O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

OS VOSSOS CORPOS


Negais os vossos corpos.

E os cobris, como se importante vos fosse ocultá-los. Como se vos envergonhásseis das vestes que vos deu o Universo, para mais uma etapa das vossas jornadas.

Antes, deveríeis ter presente que a diversidade é uma constante na Natureza. E assim acontece, para que exista o aprendizado; houvesse a uniformidade, e não seria necessário o conhecimento.

Pois nenhum mérito existe em seguir um caminho, quando outro não vos é dado escolher; é na escolha que começa o aprendizado, pois não vos cabe o direito de queixar-vos do que escolhestes.

Buscai, portanto, amar os vossos corpos. E não os vejais por seus defeitos, mas por suas qualidades. Qualidades e defeitos em todos existem, e é o seu conjunto que torna único cada um de vós.

Cada um de vós tem a sua própria beleza. E uma vez que a tenha descoberto, não mais precisará tornar-se agradável aos olhos alheios, para que possa confiar em si mesmo.

Necessitais da aprovação dos vossos irmãos; e a buscais, incessantemente, em todos os momentos da vossa vida. É por ela que medis os vossos sucessos e os vossos fracassos.

Assim não deveria ser, entretanto. Porque o mérito de um homem não se mede pelos haveres que conquistou, ao longo da jornada, mas pelos conhecimentos que durante ela tenha acumulado.

Este é o único capital que levará consigo, durante a grande viagem. Que o acompanhará até o novo porto, onde trocará as suas vestes e repousará nos braços maternos, ao iniciar a nova caminhada.

Orgulhai-vos dos vossos corpos. E não os vejais como prisões que encerrem o vosso verdadeiro Eu, mas como instrumentos que vos conduzem ao conhecimento e à verdadeira liberdade.

Desfrutai dos vossos corpos. E não vos priveis dos prazeres que vos possam oferecer, em nome de um falso moralismo; do Universo os recebestes, e são por isto puros em sua essência.

Zelai, entretanto, para que não se desvirtuem os vossos valores. Pois, embora ao desavisado atraia a senda dos vícios, elevado será o seu custo para aquele que por ela se aventura.

Cuidai dos vossos corpos. E não vos deveis envergonhar das suas formas, nem dos seus impulsos, nem das suas necessidades. Vede-os, antes, como as ferramentas do vosso verdadeiro Eu.

Para que possais cultivar a Eternidade.

Texto sugerido pela bela foto do site 1000 Imagens.

60 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Querido Árabe; infelizmente as pessoas estão se coisificando. Já não sabem mais o que fazer para transformar o corpo em modelos esculturais, para apreciação. Muitos perdem a sensibilidade, mas a estética está em primeiro lugar.
Belo post!
Bom fim de semana! Beijos

26 de agosto de 2011 18:08  
Blogger Parole disse...

Perfeito, Árabe!

Muitos sofrem por não terem um corpo perfeito sem saber que o importante é a essência!O prazer sente-se na alma...

Beijo, querido e ótimo fds.

27 de agosto de 2011 00:18  
Blogger Antônio Lídio Gomes disse...

Meu irmão,
O corpo é nosso templo sagrado.
Não devemos fazer dele uma aberração, comércio, ou profanação.
Sem falsos moralismos, claro, mas ele é o envólucro de nossa alma.
Cuidemos dele com amor.
Um abraço afetuoso, deste que te admira.

27 de agosto de 2011 01:42  
Blogger Fa menor disse...

O corpo humano é puro, desde que tratado e olhado com pureza...

sempre uma delícia ler-te.

Bom fim de semana, amigo!

27 de agosto de 2011 02:14  
Blogger São disse...

Parece, meu amigo, que se anda a fazer o oposto. Desde operações plásticas à promiscuidade absoluta vale tudo. Infelizmente.

parece-me haver uma confusão enorme na cabeça das pessoas actualmente.

Um abraço com desejos de excelente final de semana

27 de agosto de 2011 02:38  
Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

pena que a maior parte das pessoas que precisam conscientizar-se disso nem ao menos interessam-se por ler essas belas e boas mensagens.


Nunca tive problemas com o meu corpo, nem quando ele briga comigo .....
KKKKKKKKKKKKKK!

Abraço, amigo !

27 de agosto de 2011 04:19  
Blogger 。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi amigo, um texto fantástico.As pessoas estão perdendo os valores, a essência, estão se tornando robótica para ter corpo escultural.Com tempo essas pessoas acaba se tornando tão infeliz que acaba dando cabo da própria vida por não conseguir mais adquirir a "Falsa" beleza que antes era a prioridade da vida delas. A mídia é uma das responsável por tudo isso. O padrão da mulher hoje em dia significa: (Siliconagem), triste mais é realidade. Um belo texto amigo!Um beijo e ótimo fim de semana!
Smareis

27 de agosto de 2011 09:48  
Blogger Magia da Inês disse...

♥♫♪
°º✿
º° ✿✿♥ Olá, amigo!
Belo texto e bela fotografia.
É muito bom ler o que você escreve.
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil
♥♫♪
°º✿
°º✿✿♪♫° ·.

27 de agosto de 2011 10:18  
Blogger Phoenix disse...

Olá árabe :)
Corpos, corpos...são talvez o calcanhar de aquiles (um dos muitos!) da nossa sociedade..corpos esculturais, obesidades mórbidas...enfim, vê-se um pouco de tudo, mas muito pouco do que falas: o "sentirmo-nos bem" com o corpo que temos.

um grande beijo (e que foto magnífica!)*

27 de agosto de 2011 13:49  
Blogger ISA disse...

Meu Caro Amigo

Mal vai o Mundo quando as pessoas só se preocupam pela aparência exterior, quer o próprio, quer quem aprecia, pois a beleza e a doçura encontra-se no interior de cada SER, é preciso conhecer e conviver para se ter tal opinião, mas por vezes as pessoas optam por caminhos menos penosos...

Bom Fim-de-Semana! Beijos.

27 de agosto de 2011 15:46  
Blogger Claudinha ੴ disse...

É uma grande verdade Árabe, mas acho que isto é cultural... Ótimo texto!
Um beijo!

28 de agosto de 2011 09:56  
Blogger ✿ chica disse...

Que lindo tema.E as coisas andam bem diferentes...Pessoas acreditam que apenas a casca, o corpo, é importante, esquecendo que há o recheio...

abraços,linda semana,chica

29 de agosto de 2011 06:48  
Blogger ONG ALERTA disse...

As pessoas vivemde aparencia...infelizmente, abraço Lisette.

29 de agosto de 2011 15:10  
Blogger Luma Rosa disse...

Hoje mesmo pensei no modo como as pessoas escravizam o próprio corpo, se mutilando e até mesmo o vendendo para a satisfação alheia. Sei que este é o ponto extremo ao que tratou o post e essa vergonha do corpo, num excesso de pudor, pode ser mutilante para a alma, no sentido de inibir as relações sociais e provocar doenças como a gagueira, enrubescimento excessivo, sudorese, reações específicas de quem tem a sua auto estima mexida.
Narcisismo e vergonha caminham em paralelo. Quanto maior a vaidade maior o medo da vergonha.
Boa semana! Beijus,

29 de agosto de 2011 16:29  
Blogger Rô... disse...

oi meu querido,

belíssimo e perfeito,
quando nos aceitamos,
não nos importam os olhos de terceiros, mesmo,
e assim tem que ser,
primeiro gostarmos de nós,
para gostarmos dos outros...

beijinhos

29 de agosto de 2011 18:57  
Anonymous alfacinha disse...

este blogue é irrestível lindo
cumprimentos

30 de agosto de 2011 02:50  
Blogger GarçaReal disse...

Importante mesmo que valorizemos o nosso corpo, pois na realidade temos a tendência natural de denegrir o que ele tem de menos belo ou que nos desagrada.
Afinal há que haver uma aceitação do que a natureza nos ofertou e ficar até agradecida.

O caminho é longo e bom será que nos aceitemos bem, para que também bem o possamos percorrer.

Belo o texto como sempre

Com amizade

Bjgrande do lago

30 de agosto de 2011 05:59  
Blogger Daniel disse...

Fantástico Arabe.
Não tenho nada a acrescentar.

Daniel

30 de agosto de 2011 15:08  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

É verdade, amigo!
O nosso Poetinha, Vinícius de Morais, já dizia que o corpo de um homem é o seu templo.
No corpo habita o espírito, a chama da eternidade, zelemos por ele.
Uma boa semana, Árabe!
Beijos carinhosos!

30 de agosto de 2011 15:11  
Blogger Ana Carla disse...

É... Já briguei muito com meu corpo, e agora estou tentando cuidar bem dele, pra poder me orgulhar. De mim mesma, porque hoje já não separo corpo, alma, coração... sou una. Única.

30 de agosto de 2011 16:16  
Blogger TITA disse...

Apetece-me dizer como o Principezinho: "O essencial é invísivel aos olhos".Belo post,como sempre.Um abraço.

30 de agosto de 2011 17:30  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Cuidemos do exterior e do interior e daquilo que existe e não se vê.

Parece indígena:)

Beijinho doce

31 de agosto de 2011 14:20  
Blogger 。♥ Smareis ♥。 disse...

Querido amigo Árabe,esse texto me faz refletir muito sobre a vida moderna de hoje em dia.Deixo um abraço e ótima noite!

Smareis

31 de agosto de 2011 14:34  
Blogger Pensador disse...

Este seu texto me recordou uma situação que, a mim, parecei paradoxal.
Há alguns dias, ouvi um padre dizendo que a igreja "não é contra o sexo, mas contra a erotização, contra a visão anti-natural que as pessoas têm do sexo".
Mas esqueceu-se de dizer que, se existe este tipo de visão, ele foi patrocinado pela própria igreja, ao considerar o ato sexual e o próprio corpo como algo pecaminoso, proibido e a ser reprimido...
Abraços!

31 de agosto de 2011 16:08  
Blogger BlueShell disse...

hummm...vou tentar descobrir a "beleza de meu corpo2!!!! TENTAR...não sei se encontro mesmo!

31 de agosto de 2011 23:22  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Olhos de Mel... infelizmente. Mas um dia aprenderemos a ver com o solhos da alma. :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:04  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Parole. E ainda me arrisco a ir um pouco mais além: tudo aquilo que importa, sente-se na alma. :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:04  
Blogger O Árabe disse...

Bela síntese, irmão Antonio Lidio: cuidemos dele com amor... é preciso! :) Meu abraço, bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:05  
Blogger O Árabe disse...

Certíssimo, Fa menor: desde que tratado e olhado com pureza. :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:06  
Blogger O Árabe disse...

De fato, São... e uma confusão que se reflete em nossas vidas. :) Bom fim de semana, amiga; fica bem!

1 de setembro de 2011 06:07  
Blogger O Árabe disse...

... e como ele às vezes briga com a gente, não, ermitã amiga? ;) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:08  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Smareis: a busca insaciável de uma perfeição física que não pode existir faz esquecer até a importância da vida! Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:09  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Inês. É muito bom, também, contar com a sua presença. :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:10  
Blogger O Árabe disse...

Linda foto, realmente, não é, Phoenix? O 1000 Imagens é muito bom! E você resumiu bem: sentirmo-nos bem, com o corpo que temos; isto é o essencial! :) Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:12  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Isa: é em nós, que está a verdadeira beleza! :) Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:13  
Blogger O Árabe disse...

Cultural, sim, Claudinha... mas exatamente por isto pode ser modificado. :) Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:14  
Blogger O Árabe disse...

... e o recheio, Chica, é o mais importante. Sempre! :) Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:16  
Blogger O Árabe disse...

Bem como você disse, Lisette: infelizmente. :( Bom fim de semana, amiga!

1 de setembro de 2011 06:17  
Blogger O Árabe disse...

Belo comentário, Luma! Destaco a frase final: quanto maior a vaidade, maior o medo da vergonha. Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:18  
Blogger O Árabe disse...

Certíssimo, Rô: só gostando de nós, podemos gostar dos outros. :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:19  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Alfacinha. Volte sempre, o oásis é nosso! :) Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:20  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Garça amiga: quanto melhor nos aceitarmos, mais fácil se tornará o caminho. :) Bom fim de semana, amiga.

1 de setembro de 2011 06:20  
Blogger O Árabe disse...

Mas a sua presença já acrescenta, Daniel... e muito! :) Meu abraço, bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:21  
Blogger O Árabe disse...

Zelemos, sim, Vanuza... dela dependem a luz e o calor que nos fazem seguir em frente! :) Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:22  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Ana Carla: corpo e alma fazem (ou deveriam fazer) uma entidade única, enquanto caminhamos sobre a Terra. :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:23  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Tita. E de fato, o essencial é invisível aos nossos olhos. Mas essencial. :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:26  
Blogger O Árabe disse...

Nesse ponto, Doce Amor, talvez os indígenas estejam bem à nossa frente, não é? :) Bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:27  
Blogger O Árabe disse...

E como precisamos, Smareis, refletir sobre ela! :) Cada vez mais.

1 de setembro de 2011 06:45  
Blogger O Árabe disse...

Sempre um belo comentário, amigo Pensador! Este, realmente, é um ponto comum a quase todas as Igrejas. Infelizmente. :( Meu abraço, bom fim de semana!

1 de setembro de 2011 06:46  
Blogger O Árabe disse...

Encontrará, Blue Shell... não só você, mas todos que a amam! :) Bom fim de semana.

1 de setembro de 2011 06:47  
Blogger C Valente disse...

Os corpos são belos, por vezes as mentes é que são perversas
Saudações amigas

1 de setembro de 2011 13:09  
Blogger BlueShell disse...

Vim deixar um abraço pelas palavras aqui e pelas deixadas lá em meu blog: sua presença é sempre muito bem vinda!
Obrigada.
BShell

2 de setembro de 2011 00:51  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, amigo Carlos Valente... quem nos dera que não fossem! :) Meu abraço, bom fim de semana.

2 de setembro de 2011 06:02  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Blue Shell. É sempre uma alegria a sua presença! :)

2 de setembro de 2011 06:03  
Anonymous De... disse...

Árabe...

Bela imagem... bela música... belo texto!

A beleza da alma, é a única verdadeira...

A partir de um certo momento em nossa evolução futura, os nossos corpos serão moldados por nossa alma... e mostrarão claramente quem realmente somos.

Até lá, temos que ser exímios leitores de olhares, gestos e atitudes para saber onde a beleza se encontra.

Beijos em seu final de semana...

2 de setembro de 2011 19:15  
Blogger O Árabe disse...

Encontrar a beleza... talvez seja um sinal de nossa evolução. :) Bom fim de semana, De!

3 de setembro de 2011 07:37  
Anonymous Sherazade disse...

Bom domingo, Árabe! Beijos

3 de setembro de 2011 15:28  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Sherazade. :) Bom fim de semana!

4 de setembro de 2011 05:54  
Blogger Vanessa ੴ disse...

Quantos sofrem em busca de uma perfeição que não existe?! A beleza está justamente na "imperfeição nossa de cada dia."
As pessoas não valorizam a beleza das marcas do tempo, e optam por corpos e rostos plastificados... que deprimente!
Belo texto querido Árabe :D
beeijo

7 de setembro de 2011 09:24  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Vanessa. :) Bom resto de semana!

8 de setembro de 2011 09:34  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky