O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

CRIANÇAS E MARIONETES

Eu vos tenho visto a reclamar da vida.

Como se marionetes fôsseis e apenas pudésseis seguir o curso que vos dita o destino; como se não tomásseis as vossas próprias decisões e por elas não vos devêsseis responsabilizar.

Verdade é que os ventos da sorte vos podem, às vezes, conduzir; é igualmente verdade, entretanto, que a cada homem cabe escolher o seu próprio rumo.

Porque o aprendizado é a finalidade de cada jornada sobre a Terra; apenas o Conhecimento vos conduzirá ao Coração do Universo, a verdadeira morada do vosso verdadeiro Eu.

É, portanto, a crianças que mais vos assemelhais. E não é a vida que vos maltrata; nem é através do castigo que o Universo vos ensina. Sois os artífices das vossas próprias dores; como, aliás, o sois das vossas alegrias.

Certo é que nem sempre vos é dado escolher entre os risos e as lágrimas. Da vossa atitude, todavia, dependerá a importância que cada um deles terá em vosso caminho. Pois àquele que fecha os olhos, a luz não se oferece.

Observai a criança que chora: tão logo surge um novo brinquedo, em sorriso as lágrimas se tornam. E, embora as lágrimas e os sorrisos, façam parte do seu mundo, é pela alegria a sua opção.

Em sua ingenuidade, a criança é profundamente sábia. E o seu saber não vem dos livros, nem mesmo da experiência do mundo; é na inocência de sua alma, que a voz do Infinito lhe indica o caminho a seguir.

Jamais deveríeis perder a vossa inocência. Porque é dela que se nutrem as vossas esperanças de um futuro melhor; é nela que residem os vossos sonhos e a parte mais sagrada de vós.

E, entretanto, a sacrificais em vossa adoração ao mundo. A imolais aos vossos desejos e à beira do caminho abandonais o seu cadáver insepulto, aceitando em troca o medo e as desilusões.

E é assim que vos tornais marionetes. Não de um Universo vingativo, nem de um destino cruel, a quem diverte o vosso sofrimento. São as vossas próprias vontades os cordéis que vos conduzem e tanto lamentais.

Conservai a vossa inocência. Porque, enquanto fordes capazes de acreditar e buscar o melhor das pessoas e da vida, sereis capazes de mudar o vosso futuro e o vosso próprio mundo.

Conservai a criança em vós. Porque assim a alegria vencerá a tristeza; e as cores da inocência tornarão mais belo o vosso caminho e as asas da esperança farão mais fácil a vossa jornada.

E não vos tornareis marionetes dos vossos desejos.

Texto sugerido pela bela foto do site 1.000 Imagens.

40 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Muito lindo Árabe! Sábio é aquele que retira do infortúnio, sabedoria pra viver, aprende a sorrir com as próprias lágrimas. Não é fácil. Mas acreditar que por trás das núvens existe um sol, que por certo, voltará a brilhar. Somos construtores do nosso destino, mas por algum motivo necessário, escolhemos por onde vamos caminhar, porque precisamos evoluir espiritualmente.
Amei a musica! Bom fim de semana! Beijos

26 de junho de 2010 01:20  
Blogger GarçaReal disse...

No caminhar da vida temos sempre um momento de "Marionete". Afinal com ou sem vontade por vezes somos comandados.
O aprendizado por vezes acorda-nos e então surge a tal esperança ou fé no futuro.
A inocência não é eterna. O acordar leva a outros voos.

Belo texto...Muito mais haveria para dizer, mas seria exaustivo.

Bom domingo

Bjgrande do lago

26 de junho de 2010 13:25  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Nem dos nossos e muito menos dos outros,não é?

É bom ser essa criança de que falas:)

Beijinho doce e esperando a tua opinião no Vem Sonhar Comigo

27 de junho de 2010 17:12  
Blogger Chica disse...

Grande e profunda reflexão nos permite esse texto, como sempre por aqui!Lindo!abração,ótima semana,chica

28 de junho de 2010 08:54  
Blogger Fa menor disse...

Quem dera conseguíssemos ser sempre como as crianças, inocentes e puras, sem maldade.

Estas reflexões fazem muito bem ao espírito! Obrigada!

Bjos

28 de junho de 2010 09:50  
Blogger Benó disse...

A tua última frase leva-me a pensar que muitas vezes somos marionetes não só dos nossos desejos como também dos desejos dos outros.
Há muito que meditar nesta tua mensagem.
Fica bem e recebe um abraço.

28 de junho de 2010 12:00  
Blogger Maria Ribeiro disse...

"o ÁRABE": se ,ao menos, fosse possível manter em nós, a criança que uma vez houve...
BJS
LUSIBERO

28 de junho de 2010 13:40  
Blogger Vozes de Minha Alma disse...

Assalamaleikum meu irmão querido!
É com enorme satisfação que digo a ti o quão precioso foi essa leitura para mmim.
Um alimento que degustei em cada palavra...
E mais uma vez foste feliz ao demonstrar que um coração puro, de uma criança mesmo, é que nos conduzirá a uma felicidade completa.
Sim, porque é da inocência, da pureza, que achamos a verdadeira iluminação: A DA ALMA COM O EU!
Bendito portanto sejas, em nome de Aláh o Clemente o Misericordioso, por tão dadivosas palavras!
Beijo em teu coração, deste que o lê com apreço e estima.

28 de junho de 2010 14:24  
Blogger augusto, um entre mil disse...

Uma altura houve em que quase se fazia das crianças marionetes. Queria-se à viva força fazer dos filhos uma cópia dos pais.

Hoje caiu-se no extremo opsto: não se incutem valores às crianças e deixa-se até que mandem nos seus progenitores.

É assim que me parece...

29 de junho de 2010 06:10  
Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo.

São tantas as lições preciosas
colhidas em tuas palavras,
que desejamos beber delas
continuamente.
Acredito que o mais trágico que
pode ocorrer a alguém
é a morte da criança interior.
É esta criança que viva em nós,
impede que nos percamos da vida
e por que não dizer dos sonhos...

Dias de paz para ti.

30 de junho de 2010 13:54  
Blogger moonlight song disse...

Querido amigo Árabe,
lindo somente.

1 de julho de 2010 00:31  
Anonymous b disse...

Olá.
Normalmente se confunde inocência com ingenuidade e tudo que uma criança não é , é ingênua.
Justamente por ser inocente, sabe discernir o que vale ou não.
E a inocência é dom guardado, já que vibra silenciosa na criança que cresceu conosco.
Obrigada.

1 de julho de 2010 05:28  
Blogger Fátima disse...

Amigo Árabe, marionetes somos sim quando estamos pela felicidade e realização dos que amamos.
Importante porém ter consciência de que estamos permitindo esse malabaris, para que possamos colocar limite quando esse for ultrapassado.
Agora, a criança que temos todos em nosso interior, essa deve sim ser preservada a qualquer custo, embora não seja nada fácil.
Comandados pelo sistema, isso jamais meu querido!!!!!

Beijo carinhoso e agradecido pelo seu carinho.

1 de julho de 2010 07:07  
Blogger Vieira Calado disse...

Você tem uma maneira de escrever

que encanta

sempre!

Um abraço

1 de julho de 2010 16:39  
Blogger ♥MáH♥ disse...

Marionetes dos desejos e das conquistas. Eis aí um erro que cometemos algumas vezes...

1 de julho de 2010 16:47  
Anonymous De... disse...

Ser fiel a si mesmo e acreditar sempre... com toda pureza e inocência da criança.
É isso, Árabe?
Porque a força de seguir vive dentro do nosso verdadeiro Eu, mesmo que todas as vozes e todos os poderes tentem nos direcionar aos seus interesses.

No entanto, deixar cair os véus que nos turvam a visão, requer muita coragem. Mas somente assim, poderemos saber quem somos... e tomarmos de vez a Vida em nossas mãos... sem culpas ou arrependimentos... já que tudo é aprendizado.

Grata pela oportunidade de meditar sobre...

Beijosss...

1 de julho de 2010 19:59  
Anonymous Nova Civilização disse...

Caro Amigo,

Preciosas palavras. Que a LUZ nos ilumine cada dia mais e mais e que possamos percorrer nosso caminho por Ela ,sempre Pois só assim o nosso aprendizado se mantém constante!!!

obrigada por essa partilha tão linda,

abraços fraternos,

Gisele

2 de julho de 2010 02:27  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

mais um belo texto que nos obriga a reflectir nas palavras que aqui o autor nos dá a partilhar.

um texto que nos transmite paz.

um bom fim de semana!

beij

2 de julho de 2010 12:37  
Blogger O Árabe disse...

Linda música, não, Olhos de Mel? Grato, bom fim de semana!

2 de julho de 2010 14:55  
Blogger O Árabe disse...

Assim, Garça. O acordar sempre antecede novos voos. :) Bom fim de semana!

2 de julho de 2010 14:57  
Blogger O Árabe disse...

É bom, sim, Doce Amor... e melhor se torna à medida que os anos passam. :) Bom fim de semana!

2 de julho de 2010 15:01  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Chica, pela gentileza das palavras. :) Bom fim de semana!

2 de julho de 2010 15:01  
Blogger O Árabe disse...

Quem dera, Fa Menor... quem dera! :) Bom fim de semana.

2 de julho de 2010 15:02  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Benó. Entretanto, ainda quando aos outros atendemos, somos sempre marionetes de nossos próprios desejos. :) Bom fim de semana!

2 de julho de 2010 15:03  
Blogger O Árabe disse...

Lutemos, Maria... para que nos seja possível manter, ao menos, parte dela. :) Bom fim de semana!

2 de julho de 2010 15:04  
Blogger O Árabe disse...

Grato, irmâo Antonio Lidio, pela gentileza e pelo belo comentário. :) Meu abraço, bom fim de semana!

2 de julho de 2010 15:05  
Blogger O Árabe disse...

Eu vivi aquela época, Augusto; é a pura verdade. E, entretanto, talvez fossemos mais livres do que hoje. :) Meu abraço, boa semana.

2 de julho de 2010 15:07  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Aluísio: a criança, em nós, impede que nos percamos dos sonhos. :) Bom fim de semana, meu abraço.

2 de julho de 2010 15:08  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a tua presença, Moonlight Song. :) Bom fim de semana!

2 de julho de 2010 15:08  
Blogger O Árabe disse...

Belo comentário, Bárbara.. belo comentário! :) Grato, amiga; bom fim de semana.

2 de julho de 2010 15:09  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Fátima: precisamos, sim, defender o nosso próprio espaço. :) Bom fim de semana!

2 de julho de 2010 15:10  
Blogger O Árabe disse...

Assim é a sua poesia, mestre Vieira Calado... assim é a sua poesia! :) Meu abraço, bom fim de semana.

2 de julho de 2010 15:12  
Blogger O Árabe disse...

E quantas vezes, MáH... e quantas vezes! :) Bom fim de semana.

2 de julho de 2010 15:12  
Blogger O Árabe disse...

É isso, De... belo comentário! :) Bom fim de semana.

2 de julho de 2010 15:13  
Blogger O Árabe disse...

Que assim seja, Gisele; que assim seja! :) Bom fim de semana, fica bem.

2 de julho de 2010 15:14  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Piedade, pela gentileza e pela amizade. :) Bom fim de semana, amiga!

2 de julho de 2010 15:14  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Vim dizer olá,deixar um beijinho e convidar-te para veres a dança de lótus:)

2 de julho de 2010 17:34  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Doce Amor; será um prazer comparecer a ela. :) Bom fim de semana.

4 de julho de 2010 19:49  
Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Tão cheio de verdades...

Agradeço a atenção e visitas ao meu sítio. Peço perdão pelo que pode parecer desatenção, mas estava fora de possibilidades de comunicação.
Um abraço!

11 de julho de 2010 12:36  
Blogger O Árabe disse...

Não se preocupe, ermitã amiga; somos amigos, oras. :) Bom fim de semana!

11 de julho de 2010 19:01  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky