O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 16 de julho de 2010

O APRENDIZADO DA SAUDADE

Não deveis lamentar a saudade.

Pois isto seria como queixar-vos dos espinhos que ficaram, esquecendo a beleza e o aroma da rosa que encantou os vossos dias. Buscai, antes, a sua lembrança; e ela voltará a florir, dentro de vós.

Deixai-me dizer-vos que a saudade não é apenas a dor de uma ausência; nela sobrevivem os ecos da presença que tão cara foi ao vosso coração. Porque alegria e tristeza são os dois lados que formam a moeda do aprendizado.

A vossa felicidade de hoje será a saudade de amanhã; acostumai-vos a esta verdade, pois não vos é dado deter o tempo e incessantemente se alternam as vossas emoções.

E é preciso que assim seja. Porque, como a água parada se torna estagnada, também a vossa alma ficaria cega ao aprendizado, se não a visitassem os mais diversos sentimentos.

O sofrimento e a alegria vos recriam a cada dia. Como o cinzel do artista, ao ferir a pedra bruta, dela faz brotar a estátua que vos encanta; e os dedos do virtuose arrancam da harpa as mais lindas melodias.

De cada privação, retorna mais forte o vosso verdadeiro Eu. Como, após a chuva inclemente, a terra renasce à caricia do sol; e o aço, no calor da forja, descobre em si mesmo a têmpera que não sabia existir.

Sabei, portanto, que decerto a dor vos espera ao dobrar de uma esquina. E, entretanto, as lágrimas que vertereis não serão capazes de apagar os sorrisos que antes desfrutastes; nem os que depois desfrutareis.

Como a escuridão da noite não torna inútil o brilho do sol, nem o gemido do moribundo entristece o sorriso da criança. A felicidade e a dor, cada uma por seu turno, visitarão a todos; e em vós deixarão as suas marcas.

Chorai, portanto, as vossas saudades. Mas deixai que, pelos sulcos das lágrimas em vosso rosto, passem também as lembranças alegres do tempo em que fostes felizes, junto ao ser amado que se foi.

Pois é assim que, mesmo entre o mais dolorido pranto, em vossos lábios haverá a sombra de um sorriso; e a gratidão por havê-lo conhecido o manterá sempre presente em vós.

Não deveis lamentar a saudade.

Também através dela, o amor vos fala ao coração.

40 Comentários:

Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Bem dito !

16 de julho de 2010 19:54  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Querido Árabe; embora eu ache a saudade dolorida, você a escreveu de uma forma tão linda, que fiquei emocionada. Imagem e musicas perfeitasm amei!
Bom fim de semana! Beijos

16 de julho de 2010 20:26  
Anonymous De... disse...

Memory fazendo vibrar a alma...

E eis que as lágrimas que escorrem tornam-se doces, enquanto suas palavras dançam no coração, mostrando a verdadeira dimensão do amor que se foi, mas que ainda está... e sempre estará.

Grata, Árabe... profundamente grata... por esse mergulho cristalino na saudade.

16 de julho de 2010 20:58  
Blogger Fa menor disse...

Obrigada!
Esta leitura veio num momento oportuno!

Bom fim de semana
e boa semana :)
Beijinhos

17 de julho de 2010 10:07  
Blogger TITA disse...

Nao resisto a quebrar hoje o meu silêncio,pois este é um cantinho que tenho como referência e me sacia a sede de profundidade e muito mais...obrigado pelo rosto da saudade.Sinto-me em plena sintonia.Abraço.

18 de julho de 2010 16:43  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

Amigo Árabe!
Se não nos apegamos ao lado positivo da saudade é porque a ausência dói demais e nos turva a alma.
Uma semana de muita Paz!!!Bjssss

19 de julho de 2010 07:46  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Gostei muito das tuas palvras.

Pergunto:

Seria melhor não sentirmos saudade?
E ao não sentir, isso é libertação, embora os bons momentos permaneçam na nossa lembrança?

Beijinho doce e convido-te a vir Sonhar:)

19 de julho de 2010 16:31  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Disse eu em um poema ...
“E o vulcão da saudade explode
Jorrando em seu total esplendor
Esse sentimento dorido, incandescente lava
Que nasce onde mora o amor”

E digo que é um aprendizado que faz parte da nossa caminhada.
Tuas palavras são com certeza uma aula aos nossos sentimentos.
Pérolas incandescentes de inspiração entrego em tuas mãos.

Eärwen

19 de julho de 2010 18:31  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

Doce ler, sentir.

Feliz Dia do Amigo meu querido amigo!

beijo com carinho,

20 de julho de 2010 18:36  
Blogger Triste Flor disse...

Sabe, eu amei o seu texto, mas é tão difícil não chorar por aqueles que já partiram de nós, acho que meu coração já se afogou de tantas lágrimas...

Beijos.

21 de julho de 2010 18:22  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Bela visão da saudade. Mas ela ainda dói...
Você consegue doutrinar, quem sabe um dia eu aprendo...
Beijo!

22 de julho de 2010 06:19  
Blogger Maria Valadas disse...

Querido Àrabe; Há momentos de vida
com pessoas que nos foram queridas,
e já "partiram" deixaram um rasto de saudade imensa. Não lamento a saudade, aliás, abraço essa imensa saudade com muita alegria de terem feito parte da minha vida.

Um texto muito oportuno, no momento
em que voltei às minha origens( férias).

Peço desculpa por comentar somente
agora, mas,problemas visuais, impediam-me de fazer aquilo que tanto gosto,ler!
E aqui neste seu espaço... encontro muita paz de espírito.
Obrigada, meu amigo.

Beijo.
Maria

22 de julho de 2010 07:28  
Blogger Vozes de Minha Alma disse...

Meu amigo, benditas sejam tuas palavras, mesmo falando de saudades.
Um abraço de teu leitor.

22 de julho de 2010 08:24  
Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Precioso amigo Árabe

Hoje estou passando para agradecer
a sua amizade.
Amizade que torna a vida preciosa.
Que enche de cores as minhas palavras.
Que me faz ainda mais feliz,
com o afeto distribuído
a cada visita,
a cada comentário
e a cada palavra escrita
no livro dos meus dias.

Sua amizade me faz melhor.

22 de julho de 2010 09:18  
Blogger São disse...

Muito bem, Swami!
Bem hajas.

22 de julho de 2010 09:31  
Blogger mariavento disse...

Bonita reflexão.

22 de julho de 2010 12:27  
Blogger O Árabe disse...

Grato, ermitã amiga. Que transcorra em paz e alegria o teu fim de semana!

22 de julho de 2010 13:14  
Blogger O Árabe disse...

Assim é a saudade, Olhos de Mel: dolorida e linda. Assim é a sua essência. :) Bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:15  
Blogger O Árabe disse...

Memory, De... fantástica Memory, realmente! :) Grato, pelas gentis palavras, bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:16  
Blogger O Árabe disse...

Sinto-me feliz, Fa Menor, por terem sido úteis as palavras... e grato pela gentileza. :) Bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:17  
Blogger O Árabe disse...

Grato Tita, e volte sempre: o oásis é nosso! :) Bom fim de semana.

22 de julho de 2010 13:18  
Blogger O Árabe disse...

Alegria em vê-la de volta, Vanuza... espero que as férias tenham sido ótimas. Você merece! :) Bom fim de semana

22 de julho de 2010 13:20  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Doce Amor: a sabedoria, talvez, é descobrir o encanto da saudade. :) Bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:21  
Blogger O Árabe disse...

Belo comentário, Eärwen; grato, amiga, bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:22  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Tina. Para você também, amiga; atrasado, talvez, mas sincero! :) Bom fim de semana.

22 de julho de 2010 13:23  
Blogger O Árabe disse...

É difícil, sim, Flor. Mas, por entre as lágrimas, podemos sorrir com a doçura das lembranças. Alegria em rever-te, bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:28  
Blogger O Árabe disse...

Sabe, Claudinha? Acho que você já é professora, amiga. :) Bom ver você de volta, bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:30  
Blogger O Árabe disse...

Uma alegria ver-te de volta, Maria... e espero que os problemas tenham sido resolvidos, amiga! Bom fim de semana.

22 de julho de 2010 13:32  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Antonio Lídio. Meu abraço, irmão; bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:33  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo e professor Aluísio. Visitar o seu espaço é sempre aprender algo de bom. :) Bom fim de semana!

22 de julho de 2010 13:33  
Blogger O Árabe disse...

Grato, São. Bom fim de semana, amiga; fica bem! :)

22 de julho de 2010 13:34  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Mariavento. Boa semana, amiga!

22 de julho de 2010 13:35  
Blogger Nova Civilização disse...

Caro Amigo,

é verdade... as vezes bate uma saudade de tempos atrás... é bom porque podemos reviver essa emoções e trazê-las ao presente,

abraços fraternos

Gisele

22 de julho de 2010 18:12  
Blogger Pensador disse...

Caro amigo,
Saudade é palavra constante no meu dicionário, infelizmente. Mas a sua bela lição demonstra bem o quanto ela faz parte da vida e não pode ser evitada.
Abraços!

23 de julho de 2010 11:17  
Blogger Whispers disse...

Querido Árabe,
saudade palavra triste, caída de uma ilusão
Flor porque te abriste,dentro do meu coração.

Ter saudades por vezes é recordar os momentos bons que a vida levou.

Como sempre escreves com a alma nas maos.
Mil beijos
Rachel

23 de julho de 2010 12:25  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Gisele; esta é o encanto da saudade: trazer os tempos bons do passado de volta ao presente. :) Bom fim de semana!

23 de julho de 2010 13:53  
Blogger O Árabe disse...

Alegria em vê-lo, amigo Pensador. Eu já estava com saudade. :) Meu abraço, bom fim de semana!

23 de julho de 2010 13:54  
Blogger O Árabe disse...

E você, como sempre, Rachel, a gentileza em pessoa. :) Bom fim de semana, amiga!

23 de julho de 2010 13:55  
Blogger Daniel disse...

Difícil, porém, necessário. Até para libertar quem se vai.
Daniel

27 de julho de 2010 16:29  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Daniel! Até para isto, sim. :) Meu abraço, boa semana.

27 de julho de 2010 20:10  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky