O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 2 de maio de 2014

O VOO E AS ASAS



Aprendei a usar as vossas asas.
E nada poderá deter os vossos voos. Porque a liberdade está em vosso verdadeiro Eu e apenas os vossos medos criam as limitações que vos mantêm prisioneiros.
Cada homem define o seu caminho, escolhe os seus próprios rumos. E por isto ninguém, além de vós mesmos, poderá fazer a vossa felicidade; ou causar o vosso sofrimento.
Aceitai esta verdade, que vos libertará e dará um novo sentido à vossa vida: embora mais fácil vos seja culpar os outros, são as vossas ações que vos trazem consequências.
Assim, aquele que planta uma roseira não deve esperar apenas o perfume e a beleza das rosas; mas precisa estar pronto para enfrentar o perigo e a aspereza dos espinhos.
Ao homem que segue os seus sonhos, não cabe a certeza de vê-los realizados. Abandoná-los, entretanto, seria abandonar a esperança que o faz seguir em frente.
Tende em mente, sempre, que não colheis senão aquilo que plantais. Se tendes o direito de escolher o que plantar, não vos assiste este direito quanto ao que ireis colher.
Acautelai-vos, então, durante a semeadura. E não abrigueis, no solo fértil dos vossos corações, senão as sementes benfazejas, que vos trarão paz e alegria, ao germinar.
Não acalenteis a insatisfação. É das pequeninas marcas das presas que a peçonha da víbora se espalha sorrateira pelo sangue, até roubar a existência da vítima incauta.   
Buscai a realização em vosso trabalho. Para que ele não vos traga a amarga frustração do escravo oprimido, mas a doce alegria do artista que executa a sua obra prima.
Vivei com intensidade e entrega os vossos amores. Porque só assim conhecereis a plenitude da Vida, entre a ansiosa expectativa do desejo e o enlevo infinito da ternura.
Escolhei a verdade, sempre. A mentira não é apenas a filha do medo, mas também aquela que o faz crescer, como a nuvem negra da tempestade, até turvar o vosso coração.
Cultivai a tolerância e o perdão. O ressentimento e a ira vos acorrentam aos desafetos, quando necessitais estar soltos e livres para escolher o vosso próprio caminho.         
Sede solidários e generosos. As plantas que mais se desenvolvem não são as que retêm os seus frutos, mas as que os distribuem por todos aqueles que deles necessitam.  
Aprendei a usar as vossas asas.

E o voo vos levará ao Coração do Universo. 


Música: 
http://ohassan.dominiotemporario.com/midis/franck_pourcel_feelings.mid

38 Comentários:

Blogger Wania Alves disse...

Belíssimo texto, meu caro amigo. Voemos como a alma, que se liberta sempre ao anoitecer.
Abços!

2 de maio de 2014 22:24  
Blogger ✿ chica disse...

Que lindo,Árabe!! Saber usas nossas asas com cuidado, zelo, sem machucar outros que voam,nos dá alegria para mais e mais voos.

abraços, linda semana! chica

3 de maio de 2014 02:01  
Blogger Olhos de mel disse...

Querido Arabe; complicado ler e comentar mas enfim, consegui. Infinitamente lindo e triste. E dificil nao chorar. Assim como nao sei o que dizer. As vezes nos faltam palavras. Assim como algumas vezes nao sabemos determinar se melhor seria escolher um sonho improvavel, ou um realizavel... a verdade e uma dor enorme que fica no coracao. Bom domingo! Beijos
Q musica nao pude ouvir. Maw a imagem e bonita e triste. Beijos

3 de maio de 2014 15:23  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Voar é (sempre) essencial! Mas há que se aprender a usar as asas...
Belo texto!

4 de maio de 2014 06:16  
Anonymous Anônimo disse...

Assim, aquele que planta uma roseira não deve esperar apenas o perfume e a beleza das rosas; mas precisa estar pronto para enfrentar o perigo e a aspereza dos espinhos.

Grande verdade! A vida é feita de altos e baixos, o importante é sabermos lidar também com os espinhos, sem eles não existiriam as rosas e não sentiríamos o seu perfume, quando não regadas com carinho, amor e gratidão. Belíssimo texto como todos os outros...ótima semana para você! Fique com Deus!

4 de maio de 2014 07:21  
Blogger Smareis disse...

Olá Árabe!
Um texto cheio de ensinamento.
Que saibamos usar nossas asas para que nada venha deter nosso voo.
Adorei a imagem!
Abraço e ótima semana!

4 de maio de 2014 18:13  
Blogger São disse...

Assim é, mas os ensinamentos estão tão deturpados que a esmagadora maioria das pessoas nem sabe o que anda cá a fazer...

Beijinhos, meu querido Swami!

5 de maio de 2014 08:18  
Blogger Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá Árabe, seu texto é tão profundo que serve para aulas de reflexão.Há tanta coisa que nos limita, que de nada adianta sabermos voar se não nos conhecemos.Encontramos em nossas vidas o bem e o mal, precisamos saber nos levantar e alçar voos belíssimos com a força da alma. Belo texto. Grande abraço!

5 de maio de 2014 09:54  
Blogger Mariazita disse...

Meu caro Árabe
Ter asas e não saber usá-las é o mesmo que ter olhos e não ver – o que acontece frequentemente.
O homem sonha e muitas vezes, muitas mesmo, não realiza os seus sonhos. Mas isso não deve ser motivo para os pôr de parte, pois o sonho é imprescindível à vida. Contudo, sonhar impossíveis de nada adianta. É necessário ter os pés no chão e os olhos nas estrelas.
Como sempre, presenteias-nos com um texto excelente, repleto de bons ensinamentos.
Meditar, interiorizar e pôr em prática é o que deveremos fazer.
Uma semana muito feliz.
Beijinhos

5 de maio de 2014 12:46  
Blogger Ilca disse...

Magnífico texto, meu querido amigo! Realmente, o medo limita a nossa liberdade, impedindo-nos de alçar voos mais altos em busca de novos horizontes.
Obrigada por essa bela reflexão!
Tenha uma semana de muita paz!
Grande abraço.

5 de maio de 2014 14:57  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

"Venham até a borda, ele disse
Eles disseram: Nós temos medo
Venham até a borda, ele insistiu
Eles foram
Ele os empurrou
E eles voaram."

Acho que é isso...

Espero que esteja bem meu amigo... que vc tenha uma semana de paz...

Beijos...

5 de maio de 2014 18:38  
Blogger helia disse...

Excelente texto para refletir ! É uma maravilha de vez em quando voar !

6 de maio de 2014 07:42  
Blogger Ailime disse...

Olá meu amigo e bom Árabe, mais um conjunto de pérolas preciosas de conhecimento! Por vezes as nossas asas são cortadas numa fase da vida determinante para que o nosso voo seja feito sem medos! Com o tempo vamos ganhando uma maior confiança e levantando voo, mas...sabe? Gostaria de há alguns anos atrás ter bebido no livro da Sabedoria! Penso que a minha semeadura teria sido mais profícua e eficaz! No entanto não deixei de cultivar em mim o amor, o perdão, a tolerância! E assim o meu voo se vai fazendo devagar, devagarinho, mas sempre tentado melhorá-lo.
Beijinhos e continuação de boa semana. Ailime

6 de maio de 2014 11:08  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

e para usar as asas, temos de as saber conquistar.

belíssimo texto como sempre.

beijos

:)

6 de maio de 2014 13:06  
Blogger Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

E como diz Mia Couto: o voar não vem da asa... Neste texto estão as dicas do voo...

Um abraço :)

7 de maio de 2014 13:43  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Wania: voemos com ela! Obrigado, bom resto de semana.

7 de maio de 2014 15:06  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Chica! Esse é jeito correto de voar! Bom resto de semana.

7 de maio de 2014 15:06  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. Mas, sinceramente, não sei se eu diria triste; até porque outra forma não existe de aprendermos a voar. Bom resto de semana!

7 de maio de 2014 15:08  
Blogger O Árabe disse...

Há, Claudinha... e é aí que o bicho pega! :) Bom resto de semana.

7 de maio de 2014 15:09  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Anônimo, e acho que você está certa: é importante sabermos lidar com os espinhos. Até porque eles sempre surgirão. Bom resto de semana!

7 de maio de 2014 15:10  
Blogger O Árabe disse...

Precisamos, sim, Smareis... até porque o aprender a voar é a razão de ser da jornada. Bom resto de semana!

7 de maio de 2014 15:11  
Blogger O Árabe disse...

Não, São... mas todos haveremos de aprender, amiga! :) Bom resto de semana.

7 de maio de 2014 15:12  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Marli, e deixe-me dizer que concordo: é com a força da alma, que alçamos os voos mais belos! Bom resto de semana.

7 de maio de 2014 15:14  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Mariazita, pelas gentis palavras e pelo belo comentário. Bom resto de semana!

7 de maio de 2014 15:15  
Blogger O Árabe disse...

Limita, Ilca. Com certeza, o que mais devemos temer é o próprio medo! Bom resto de semana, amiga; obrigado.

7 de maio de 2014 15:16  
Blogger O Árabe disse...

É isso, sim, Arco-Íris! Precisamos vencer o medo, para que possamos voar. Estou bem, sim; e você? Bom resto de semana!

7 de maio de 2014 15:17  
Blogger O Árabe disse...

É, Hélia! E é muito bom, também, contar com a sua presença, amiga. Bom resto de semana!

7 de maio de 2014 15:17  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Ailime! E concordo com tudo que você disse, amiga; principalmente com o fato de que a sabedoria só nos chega com o passar dos anos; o principal é tentarmos melhorar sempre! Bom resto de semana.

8 de maio de 2014 06:59  
Blogger O Árabe disse...

Temos, Piedade... e esta é uma luta diária, sem dúvida! Obrigado, bom resto de semana.

8 de maio de 2014 07:00  
Blogger O Árabe disse...

Não vem, Daniel; embora as asas nos venham do Coração do Universo. Meu abraço, amigo; boa semana!

8 de maio de 2014 07:03  
Blogger Silenciosamente ouvindo... disse...

Sim meu amigo, temos que saber
voar, saber o que queremos,
lutar para o conseguir.
Como sempre um texto maravilhoso.
Bj.
Irene Alves e o desejo de que
esteja bem.

8 de maio de 2014 11:53  
Blogger Luma Rosa disse...

Oi, Árabe!
Muito bom! É preciso perceber se não estamos incorrendo nos mesmos erros, afinal, se estamos presos sempre nos mesmos problemas, talvez sejamos nós os errados.
Beijus,

8 de maio de 2014 13:33  
Blogger Olhos de mel disse...

Talvez, Arabe, a tristeza nao esteja no teor, mas dentro de mim. Beijos

8 de maio de 2014 14:32  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Irene, pela amizade e gentileza. Estou bem, sim, amiga; e você, como está? Bom fim de semana!

9 de maio de 2014 05:47  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Luma! Quando a insatisfação constante nos visita, sempre precisamos rever os nossos sentimentos e conceitos. Bom fim de semana, obrigado.

9 de maio de 2014 05:49  
Blogger O Árabe disse...

Acredito, Olhos de Mel, que a tristeza e a felicidade fazem parte do aprendizado; cabe-nos apenas escolher qual desejamos em nossa companhia. :) Bom fim de semana!

9 de maio de 2014 05:52  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá amigo,

Tudo bem com você?

Seu texto, como sempre, exala sabedoria, além da beleza com que é construído.
Tudo se resume em se fazer bom uso da nossa liberdade de escolha. Assim agindo, estaremos usando nossas asas para alçar belos voos. A vida é um campo fértil, onde tudo que se planta brota, e procurando ser bons semeadores saberemos escolher com cuidado as sementes para uma colheita farta de paz, equilíbrio e felicidade.

Hoje não pude ouvir a música, pois estou com problemas no som do meu computador.

Ótimos dias.

Meu abraço.

9 de maio de 2014 07:59  
Blogger O Árabe disse...

Lamento os problemas no seu computador, Vera, e espero que logo estejam solucionados. Obrigado, amiga, pelo sensato comentário; bom fim de semana!

9 de maio de 2014 09:45  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky