O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

VIVEI OS VOSSOS AMORES


Por que não viveis, simplesmente, os vossos amores?
Por que para vós o amor é sinônimo de posse e inquietação, quando deveria trazer-vos liberdade e paz? Por que cultivais dúvidas, quando o amor deveria ser a vossa certeza?
Por que buscais acorrentar a vós o ser amado, quando voar juntos deveria ser o vosso sonho maior? Por que reclamais direitos que não tendes e apenas ele vos pode conceder?
Não percebeis que, assim fazendo, transformais em frustrante pagamento o que deveria ser alegre doação? O amor não é um comércio, mas uma entrega espontânea e constante.     
Esta é a essência do amor: a alegria de doar-se ao ser amado; de viver a eternidade em um beijo; de mergulhar no oceano do universo em um orgasmo; de entregar-se a alguém.
Credes, acaso, que exista uma obrigação de amar e um direito de ser amado? Sabei, então, que ninguém pode ser feliz, se for obrigado a renunciar às coisas que gosta de fazer.
Por isto, a liberdade faz parte do amor; para aquele que ama, nada é mais importante que a felicidade da pessoa amada. Amar é colocar a própria felicidade nas mãos de alguém.
Fazei, portanto, ao amor como fazeis à fruta suculenta; permiti que o seu sumo vos preencha a boca e delicie o vosso paladar, sem que vos preocupe a duração que possa ter.
Eu vos tenho dito que o medo do futuro pode roubar-vos a alegria do presente. E não é sensato privar-vos da alegria de hoje, por temer a tristeza que talvez venha amanhã.
Se fazeis do amor o vosso sol, sede como o girassol, cujo único cuidado é oferecer-se à luz que lhe sustenta a vida. Que não vos assustem as nuvens, pois o vento sempre as levará.
Vivei, simplesmente, os vossos amores. Descobrireis que o amor não é uma prisão que vos tolha os passos, mas as asas que vos levarão a um mundo novo, colorido e maravilhoso.
E ainda que esse mundo abrigue as suas armadilhas, os seus precipícios e os seus perigos, é nele que estão as mais lindas e perfumadas flores e os mais saborosos frutos.
Vivei, simplesmente, os vossos amores. Deixai que vos conduzam pelos caminhos da Vida, porque é assim que conhecereis as sensações mais doces e os prazeres mais intensos.
Não temais as tristezas que os amores vos possam trazer. Para que brote a tristeza, é preciso que antes tenha florescido a alegria; a desilusão surge apenas ao findar o sonho.
E é de sonhos e desilusões que se faz o vosso aprendizado. 

Música: 
 
Recomendo este vídeo. Pensei muito em colocar  esta canção como música do post. 
http://youtu.be/uoUCEoTB4PQ

37 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Muito lindo Árabe! O que traz inquietação, não é o amor, mas a incerteza que fica dentre o tempo que transcorre implacável. É a falta de perspectivas.
Mas achei linda postagem, a forma que discorreu sobre o tema, e a imagem!
O vídeo? Ah! É um sonho... Quem dera a vida fosse assim...
Bom fim de semana! Beijos

26 de setembro de 2014 11:55  
Blogger ✿ chica disse...

Te ler á aprender sempre. Muito lindo e faz bem refletir. Vamos viver e aproveitar nossos amores ...Ótimo propósito! abraços, chica

26 de setembro de 2014 13:45  
Blogger Paula Barros disse...

Acontece muito, por medo do futuro, não se vive um presente.
Textos sempre muito bons, nos fazendo refletir.
"Eu vos tenho dito que o medo do futuro pode roubar-vos a alegria do presente."
abraço

26 de setembro de 2014 14:46  
Blogger Rô... disse...

oi meu amigo,

ler você é sempre uma delícia,
já faz um tempo que eu escolhi viver o presente intensamente,
e posso te afirmar que mesmo com o risco das desilusões amo e sonho intensamente...

beijinhos

28 de setembro de 2014 07:02  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Ótimo texto , Árabe. Visto sob sua ótica, muito coerente. Eu costumo ver sob outras perspectivas, por exemplo quando há carências, não de posse, mas de atenção, de uma palavra no momento certo, da presença notada por coisas simples e considerações. Ponho a culpa justamente na incapacidade de seres de planetas diferentes em se comunicarem. Enfim, é só um outro ponto de vista, você sabe o que vive e manda seu recado.
Ótimo texto!

28 de setembro de 2014 07:50  
Blogger Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Assim é o Amor, sim, cunhado com entrega e com o acreditar constante de que vale a pena partilhar...

Um abraço assim _______________

29 de setembro de 2014 04:22  
Blogger Isy disse...

Às vezes as pessoas parece que tem medo de amar...

Bom texto! Adorei!

Bjxxx

29 de setembro de 2014 09:24  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola, Árabe!!!

Que precioso texto nos dejas, amigo.
Una exquisita lección de amor y también reflexión, para alcanzar la felicidad y la comprensión entre la pareja.
Aunque parezca fácil la convivencia, entre una pareja, no lo es, debe haber una confianza y complicidad mutua, para que funcione y puedan se felices, más o menos... Pues la completa felicidad no la tiene nadie.
Ha sido un inmenso placer leerte.
Te dejo mi gratitud y mi estima.
Un beso y se muy muy feliz.

29 de setembro de 2014 14:59  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

Lindo demais!
E verdadeiro também, o amor só pode florescer em total liberdade, não somos donos de ninguém, nem de nós mesmos.
Obrigada por sua visita, amigo!
Bjsss

29 de setembro de 2014 15:41  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

Sempre lindo e totalmente aproveitável o que você escreve, Árabe. Bom demais!
Paz profunda!

30 de setembro de 2014 06:05  
Blogger Ailime disse...

Meu amigo e bom Árabe, uma dissertação sobre o Amor que adorei ler, cheia das tais pérolas que tanto admiro!
Um tema que tem muito para reflectir!
Só à medida que o tempo vai voando nos apercebemos do quanto errámos (falo por mim) e como teria sido diferente (ou talvez não) se agíssemos de forma mais propicia!
Vamos sempre tentando aprender e colocar em prática aquilo que nos poderá proporcionar viver o amor em toda a sua plenitude.
Um beijinho e continuação de boa semana.
Ailime

30 de setembro de 2014 10:19  
Anonymous Helena disse...

Viver simplesmente o amor, numa doação e entrega que nos faça entender que a felicidade depende da nossa forma de amar...
Como sempre, meu amigo, teus ensinamentos nos tocam a alma de forma verdadeira, simples, única.
Sorrisos e estrelas no teu caminhar,
Helena

30 de setembro de 2014 17:14  
Blogger Rita Sperchi disse...

Boa noite vim deixar uma frase pra vc

¸.•*¨✿✿"Há pessoas que nos salvam sem perceber. Por amor. Por amizade. Por simplesmente querer bem."

Paolla Milnyczul ¸.•*¨✿✿


Bjusss
Rita

30 de setembro de 2014 19:22  
Blogger MARILENE disse...

Acredito que as pessoas abertas ao amor, amam, simplesmente. E com a capacidade de doação que lhes é peculiar, só angariam esse mesmo amor. Não temem desilusões e se entregam ao sentimento. Sabemos que vale a pena vivê-lo, ainda que termine. Como se pode viver sem amar? Abraço.

30 de setembro de 2014 20:05  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá Árabe,

Gosto da Simone, mas 'Al Di La' é uma música especialmente linda e teria sido perfeita para o texto.

Quem ama verdadeiramente deseja, em primeiro lugar, a felicidade da pessoa amada. Contudo, muitos, por ciúme, sentimento de posse ou egoísmo procuram cercear o(a) companheiro(a), o que leva ao desgaste da relação e ao fim do amor. Amor não rima com inquietação, insegurança e egoísmo.
Amar é uma arte. Felizes dos que se entregam a esse sentimento com o coração aberto, vivendo-o com intensidade e fazendo dele eterno pelo tempo de sua duração.

Muito lindo, amigo.

Feliz semana.

Abraço.

30 de setembro de 2014 21:19  
Blogger ONG ALERTA disse...

Com toda energia deste mundo, abraço Lisette.

1 de outubro de 2014 05:44  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. E você tem razão: esse vídeo é realmente lindo! Aliás, o filme também. :) Bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:43  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Chica... e mantenhamos esse propósito. :) Bom resto de semana, amiga!

1 de outubro de 2014 06:44  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Paula: muitas vezes, tememos tanto o futuro que não desfrutamos do presente. Sempre uma alegria a sua presença, bom resto de semana!

1 de outubro de 2014 06:44  
Blogger O Árabe disse...

Também acho que é o certo a se fazer, Rô; viver os sonhos compensa as desilusões. Obrigado, bom resto de semana!

1 de outubro de 2014 06:46  
Blogger O Árabe disse...

Sabe, Claudinha? Por incrível que pareça, você antecipou o assunto do próximo post! :) Cada um de nós tem as suas próprias verdades... e, juntas, formam a verdade maior! Assim é, amiga: a observação sob vários pontos de vista amplia a nossa visão. Obrigado, boa semana.

1 de outubro de 2014 06:49  
Blogger O Árabe disse...

Vale, Daniel... e vale a pena acreditar nisso! Meu abraço, amigo; bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:49  
Blogger O Árabe disse...

Parecem, Isy. Talvez, no fundo, todos nós tenhamos um pouco de medo do que não podemos controlar. Obrigado, bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:50  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Marina, pelo precioso comentário e por sua amizade constante. Bom resto de semana, amiga!

1 de outubro de 2014 06:52  
Blogger O Árabe disse...

Grande verdade, Vanuza: nem de nós mesmos. E visitar o seu blog é sempre rum grande prazer, amiga: gosto do que você escreve! :) Bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:53  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Shirley, pela gentileza e amizade constantes! Bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:54  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Ailime! Vamos sempre tentando aprender e colocar em prática aquilo que nos poderá proporcionar viver o amor em toda a sua plenitude; nele, está a felicidade. Obrigado, amiga; bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:56  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Rita! E bom resto de semana, amiga.

1 de outubro de 2014 06:56  
Blogger O Árabe disse...

Você disse muito bem, Marilene: vale a pena, ainda que termine. É quando amamos, que verdadeiramente vivemos! Obrigado, bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:58  
Blogger O Árabe disse...

São duas músicas lindas, não, Vera? E ambas marcaram as suas épocas. Obrigado, amiga, pela gentileza e pelo belo comentário, bom resto de semana.

1 de outubro de 2014 06:59  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Lisette. Bom resto de semana, amiga!

1 de outubro de 2014 06:59  
Blogger Zilani Célia disse...

OI ÁRABE!
O AMOR TEM DE SER VERDADEIRO PARA SER LIBERTO DA FRAQUEZA DA POSSE, QUE SÓ O DESCARACTERIZA.
UM BELO TEXTO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

1 de outubro de 2014 17:56  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

uma dissertação sobre o amor sábia e lúcida....

:)

2 de outubro de 2014 02:31  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Zilani. Até porque o ser humano tende a descuidar daquilo que acredita possuir e o amor necessita de cuidados constantes. :) Obrigado, bom fim de semana.

3 de outubro de 2014 07:13  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Piedade, bela amizade e gentileza. Bom fim de semana!

3 de outubro de 2014 07:13  
Anonymous Anônimo disse...

Deixar o coração aberto para o amor, é tudo de bom! Nenhum Ser Humano poderá ser feliz, sem amar e ser amado. É o amor que nos mantém completos, felizes, é como bênçãos em nossa vida.Amei tudo, texto, musica e imagem, tudo lindo e de muito bom gosto, como sempre!!! Lindo e tranquilo final de semana para você. Obrigada!

Maria Luzia

3 de outubro de 2014 07:25  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Maria Luzia. E você tem razão: deixar o coração aberto para o amor é tudo de bom! Bom fim de semana.

3 de outubro de 2014 07:31  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky