O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 25 de abril de 2014

AMORES E DESPEDIDAS



Não deveríeis chorar por um amor que se vai.
Como não deveis lamentar a friagem da noite, se podeis recordar o calor do dia; ou o cinzento triste do inverno, se vos é dado lembrar o colorido encantador da primavera.
Não é sábio o homem que deplora a perda da fortuna que teve; antes deveria ser grato, pelo tempo em que dela desfrutou. Não é sábio  aquele que chora pelo que o fez sorrir.
Em verdade, cada dia é diferente dos outros; e cada um tem a sua história. Mas necessitais viver todos os dias, para que possais escrever a vossa própria história.
Assim, eu vos tenho dito que ilusões e desencantos se alternam em vossas vidas. E aquele que idealiza o ser amado, nada mais faz do que cultivar o desencanto de amanhã.
Pois ninguém é perfeito e uma pessoa não pode corresponder a um sonho. Por isto, nenhum relacionamento vos trará a completa realização ou a felicidade eterna.
Entretanto, é quando amais que sois felizes. E nos instantes em que acreditais perfeito o vosso amor, o júbilo vos invade e a plenitude habita em vosso coração.
E estas são as recordações que deveis guardar. Porque é o Amor que vos conduz ao Coração do Universo, enquanto a frustração faz sofrer o vosso verdadeiro Eu.
Sensato é o homem que saboreia a delícia do mel; e tresloucado aquele que se expõe à picada da abelha. Por que sofrer com a solidão, se podeis recordar a companhia?  
Por que vos envenenareis com o amargor da desilusão, se podeis acalentar a lembrança dos sonhos? Por que vos entregareis à tristeza, se vos pertencem os momentos de amor?
Não alimenteis, em vosso coração, o rancor por quem vos deixou. Como a lama que enxovalha o tecido mais branco, a vossa mágoa macularia o Amor que um dia vos uniu.
Varrei de vossa memória a tristeza da desilusão. Guardai, sim, em suas cores mais vivas, os momentos em que juntos fostes felizes; assim, o Amor vos devolverá a paz.
Um olhar, um sorriso, um beijo; uma carícia suave, um abraço apaixonado. Os instantes eternos em que os vossos corpos se pertenceram e as vossas almas se encontraram.
A ternura dos enamorados, o desejo dos amantes; as sensações que dividistes, as emoções que partilhastes. Guardai, com zelo e gratidão, doces recordações do vosso amor.
Para que o seu encanto permaneça em vós. 


Link música: 
http://ohassan.dominiotemporario.com/midi%20vocais/adamo_f%20comme%20femme.mid
Vídeo com tradução: http://youtu.be/gzWs62jbok8     


UPGRADE EM 02/05/2014: Da amiga Arco-Íris (http://mundodefrida.blogspot.com.br), recebemos este belo selinho, que pedimos licença para oferecer a todos os nossos amigos.  Obrigado, Arco-Íris, pelo mimo e pelo maior de todos os prêmios, que é a tua amizade!  

49 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Querido Árabe; lindo, doce e triste. Não consegui conter as lágrimas. Não tenho palavras que descrever o sentimento, nem consigo escrever com os olhos marejados de lágrimas.
Bom fim de semana! Beijos

25 de abril de 2014 18:30  
Blogger Olhos de mel disse...

Árabe; que dizer da musica e da imagem? Nem tenho palavras a não ser ler e reler, enquanto as lágrimas me permitirem enxergar um pouco.
Beijos

25 de abril de 2014 18:48  
Anonymous Anônimo disse...

Entretanto, é quando amais que sois felizes. E nos instantes em que acreditais perfeito o vosso amor, o júbilo vos invade e a plenitude habita em vosso coração.

Verdade Árabe, quando amamos sentimos uma alegria,uma sensação de paz,tranquilidade e desejamos que a pessoa amada seja feliz,com ou sem a nossa presença. Belíssimo texto e de coração que você esteja bem!!! Amei,amei de verdade!!! Ótimo final de semana para você!

26 de abril de 2014 03:16  
Blogger Mariazita disse...

Meu querido amigo
Este teu maravilhoso texto trouxe-me lágrimas que fizeram contrair a minha garganta.
Muitas vezes me acontece isto - forma-se um nó, os olhos humedecem, e as lágrimas libertadoras não escorrem pelo rosto, ficam ali retidas, dificultando a respiração...
É, meu amigo, as tuas palavras trouxeram à minha lembrança "amores perdidos" que jamais poderei recuperar.
Pensar nos momentos bons seria uma solução, se não lhe viesse associado o facto de se terem perdido para sempre...

Não vou alongar-me. Penso que me entendeste...
Apesar da tristeza que me causou, adorei o teu texto.
Obrigada!

Bom fim de semana (que também se apresenta triste...)
Beijinhos

26 de abril de 2014 03:17  
Blogger ✿ chica disse...

Lindo, triste e emocionante teu texto e nem quero me imaginar perdendo meu amor!!! abração, linda semana,chica

26 de abril de 2014 03:28  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

mas, as despedidas são sempre muito tristes, eu custa-me muito....

:(

26 de abril de 2014 10:08  
Blogger Rô... disse...

oi meu amigo,

sou extremamente sensível e muito chorona,
nem preciso dizer o que aconteceu comigo ao ler esse espetáculo de texto,
prefiro nem imaginar em perder meu amor,
tenho certeza que me perderia também...

beijinhos

26 de abril de 2014 15:20  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

Tem amores que so deixam magoas ao final, a encobrir as lembranças que deveriam ser boas...
Vai ver que nem foram amores...

Beijos...

26 de abril de 2014 21:05  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola, Árabe!!!

En la vida siempre perderemos algo... y por otra parte ganaremos: ¡Amor con amor se cura!!! Si tu amor te deja, no llores ni estés triste!!! Pues no se acaba el mundo por eso y, seguramente es que ya no valía la pena seguir a su lado; y siempre se podrá entrar el amor que te llene y, si no se encuentra, vale más sólo que mal acompañado.

Ha sido un inmenso placer pasar a leerte. Perdona mi demora; estoy de descanso por un pequeño problema de salud. Voy poco a poco visitando mis blogs amigos.
Te dejo mi gratitud y mi estima.
Un beso y se muy feliz.




27 de abril de 2014 11:23  
Blogger Cidinha disse...

Oi, amigo. Boa noite! O texto é de grande sabedoria e é sempre muita emoção, além de aprendizado.Obrigada Àrabe por partilhar! Meu carinho e desejo de uma semana de luz. Bjos.

27 de abril de 2014 18:43  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

Arabe... meu blog recebeu um premio e teria que indicar outros blogs para recebe-lo tbm, seu blog esta entre os que tenho especial carinho, por isso o indiquei... o mimo esta no meu blog, mas sinta-se a vontade para recebe-lo ou nao...

Beijos...

27 de abril de 2014 18:49  
Blogger Ailime disse...

Olá amigo e bom Árabe, sempre lindas e sábias palavras que nos dirige!
Hoje uma reflexão que me emocionou!
Não sei como como reagiria a uma partida assim! Penso que mesmo em vida a caminhada deve ser regida com as lembranças boas. Elas nos dão alento para prosseguirmos! E assim vamos caminhando com alegria até ao trajecto final. Um beijinho e uma boa semana . Ailime

28 de abril de 2014 08:24  
Blogger Paula Barros disse...

Cada frase uma reflexão. E é preciso reler, reler...refletir, refletir...deixar tocar a alma.
Abraço

28 de abril de 2014 08:50  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Palavras plenas de verdades. A vida é assim e não dá para fugir dessa realidade. São os contraste que nos fazem evoluir e dar valor às coisas.
O Árabe, muita paz!

28 de abril de 2014 10:27  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá amigo,

Gosto muito da música. Não conhecia a letra e pude ver como é bela através do vídeo com a respectiva tradução.

Seu texto é muito lindo. Difícil adquirir tamanha sabedoria. Perdas não são bem assimiladas, ainda que fiquem lindas lembranças. Mas é melhor viver um amor e poder se alimentar de lembranças do que não ter a oportunidade de viver momentos inesquecíveis de amor.

Feliz semana.

Abraço.

28 de abril de 2014 16:45  
Blogger ONG ALERTA disse...

Emocionante...
Abraço Lisette.

28 de abril de 2014 17:35  
Blogger Sissym Mascarenhas disse...



Arabe, querido,

Acho que há uma grandeza dentro de mim, alem de me amar e apostar no que sou e posso ser, nunca perturbei os amores que saíram de minha vida. Entraram e partiram, o sentimento de amor, não da amizade, estas ficaram.

Bjs

28 de abril de 2014 19:58  
Blogger Mariazita disse...

Agradecendo e retribuindo os votos de boa semana, informo que o próximo post está quase a sair do forno:)))
Às 0 horas de 30/04 (ou seja, dentro de 14 horas e 15 minutos...)estará no ar.

Beijinhos

29 de abril de 2014 01:47  
Blogger Ilca disse...

Oi meu querido amigo,
Divino e maravilhoso o seu texto! Suas palavras tão cheias de verdades e de grande sabedoria, são Luz para o meu caminho!
Obrigada sempre!
Meu abraço com imenso carinho.

29 de abril de 2014 08:33  
Blogger São disse...

Amor, meu querido Swami, não é coisa que alguma me tenha sido oferecida em abundância...e , por isso, não posso falar muito sobre o tema.


Abraço com muito carinho, meu bem

29 de abril de 2014 11:11  
Blogger Luma Rosa disse...

Oi, Árabe!
É preciso deixar um amor ir, para que outro possa chegar! Brincadeirinha...
O amor é um sentimento que está em nós e o que outra pessoa provoca, nada mais é do que o reflexo desse sentimento, por isso também as decepções.
É muito triste quando um relacionamento acaba, mas não podemos dizer que ele não deu certo, pois deu certo enquanto durou.
Melhor recordar um amor com carinho, do que alimentar mágoas.
Beijus,

29 de abril de 2014 17:46  
Blogger Minha vida de campo disse...

Olá, tudo bem?
Linda e sábias palavras, como somos egoístas nunca queremos perder. Gostei de sua belas sugestões e a partir de hoje vou começar a agradecer tudo de bom que tive o prazer de viver.
Bjos tenha um ótimo feriado.

30 de abril de 2014 11:42  
Blogger Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Porventura o lamento, em forma de mera tristeza, fará parte de um processo de renovação interior, mas é sempre na doação sem pensar que se faz a grandeza da própria dádiva!

Um abraço grande

1 de maio de 2014 12:10  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Olá Árabe!
Um texto belo e triste ao mesmo tempo. Ninguém gosta de perder, mas tem razão quando diz que é sábio guardar o que ficou de bom..

1 de maio de 2014 14:48  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. E você tem razão: esta música é realmente linda! Bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:26  
Blogger O Árabe disse...

Estou bem, Anônimo, e de coração retribuo os seus votos. Obrigado, bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:27  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Mariazita. E creia-me: não sei se definiria os amores passados como "perdidos"... deles sempre nos fica algo, não é? :) Bom resto de semana!

1 de maio de 2014 17:29  
Blogger O Árabe disse...

Não o perderás, Chica, com fé em Deus! Bom resto de semana, amiga.

1 de maio de 2014 17:31  
Blogger O Árabe disse...

São Piedade... bem o sei! Bom resto de semana, fica bem.

1 de maio de 2014 17:32  
Blogger O Árabe disse...

Não imagine, Rô. Tenho certeza que não vai acontecer! Bom resto de semana, obrigado.

1 de maio de 2014 17:33  
Blogger O Árabe disse...

Se assim ocorreu, Arco-Íris, decerto não o foram! Bom resto de semana, amiga; fica bem.

1 de maio de 2014 17:34  
Blogger O Árabe disse...

É isso, sim, Marina: quando se perde algo, ganha-se por outro lado... ainda que sejam doces lembranças. Obrigado, amiga; bom resto de semana, espero que logo estejas completamente bem!

1 de maio de 2014 17:37  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Cidinha, pela amizade e gentileza constantes. Bom resto de semana!

1 de maio de 2014 17:38  
Blogger O Árabe disse...

Arco-Íris, amiga, muito me honra a lembrança. Agradeço o mimo e o maior dos prêmios, que é a tua amizade!

1 de maio de 2014 17:40  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Ailime: as lembranças boas devem reger a nossa caminhada. Sempre! Obrigado, bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:41  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Paula, pela gentileza e amizade! Bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:42  
Blogger O Árabe disse...

São, Shirley. Assim como, na natureza, o sol e a chuva fazem brotar as plantas. Bom resto de semana!

1 de maio de 2014 17:43  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Vera! Melhor ter as doces lembranças, do que desconhecer o amor. E tanto a letra como a música são lindas, mesmo! Bom resto de semana, obrigado.

1 de maio de 2014 17:45  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Lisette! Bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:46  
Blogger O Árabe disse...

E assim deve ser, Sissym: devemos guardar sempre as boas lembranças! Obrigado, bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:47  
Blogger O Árabe disse...

Dentro em breve, Mariazita, estarei conferindo o novo post. Gosto muito do que escreves!

1 de maio de 2014 17:48  
Blogger O Árabe disse...

Amigos como você, Ilca, são sempre as melhores luzes em nosso caminho. Obrigado, amiga; bom resto de semana!

1 de maio de 2014 17:50  
Blogger O Árabe disse...

Entendo, São... mas tenho certeza de que muito amor vive em você, minha querida amiga! Obrigado, bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:51  
Blogger O Árabe disse...

Sei que é brincadeirinha, Luma, mas... está certo, não é? Aliás, todo o comentário foi ótimo! :) Obrigado, bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:53  
Blogger O Árabe disse...

Sabe, Anajá? Pelo seu blog, acredito que é exatamente assim que você vive: com gratidão e alegria! Bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:54  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Daniel! A doação sincera traz, em si mesma, a própria recompensa! Meu abraço, amigo; bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:55  
Blogger O Árabe disse...

Sábio e necessário, Claudinha. São as boas lembranças, além da esperança, que nos ajudam a seguir em frente! Obrigado, bom resto de semana.

1 de maio de 2014 17:56  
Blogger Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Uma leitura que nos transmite sabedoria, trazendo alegria e paz interior, para que suportemos a ausência de um grande amor. Obrigada, Árabe.
Beijos.

2 de maio de 2014 14:32  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Lúcia, pela gentileza e amizade. Boa semana!

5 de maio de 2014 07:03  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky