O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 4 de julho de 2014

CONTRASTES



É o amargor da luta, que torna mais doce o sabor da vitória.
Como a ânsia da saudade torna mais intensa a alegria do reencontro, o perigo da morte realça a importância da vida  e o clamor da algazarra nos faz valorizar a paz do silêncio.

Em tudo, vivemos entre os contrastes. O crente mais fervoroso torna-se o ateu mais incrédulo, quando as suas súplicas não são atendidas pela divindade que antes enaltecia.
E o homem que mais jurava e propagava o seu amor, é aquele que mais revoltado se mostra e mais deseja magoar a quem jurava amar, quando julga desprezado o seu afeto.
Porque nada vedes, senão os vossos desejos e as vossas necessidades. E para vós nada existe, senão o agora; como se o hoje não fosse o fruto do ontem e a raiz do amanhã. 
É por isto, que não podeis confiar nas vossas juras. Porque os vossos sentimentos não perduram para sempre; são como o vento, cuja duração varia com o tempo.
Por mais sinceras que possam ser, as vossas palavras nada expressam, senão os vossos sentimentos. E como eles não são eternas, porque apenas refletem o vosso momento. 
Acostumai-vos à transitoriedade das vossas emoções. E não lamenteis a constante mudança de vossas paixões, mas alegrai-vos por serdes capazes de sentí-las.
Pois, se nada pode existir de mais efêmero que dois nomes na areia à beira-mar, que serão varridos pela próxima onda, intenso é o sentimento a inspirar a mão que os escreve.
E o rápido beijo que o colibri oferece é suficiente para que as suas asas transportem a vida e façam a flor renascer adiante, perpetuando o seu aroma e a sua beleza.
Este, sem dúvida, é o maior dos vossos contrastes: enquanto são passageiros os vossos corpos, que o tempo consome, é na Eternidade que habita o vosso verdadeiro Eu.
Enquanto vos angustiais, buscando satisfazer os desejos do presente, o futuro voa em vossa direção. E ao chegar, muitas vezes vos encontra despreparados e perdidos.

Pois não vos ocupastes em semear, absorvidos que estivestes pela ânsia de colher. E aquele que não semeia não colhe os frutos que deseja, mas os que lhe traz o destino.
Atentai para os vossos contrastes e buscai conhecer as vossas reais necessidades. Porque é assim que sereis capazes de escolher as sementes que lançareis ao longo da estrada.
Para que vos aguarde a melhor colheita, ao fim da jornada.

62 Comentários:

Blogger Arco-Íris de Frida disse...

As vezes nao estamos preparados para os contrastes e eles acabam por nos vencer...

Beijos Arabe...

5 de julho de 2014 01:51  
Blogger ✿ chica disse...

Beleza e profundidade. Plantar para colher, apenas visando essa colheita depois ,pode nos atrapalhar o percurso. E os contrastes da vida aí estão! abração,chica

5 de julho de 2014 03:00  
Blogger Olhos de mel disse...

Querido Arabe ; linda posa pietica! Nao e o amor que passa, ou muda a rota, mas as circunstancias.
Muitas vezes uma decisao num momento complicado nos coloca diante de um problema ainda maior.
Linda imagem tambem. A musica depois vou ouvir.
Bom fim de semana! Beijos

5 de julho de 2014 05:25  
Blogger Mariazita disse...

Meu caro Árabe
São os contrastes que dão colorido à vida. Sem eles o mundo seria demasiado monótono.
Contudo... nem sempre estamos preparados para aceitar mudanças que ocorrem à revelia dos nossos desejos.
Isso pode causar, e causa, normalmente, sofrimento.
É necessário criar força interior para lidar com esses revezes.

Um texto óptimo!

Bom fim de semana.
Beijinhos

5 de julho de 2014 10:32  
Anonymous Anônimo disse...

https://www.youtube.com/watch?v=pEkOmzJS7g4&list=RDpEkOmzJS7g4#t=45

As ondas e a espuma apagam os nomes...
Mas a história pode ser escrita com outros nomes...
E quando olhamos para trás, reparamos que não passou de uma ilusão no quente da emoção.
Poucos são os amores que perduram, esses são os verdadeiros, ou outros eram apenas paixões de utópicas intenções.
Mas é assim a vida Árabe...
Viver o momento sem fazer projectos de futuro.
Quem mais jura, mais mente!
Sábio é o ditado.
Não imagina quanto é gratificante descobrir um novo amor...
O que ficou retido no passado é apenas um esboço ténue do que se vive no presente.
O momento Árabe, o momento e nada mais.
Não semeie para colher, colha para semear.
Esse é o segredo do Amor Eterno!
Será que entende a diferença?

5 de julho de 2014 15:43  
Blogger Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa noite, Árabe
realmente você fez uma bela descrição do que é contraste. Os contrastes que encontramos pelo caminho nos trazem algo diferenciado. Temos que estar prontos para receber e conhecer os contrastes. Tenha um lindo final de semana! Abraço!

5 de julho de 2014 16:43  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Muito bem pensado Árabe! Temos que aprender sempre a lidar com os contrastes. Belo texto!

6 de julho de 2014 05:22  
Blogger Cidinha disse...

Bom dia meu amigo! Sempre sábias palavras. Nunca estamos preparados e é assim que se sucede a nossa vida. Obrigada por partilhar belos textos e imagens! Agradeço também o prazer da sua visita que fáz a mim a todos nós muito bem. Um feliz domingo e a paz esteja sempre contigo! Bjos no seu coração e um forte abraço.

6 de julho de 2014 06:57  
Blogger Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Uma reflexão a pensar sobre isso da transitoriedade e do perene...

Um abraço

6 de julho de 2014 07:38  
Anonymous Anônimo disse...

Não vos ocupais em semear, absorvidos que estais pela ânsia de colher. As sementes que germinam em vosso caminho não são as que plantastes, mas as que vos trouxe o destino.

Em primeiro lugar, gostaria de dizer que, acho linda, a sua maneira de ser, sempre atencioso com todos nós, de verdade!!! Entrando na questão do texto, não tenho como não concordar com você, muitas vezes plantamos, regamos e nos vem uma colheita muitas vezes diferente da que almejamos. Certo que não podemos esperar boa safra de tudo o que plantamos... acredito no destino,acredito que vem para nós, apenas o que é destinado e nada mais... no entanto sou uma pessoa teimosa, vou plantando, plantando... uma hora terei a colheita dos meus sonhos. Os contrastes existem e não tem como fugir dos mesmos, é saber lidar e ser mais forte que eles. Belíssimo texto como todos os outros! De coração, que você,tenha uma semana tranquila, com muita paz!!! Muito obrigada!

6 de julho de 2014 13:43  
Blogger ONG ALERTA disse...

A vida é assim um contraste eterno...
Abraço Lisette.

6 de julho de 2014 16:53  
Blogger Geladeira no prego disse...

Talvez são os contrastes que acrescentam sabor a tudo!

6 de julho de 2014 21:15  
Blogger Rô... disse...

oi meu amigo,

o mais difícil é escolher as boas sementes,
um solo fértil,plantar com carinho e cuidar com esmero,regando,podando afofando a terra,e surpreendentemente os frutos não serem os mais lindos e os mais suculentos,
mas,temos que entender que toda plantação,não depende só de quem planta e cuida,
existem os fatores externos que muitas vezes,atrapalham o bom desenvolvimento do fruto...
podem não ser os mais lindos e nem os mais suculentos,
mas podem ser os mais saborosos...

beijinhos

7 de julho de 2014 04:14  
Blogger Rita Freitas disse...

Acredito que somos seres criadores e a cada passo, a cada escolha estamos de alguma forma a moldar a nossa vida, apesar de muitas vezes o destino escolher por nós.

Beijinhos

7 de julho de 2014 05:34  
Blogger São disse...

Sabes? Creio que as pessoas que deixam de crer quando as coisas lhe correm mal, nunca acreditaram verdadeiramente....

Há anos , em Portugal, um dos dois filhos adolescentes de um casal pertencente à OPUS DEI morreu electrocutado num semáforo.

Fiquei chocadissima com as atitudes que tomaram: só não processaram Deus porque não lhes foi possível, mas renegaram completamente a sua existência.

Acharam uma tremenda injustiça ter sido aquele a morrer , pois ia com os pais todos os domingos a Fátima e cumpria todos os rituais religiosos e , presumo, até os sacríficios corporais da Ordem enquanto que o outro não era assim tão escrupuloso.

Enfim...Que DEus nos ilumine segundo as nossas necessidades!!

Abraço com toda a amizade e que tenahs uma feliz semana, Amigo

7 de julho de 2014 06:10  
Blogger Cecilia disse...

Realmente são belíssimas palavras de grande ensinamento.
O perigo da morte realmente nos faz dar total valor a vida e devemos buscar dentro de nós mesmos a essência da vida que queremos para nós e o destino nos guia como de natureza.
Muito obrigada se já sempre muito bem-vindo, bom saber que aprecia muito misticismo e terão muitas outras para eu acrescentar por lá que pegam firme no lado espiritual.

7 de julho de 2014 11:09  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Somos os construtores do nosso destino. "O hoje é o fruto do ontem".
Textos maravilhosos sempre, O Árabe.
Saúde, paz e luz!

7 de julho de 2014 14:53  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

o seu texto como sempre é rico e cheio de reflexão, mas, tem uma passagem que me permite discordar, e confesso que nem sei se tenho razão, mas não concordo quando diz :

"As sementes que germinam em vosso caminho não são as que plantastes, mas as que vos trouxe o destino."

será?

eu acho que aquilo que semear-mos vamos colher independentemente do destino.

mas, a minha reflexão pode não se encontrar correcta...

:(

8 de julho de 2014 04:09  
Blogger Isy disse...

Acredita que me identifiquei com as tuas palavras... Muito daquilo que disses-te fez muito sentido para mim...

Bjxxx

8 de julho de 2014 07:08  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

É como separar o joio do trigo, meu caro amigo. Há que se ter paciência. O novo post vai demorar mais um pouco, pois estou trabalhando numa resenha de um clássico da Literatura meio complexo, envolvendo também o cinema. E tenho que caprichar, né? Pois tendo leitores do teu calibre não posso vacilar, rsrs. Abração, querido amigo!

8 de julho de 2014 07:18  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Meu amigo estou mesmo mtº. tempo
ao computador, mas vou tentando
visitar os meus seguidores, com
muito atraso eu sei.
Delicio-me sempre com o que o amigo escreve mas sobretudo a
meditar nas suas palavras.
Um bj.e os desejos de que
esteja bem.
Irene Alves

8 de julho de 2014 08:03  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola, Árabe!!!

Siempre aprendemos de tus letras, algo bueno, algo bello y además nos enseñan a reflexionar.
Es verdad que existen discrepancias
no todos podemos pensar de misma manera, pero eso no quiere decir que falte en amor y con amor no ha vencedores ni vencidos. Por el contrario vencerá el entendimiento, entra dos personas que se aman.

Este texto poético,como siempre no da una lección para comprendernos los unos a los otros. Sembremos buena semilla.
Y, recogeremos buena cosecha no cabe duda que así es.
Ha sido un inmenso placer leerte.
Te dejo mi gratitud y mi estima.
Un beso y se muy muy feliz.

8 de julho de 2014 08:35  
Blogger Ailime disse...

Meu amigo e bom Árabe, mais um conjunto de pérolas que leio sempre com muito apreço!
Muitas vezes não me apercebo dos contrastes que a vida proporciona e do aprendizado que eles contêm!
Todos com um enorme significado e que contribuem para que a nossa vida possa evoluir de forma consistente e proveitosa até ao fim da jornada!
Um beijinho e continuação de boa semana!
(Quero agradecer-lhe muito a gentileza do seu comentário tão gratificante no meu ultimo "post"!
Aliás todos seus comentários são muito importantes para mim! Bem-haja, amigo!)
Ailime

8 de julho de 2014 08:37  
Anonymous Helena disse...

São tantas as nossas limitações, os entraves, os desacertos, os contrastes que permeiam nossa vida... Um texto rico de significado, meu amigo, como tudo aquilo que escreves, porém tive a mesma dúvida que a Piedade, nem sei se pertinente tal análise. As sementes que plantamos não germinam? Só aquelas que o destino lança nos nossos caminhos? Fiquei meio perdida nesta reflexão.
Um ponto a ser debatido com nossas próprias conclusões.
Ficam sorrisos, ficam estrelas, fica meu carinho,
Helena

8 de julho de 2014 09:10  
Blogger Ilca disse...

Oi meu amigo querido,
Sempre uma preciosa mensagem para nos ajudar! E esses contrastes é que fazem a diferença em nossa vida, são oportunidades para aprender e crescer, são eles que nos fazem buscar sempre algo melhor, um novo rumo, uma nova estrada, para seguirmos em frente.
Lindo !!
Boas vibrações... Beijos!

8 de julho de 2014 10:03  
Blogger Zilani Célia disse...

OI ÁRABE!
COMO SEMPRE, SÁBIAS SÃO, TUAS PALAVRAS.
MUITAS VEZES, FAZEMOS JURAS,NAS QUAIS ACREDITAMOS PIAMENTE E AS JULGAMOS ETERNAS, ATÉ QUE EM ALGUM MOMENTO, ALGO NOS LEVA A UM RUMO COMPLETAMENTE DIFERENTE, E TUDO PASSA A SEGUNDO PLANO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

8 de julho de 2014 18:46  
Blogger Bea Simpson disse...

Contrastes son cada instante pois en nada semella o anterior nen o vindeiro... Todo cambia, ou se transforma!
Fermoso este filosófico poema que nos deija para o noso deleite e aprendizaje. Parabéms!
www.leriasdebea.blogspot.com

9 de julho de 2014 14:19  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Arco-Íris. E paradoxalmente, entretanto, os contrastes existem em nós. Bom resto de semana, amiga!

10 de julho de 2014 09:11  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Chica! E é verdade: aí estão, em todos os momentos. Bom resto de semana, amiga.

10 de julho de 2014 09:12  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel; e ouça, sim; a música é linda! Bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:13  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Mariazita. E precisamos estar sempre prontos, pois as mudanças são constantes! Obrigado, bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:14  
Blogger O Árabe disse...

Acredito, Anônimo, que o comentário se refira ao post anterior; mas é muito bem escrito e nos faz refletir. Pessoalmente, acredito que todo amor é eterno, ainda que perdure apenas nas lembranças. Como disse Vinicius: "Que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure. ". Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:17  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Marli, pela gentileza e pelo acertado comentário. Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:17  
Blogger O Árabe disse...

Temos, Claudinha... até porque eles sempre estarão em nosso caminho. :) Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:18  
Blogger O Árabe disse...

Acredita, Cidinha: visitar-te me faz, também, muito bem! Obrigado, amiga; bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:19  
Blogger O Árabe disse...

Um dos nossos grandes contrastes, não, Daniel? A perenidade do nosso verdadeiro Eu e a transitoriedade do que chamamos de "eu". Meu abraço, amigo; bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:21  
Blogger O Árabe disse...

Anônimo, amiga, a atenção que tenho com vocês não senão o reflexo da que me dispensam... e me deixa imensamente feliz e agradecido. Ótimo comentário; como, aliás todos os outros. Obrigado, de coração, e bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:23  
Blogger O Árabe disse...

É, Lisette. Cabe-nos aprender com ela e com os nossos próprios contrastes. Bom resto de semana, amiga.

10 de julho de 2014 09:24  
Blogger O Árabe disse...

Bem pensando, Geladeira... monótona seria a vida, sem os contrastes! :) Bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:25  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Rô! Os frutos que colhemos com nosso próprio esforço, são sempre os mais saborosos! Bom resto de semana, amiga.

10 de julho de 2014 09:27  
Blogger O Árabe disse...

Somos, sim, Rita; podemos colher o nosso futuro, a partir das sementes que plantamos. Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:28  
Blogger O Árabe disse...

Concordo inteiramente contigo, São. Mas,embora respeite profundamente todas as crenças, pergunto: o que esperar de quem acredita que inflingir castigos a si mesmo possa ser agradável ao Pai? Bom resto de semana, minha amiga; fica bem.

10 de julho de 2014 09:32  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Cecília, pela gentileza das palavras e pelo acertado comentário! Bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:33  
Blogger O Árabe disse...

E você sempre e gentil e amiga, Shirley; obrigado, bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:34  
Blogger O Árabe disse...

Piedade, graças à tua observação, percebi que não havia conseguido exprimir acertadamente a minha ideia, e fiz uma pequena modificação no texto; acredito que agora concordemos. :) Obrigado, bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:37  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Isy, e espero que continue a existir esta identificação. Volte sempre, o oásis é nosso! Bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:39  
Blogger O Árabe disse...

Capricha, então, Vanuza; vale a pena esperar! :) Bom resto de semana, amiga.

10 de julho de 2014 09:39  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Irene; é sempre uma alegria a tua presença, amiga! Bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:40  
Blogger O Árabe disse...

Belo pensamento, Marina: "com amor, não há vencedores nem vencidos; vence sempre o entendimento". Obrigado, amiga; bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:42  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Ailime, e concordo inteiramente: os contrastes nos fazem evoluir, ao longo da Vida. Só não me agradeças; ler os teus posts é algo extremamente agradável, sempre. Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:44  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Helena. Como já deves ter visto na resposta à Piedade, foi tão pertinente a observação, que me levou a modificar ligeiramente o texto. Esta é a maior virtude do nosso oásis: o fato de aprendermos juntos. Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:47  
Blogger O Árabe disse...

São, Ilca. Em cada contraste, sempre existe uma nova oportunidade. Obrigado, amiga, pela gentileza e amizade. Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:48  
Blogger O Árabe disse...

É exatamente assim, Zilani: não é que sejam mentirosas as nossas juras; elas apenas dependem dos sentimentos, que são passageiros. Obrigado, amiga; bom resto de semana.

10 de julho de 2014 09:50  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Bea, por sua presença e pelo gentil comentário. Volte sempre, o oásis é nosso. Bom resto de semana!

10 de julho de 2014 09:51  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

eu é que agradeço!

obrigada.

:)

:)

10 de julho de 2014 12:53  
Anonymous Anônimo disse...

Eu sou o anónimo do comentário do Amor Eterno.
Penso que entendeu a diferença: "Não semeie para colher, colha para semear".
Fez alterações ao texto e estão mais de acordo ao meu pensar.
Obrigada pelos seus textos, transmitem valores fundamentais para que a vida seja dignificada.
Deixo-lhe uma Semente de girassol, para que a Luz do Sol Ilumine Sempre a sua Vida.
(girassol é sinónimo de lealdade e eu serei leal às suas palavras, porque manifestam a Alma de um Bom Homem, mesmo numa vida de Contrastes)
Bem haja.

10 de julho de 2014 13:07  
Blogger O Árabe disse...

Não há de que, Piedade; a tua reflexão valorizou, sim, o nosso texto. :) Bom fim de semana!

11 de julho de 2014 04:04  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Anônimo, pela gentileza das suas palavras; e continue em nosso oásis, enriquecendo o nosso aprendizado. Bom fim de semana!

11 de julho de 2014 04:08  
Blogger Fá menor disse...

Fez-me muito bem reflectir nisto contigo. E é bem verdade: "Em tudo, vivemos entre os contrastes."

Abraços

11 de julho de 2014 07:19  
Blogger ruma disse...

Hello, O Árabe.

  It is my joy to share your wonderful work.
  And sweet message charms my heart.

  I pray for your happiness and world peace.
  Thank you World-wide LOVE, and your Support.

Have a good weekend. From Japan, ruma❃

11 de julho de 2014 07:46  
Blogger O Árabe disse...

Vivemos, Fa. E são eles que nos ensinam a viver. :) Bom final de semana!

11 de julho de 2014 11:12  
Blogger O Árabe disse...

Thank you, ruma. Have a nice week, my dear friend!

11 de julho de 2014 11:17  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky