O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 4 de junho de 2010

O UNIVERSO E A LIBERDADE

Mais uma vez, devo falar-vos da liberdade.

Pois o meu coração chora, ao ver que dia após dia arrastais os grilhões que criastes para vós mesmos. E, enquanto o fazeis, suspirais pela liberdade; que apenas em vós podereis encontrar.

Porque livres nascestes, com a pele ao vento e a alma em sintonia com o Universo. E sois livres, enquanto de vós não se apodera o medo; enquanto não vos rendeis aos ditames do mundo.

Escutai-me, quando vos digo que, elo a elo, forjais as cadeias que vos prendem. E elo a elo podereis rompê-las, quando fordes capazes de reencontrar a centelha do Universo que há em vós.

Abandonai a ilusão de que das posses dependa a liberdade. Porque não é raro que o homem mais rico seja escravo da sua própria cobiça, e do desejo de cada vez mais possuir.

E não julgueis que no amor esteja a liberdade. Porque é ao contrário que acontece: é preciso que exista a liberdade, para que possa existir o verdadeiro Amor; que não exige, apenas se entrega.

Não acrediteis, tampouco, que a liberdade venha da paz. Pois o que é a paz, senão a ausência do medo? E, assim, a paz sobrevém quando existe a liberdade de não temer os vossos irmãos.

Em verdade, é o medo que se oculta na raiz dos vossos grilhões. Porque, como não são livres as águas represadas, não pode ser livre o homem que se contém por temer as consequências de seus atos.

Livre, sim, é aquele que ouve em si mesmo a voz do Universo. Pois este será o seu próprio guia e o seu próprio juiz; e fará o bem não por medo, mas por nele encontrar a imediata recompensa.

Livre é aquele que trabalha, para prover às suas necessidades. E no trabalho honesto encontra não apenas o sustento, mas a alegria de construir um mundo melhor e ser útil aos seus irmãos.

Livre é aquele que por inteiro se entrega ao amor. E não teme perdê-lo, nem se inquieta com a sua duração, mas desfruta intensamente de cada momento encantado que nele encontra.

Livre é aquele que de si varreu os preconceitos; que não teme a diferença entre os homens, mas nelas vê a mão do Universo, que planta a diversidade para fazer brotar a compreensão.

É fora de vós, que procurais a liberdade. E, ao fazê-lo, sois como a criança que tenta agarrar as bolas de sabão, como se nelas estivesse o encanto da luz que apenas refletem.

É dentro de vós, que devereis buscá-la. Afastai de vós o medo; buscai, antes, ouvir a canção da Vida, que ecoa em vossas almas e ao Universo vos reconduz. Buscai o vosso verdadeiro Eu.

E a liberdade voltará ao vosso caminho.

38 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Querido Árabe; livre é aquele que não tem medo de ser verdadeiro consigo, porque assim será livre para mostrar sua verdadeira face; sem julgar, sem condenar, sem invejar.
Lindo demais, Árabe! Concordo planamente com você.
Bom fim de semana! Beijos

4 de junho de 2010 20:13  
Blogger A Equipe disse...

Meu Blog Tem Conteúdo

Seleção dos Melhores Blogs Culturais do Brasil!
http://meublogtemconteudo.blogspot.com/

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
Seleção dos Melhores Blogs Culturais do Brasil!!!!
-Só Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs Culturais do Brasil!

O seu link encontra-se Aqui:

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/


Pegue nosso selo em:
http://meublogtemconteudo.blogspot.com/


Um forte abraço,
Da Equipe do Meu Blog Tem Conteúdo

http://meublogtemconteudo.blogspot.com/

7 de junho de 2010 04:06  
Blogger Fa menor disse...

Um texto que é um hino à Liberdade!
Sim é dentro de nós que ela se encontra e onde tantas vezes a escondemos.

Boa semana!

bjos

8 de junho de 2010 03:19  
Blogger Mariz disse...

Meu amigo


grande ensinamento sobre a Liberdade. É exactamente assim que a entendo, embora ela ainda custe um pouco a LIBRERTAR-SE!
Oh! Mas se eu já sou um tanto livre, posso dizê-lo! Antes buscava no exterior...demorei a perceber que nada está no lado de fora!
Os medos! Esses grilhões que prendem a amairia - embora a mesma vá vivendo sem vergonha... - diga-se sem carácter, valores, etc - o que lhes dá um certo "poder" de "ganhar liberdade".
Pobres!

Deixo-te o meu abraço fechado
com amizade

Sempre...
(E)ternamente..
MAriz

8 de junho de 2010 12:11  
Blogger Chica disse...

Livre é poder estar de bem conosco mesmo sem tanta preocupação em agradar ou desagradar os outros...abração,linda mensagem sempre aqui!chica

8 de junho de 2010 13:10  
Blogger Vozes de Minha Alma disse...

Meu irmão, é sempre uma alegria para mim ver-te chegando em minha casa!
E o recebo de coração aberto, e agradecido a Alláh por tua vida.
Um afetuoso abraço, e que Ele continue te abençoando.

8 de junho de 2010 13:23  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Mas o Amor na habita na lberdade e a liberdade não habita no Amor?

Não são unos?

Beijimho doce

8 de junho de 2010 16:17  
Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo.

Beber destas palavras
é um bálsamo.
Liberdade para a alma,
que ao conhecer palavras de inspiração,
viaja por novos pensamentos,
e aprende a buscar
o verdadeiro caminho
para o existir.

Dias de paz para ti.

8 de junho de 2010 16:25  
Blogger Fátima disse...

Querido amigo, a liberdade que buscamos no exterior é na verdade o que nos acorrenta, nos mantem presos...
Precioso seu texto, agradeço.

Deixo um forte abraço de agradecimento pelo seu carinho e beijo de reciprocidade.

8 de junho de 2010 18:14  
Blogger rouxinol de Bernardim disse...

Gostei muito de ler estas sábias palavras. A sensiblidade e a maturidade em pessoa.

9 de junho de 2010 04:14  
Blogger GarçaReal disse...

A canção da vida nem sempre nos oferece essa liberdade desejada....

Podemos querê-la ( a liberdade )...Mas há entraves que por vezes a cortam na caminhada.

A força e vontade do ultrapassar dão uma ajuda, mas essa conquista por vezes ultrapassa as palavras.

A vida aparta por vezes sentires.

Teu texto muito daria para expandir a alma.

Tens condão de despertar o pensar

Bom resto de semana

Bjgrande do Lago

9 de junho de 2010 07:12  
Blogger . fina flor . disse...

muito bonito, querido.

também acho que para se amar é preciso primeiro estar livre, caso contrário aprisionamos o outro em nossa necessidade de liberdade ;-)

beijos

MM.

9 de junho de 2010 10:59  
Blogger ♥MáH♥ disse...

E que sejamos cada vez mais livres...
Livres de preconceitos, livre de julgamentos desnecessários, livres de tabus...
Livres!
Um beijo!

9 de junho de 2010 16:03  
Blogger Daniel disse...

Árabe, está aí algo difícil de lidar. Com a sonhada liberdade. Sem prender a si mesmo e aos outros. Como fazer isso na prática? Por mais que saibamos, ou eu sei, tenho para mim o quanto é difícil colocar em prática.

abs

9 de junho de 2010 17:33  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

a sabedoria num texto muito bem escrito.

abraço amigo.

um beij

10 de junho de 2010 07:44  
Blogger FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO ÁRABE... BELÍSSIMO TEXTO, CADA PALAVRA CADA FRASE, ENTRA NO MEU CORAÇÃO... FICA MAIS LEVE COM VONTADE DE VOAR...!
ABRAÇO-TE COM MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

10 de junho de 2010 14:27  
Blogger Multiolhares disse...

Tens sempre uns textos extraordinários, mas este em especial tocou-me, quantas guerras fazemos pela liberdade,tanto a procuramos e ainda não descobrimos que é dentro de nós que a devemos procurar, como podemos lutar pela liberdade se cada um de nós é cativo .
beijinhos

10 de junho de 2010 16:31  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Olhos de Mel: a liberdade implica em não julgar, porque cada um tem direito à sua própria liberdade. :) Bom fim de semana!

10 de junho de 2010 17:09  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, membros d'A Equipe, pela honrosa distinção. Logo estarei colando o precioso selo em nosso oásis. Bom fim de semana!

10 de junho de 2010 17:15  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Fa Menor: só em nós, podemos encontrar a liberdade! Bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:17  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Mariz, pelo valioso comentário. É sempre uma alegria a tua presença! :) Bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:21  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Chica... r grato pela gentis palavras. :) Bom fim de semana!

10 de junho de 2010 17:23  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Antonio Lidio... é sempre um prazer, para mim, ler os teus belos poemas! Meu abraço, bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:25  
Blogger O Árabe disse...

Deveriam ser, Doce Amor... eis um belo raciocínio! :) Bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:27  
Blogger O Árabe disse...

Grato, caro amigo e professor de vida, pela gentileza e amizade! :) Meu abraço, bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:28  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Fátima! Muitas vezes, o homem se escraviza a um errada concepção de liberdade! Bom fim de semana, amiga.

10 de junho de 2010 17:32  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amigo Rouxinol, pelas gentis palavras! Bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:34  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Garça amiga: a vida, por vezes aparta sentires... e entendê-la é necessário, para descobrir a liberdade. Bom fim de semana!

10 de junho de 2010 17:40  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Mônica... muito bem dito! :) Bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:41  
Blogger O Árabe disse...

Que assim seja, MáH! :) Alegria em ver-te, bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:43  
Blogger O Árabe disse...

Difícil, sim, Daniel... até porque o primeiro passo para a própria liberdade é aceitar a liberdade alheia. :) Meu abraço, bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:44  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Piedade, pela amizade e gentileza! Bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:46  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a tua presença, Fernanda! Bom fim de semana, amiga. :)

10 de junho de 2010 17:49  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Luna... pela gentileza e pelo belo comentário! :) Bom fim de semana.

10 de junho de 2010 17:51  
Anonymous De... disse...

Liberdade é estar aqui, querendo estar aqui.

Grata por existir este "aqui"...

10 de junho de 2010 20:30  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, De: liberdade é estar por querer estar... sempre. Bom fim de semana! :)

11 de junho de 2010 04:16  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Árabe liberdade é dizer o que se sente; sem medos,sem reticências, sem subterfúgios. Eu gostei muito do texto, exatamente, por ser assim.
Beijos

11 de junho de 2010 10:49  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. Bom fim de semana!

11 de junho de 2010 17:40  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky