O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 14 de julho de 2017

A NECESSIDADE E O DESAPEGO


Praticai o desapego.
Porque nada do que existe neste mundo vos pertence, senão enquanto aqui caminhais. A nada podereis levar quando embarcardes na Grande Viagem, para um novo retorno à Mansão do Amanhã.
Tende presente esta certeza: de nada vos adianta o apego em demasia às coisas do mundo, que um dia fatalmente perecerão, enquanto o vosso verdadeiro Eu viverá pela Eternidade.       
E, se assim é com os vossos bens e posses, não é diferente em relação às pessoas que vos cercam. Porque cada um tem o seu próprio caminho e ninguém vos poderá acompanhar nessa viagem.
Nada trazeis ao chegar e nada levareis quando vos fordes. É apenas aos vossos olhos que a luz chega, quando pela primeira vez os abris; e apenas deles se irá, quando pela derradeira vez os cerrardes.
Porque, eu vos tenho dito, sois como as gotas de água, que têm a mesma essência e unidas formam o oceano; separadas, cada uma existe sozinha e mantém a sua individualidade.
Guardai convosco esta verdade: a solidão, que tanto vos amedronta, está no vosso começo e estará no vosso final. E, entretanto, estais todos unidos pela centelha divina que brilha em vossas almas. 
Praticai o desapego. Não é sensato o homem que, para ser feliz, necessita possuir o que não lhe pertence; e nada podeis chamar de vosso, senão aquilo que carregais em vosso verdadeiro Eu.
Sábio é aquele que todos os dias, em suas orações, agradece com humildade e alegria por tudo de que hoje dispõe; e, em seu coração, sabe que a posse é transitória e amanhã tudo pode mudar.
Sábio é aquele que vive intensamente os seus amores e as suas amizades, deles desfrutando em cada segundo, sem escravizar-se aos seus caprichos, nem se julgar dono de quem quer que seja.     
Sábio é aquele que reconhece na Vida a dádiva maior. Porque este encontrará no fato de estar vivo o maior motivo para ser feliz; e saberá que nada lhe falta, que não possa encontrar em si mesmo.   
Praticai o desapego. Sabei, porém, que desapegar-vos não é desprezar as vossas posses, nem as pessoas que vos cercam; ao contrário, é ser grato pelo tempo que permanecem em vosso caminho.
Desapegar-vos é entender que nada neste mundo vos pertence. E de nada necessitais, para serdes felizes, que a Previdência Divina já não coloque com amor ao alcance de vossas mãos.
Desapegar-vos é desligar-vos da matéria, para encontrar o vosso verdadeiro Eu; porque é através dele, que vos fala o Coração do Universo. E tudo de que precisais é escutar e seguir a Sua voz.
Que guia a vossa caminhada rumo ao Jardim do Amanhã. . 


Música:
http://ohassan.dominiotemporario.com/marco/1_carmen_cavallaro_smile.mid

27 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Belo post, Árabe! Acho que a doutrina espírita fala muito sobre o desapego. E graças a Deus, aprendi a ser feliz com o que tenho e agradecer todos os dias.
Bom fim de semana! Beijos

14 de julho de 2017 18:40  
Blogger ✿ chica disse...

Temos de verdade que cada vez mais aprender e praticar o desapego em nossas vidas! LINDA mensagem mais uma vez! abração praiano,chica

15 de julho de 2017 01:01  
Blogger São disse...

A solidão me vem do nascimento e me tem acompanhado sempre....

Tem esta situação a vantagem de que ninguém chorará a minha morte e isso me facilitará a transição entre o agora e a próxima dimensão.

Querido Swami, bem hajas !

15 de julho de 2017 04:40  
Blogger Teresa Isabel Silva disse...

Por vezes é preciso desapegar!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

16 de julho de 2017 04:14  
Blogger Lia Noronha disse...

Árabe: como sempre encontramos palavras edificantes...o desapego é um exercício diário e progressivo. Pratiquemos mais e mais...e nos libertemos de muitas coisas desnecessárias.
um grande abraço a ti querido amigo.

16 de julho de 2017 20:24  
Blogger Marina Fligueira disse...

Otra lección para caminar libremente por esta vida; el apego no es buena cosa ni para quien lo padece ni para la otra persona. No debemos depender de nada ni de nadie para ser feliz. La libertad bien utilizada, no hay dinero que la pague.

Un maravilloso texto. Un abrazo y mi gratitud.
Se feliz.

17 de julho de 2017 09:22  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...


O desapego é importante acontecer a vários níveis.

Li atentamente o seu texto com muito interesse.

Um abraço amigo.

Irene Alves

17 de julho de 2017 09:33  
Blogger Ateliê Tribo de Judá disse...

Tenho certeza que quanto mais exercitamos o desapego deixamos uma herança ainda maior no coração de quem amamos, porque o maior bem será sempre o amor.

Beijos neste teu lindo coração.

Joelma

17 de julho de 2017 14:32  
Blogger CÉU disse...

Verdade, estimado amigo! Nada levamos connosco. Estou cada vez mais desligada, com pouco apego a coisas e pessoas. Talvez seja uma forma de defesa.

Um abraço e boa semana.

17 de julho de 2017 15:49  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

Desapegar... difícil... principalmente de pessoas... de coisas é mais fácil, na verdade de coisas o apego nem existe, acredito, para a maioria das pessoas...
Viver o agora deveria ser a meta, difícil, mas nós traria menos angústias... mas... o importante nisso tudo, é viver bem...

Beijos, querido Árabe...

18 de julho de 2017 10:10  
Blogger luna luna disse...

o aprendizado sobre o desapego é diário, mas quando nos apercebemos como tao bem dizes que nada trazemos nem nada levamos fica mais fácil limarmos essas arestas do desapego, quando partimos levamos algo que é o amor que plantamos nas vidas dos nossos irmãos e que faz o crescimento da nossa alma ou espírito Jesus ensinou-nos que é pelo amor e pelo perdao que se faz o caminho e ao plantarmos sementes de amor já estamos a fazer um pouco de desapego pois quando saímos de nos mesmos e nos doamos ao outro é algo subliminar
bjs

19 de julho de 2017 03:51  
Blogger Smareis disse...

Um texto de grande ensinamento. Ando me desapegando de tudo. É difícil mais não impossível.
Continuação de boa semana!
Abraço Árabe!
***Escrevinhados da Vida***

19 de julho de 2017 22:42  
Blogger O Árabe disse...

E isso é muito bom, Olhos de Mel! Já ensina o budismo que "com a cessação do desejo, cessa o sofrimento"; quanto menos nos apegarmos, menor será a falta que sentiremos. Obrigado, bom resto de semana!

20 de julho de 2017 12:13  
Blogger O Árabe disse...

E melhor ainda do que praticar o desapego é praticá-lo no praia, não é, Chica?:) Na praia, tudo fica melhor! :) Abração pra você e o Kiko, bom resto de semana.

20 de julho de 2017 12:14  
Blogger O Árabe disse...

Sabes, São? Nessa afirmação, preciso discordar de ti; quando esse dia chegar (e espero que demore muito!) eu e, tenho certeza, muitos outros amigos choraremos muito, sim. Mas não vamos falar de coisas tristes, né? Meu abraço, amiga; bom resto de semana!

20 de julho de 2017 12:17  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Isy! Até porque, um dia, precisaremos mesmo desapegar-nos de tudo que aqui existe. Obrigado, bom resto de semana.

20 de julho de 2017 16:28  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Lia: precisamos, sim, praticar o desapego; é um exercício diário e progressivo; Obrigado, bom resto de semana!

20 de julho de 2017 16:29  
Blogger O Árabe disse...

Achei muito boa esta frase, Marina: "Não devemos depender de nada, nem de ninguém, para sermos felizes". Verdade, porém, é que poucos o conseguem. Obrigado, amiga; boa semana.

20 de julho de 2017 16:31  
Blogger O Árabe disse...

Alegria em rever-te, Irene. Desejo que estejas bem, amiga; obrigado, boa semana.

20 de julho de 2017 16:32  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Joelma: o bem maior será sempre o amor. Dele, não podemos desapegar-nos! Obrigado, amiga; bom resto de semana!

20 de julho de 2017 16:33  
Blogger O Árabe disse...

... e, talvez, a melhor forma de defesa, Céu! Desapegar-se, na maioria das vezes, é evitar um sofrimento. Obrigado, amiga; bom resto de semana, fica bem. Como está a mão?

20 de julho de 2017 16:35  
Blogger O Árabe disse...

Sensata, como sempre, Arco-Íris: o mais importante é, sempre viver bem! Meu abraço, bom resto de semana.

20 de julho de 2017 16:36  
Blogger O Árabe disse...

Apreciei, particularmente, este trecho do teu comentário, Luna: "Jesus ensinou-nos que é pelo amor e pelo perdão que se faz o caminho e ao plantarmos sementes de amor já estamos a fazer um pouco de desapego pois quando saímos de nos mesmos e nos doamos ao outro é algo subliminar". Concordo inteiramente! Obrigado, bom fim de semana.

20 de julho de 2017 16:38  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Smareis: "é difícil, mas não impossível". Como toda prática, o mais difícil é começar! Grato, amiga; bom resto de semana.

20 de julho de 2017 16:39  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

Boa noite Árabe!

Pois é meu bom amigo, penso que a carência tem muito a ver com o apego, os dois caminham juntos. Procuro não sentir muito apego por coisas, por pessoas. A idade, a maturidade, a própria vida ensina que, tudo em excesso, é prejudicial, é ruim, porque a gente acaba sofrendo muito... Falo assim por experiência própria. Amei muito o texto e confesso que fiquei emocionada. Excelente resto de semana, um abraço e muito grata!

20 de julho de 2017 17:09  
Blogger Mariazita disse...

..."A nada podereis levar quando embarcardes na Grande Viagem," - grande verdade, tantas vezes esquecida.
Uma coisa que me "incomoda" é ver algumas pessoas, com idade avançada, agarradas a bens materiais como se ficassem neste mundo eternamente. Sim, porque esses bens, a que tanto se apegam, só têm significado enquanto por "cá" andamos...
Felizmente, comigo isso não acontece, e à medida que os anos avançam, maior é o prazer que sinto em distribuir o pouco que tenho.
Eu penso que isto é uma defesa da Natureza, a ajudar-me a encarar com mais serenidade a "hora" que um dia há-de chegar...
Que assim seja!

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


21 de julho de 2017 02:46  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

Amigo Arabe
como sempre seus textos são plenos de sabedoria e ensinamentos.
mas é tão dificílimo praticar o desapego, não direi de coisas materiais essas, não contam, mas há outros "desapegos" sem serem os materiais
desculpe, é o que eu acho
um bom fim de semana.
beijinhos
:)

21 de julho de 2017 08:50  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky