O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 27 de março de 2015

MORTE E VIDA



Buscai compreender o que chamais de morte.
E outra será a vossa concepção sobre a vida. Porque atentareis para a transitoriedade das coisas que tanto vos esforçais para alcançar e aqui forçosamente deixareis, quando o tempo vos trouxer a Grande Viagem.

Sim; de nada servem, àquele que deixa este mundo, as riquezas amealhadas. De nada lhe servirão as roupas e as posses, os bens e a posição social; antes, talvez, lamentará o muito que se consagrou a buscá-las.
Assim, percebereis a vossa pequenez perante o Universo. Pois o sol continuará a nascer e a pôr-se todos os dias, no horizonte; os rios continuarão a correr e as nuvens a brincar no céu, mesmo depois que vos fordes.
As ondas mansas beijarão as praias de areias douradas, e os vagalhões encherão de medo o coração dos marinheiros perdidos no mar encapelado; as crianças ensaiarão os primeiros passos, entre  o temor e a esperança.
Assim será. O mundo continuará a ser o mesmo e a girar em redor do sol, depois que houverdes partido. Os dias e as noites, os meses e os anos se sucederão, como se não fizesse falta a vossa presença. 
Então, talvez vos vejais como as flores, que brotam e fenecem; e que julgais inúteis, enquanto murcham sobre o chão. Lembrai-vos, entretanto, que ao misturar-se ao solo são elas que ajudam a nascer as novas flores.
E assim acontece a cada um de vós, pois deixais as vossas sementes no mundo. Permanecereis vivos, nas lembranças daqueles que vos amam; nos vossos exemplos e nos ensinamentos que espalhardes ao vosso redor.
Como as notas da canção persistem em vossa memória, mesmo depois que o seu som se desvanece no ar; e como o amor se mantém em vossos corações, ainda que junto a vós não mais esteja o ser amado.
O conceito de morte, que mostra a vossa pequenez, é o mesmo que prova a vossa grandeza. Porque, apesar do pouco tempo que o homem tem para caminhar sobre a terra, tanto tendes realizado em vossa caminhada!
Olhai à vossa volta e orgulhai-vos do muito que construístes. As vossas casas, as vossas leis, a vossa linguagem, os vossos automóveis e aviões, todas as vossas invenções são frutos do vosso engenho e da vossa inteligência.
Esta é a verdade. E se tanto fostes capazes de fazer, é porque existe em vós uma centelha da Eternidade, uma fagulha do Coração do Universo. Podeis operar prodígios, construir civilizações, traçar o vosso destino.

Há uma parte de vós, que ignora distâncias e zomba do impossível; que realiza milagres e é capaz de vencer o próprio tempo. Que, invisível aos vossos olhos, é entretanto responsável por traçar os vossos caminhos.
 
Atentai para o que chamais de morte, e outra concepção tereis sobre a vida. Porque todos os dias nascem e morrem flores, animais, pessoas e planetas; todavia, o Universo se mantém e a vida continua a existir.

Atentai e percebereis que as pessoas que amais continuam vivas em vós, ainda que se tenham ido deste mundo. Como persistem em vossas lembranças as vossas canções prediletas e os vossos momentos mais marcantes.
Porque tudo se acaba sobre a Terra, mas o Universo dispõe da Eternidade.

Como o vosso verdadeiro Eu. 

Música:

36 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

A verdade Árabe é que a morte assusta porque é natural em nós essa reação com o que é desconhecido.
As pessoas que amamos, vivem eternizadas dentro de nós.
Desacreditar nos milagres da vida, é perder a fé; é não acreditar que além dessa vida, existe uma energia muito forte, que nos possibilita estarmos aqui.
Deus é essa energia que vigia meus passos e me faz ver sempre uma luz no fim do túnel.
Belo post, bela musica, bela imagem!
Bom fim de semana! Beijos

27 de março de 2015 18:53  
Blogger ✿ chica disse...

Saio daqui refletindo nas tuas lindas e intensas palavras! Ótimo fds! abração,chica

28 de março de 2015 01:51  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Por vezes tenho a sensação que nada construí.Nada mesmo.Nem seio que dizer!

Beijinho doce

28 de março de 2015 08:41  
Blogger Maria Luzia disse...

Atentai e percebereis que as pessoas que amais continuam vivas em vós, ainda que se tenham ido deste mundo. Como persistem em vossas lembranças as vossas canções prediletas e os vossos momentos mais marcantes.


Grandes verdades Árabe! Da terra nada levamos, o material é só ilusão. Acredito sinceramente que levamos sim, lembranças de todos aqueles que um dia nos fizeram felizes. Lindo texto, imagem a musica. Amei tudo, de verdade!!! Que você tenha uma linda noite e um ótimo domingo! Obrigada!

28 de março de 2015 18:58  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

O nosso corpo etérico guarda tudo o que fazemos, de bom ou de ruim, é a nossa bagagem... A matéria fica. Vigiemo-nos, pois.
Beijo, amigo!

31 de março de 2015 05:19  
Blogger Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Bom dia, Árabe, não nos ensinaram a entender a morte, única e certa. Penso com tristeza em tantos ao meu redor que não param nunca, pois estão a juntar os tesouros da terra, sequer cogitam na possibilidade de estarem mortos no minuto seguinte. Temos o livre arbítrio, podemos sim, aprender a conviver com a certeza da existência da morte a qualquer momento, por isso , já podemos ir fazendo nossos acertos de contas com as outras almas. Belíssimo texto. Grande abraço!

31 de março de 2015 08:13  
Blogger helia disse...

"É verdade que tudo se acaba na Terra, mas o Universo dispõe da Eternidade"E também é verdade que não esquecemos as pessoas que amámos neste Mundo e que já partiram ,mas que permanecem em nossos corações !
Um excelente Texto para refletir !
Uma Boa Páscoa !

31 de março de 2015 08:28  
Blogger Ailime disse...

Boa tarde meu amigo e bom Árabe, um texto muito belo e reflexivo!
É tudo tão transitório que por vezes nos esquecemos disso e fazemos da vida um campo de batalha!
O fim acontecerá e de nós apenas as lembranças no que soubermos construir, assim como agora nos resta as recordações do que partiram! “Há uma parte de vós, que ignora distâncias e zomba do impossível; que realiza milagres e é capaz de vencer o próprio tempo. Que, invisível aos vossos olhos, é entretanto responsável por traçar os vossos caminhos."
Aqui está a essência da vida que nos levará ao reencontro com a Eternidade!
Morrer para renascer!
Um beijinho e continuação de boa semana.
Ailime
(Linda e muito tranquila a música)

31 de março de 2015 10:25  
Blogger São disse...

Querido Swami, grato abraço por mais esta sábia lição.

Bem hajas!

31 de março de 2015 11:53  
Blogger Magia da Inês disse...

⋰˚هჱܓ
A morte é um desafio... um salto no escuro ou na claridade eterna!...

Bom início de semana!
Beijinhos.
❤ه° ·.

31 de março de 2015 15:20  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá Árabe,

Um presente ouvir esta música nesse momento, ajudando-me a relaxar para ir dormir.
O texto é lindo de ler e ótimo para refletir. Valemos pelas sementes que espalhamos em vida, pelo amor que doamos e pelos bons exemplos que deixamos. É por eles que seremos lembrados e é através deles que deixaremos nossas marcas. A vida é instrumento de aperfeiçoamento do nosso espírito, que é imortal. Melhor, então, prepararmo-nos para a vida após a vida e não nos perdermos na materialidade deste mundo.

Desde já, deixo-lhe meus votos para uma Páscoa abençoada e feliz.

Grande abraço.

31 de março de 2015 20:46  
Blogger Rita Freitas disse...

Nada morre apenas se transforma.

Uma feliz Páscoa

1 de abril de 2015 08:42  
Blogger CÉU disse...

Parecem dois conceitos contraditórios, mas que assim se cumpra!

Desejo a você e família uma Páscoa redentora.

Cordialmente, um abraço.

1 de abril de 2015 10:56  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Olhos de Mel: Deus nos faz ver a luz no fim do túnel. Sempre! Bom resto de semana.

1 de abril de 2015 11:40  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Chica. Bom resto de semana, amiga!

1 de abril de 2015 11:41  
Blogger O Árabe disse...

Acho que, às vezes, todos nos sentimos assim, Doce Amor; mas é engano. Todos construímos, sim, algo em cada jornada! Bom resto de semana.

1 de abril de 2015 11:42  
Blogger O Árabe disse...

Existe um ditado popular que eu acho fantástico, Maria Luzia: "O que se leva da vida é a vida que se leva". Muito bom, não é? :) Obrigado por sua gentileza e amizade, bom resto de semana!

1 de abril de 2015 11:43  
Blogger O Árabe disse...

Acho que você sintetizou muito bem, Shirley: vigiar é preciso! Bom resto de semana.

1 de abril de 2015 11:44  
Blogger O Árabe disse...

Este, Marli, é o segredo: viver cada minuto como se fosse o último. Um será. :) Obrigado, bom resto de semana.

1 de abril de 2015 11:46  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Hélia. Bom resto de semana, e boa Páscoa!

1 de abril de 2015 11:47  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Ailime: o nosso maior erro é esquecer a transitoriedade da Vida. Todas as nossas ações deveriam partir desta certeza! Obrigado, amiga; bom resto de semana.

1 de abril de 2015 11:48  
Blogger O Árabe disse...

Grato a você, São, pela amizade e gentileza. Bom resto de semana, amiga!

1 de abril de 2015 11:49  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Inês. E nos assusta, acima de tudo, pelo desconhecido! Obrigado, bom resto de semana.

1 de abril de 2015 11:50  
Blogger O Árabe disse...

Concordamos, Vera: é preciso que nos preparemos para a Vida... que continua depois do que chamamos de Vida. Obrigado, amiga; bom resto de semana e boa Páscoa!

1 de abril de 2015 11:51  
Blogger O Árabe disse...

Essa é a síntese, Rita: da Páscoa... e da Vida! Bom resto de semana, boa Páscoa!

1 de abril de 2015 11:52  
Blogger O Árabe disse...

Realmente, Céu, assim parece... a menos que que a Vida continue depois da Vida, não é? Obrigado; bom resto de semana, e boa Páscoa!

1 de abril de 2015 11:54  
Blogger Fá menor disse...

Pois assim é. Mas quantas vezes evitamos pensar nisso!

Uma Feliz Páscoa, amigo.

Abraços

1 de abril de 2015 13:49  
Blogger Rita Sperchi disse...

Passando para te visitar parabenizar pelas belas
postagens e desejar que sua Pascoa venha com
muita paz e alegria........E doce como o chocolate

Boa semana bjuss com carinho


└──●► *Rita!!

1 de abril de 2015 17:06  
Blogger Isy disse...

A morte serve para mostrar o quanto a vida é boa e deve ser apreciada!

Bjxxx

1 de abril de 2015 17:37  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

eu não sei lidar muito bem com a morte.
sei que é irreversível, mas no consigo gerir em si a palavra e a dor que ela traz.
concordo com o teu texto, em tudo, sempre textos muito sábios e que dá gosto ler.
uma Santa Páscoa e um beijo
:)

3 de abril de 2015 05:50  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola, Árabe!!!

Aunque de descanso hago una espada para saludarte y dejarte mi felicitación por este Texto superior.

En la muerte poco se piensa hoy tus letras no recuerdan que el día menos pensado, llega sin pedir permiso.
ES nuestra sombra que va a nuestro lado.
Gracias por darnos tanto y tan acertado.
Te dejo un beso y mi estima.
Feliz pascua.

3 de abril de 2015 12:41  
Blogger O Árabe disse...

Quase todos os dias, Fa, eu diria. :) Bom fim de semana, feliz Páscoa!

3 de abril de 2015 18:02  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Rita. Feliz Páscoa!

3 de abril de 2015 18:03  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Isy! Aproveitemos, então! Bom fim de semana.

3 de abril de 2015 18:04  
Blogger O Árabe disse...

Em verdade, Piedade, acho que nenhum de nós lida muito bem com esse tema.:) Obrigado, bom fim de semana; feliz Páscoa!

3 de abril de 2015 18:05  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Marina, por tanto apreço e amizade. Bom fim de semana, amiga; bom descanso... e feliz Páscoa!

3 de abril de 2015 18:06  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky