O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

AS FLORES E AS PEDRAS

Cuidais, acaso, que apenas flores possam existir em vossos caminhos?


Sabei, então, que assim jamais será. Porque os aromas e as cores das flores nada vos ensinarão, senão o culto à beleza e o encanto da poesia.


São as pedras que, ao magoar os vossos pés, vos ensinam as mais valiosas lições. Porque o conhecimento não brota, senão no coração irrigado pela água salgada e bendita do pranto.


Acostumai-vos, portanto à tristeza; muitas serão as vezes em que a recebereis em vossos corações. E é preciso que capteis as suas mensagens, ou mais vezes voltará a vós.


Que não vos preocupe, entretanto, esta verdade. Porque também a alegria estará convosco, em vários instantes da vossa vida. E nela encontrareis a força para superar a tristeza.


De flores e pedras, é formado o caminho. E é preciso que assim seja, para que proveitosa se torne a vossa jornada; pois nenhuma planta cresceria, sem que o sol e a chuva fizessem germinar a semente.


Sede gratos ao Universo, pelas vossas alegrias. E cuidai de sorver até a última gota a taça da felicidade; assim, a vossa boca se adoçará o bastante para superar o fel do sofrimento.


Lembrai-vos, todavia, de agradecer também as vossas tristezas. Porque o homem não aprenderia a construir pontes, se não existissem abismos em seus caminhos.


Desfrutai de cada um dos vossos sorrisos. Assim, conhecereis o sabor da alegria e o valor da felicidade; e tudo fareis para mantê-las junto a vós.


Absorvei, porém, todo o ensinamento contido em cada lágrima; para que não venhais a repetir os vossos erros, trazendo de volta o sofrimento que podeis evitar.


Pedras sempre existirão em vossos caminhos. E, embora muitas vezes não as possais evitar, ensina a sabedoria que delas busqueis desviar-vos, para prosseguir em vossa caminhada.


Porque não seria sensato o viajante que, após conhecer a tortura da sede no deserto, se arriscasse em nova jornada, sem que cheio estivesse o seu cantil.


Guardai-vos, portanto, de esquecer os vossos sofrimentos. Ou decerto repetireis os vossos erros, e mais uma vez a tristeza magoará os vossos corações.


Cultivai as vossas flores, mas conservai a lembrança das pedras que no passado encontrastes.


É assim que mais fácil se tornará a vossa jornada.

49 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

QUerido Árabe; simplesmente maravilhoso! É com as lágrimas que fortalecemos nosso espírito e aprendemos. E os sorrisos, ah! Esses... são os que nos revigora dos sofrimentos. São a recompensa do aprendizado.
Lindo demais, viu? Musica e imagem também.
Bom fim de semana! Beijos

9 de dezembro de 2011 16:09  
Blogger Paula Barros disse...

Pois é, tropeçando e caindo vamos aprendendo a levantar e a seguir.

abraço

9 de dezembro de 2011 17:06  
Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Gosto de apreciar as pedras como gosto das flores.

9 de dezembro de 2011 17:28  
Blogger Marli Borges disse...

Pois é.
"De flores e pedras, é formado o caminho."
Post muito lindo, e oportuno.
Bjsssssss

10 de dezembro de 2011 08:03  
Blogger Sherazade disse...

Querido Árabe; um poema lindo demais! Assim construímos nossa caminhada. Refazendo-a tantas vezes, quantas forem necessárias.
Bom domingo! Beijos

10 de dezembro de 2011 21:31  
Blogger ISA disse...

Caro amigo Árabe

Uma verdade aqui retratada e, com uma bela foto, na vida há flores e pedras, mas como tudo a existência de cada um de nós, tem mais um de que outro, por isso quando se está "atormentado/a" de tantas pedras, todas as flores que vierem são bem vindas, mas também com um pouco de receio. Enfim a Vida é feita de altos e baixos, aproveitemos e damos graças pelos os altos.

Um Abraço
Boa Semana

11 de dezembro de 2011 10:37  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

As pedras...sem dúvida amigo,
muitas vezes as esquecemos,
porque as pisamos...
O amigo consegue colocar em
palavras muitas sensibilidades.
Um Bom Natal para si e seus
familiares, amigo.
Beijinho
Irene

11 de dezembro de 2011 11:54  
Blogger Multiolhares disse...

è com as coisas menos boas que na verdade aprendemos a valorizar o que é bom.
bjs

11 de dezembro de 2011 13:32  
Blogger ONG ALERTA disse...

A realidade...
Beijo Lisette.

11 de dezembro de 2011 18:29  
Blogger 。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi meu amigo Árabe. Que lindo texto pra refletir. A caminhada da gente, é construída assim, com pedras e flores. Eu conservo sempre a lembrança da pedras porque é através dela que consigo seguir a cada dia mais em frente... e estou sempre a cultivar a flores, porque são elas que perfuma meu caminhar ... Um abraço meu amigo e ótima semana.

11 de dezembro de 2011 20:55  
Blogger ♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Bom dia Árabe querido


Lindo poema.

Beijos e uma semana maravilhosa pra você.
Ani

12 de dezembro de 2011 06:30  
Blogger BlueShell disse...

As pedras fazem parte do nosso percurso...

Obrigada por texto tão rico.
BShell/Isabel.

12 de dezembro de 2011 12:07  
Blogger São disse...

Sim, não é na calma que os nossos espíritos encontram o caminho: é nas tempestades!

Um abraço carinhoso de gratidão, meu querido Swami.

14 de dezembro de 2011 08:47  
Blogger ✿ chica disse...

Tu és maravilhoso,adoro te ler! Essa imagem linda conm as hortências e esse caminho, parecem os daqui...

Pedras temos sempre, por vezes até "entram em nossos sapatos"... Temos que saber delas mas nunca porque elas existem deixar de ver as flores no caminho...


Eu agora, nessa fase de doença do maridão, com tantas "pedras" que estão chegando, ainda assim, não deixo de ver as cores, flores e perfume no ar.

No momento que perder isso, posso me dar ´por vencida e aí, a cobra canta...

abraços,tudo de bom,chica

14 de dezembro de 2011 10:17  
Blogger Antônio Lídio Gomes disse...

Irmão abençoado, tantos ensinamentos porventura não vem da dor, do sofrimento?
E não vem das alegrias, dos erros e acertos?
Termino de ler e quero aprimorar o que absorvi sobre pedras e flores, um pouco de tua jornada.
Um abraço fraterno, minha estima.

14 de dezembro de 2011 17:37  
Blogger helia disse...

Muitas pedras surgem no nosso caminho ao longo da vida , muitas vezes tropeçamos nelas e caímos, mas é preciso levantarmo-nos e continuar a caminhar com coragem e sem medo !
Um lindo Poema ,uma linda iagem!

15 de dezembro de 2011 00:16  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Olhos de Mel: os sorrisos são a recompensa do aprendizado. :) Bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:09  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Paula! Como crianças que somos, perante a Eternidade... :) Bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:10  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, ermitã amiga: cada qual tem os seus encantos e as suas vantagens... :) Bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:11  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Marli. :) Bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:11  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Sherazade: tantas vezes quantas forem necessárias. :) Bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:12  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Isa: devemos dar graças. Sempre. :) Bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:12  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Irene: nunca devemos esquecer as pedras... ou voltaremos a pisar nelas. :) Bom Natal, bom resto de semana. :)

15 de dezembro de 2011 05:14  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Luna; a sede é que nos ensina a importância e o valor da água. :) Bom resto de semana.

15 de dezembro de 2011 05:14  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Lisette: a realidade... e os sonhos. :) Bom resto de semana.

15 de dezembro de 2011 05:15  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Smareis: cultivar as flores... e conservar a lembrança das pedras. É a sabedoria da vida. :) Bom resto de semana.

15 de dezembro de 2011 05:16  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Ani. Bom resto de semana! :)

15 de dezembro de 2011 05:18  
Blogger O Árabe disse...

Fazem, sim, Blue Shell... e como fazem! :) Obrigado, amiga; bom resto de semana.

15 de dezembro de 2011 05:19  
Blogger O Árabe disse...

É, São; li, uma vez, que as grandes tempestades fazem os grandes navegantes. :) Bom resto de semana, amiga; fica bem!

15 de dezembro de 2011 05:20  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Chica: embora as pedras nos magoem os pés, as flores continuam a existir... e precisamos ser capazes de nos encantar com elas. Bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:30  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, irmão: através dos erros e acertos, a Vida nos ensina; a ambos devemos ser gratos. Meu abraço, bom resto de semana!

15 de dezembro de 2011 05:32  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Hélia. Continuar é preciso. Sempre! :) Bom resto de semana.

15 de dezembro de 2011 05:32  
Blogger Hana disse...

Das pedras que veio sobre mim, construirei castelos e plantarei flores entre pedras, ja falava Cora Coralina.
Poxa seu texto é explêndido, um espetáculo de aprendizado, muito obrigada!
Com carinho
Hana

15 de dezembro de 2011 07:10  
Blogger Mada disse...

Pois que amo e cuido de todas as pedras, para poder contemplar e maravilhar-me com uma simples e pequena flor. Grata pela partilha, precisava lembrar.
Bj
Mada

15 de dezembro de 2011 15:18  
Blogger C Valente disse...

Muito bem
Saudações amigas

16 de dezembro de 2011 09:34  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Hana, pela gentileza e amizade. :) Bom fim de semana.

16 de dezembro de 2011 10:28  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Mada: é preciso cuidar das pedras, para que nos possamos maravilhar com as flores. :) Bom fim de semana.

16 de dezembro de 2011 10:29  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Valente. :) Meu abraço, bom fim de semana.

16 de dezembro de 2011 10:30  
Anonymous De... disse...

Árabe...

Quando uma pedra surge em nosso caminho, algo muda... porque a situação mudou... e temos que achar uma solução se quisermos prosseguir.
A pedra é a Vida em movimento, nos chamando à renovação.

El Morya nos diz: Bendizei os seus obstáculos, porque ninguém sobe em pedra lisa.

E as flores, Árabe... essas sempre dependerão dos instrumentos que usarmos na remoção das pedras.

Tenha um lindo fim de semana, viu?

Beijossss...

16 de dezembro de 2011 17:33  
Anonymous Bia Mel disse...

Querido Árabe; aprendi que é preciso cair, para aprender a levantar. Choro sempre, mas sei que depois passa.
Boa semana! Beijos

18 de dezembro de 2011 17:30  
Blogger Olhos de mel disse...

Querido Árabe; passando para apreciar seu belo poema, mais umavez, e desejar uma semana cheia de paz, saúde e realizações!

FElIZ NATAL!
Beijos

18 de dezembro de 2011 17:37  
Blogger Fa menor disse...

... e a gratidão e o perdão como caminho de jornada...

bjo

19 de dezembro de 2011 03:06  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, De, pelo belo comentario. :) Boa semana!

19 de dezembro de 2011 07:49  
Blogger O Árabe disse...

Passa, sim, Bia... e assim vai ser por toda a vida. :) Boa semana!

19 de dezembro de 2011 07:51  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel; de coração, retribuo. :) Boa semana! :)

19 de dezembro de 2011 07:52  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Fa menor; necessários em nossa jornada. :) Boa semana!

19 de dezembro de 2011 07:53  
Blogger Pensador disse...

Sei que as provações são necessárias.
Mas, às vezes, pior que a lembrança das pedras superadas no passado, é conseguir o ânimo necessário para seguir adiante, sabendo das pedras que haverão no futuro...
Abraços!

23 de dezembro de 2011 20:06  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Pensador. E e elas existirão... mas o principal é que seremos capazes de superá-las. Sempre! :) Meu abraço, amigo; bom resto de semana.

28 de dezembro de 2011 14:40  
Blogger Vavá Guria disse...

Muitas vezes as pedras em nossa vida se fazem necessárias. Pensar que cada pedra na qual eu pisei , tropiquei ou joguei ao leo, tem um pouco da minha história.
Como cantou Raul Seixas:
"Aprendi o segredo, o segredo
O segredo da vida
Vendo as pedras que choram sozinhas
No mesmo lugar!"

12 de janeiro de 2014 11:06  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky