O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

AS VOSSAS LEMBRANÇAS


O que fazeis das vossas lembranças?
Porque é certo que elas existem. E quanto mais os anos se passam, mais as lembranças se tornam numerosas e presentes em vossa vida; mais ocupam do vosso tempo.
Não podeis ignorar as vossas lembranças; a ninguém é dado ocultar completamente as marcas do tempo em seu corpo e ninguém existe que as apague em sua alma.
Com elas necessitareis conviver até o último dos vossos dias. E sábio é o homem que não faz da sua mente um castelo assombrado pelas lembranças, mas a sua morada.
Sábio é aquele que não recorda o medo da escuridão, mas o manto cúmplice da noite a resguardar o seu descanso; nem acalenta a dor da separação, mas a alegria do amor.
Sábio é aquele que não amaldiçoou a chuva inesperada, mas soube armazenar a preciosa água para os dias em que a seca inclemente castiga a sua terra.
Sábio é aquele que não faz do seu passado uma tapera em ruínas, fria sob o sol que renasce; mas uma casa acolhedora, onde perduram as risadas que ontem se fizeram ouvir.
Apenas de vós depende o uso que fareis das vossas lembranças. É deste uso, entretanto, que dependerão a vossa paz ou a vossa inquietação, o vosso riso ou o vosso pranto.
Porque, como os pontos invisíveis da linha mantêm unidos os tecidos das vestes, são as vossas lembranças que costuram os seres em que vos tornais ao longo dos anos.
Pois o homem que recorda a benção generosa do seio fértil estará mais propenso à felicidade do que aquele que abriga a lembrança da fome e do desamparo.
E, entretanto, a um e ao outro visitaram decerto a fartura e a privação; ninguém existe, por mais afortunado ou pobre que seja, a quem a vida não trouxe alegrias e sofrimentos.
Assim, o pessimista lamenta os problemas que teve, enquanto o otimista festeja as soluções que encontrou; e cada um tem uma visão diferente do mundo e da vida.
Como o crente é aquele que abraça os próprios sonhos e o incrédulo é alguém que busca enterrar as próprias esperanças, por medo de chorar sobre o cadáver insepulto.
Sede cuidadosos, portanto, com o que fazeis das vossas lembranças.
Porque é sobre elas que construís o vosso futuro.
Texto sugerido pela bela foto do site 1.000 Imagens.       

48 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Lindo demais, Árabe! Eu creio que as lembranças florescem quando estamos nos sentindo sós. Porque enquanto vivemos a alegria da companhia, nos entregamos a ela. Mas elas fazem parte da nossa vida e ficam guardadas, surgindo muitas vezes, ao longo do nosso percurso.
Mas eu particularmente, tenho muita saudade do meu tempo de infância, dos meus amigos, da pacata cidade em que morava, talvez, porque naquela época não haviam problemas, nem preocupações, nem solidão.
Amei o post, a musica e a imagem!
Bom fim de semana! Beijos

12 de outubro de 2012 18:13  
Blogger ✿ chica disse...

Lindo e adoro dessas tuas composiçoes sobre a imagem.... Linda!abração,chica

13 de outubro de 2012 15:22  
Blogger GarçaReal disse...

Sem dúvida que é sobre lembranças que se vai construindo e limando arestas para o futuro, no entanto confesso que há lembranças que apaguei...Não sei por comodidade se porque de tal precisava para caminhar....

Belo texto

Bom domingo

Bjgrande do Lago

14 de outubro de 2012 05:37  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Creio que, sem as lembranças a vida presente não teria tanto sentido.Ela,é o esteio para todos os momentos que virão.
Texto belíssimo,porque verdadeiro!

Beijos, Profeta, pleno de afeto,
da lúcia

14 de outubro de 2012 06:14  
Blogger Ailime disse...

Amigo Árabe,
Belíssimas reflexões sobre as nossas lembranças!
E essa imagem é bem sugestiva.
Normalmente lembro-me das coisas boas, das pessoas maravilhosas da minha vida que já partiram ou dos momentos felizes de família em tempos que já passaram.
E há medida que o tempo avança mais me recordo delas.
Apesar de não ser uma pessoa alegre, no que respeita a memórias evoco com mais facilidade os momentos alegres!
E todas estas lembranças têm sido o suporte do meu caminhar.
Beijinhos e muito grata por tudo o que escreve de uma forma que aprecio imenso.
Excelente semana. Ailime

14 de outubro de 2012 09:29  
Anonymous Nivea disse...



Olá...!
Um texto singular!
Memórias, o que fazer com elas?
São tantas que todo plural é pouco...
Algumas boas outras nada a acrescentar; outras com lacunas, sem uma seqüência cronológica também.
Por vezes chove saudade sobre o terreno das minhas, um cheiro, um sorriso, um som e elas chegam tal qual um tsunami e me ponho a vaguear por sonhos, tempos, alguns bem nítidos outros meros espelhos sem reflexos.
Amigo Árabe, gosto mesmo é das memórias do coração, lá posso garimpar instantes bonitos, emocionantes nas promessas diárias, eliminando as más e enaltecendo as boas sem perder jamais a beleza do seu esplendor.
Penso que devemos ter o cuidado de sempre que nelas mergulharmos, voltarmos à tona com menos desespero e mais sabedoria.
Memórias é aprendizado.

Uma semana com muita luz
N.

14 de outubro de 2012 13:02  
Blogger Madalena Luz disse...

De acordo com sua reflexão!
Faço das minhas lembranças um lugar seguro na construção diária do que sou na medida em que guardo somente o que me aquece a alma e o que serviu de aprendizado.
Boa semana Árabe.
Madalena Luz

14 de outubro de 2012 15:19  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Eu procuro escrever as minhas lembranças no blog, assim me sinto segura de que as vivi, de que se eternizarão. Lindo texto como sempre!

14 de outubro de 2012 15:58  
Blogger Ana Carla disse...

Minha memória seletiva tem guardado só os momentos bons, só as lembranças agradáveis. As mais doloridas estão sendo apagadas ou transformadas em coisas boas. Não sei o que vai sobrar... Boa semana!

15 de outubro de 2012 05:15  
Blogger São disse...

As lembranças. pois as lembranças---por vezes seria melhor nem lembrar, mas isso é impossível.

Mas , como tudo, também há lembranças que nos fazem reviver momentos felizes e isso é muito bom, rrss

Um abraço amigo, querido Swami.

15 de outubro de 2012 09:44  
Blogger LUZ disse...

O meu cérebro é uma "caixa", mas não de Pandora.
Nela guardo e seleciono as lembranças que me interessam. As outras, largo-as no vento.
Sábio, é quem sabe elucidar e aconselhar, como o faz.

Obrigada pela visita e comentário.

Boa semana.

15 de outubro de 2012 11:21  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Mais um belíssimo texto que o amigo
inseriu. Pode por favor, dizer-me,
se o seu problema de saúde, está
de todo ultrapassado, que é o que
eu desejo.
Beijinhos
Irene Alves

15 de outubro de 2012 12:44  
Blogger ONG ALERTA disse...

Perfeito este texto, lembranças existem sempre.
Abraço Lisette.

15 de outubro de 2012 12:56  
Blogger Olhos de mel disse...

Querido Árabe; as lembranças são patrimônios que devemos guardar. Umas são para servirem de exemplos e não querermos repassar, outras são doces saudades de um tempo que não pode voltar.
Lindo post! Amei!
Boa semana! Beijos

15 de outubro de 2012 19:31  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

um texto muito bom inspirado numa bela imagem.
todos nós temos lembranças, boas e más, é preciso gerir as duas.
as boas recordo-as sempre as más, estão encerradas num cofre do meu cérebro, não as quero nem vou abrir.
um beijo

16 de outubro de 2012 07:34  
Blogger Olhos Doces disse...

Querido Árabe; eu costumo eliminar as lembranças indesejáveis, mas eu preciso de alguma forma expulsá-la dentro de mim. Por isso as vezes eu falo, ou escrevo.
Lindo post e linda musica!
Beijos

16 de outubro de 2012 08:48  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Olhos de Mel. Acho que em todos nós existe uma doce saudade da infância. Boa semana!

16 de outubro de 2012 10:30  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Chica. Eu diria que, realmente, o 1.000 Imagens me ajuda um bocado! :) Boa semana.

16 de outubro de 2012 10:31  
Blogger O Árabe disse...

Às vezes acontece, sim, Garça amiga; às vezes, o peso das imagens dificulta o caminhar... e precisamos seguir em frente! Boa semana.

16 de outubro de 2012 10:32  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Lúcia, e acho que você está certa: nas lembranças podemos encontrar o esteio de que necessitamos. Boa semana!

16 de outubro de 2012 10:33  
Blogger O Árabe disse...

E esta, Ailime é a forma certa de caminhar: apoiados nas nossas lembranças alegres. Boa semana, amiga!

16 de outubro de 2012 10:34  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Nívea, pelo poético comentário e você está certa, sim: o ideal é voltarmos à tona com mais sabedoria, sempre que mergulharmos nas lembranças. Boa semana!

16 de outubro de 2012 10:36  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Madalena! O aprendizado... eis o que mais devemos guardar! Boa semana.

16 de outubro de 2012 10:36  
Blogger O Árabe disse...

E as escreve muito bem, Claudinha; sou testemunha! :) Boa semana.

16 de outubro de 2012 10:37  
Blogger O Árabe disse...

No fundo, Ana Carla, sempre sobra o principal: o nosso verdadeiro Eu. Boa semana!

16 de outubro de 2012 10:38  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, São! Reviver as boas lembranças é ser feliz de novo! Boa semana, amiga.

16 de outubro de 2012 10:39  
Blogger O Árabe disse...

É uma sábia atitude, Luz; o difícil é nos acostumarmos a assumí-la. Boa semana, amiga!

16 de outubro de 2012 10:51  
Blogger O Árabe disse...

Estou bem, sim, Irene; graças a Deus. Obrigado pelo cuidado, amiga; boa semana!

16 de outubro de 2012 10:52  
Blogger O Árabe disse...

E muitas vezes nos ajudam a viver, Lisette. Boa semana!

16 de outubro de 2012 10:54  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Olhos de Mel: doces saudades de um tempo que não pode voltar. Infelizmente, assim muitas vezes acontece.

16 de outubro de 2012 10:57  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Piedade: precisamos aprender a gerir ambas. Boa semana, amiga!

16 de outubro de 2012 10:58  
Blogger O Árabe disse...

Assim acontece, Olhos Doces: muitas vezes, essa é a causa de escrevermos. Boa semana!

16 de outubro de 2012 10:59  
Blogger CamilaSB disse...

«Sede cuidadosos, portanto, com o que fazeis das vossas lembranças» Felizmente que, consigo armazenar as lembranças, de maneira a deixar as menos boas: quase inacessíveis e as boas mais à mão. Assim, quando preciso delas, encontro primeiro quase-sempre as boas...
Excelente, como sempre, amigo Árabe!
Beijinhos e boa semana :)

16 de outubro de 2012 17:30  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Camila! E gostei da sua forma de arquivar as lembranças. :) Bom resto de semana.

18 de outubro de 2012 13:15  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

Meu amigo, quisera eu estar descansadinha, numa boa, rsrs.
Eu não sou exatamente uma pessoa saudosista, pois gosto de viver o presente e projetar a vida para o futuro. Entretanto, cuido bem do velho baú de lembranças, e que não são poucas. Um gostoso final de semana!Bjssss

19 de outubro de 2012 13:08  
Blogger Antônio Lídio Gomes disse...

Meu irmão, lembrei-me de que precisava passar aqui para deixar um abraço.
Assalam aleikum!

19 de outubro de 2012 17:26  
Blogger O Árabe disse...

Bem disseste, Vanuza: não são poucas.E aumentam a cada dia que se passa. :) Bom fim de semana, amiga!

19 de outubro de 2012 17:58  
Blogger O Árabe disse...

Sempre bem-vindo, irmão Antonio Lídio. Meu abraço, bom fim de semana. Salam Aleikum!

19 de outubro de 2012 17:59  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

OLá:

Ás vezes é tão difícil encontrar a solução.Tão difícil.Sobre este assunto encontro-me a pensar bem cá no fundo e não encontro solução.Aliás encontro, mas radicais.E isso não quero.Prefiro as conciliadoras, mas....é tão difícil!

Beijinho doce

20 de outubro de 2012 15:00  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

Lindo, perfeito! Eu rezo sempre para que me seja dada a graça de manter minha mente lúcida e a faculdade de lembrar... Lembranças são jóias preciosas demais para se perderem no vazio.

Parabéns pelo excelente texto.

Beijo grande querido amigo,

20 de outubro de 2012 16:28  
Blogger O Árabe disse...

Talvez, Doce Amor, mas uma coisa é certa: as conciliadoras quase sempre são as melhores. :) Boa semana!

22 de outubro de 2012 06:15  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Tina: preciosas demais para se perderem no vazio! Boa semana, amiga.

22 de outubro de 2012 06:15  
Anonymous De... disse...

Lembranças são os acontecimentos que tiveram importância em nossa vida.

Sabe, Árabe? Acredito que quando uma lembrança surge, seja ela boa ou má, está querendo nos dizer algo. E ouvi-la, me parece sábio.

Beijos... e bom restinho de semana.

23 de outubro de 2012 21:14  
Blogger O Árabe disse...

Sábio, com certeza, De. Abandonar as lembranças é abandonar o nosso aprendizado. Bom resto de semana!

25 de outubro de 2012 05:45  
Blogger Janice disse...

Chorei a ler esta mensagem pois transportou-me a alguns momentos iguais de saudades por estes amigos incondicionais. Muita Luz para ele...

27 de outubro de 2012 05:39  
Blogger Fa menor disse...

E há sempre boas lembranças para recordar e sobre elas construir o futuro.
Gostei muito.
Bj

6 de novembro de 2012 06:49  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Janice. Bom resto de semana!

7 de novembro de 2012 11:35  
Blogger O Árabe disse...

Sim, Fa menor. E sempre podemos fazer um futuro melhor! Bom resto de semana.

7 de novembro de 2012 11:40  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky