:11  
Blogger Magia da Inês disse...

º°✿
♥° Olá, amigo!
°º✿ Adorei seu texto, sua sensibilidade e docura.
Infelizmente você está certo, estamos cercados pelo desamor...
Beijos.
Minas.
♥°
♥°º°✿

31 de julho de 2011 07:15  
Blogger Flor da Vida disse...

Amigo, suas mensagens são sempre luz pra nossa alma e coração...

Caridade, palavra que a grande maioria desconhece seu verdadeiro significado...

Sublime a sus mensagem!!!

Carinhos muitos pra ti, viu?
Beijos de flor
Suelzy

31 de julho de 2011 11:00  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Uma das três virtudes...
"São três irmãs
são três flores
feitas de raios de luz
plantou-as entre fulgores
a mão santa de Jesus"
...
A caridade é talvez
neste mundo das incertezas
a mais formosa das três...
(Cecília Meireles)

Lindo , tocante seu texto! Um beijo!

31 de julho de 2011 16:14  
Blogger ONG ALERTA disse...

Caridade é aprendizado, faz bem para quem consegue, beijo Lisette.

31 de julho de 2011 18:19  
Blogger Pensador disse...

Se cada um de nós fizesse um mínimo que fosse pelo próximo, a vida de todos seria muito melhor.
Infelizmente, a falta de caridade está extremamente ligada ao egoísmo...
Abraços!

31 de julho de 2011 19:52  
Blogger São disse...

Swami querido, a caridade é uma forma de amor bem elevada.

Mas , cuidado, que não seja usada como se fazia aqui no tempo da ditadura...

Uma feliz semana, amigo meu

1 de agosto de 2011 01:21  
Blogger helia disse...

Que bom que seria se nimguém precisasse de estender a mão à caridade ! Que bom que seria se não houvesse tanta desigualdade no Mundo e mais amor entre os homens!

1 de agosto de 2011 01:57  
Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

Este texto
é uma lição
de esperança,
que deveríamos
ensianar
nas salas
de aula,
formando um novo tipo
de sociedade.

Que em ti haja a alegria
de uma manhã de sol...

1 de agosto de 2011 13:50  
Blogger Luma Rosa disse...

Certa vez Madre Teresa de Calcutá disse: "O importante não é o que se dá, mais o amor com que se dá."
A espontaneidade fraterna em querer bem o semelhante, a compaixão, a consciência de que a vida terrena é algo passageiro e que tudo o que damos, recebemos em dobro, melhora os nossos dias na terra e mesmo que sejam simples os nossos atos, eles trazem conforto para a alma, paz de espírito e consequente felicidade!
Boa semana! Beijus,

1 de agosto de 2011 21:17  
Blogger ONG ALERTA disse...

Ensinamentos que vem de cada família, beijo Lisette.

2 de agosto de 2011 17:57  
Blogger ✿ chica disse...

Quando temos caridade em nossa pauta de vida, com certeza, somos melhores e bem mais felizes...LINDO! abração,chica

3 de agosto de 2011 08:04  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

Querido amigo,
Vivemos num mundo de internet instantânea e tecnologias de ponta das mais avançadas. Mas as misérias material, espiritual e moral persistem em muitos países e no coração humano, o que é muito pior. Que contradição é essa? Juro que não entendo...
Ser bom e caridoso deveria ser a nossa condição natural, mas não somos. É necessário que surjam uma Madre Tereza, um Gandhi, Jesus...enfim, uma VOZ que grite nos nossos ouvidos moucos o quanto ainda somos mesquinhos (estou me incluindo).
Agradeço-te pelo ensinamento...
Beijos e grata pela visita!

3 de agosto de 2011 12:59  
Blogger Somos pó e LUZ * disse...

Querido Amigo
Vim deixar-te um abraço de saudades.
Continuo fora daqui...apneas vou publicando mas sem comentários. Houveram "sinais" demasiados nesse sentido até que tive de os perceber "á força" e aí a coisa não foi fácil, como sabes.
Quanto a este teu post, penso que já nasci com vontade de dar...e penso que nunca é o bastante.
Não tenho medos de ficar sem nada porque já nada tenho. E se ainda vou adquirindo algo que Deus me dá, também vou doando a outros...nunca penso se me faz falta ou se hei-de receber depois...dou porque gosto, porque me sinto bem, porque me faz feliz saber que posso ajudar de alguma forma.
Que sejas abençoado na tua generosidade.

Abraço meu de sempre
Eternamente
Mariz

ESPAVO!

3 de agosto de 2011 16:39  
Blogger 。♥ Smareis ♥。 disse...

Amigo, linda postagem que me deixar a refletir bastante. Parabéns pelo post.Um beijo, e continuação de ótima semana. Smareis

3 de agosto de 2011 22:45  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

A caridade faz-se silenciosamente,
mas deveríamos todos lutar para
a tentar diminuir a nível global,
mas sendo isso mais difícil a
nível local/nacional, embora seja
uma tarefa difícil.Mas se baixarmos
os braços então nada muda.
Beijinho

4 de agosto de 2011 03:40  
Blogger Paula Barros disse...

Pensar a caridade, e que tipo de caridade fazemos, ou deixamos de fazer, é sempre um tema oportuno, num mundo de tantos necessitados.


abraço!

4 de agosto de 2011 05:12  
Blogger Antônio Lídio Gomes disse...

Meu amigo irmão Ábrabe,
Que lindo texto este!
Posso comentar com estes versos?

Sra. Piedade...

De tal forma num encanto
Vem aos pobres ajudar
Vem trazendo para o mundo
Liberdade dos martírios
Vem com beijos,
Vem com sonhos
No calor dos cobertores
Abrandar certos delírios...

Um afetuoso abraço, deste que te quer bem.

4 de agosto de 2011 08:56  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Olhos de Mel. Assino embaixo dos seus comentários. Ambos! :) Bom resto de semana.

4 de agosto de 2011 12:52  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Smareis. E concordamos: o amor gera a caridade. :) Bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 12:53  
Blogger O Árabe disse...

Você está certa, Rô: é somente amar. :) Bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 12:54  
Blogger O Árabe disse...

Infelizmente, Bela, por aqui também temos essa falsa caridade. Mas a verdadeira prevalecerá, porque é feita com amor. :) Bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 12:55  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Isa. :) E, entretanto, antes ser vítima de um embuste do que deixar de ajudar a quem precisa. Bom resto de semana, amiga!

4 de agosto de 2011 12:57  
Blogger O Árabe disse...

Estamos, Inês. Mas o amor sempre vence... :) Bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 12:58  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Flor. Bom resto de semana, amiga; fica bem!

4 de agosto de 2011 12:58  
Blogger O Árabe disse...

E lindos também os versos, Claudinha; obrigado, bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 12:59  
Blogger O Árabe disse...

Faz, sim, Lisette... como nos faz bem! :) Bom resto de semana.

4 de agosto de 2011 13:01  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Pensador... muito bem dito! Você, realmente, faz justiça ao pseudônimo. :) Meu abraço, bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 13:08  
Blogger O Árabe disse...

Sensatas ponderações, São... como sempre, aliás, amiga! :) Bom resto de semana, fica bem!

4 de agosto de 2011 13:10  
Blogger O Árabe disse...

O que dizer, Helia? Que bom seria! :) Bom resto de semana.

4 de agosto de 2011 13:10  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amigo Aluísio. De coração, o mesmo te desejo. :) Meu abraço, bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 13:11  
Blogger O Árabe disse...

Excelente reflexão, Luma! Este é, sim, um bom caminho para a felicidade. :) Bom resto de semana.

4 de agosto de 2011 13:12  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Lisette: são as famílias as responsáveis por estes ensinamentos. :)

4 de agosto de 2011 13:13  
Blogger O Árabe disse...

Somos, Chica! Fazer o bem, sempre nos faz bem. :) Bom resto de semana.

4 de agosto de 2011 13:13  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Vanuza. Em verdade, ainda não conseguimos praticar o que nos foi ensinado há mais de 2.000 anos. :( Bom resto de semana, amiga!

4 de agosto de 2011 13:15  
Blogger O Árabe disse...

Sempre, uma grande alegria, Mariz, a tua presença! E, sem querer questionar as tuas decisões, gostaria que não te tivesses afastado do nosso convívio. Bom resto de semana, fica bem!

4 de agosto de 2011 13:17  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Smareis, pela gentileza e amizade. :)

4 de agosto de 2011 13:17  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Irene: nada mudará, se nada fizermos! Bom resto de semana, amiga.

4 de agosto de 2011 13:18  
Blogger O Árabe disse...

De muitos necessitados, sim, Paula... cada vez se faz mais necessária a caridade! Bom resto de semana, fica bem.

4 de agosto de 2011 13:19  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amigo e irmão Antonio Lídio, pela honra que dás ao nosso oásis. Meu abraço, bom resto de semana!

4 de agosto de 2011 13:20  
Anonymous De... disse...

Palavras doces e sábias, Árabe.

Tudo o que foi dito por você e pelos comentários, está certíssimo.

Me atrevo apenas a dizer que a caridade deve começar dentro de nossa casa, doando com generosidade os nossos sorrisos, a nossa compreensão, a nossa ternura àqueles que fazem parte da nossa vida de uma forma mais profunda.

Pois de nada adianta a caridade a desconhecidos, se a discórdia fez guarida em nosso lar.

Se assim sempre fosse, talvez não existissem tantas pessoas lá fora, necessitando da nossa doação.

Bom fim de semana... Beijoss...

4 de agosto de 2011 18:49  
Blogger Somos pó e LUZ * disse...

Meu amigo
Volto aqui para te convidar excepcionalmente a participares numa comemoração.
Espero que gostes e te sintas bem.
De quando em vez precisamos mudar de ares...
Eu vou para o local do costume...
Mas antes...vejo-te por lá.

Abraço-te com amizade carinho
Mariz

4 de agosto de 2011 23:37  
Blogger São disse...

Vim só te abraçar, Amigo!

5 de agosto de 2011 02:11  
Blogger O Árabe disse...

Palavras do coração, De, que se entristece a cada criança ou idoso desamparado. E você tem razão: é em casa, na convivência com os que nos cercam, que devem começar a caridade e o respeito. :) Bom fim de semana!

5 de agosto de 2011 10:41  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amiga Mariz, pelo convite que muito me honra! Parabéns sinceros, e que todos os teus dias sejam plenos de felicidade, saúde e paz!:) Bom fim de semana.

5 de agosto de 2011 10:41  
Blogger O Árabe disse...

Alegria em ver-te, São... e em retribuir o teu abraço. :) Bom fim de semana!

5 de agosto de 2011 10:42  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

um poste actual e uma foto que até doi.

caridade é preciso, sempre!

um beij

5 de agosto de 2011 13:05  
Blogger O Árabe disse...

Doi mesmo, não, Piedade? Pobres crianças, frutos do nosso egoísmo! :( Fica bem, amiga; obrigado.

5 de agosto de 2011 20:22  
Blogger Fa menor disse...

Muito pertinente esta canção da caridade, quando no mundo impera o egoísmo.

"Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver caridade [amor], sou como o bronze que ressoa, ou como o címbalo que retine. (…) se não tiver caridade [amor], nada sou. (1 Cor, 13)

Boa semana, amigo!

6 de agosto de 2011 09:09  
Blogger O Árabe disse...

Bom fim de semana, Fa menor; obrigado! :)

6 de agosto de 2011 17:52  
Blogger Vanessa ੴ disse...

Querido Árabe,
Que post simbólico!
Acredito que ao praticarmos a caridade, deixamos de "ser" humanos para tornarmos semi-anjos.
A caridade é um dos mais belos atos de amor... obrigada por lembrar-nos disso :)

Grande abraço

8 de agosto de 2011 16:10  
Blogger O Árabe disse...

É, Vanessa.O amor, em sua forma mais pura. :) Bom resto de semana, amiga!

10 de agosto de 2011 07:38  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky