O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

O BARCO E O TEMPO

Onde andará o vento que corria pelos cordames?

E as vozes dos marujos, que à noite cantavam as saudades da terra e dos amores nela deixados, enquanto o mar silenciava para ouvir as histórias dos lugares distantes?

Onde estarão as redes, que desciam carregadas de esperança e retornavam cheias, de peixes ou decepção? Onde os passos apressados, que cruzavam o convés durante as horas da faina?

Onde a proa orgulhosa, que cruzava as águas, desafiando as ondas bravias ou deslizando graciosamente no espelho em que se torna o mar, durante a indolente calmaria?

Onde foram parar os sonhos que alimentavam as almas, as conversas murmuradas, as orações aos santos de fé? Onde as ordens do capitão, cuja voz superava o fragor da tormenta?

Os sons que preenchiam o ar, onde se terão escondido? O ruído do velho motor, o guincho agudo das correntes da âncora, os gritos alegres dos marujos, saudando a boa pesca?

E a vida, para onde foi? Parece que ainda ontem o velho navio estalava de vida, nas tabuas que rangiam, nas velas que se erguiam, nos borrifos de água que a todos salpicavam.

Parece que foi ontem. Mas quanto tempo se terá passado? Quanto tempo decorrido, desde a última viagem? Quando a esperança abandonou o velho capitão, quando os sonhos naufragaram?

Quando a velhice se impôs, quando os anos fizeram sentir o seu peso? Nem ele mesmo saberia dizer, ainda que lhe fosse dado falar. Sabe apenas que houve um dia em que não pôde retornar ao mar.

Porque, em alguns aspectos, os barcos são como as pessoas: podem desafiar as dificuldades e as intempéries; com a força dos sonhos, podem até mesmo vencer o mar e o vento.

Mas não podem fugir ao tempo...

Postagem sugerida pela bela foto do site 1.000 Imagens.
A música complementa o tema.

62 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Pois é Árabe! Nada acontece que não esteja traçado a nosso caminho. Lindo e nostálgico poema! Amei a musica e a imagem também!
Bom fim de semana! Beijos

22 de outubro de 2010 18:37  
Blogger Rosa disse...

O tempo não volta, então só nos restar seguir em frente. Lutando, errando e acertando, assim é a vida.
Um ótimo final de semana amigo!
bjs!!

22 de outubro de 2010 19:28  
Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Fiquei pensando se comentava ou não, já que estou braba com a sua linha melancólica.
O fluir das palavras, a precisão de seu uso para descrição de sentimentos, poderes, tudo impecável. Mas esse sentimento que em algum ponto a "velhice" chega trazendo um fim, é que discordo. Tudo, tudo mesmo é apenas ponto de transformação e aprendizado/experiência, em uma vida eterna. Portanto não consigo conceber esta melancolia, vivo sempre na ansiedade ( um mal, este excesso, deveria ser apenas expectativa) do momento seguinte, da semana seguinte, do ano,daqui a vinte, trinta anos, aguardando novas experiências, o que a vida puder me trazer, de preferência coisas belas, boas e fáceis ( hhshshshs) , porque das outras, já as tive bastante. Métodos para suavizar o caminho, isso vale, e um desses é este oásis aqui.
Um abraço verdadeiro

22 de outubro de 2010 19:45  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Oie Árabe; muitas perguntas que ficarão sem respostas, porque o homem já não tem tempo de dar importância aos sonhos. Muitas redes, já não trazem mais o sustento... A vida e sua pressa para ser vivida, entre tantos afazeres, estão destruindo, o SER e tirando a alegria da plenitude, das coisas prazerosas, o descanso, a simplicidade... Mas faz parte; embora eu sinta falta daquela casinha branca, longe das grandes cidades, tento me acostumar.
Sabe Árabe? Essa nostalgia me faz acreditar que ainda realizarei meus sonhos. Porque ela me faz voar em direção a eles.
Bom fim de semana! Beijos

23 de outubro de 2010 06:18  
Blogger Eu sei que vou te amar disse...

Jamais poderemos fugir ao tempo e de nos mesmos! Conforme o vento, a Vida nao e linear!
Beijo doce

24 de outubro de 2010 11:32  
Blogger Claudinha ੴ disse...

É triste , mas tenho que concordar...
O tempo tudo leva, mais que o Vento, mais que o Mar.
Leva a doçura , o perfume e o brilho do olhar...
Beijo!

24 de outubro de 2010 13:03  
Blogger ♥MáH♥ disse...

Passando para divulgar o mais novo cantinho ( Sim, outro deles!) rsrs
É o " Resenhando". Ainda é novo, está fresquinho...
Passa lá!
pS: Aceito sugestões e até possíveis resenhas para publicação.
Bjinhus!
=*

http://resenhandomm.blogspot.com/

24 de outubro de 2010 14:29  
Blogger Phoenix disse...

"Porque, em alguns aspectos, os barcos são como as pessoas: podem desafiar as dificuldades e as intempéries; com a força dos sonhos, podem até mesmo vencer o mar e o vento.
Mas não podem fugir ao tempo..."
Triste e dura verdade árabe..

um beijo grande*

24 de outubro de 2010 14:54  
Anonymous De... disse...

Árabe...

Belíssimo e melancólico texto, retratando as armadilhas em que somos pegos quando pensamos no tempo.

Misterioso tempo, que a física quântica jura não existir... já que tudo está acontecendo neste momento em múltiplas dimensões.
Vamos lembrar um pouquinho o que os Arquétipos Mitológicos nos dizem?

O tempo que nos limita, o grego deus Cronos (não por acaso filho de Gaia), devorador das horas, dos dias, dos anos, simplesmente nos aprisiona nesta dimensão e à matéria.
Em seu sincronismo romano, vemos o deus Saturno também dominando o tempo, mas através das sementes plantadas.

E assim é... não findaremos jamais enquanto uma semente nossa florir jardins.

Tento não cair na ilusão do tempo, pois nos acredito essência... que sempre seguirá.

Me perdoe o texto extenso.

Beijos atemporais...

24 de outubro de 2010 15:50  
Anonymous Giselepontes.blogspot.com disse...

Caro amigo,

O tempo corre . Fica-se apenas o instante para se viver...

obrigada por mais essa bela partilha,

abraços,

Gisele

25 de outubro de 2010 01:24  
Blogger Silene Neves disse...

Então Árabe... sua visita me trouxe aqui rapidamente... gosto dos seus comentários... agradeço pela presença.

E... não podendo escapar do tempo eu espero que ressurgam belas sensações acumuladas ou não, em nossos corações e sobre nossas vidas! Suas palavras me colocaram a pensar... grata!

Linda semana... dias de paz!
Deixo beijo
Com carinho
Sil
Sempre aqui

25 de outubro de 2010 07:46  
Blogger São disse...

Um texto belíisimo e uma metáfora poderosa, Amigo!

O Tempo que nunca pára e nos traz , inexoravelmente, o fim do nosso tempo ...e ainda há quem queime tempos.

Uma semana excelente te desejo, Swami.

25 de outubro de 2010 08:01  
Blogger Chica disse...

E esse danado do tempo parece,à medida que aumentamos em idade, correr cada vez mais...

Lindo e reflexivo!abração,tudo de bom,chica

25 de outubro de 2010 08:22  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

Tão poético e com Amália a nos embalar...o barco da vida sobre as ondas do tempo invencível.

Tô curtindo uma gripe daquelas, amigo, mas lá para o meio da semana, eu faço nova postagem.
Uma semana muito boa!!!Bjs

25 de outubro de 2010 09:41  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. E acredito que você vai realizar os seus sonhos, sim; porque tem coragem de lutar por eles. :) Boa semana!

25 de outubro de 2010 12:39  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Rosa: é lutando, errando e acertando, que fazemos a história das nossas vidas. :) Boa semana!

25 de outubro de 2010 12:40  
Blogger O Árabe disse...

Não fique braba, ermitã amiga; a melancolia e a alegria existem em nós, e cada uma aflora por sua vez. :) Concordamos em que a velhice não é o fim do caminho; até porque acredito que a jornada não tenha fim, e a cada dia encontramos novos caminhos. A história sempre se renova. :) Grato por sua amizade e opinião sobre o nosso oásis, boa semana!

25 de outubro de 2010 12:44  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, minha romântica amiga: a vida não é linear. Precisamos escalara as suas montanhas, para que possamos repousar nos seus vales. :) Boa semana!

25 de outubro de 2010 12:45  
Blogger O Árabe disse...

Leva, sim, Claudinha... mas sempre podemos encontrá-los de novo. Desde que existam em nós! :) Boa semana.

25 de outubro de 2010 12:46  
Blogger O Árabe disse...

Já o conheci, MáH. E gostei! :) Boa semana.

25 de outubro de 2010 12:47  
Blogger O Árabe disse...

Mas sempre ressurgimos, amiga Phoenix. Há uma fênix em cada um de nós. :) Boa semana!

25 de outubro de 2010 12:49  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, De: o que o homem tem de mais verdadeiro não está sujeito ao tempo. :) Boa semana!

25 de outubro de 2010 12:50  
Blogger O Árabe disse...

Gostei, Gisele. Assim é: vivemos apenas um instante, por vez. E dele precisamos cuidar o melhor possível. :) Boa semana!

25 de outubro de 2010 12:52  
Blogger Silviah Carvalho disse...

Árabe, vim conhece-lo, amei seu blog, seus escritos profundos, gostei demais daqui.
Estou feliz por você.
bjs.
Te sigo.

25 de outubro de 2010 12:52  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Silene, pelas gentis palavras. Volte sempre... o oásis é nosso. :) Boa semana!

25 de outubro de 2010 12:52  
Blogger O Árabe disse...

Não é, São? Se bem pensarmos, nosso maior capital é exatamente... o tempo. :) Boa semana, amiga; fica bem!

25 de outubro de 2010 12:53  
Blogger O Árabe disse...

Parece, Chica... realmente parece! :) Boa semana.

25 de outubro de 2010 12:54  
Blogger O Árabe disse...

Que logo passe essa gripe, Vanuza. E você volte 100% boa! :) Boa semana, amiga.

25 de outubro de 2010 12:55  
Blogger Vanessa disse...

Adorei seu blog...muito!

Bjs e te seguindo.

25 de outubro de 2010 13:09  
Blogger Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Árabe,

Belo texto, belas palavras.
Nossa vida não pode ser desperdiçada. O tempo não volta.

Abraços

25 de outubro de 2010 14:54  
Blogger angel disse...

Somos o grão de areia na praia, o raio de luz na alvorada.
Somos muito mais que gente... somos energia!
E como energia que somos, nunca morremos, nem nascemos verdadeiramente.
Apenas nos transformamos!

Poema e música, ambos fantásticos!
Boa semana!

25 de outubro de 2010 17:38  
Blogger Fa menor disse...

Verdade. As pessoas também são assim: não podem fugir ao tempo. É a realidade da vida, nua e crua.

Bjos

26 de outubro de 2010 04:56  
Anonymous DO disse...

Ah,como eu acredito e confio nisto.
Parabens,Arabe.Sempre um alento pasar por aqui.

Grande abraço!

26 de outubro de 2010 09:22  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

pois é amigo, ninguem pode fugir ao tempo.

mais um texto sabiamente escrito.

beij

26 de outubro de 2010 12:51  
Blogger TITA disse...

Tantas perguntas e a resposta dentro de nós,não é?O melhor mesmo é viver cada momento como se fosse o último.Só o amor é intemporal.Um abraço.

26 de outubro de 2010 15:27  
Blogger GarçaReal disse...

O tempo modifica toda a caminhada....Por vezes o barco quase se afunda, quase que o vento derruba as velas. O equilibrio muitas vezes é repleto de dificuldades.

Aí o importante da luta , do vencer a tempestade.

Belo e triste

Bjgrande do Lago

26 de outubro de 2010 15:45  
Blogger Hana disse...

Que maravilha de texto Arabe, o tempo, então vamos levar nosso barco em frente quem sabe ele resista as tempestades, se acreditarmos conseguiremos, mas olhar pra tras nada siguinifica, o agora é o momento que importa.
com carinho
Han

26 de outubro de 2010 23:10  
Anonymous Ana disse...

Não podemos mesmo fugir ao tempo...Belo texto...

27 de outubro de 2010 06:29  
Blogger Multiolhares disse...

Tudo passa, na vida tudo passa, mas as vozes os sonhos, as palavras tudo fica registado no livro da vida, que vive no Universo.
beijos

27 de outubro de 2010 13:05  
Blogger augusto, um entre mil disse...

um dos bais belos textos que tenho lido pela blogosfera.
um retrato real da vida.

28 de outubro de 2010 04:43  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Silviah, pela gentileza de suas palavras. E saiba que ficamos também felizes, com a sua presença. Bom resto de semana!

28 de outubro de 2010 12:07  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Vanessa. E volte sempre... o oásis é nosso! :) Bom resto de semana.

28 de outubro de 2010 12:08  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Wagner: o tempo não volta. :) Meu abraço, bom resto de semana.

28 de outubro de 2010 12:08  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Angel: a luz que existe em nós perdura pela eternidade. :) Bom resto de semana!

28 de outubro de 2010 12:10  
Blogger O Árabe disse...

verdade, Fa menor. Mas o tempo trabalha também a nosso favor, acredite. :) Bom resto de semana!

28 de outubro de 2010 12:11  
Blogger O Árabe disse...

E sempre uma alegria a sua presença, DO. Meu abraço, amigo; bom resto de semana.

28 de outubro de 2010 12:12  
Blogger O Árabe disse...

Não, Piedade... mas podemos transformá-lo em nosso aliado. :) Bom resto de semana.

28 de outubro de 2010 12:22  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Tita: para a maioria das perguntas, a resposta está em nós. :) Bom resto de semana!

28 de outubro de 2010 12:26  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Garça: vencer a tempestade é o caminho do aprendizado. :) Bom resto de semana, amiga.

28 de outubro de 2010 12:27  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Hana: é preciso seguir em frente, para completar a jornada. Bom resto de semana, bom ver você de volta. :)

28 de outubro de 2010 12:28  
Blogger O Árabe disse...

Não, Ana, não podemos... mas a Vida tem todo o tempo do Universo. :) Grato, bom resto de semana.

28 de outubro de 2010 12:30  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Luna: tudo é registrado, para que possa servir ao aprendizado. :) Bom resto de semana!

28 de outubro de 2010 12:31  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Augusto! Meu abraço, bom resto de semana.

28 de outubro de 2010 12:32  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Pois não.Porque não?E o tempo pode eternizar-nos?


Beijinho doce e noca postagem para sorrir

28 de outubro de 2010 15:22  
Blogger Paula Barros disse...

Vim olhar seu blog, através do blog de Olhos de Mel.

Preciso voltar para ler com calma. Pela primeira olhada e leitura rápida acho que vou gostar. Pretendo voltar.

abraço

28 de outubro de 2010 16:06  
Blogger Paula Barros disse...

Eu disse que pretendo voltar, e pretendo. Fui lá no início do teu blog, li alguns trechos...ah, sua escrita me lembrou alguém, remexeu lembranças, emoções. É impressionante como a leitura de um blog pode nos transportar no tempo, mexeu nos meus novelos...

Você escreve bem demais!

28 de outubro de 2010 16:13  
Blogger Vieira Calado disse...

O tempo é implacável...

e o texto é bom...

como nos habituou.

Um abraço

28 de outubro de 2010 17:06  
Blogger Vozes de Minha Alma disse...

Árabe, é com pesar que venho me despedir do nobre amigo.
Desejo imensamente retornar, porém estou me ausentando por um tempo e não sei quando voltarei. Espero que breve...
Um abraço afetuoso a ti, que considero dentro dessa blogosfera, não um amigo, mas um irmão mesmo!

29 de outubro de 2010 01:56  
Blogger O Árabe disse...

Não, Doce Amor... mas a Vida prossegue pela Eternidade :) E vou lá, ver o novo post. Bom fim de semana!

29 de outubro de 2010 06:51  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Paula, pelas gentis palavras. Mas eu acredito que o mérito é, realmente, de quem se deixa tocar pelas palavras. :) Volte sempre, o oásis é nosso. Bom fim de semana!

29 de outubro de 2010 06:53  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, mestre Vieira; a sua opinião é importante, e a sua presença uma grande alegria. :) Meu abraço, bom fim de semana.

29 de outubro de 2010 06:54  
Blogger O Árabe disse...

Amigo irmão Antonio Lídio, esteja certo de que a sua ausência será sentida. Mas espero, principalmente, que os problemas sejam logo resolvidos, para que você possa ter a felicidade que merece. Meu abraço, que o Universo esteja com você. Sempre!

29 de outubro de 2010 06:58  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky