O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

A MORTE E A VIDA

 


Que não vos preocupe a morte.

Até porque a sabeis inevitável. E não seria sensato permitir que o medo da volta venha a toldar os encantos da viagem; deveis, sim, aproveitá-la até o último minuto em que o possais fazer.

Porque, eu vos tenho dito, é apenas no hoje que podeis viver; o ontem já teve o seu tempo e o amanhã ainda virá. Não deveis, portanto, amargar o passado; e muito menos temer o futuro.

Aproveitai sabiamente o vosso tempo. Vede-o como moedas de vida, que vos são entregues para que as gasteis do jeito que melhor vos parecer; com elas, podeis comprar alegrias ou tristezas.

Sim; é certo que a ambas encontrareis em vosso caminho. Podeis escolher, porém, como lidareis com umas e outras; quais preferireis levar convosco e as que abandonareis pela estrada.

Muito vos tenho repetido que a escolha é vossa. E que, ao final de cada jornada, nada podereis carregar, senão as recordações que tiverdes e o aprendizado que fostes capazes de recolher.

Fazei, portanto a vossa opção pela Vida! Se sabeis que morrereis um dia, a vossa escolha mais sábia será viver plenamente! Esquecer que existirá um fim, e concentrar-vos apenas no durante.

Porque não podereis levar convosco o canto dos pássaros, o perfume das flores, ou a beleza do luar. Não levareis as emoções do amor: a ternura de um olhar, a ânsia de corpos apaixonados.

Nada disto, podereis levar na Grande Viagem. Então, percebereis como são importantes muitas coisas a que agora pouco ligais; e como são fúteis outras tantas coisas que vos preocupam.

Quanto retornardes aos Jardins da Eternidade, não deixareis pegadas onde pisardes; porque por eles caminhará apenas o vosso verdadeiro Eu. E nada tereis, senão as recordações que levardes.

Cuidai, agora, para que sejam belas essas recordações. Para que possais abrigar a satisfação de um caminho bem percorrido, e não o remorso pelo tempo que tolamente desperdiçastes.

O homem que soube viver a vida, não tem razões para recear a morte. E a verdade é que todo fim encerra em si um recomeço; observai a Natureza e ela vos mostrará que assim acontece.

Pois o botão não morre, apenas desabrocha; e mesmo a flor que fenece e tomba sobre a terra, a ela se mistura e retorna em outras flores. A nuvem que se desfaz em água, voltará a ser nuvem.

Deveis, sim, cuidar do vosso corpo; como cuidais dos trajes que usais para as vossas jornadas. Não vos preocupeis, todavia, com a morte; ela não passa de mais uma das vossas ilusões.

Buscai, antes, viver bem a vossa vida!

Música:

http://ohassan.dominiotemporario.com/midis/carmen_cavallaro_till.mid

Link música

Link vídeo

34 Comentários:

Blogger J.P. Alexander disse...

Linda reflexion uno debe vivir plenamente y sin hacer daño a nadie. Te mando un beso

21 de janeiro de 2022 22:25  
Blogger chica disse...

lindas palavras e reflexão, como sempre,Árabe!
Não podemos seguir nossos dias pensando na morte.Ela chegará para cada um e nada a fazer quando a hora chegar. Curtir os dias ,viver! abração,tudo de bom,chica

22 de janeiro de 2022 05:53  
Blogger Ateliê Tribo de Judá disse...

A única coisa que me preocupa nessa vida é se eu não tiver tempo de sorrir todos os sorrisos com quem de fato merece que eu compartilhe minhas alegrias, não ter tempo de dar atenção e carinho para quem de fato olhou pra minha alma e me viu, não ter tempo de tocar e acariciar quem se dispôs tocar meu coração, no mais vou fazendo a lição diária de não deixar para o amanhã carinho, amor e malcriação de hoje,massssss como a vida é caprichosa sempre tem aquilo que foge de todo e qualquer controle ,que de alguma forma vai nos levar a novas emoções..... então a mochila tá sempre pronta com "destino vida" pelo menos por enquanto.
Beijos

Joelma

22 de janeiro de 2022 05:59  
Blogger Rainbow Evening disse...

yes, choice on us the ways to live or death...

great reflection as always... love to read.

Have a wonderful weekend

23 de janeiro de 2022 21:12  
Blogger recomenzar disse...

Me maravillan tus entradas llenas de luz que salen de tu alma

24 de janeiro de 2022 02:39  
Blogger Mariazita disse...

Magnífico tema para reflexão!
Muito bom, como sempre.

Um abraço, querido amigo.

Uma semana feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

24 de janeiro de 2022 06:52  
Blogger CÉU disse...

Devemos viver a vida de forma intensa e consciente. Um dia, a morte virá para cada um de nós, contudo não entendo a morte. Haverá vida depois da morte? Não sei. Doutrina espírita?
Bom texto para refletir. O vídeo está bem de acordo com seu post.

Abraços e boa semana. Feliz Ano Novo!

24 de janeiro de 2022 10:42  
Blogger Beatriz Pin disse...

Un tema que nos toca a tud@s por igual pois da morte ninguem se libra e com tudo sabermos, fazemos como se fosemos eternos.
A morte está em qualqer canto, sempre asexando. Temos que viver o momento da maneira mais feliz posible.
E o que tento fazer neste momento bailando a bo ritmo.
Se vem que me pille bailando!
Um plazer ler os seus conselhos. São fiel seguidora deles.
O meu abraço, Flavio.
Gostei do video com imagems positivas e belas.
Boa semana.
Aínda não me veu a inspiração! (riso)

24 de janeiro de 2022 16:03  
Blogger " R y k @ r d o " disse...

Não tenho qualquer medo de morrer. Para mim o morrer é co9mo o adormecer. A única diferença é que no adormecer se acorda. Vivo o dia a dia sem esquecer o passado, pois é nessas recordações que se melhora o viver e se prepara o viver do futuro.
Elogio o texto. Muito bem escrito, direi mesmo9 que , SABIAMENTE escrito.
.
Boa semana …Saudações cordiais.
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

24 de janeiro de 2022 17:50  
Blogger Majo Dutra disse...

Penso que a partir de uma certa idade, as pessoas deixam de ter receio da morte, até porque nessa altura, viver também cansa...
O que todos têm medo é da forma como vão partir... Há em todos um receio terrível de ficarem dependentes, ou de perderem as faculdades mentais, ou de passarem por um processo de grande sofrimento...
E não devia ser assim. Cumprido o destino de uma vida terrestre, de estranho desígnio, as pessoas deviam partir em paz, o que é raro.
Na morte, não há prémio, castigo ou indulgência pela qualidade da vida.
Amigo, penso que tratou o assunto de um modo demasiado poético.
Agradeço a opinião sobre o que acabo de registar, a simpatia e a música.
O meu cordial abraço.
~~~~~~~~

24 de janeiro de 2022 19:13  
Blogger Ailime disse...

Bom dia meu Amigo e bom Árabe,
Um texto repleto de conhecimento e que me fez bem ler.
Confesso que tenho um pouco medo da morte rsss, mas como diz o importante é viver a vida e desfrutá-la da melhor forma possível, porque a morta é certa e não nos deve condicionar nos momentos que vida nos oferece e são tanto e belos.
Libertemos, pois, os pensamentos e concentremo-nos no dom maravilhoso que Deus nos ofereceu vivendo-o plenamente.
Lindos a música e o vídeo!
Beijinhos e continuação de uma semana abençoada.
Ailime

25 de janeiro de 2022 12:32  
Blogger São disse...

Concordo de todo : a Vida é para ser vivida plenamente .

Da morte, não tenho muito medo, mas empanico com o sofrimento seja qual seja a sua forma.

Gostei da canção.


Beijinho, Swami.

25 de janeiro de 2022 16:16  
Blogger Fá menor disse...

Belíssimo conselho e perspectiva! Grata por nos lembrar, porque tantas vezes não o temos presente.

Beijos.

25 de janeiro de 2022 17:25  
Blogger Fatyma Silva disse...

Linda reflexão meu amigo Árabe!
Confesso que tenho um pouco medo da morte, mas como diz o importante é viver a vida e desfrutá-la da melhor forma possível
Luto para vencer na vida e sempre pela vida.


Tenha uma boa semana
Abraço

25 de janeiro de 2022 23:02  
Blogger Luiz Gomes disse...

Boa tarde meu querido amigo Árabe. Um tema que aprendemos a conviver e nunca estamos preparados. Obrigado pela reflexão. Uma ótima quarta-feira.

26 de janeiro de 2022 13:18  
Blogger Semplicemente Donna disse...

Eh già caro amico Árabe , la morte è il giusto passaggio alla vita ma quella eterna e per fortuna è l'unica cosa Uguale per tutti indistintamente , scrivi bene :piuttosto, cerca di vivere bene la tua vita!

Un abbraccio augurandoti una buona giornata .

Rosy

27 de janeiro de 2022 06:02  
Blogger O Árabe disse...

Isso mesmo, JP: viver plenamente a vida, sem fazer mal a ninguém. Tenho certeza que podemos conseguir isso! Meu abraço, amiga; obrigado, bom resto de semana!

27 de janeiro de 2022 11:53  
Blogger O Árabe disse...

É assim que penso, Chica! Se vivermos bem, estaremos sempre prontos para a partida. Meu abraço, amiga, obrigado; bom resto de semana!

27 de janeiro de 2022 11:55  
Blogger O Árabe disse...

Concordo, Joelma; devemos ter a mochila sempre pronta, porque nunca sabemos a hora da partida. E procurar carregar as melhores lembranças, para que o peso das más não atrase os nossos passos. :) Meu abraço, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 12:00  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Rainbow. Acredito que esta seja a nossa escolha mais importante: a forma como vivemos. A morte... virá, de qualquer jeito. :) Meu abraço, bom resto de semana!

27 de janeiro de 2022 12:02  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Mucha. Você é muito gentil, amiga! Meu abraço, bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 12:03  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Mariazita! Como estás, amiga? Dá-me notícias, sempre! Meu abraço, bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 12:12  
Blogger O Árabe disse...

Alegria em rever-te, Céu! E, com certeza, devemos viver de forma intensa e consciente, sempre. Pessoalmente, acredito na reencarnação; mas esta é uma dúvida que espero não tirar tão cedo! :) Meu abraço, amiga, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 12:18  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Bea: apesar de tudo que sabemos, nos comportamos como se fôssemos eternos. O importante é viver o momento, como bem dizes: quando a viagem vier, que nos encontre bailando! :) Meu abraço, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 12:21  
Blogger O Árabe disse...

A que descreves, Ryk@rdo, é uma bela forma de viver! Confesso que também não temo a morte, em si; também me ocupo mais em viver o presente, aproveitando as lições do passado. Obrigado, amigo; meu abraço, bom resto de semana!

27 de janeiro de 2022 12:23  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Majo. Fiz, inclusive, um post sobre isso... talvez o publique, algum dia. Confesso que, às vezes, me sinto meio cansado. Não sei se existe alguma poesia na morte... mas acredito que precisamos dela, enquanto enquanto buscamos seguir a vida. Meu abraço, amiga, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 13:31  
Blogger O Árabe disse...

Creio que todos o temos, Ailime. :) Talvez nem tanto da morte em si, mas do sofrimento que pode precedê-la ou acompanhá-la. Estás certíssima: "Confesso que tenho um pouco medo da morte rsss, mas como diz o importante é viver a vida e desfrutá-la da melhor forma possível, porque a morta é certa e não nos deve condicionar nos momentos que vida nos oferece e são tantos e belos. Libertemos, pois, os pensamentos e concentremo-nos no dom maravilhoso que Deus nos ofereceu vivendo-o plenamente.". Palmas para ti, amiga! Meu abraço, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 13:36  
Blogger O Árabe disse...

Não posso deixar de concordar contigo, São, em gênero, número e grau! :) Também acredito que não tememos a morte, mas o sofrimento. Bom saber que gostaste da canção! Meu abraço, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 13:38  
Blogger stella disse...

Reflexión como todas las que dejas, maagnifica y para poner en practica, la vida es lo que queramos, todo depende de nosotros y aquello que elijamos
Por esdo...siempre debemos estar preparados a decir hasta luego en paz
Un abrazo
Carmen

27 de janeiro de 2022 13:52  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Fa! Embora seja a única certeza sobre o futuro, parece que fazemos questão de a esquecer... ou tentar, ao menos! Meu abraço, amiga, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 13:58  
Blogger O Árabe disse...

Isto é o mais importante, Fatyma! Há pessoas que lutam tanto para vencer na vida, que acabam esquecendo de lutar pela vida. Também fico com o meio-termo. :) Meu abraço, amiga, obrigado; bom resto de semana!

27 de janeiro de 2022 14:02  
Blogger O Árabe disse...

Você disse muito bem, Luiz: temos todo o tempo que passamos sobre a Terra... e nunca estamos preparados! Obrigado, amigo, meu abraço; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 14:04  
Blogger O Árabe disse...

Inteiramente de acordo, Rosy: procuremos escrever o melhor possível a história de nossas vidas; o final será escrito pelo tempo! Obrigado, amiga, meu abraço; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 14:06  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Carmen! Verdade, amiga: fazemos a nossa vida; tudo depende de nós e do que escolhemos. Esta é uma realidade que devemos ter sempre presente! Meu abraço, obrigado; bom resto de semana.

27 de janeiro de 2022 14:11  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky