O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

domingo, 30 de setembro de 2007

A ESCOLHA

Cada instante que se vai, jamais retornará. Irá juntar-se aos que se foram, reduzindo ainda mais o tempo de que dispomos.

Assim como a rosa, que dura apenas o necessário para abrir-se em flor, também o homem tem o tempo de que necessita, para cumprir a sua missão.

E a missão não é mais que o aprendizado; pois cada homem que caminha sobre a Terra caminha, na verdade, para alcançar o seu lugar no Universo.

E o aprendizado não será isento do sofrimento. Pois como poderia o botão de rosa transformar-se em beleza, sem suportar o calor do sol ou o sopro do vento?

Tampouco ocorrerá sem alegrias. Suportaria a rosa o calor do sol, ou o sopro do vento, não fossem o frescor da noite e a carícia da brisa?

Não deveis, neste mundo, esperar a felicidade. Assim como não pode o discípulo esperar o seu diploma, antes de concluído o curso. Vede, antes, a vossa caminhada de hoje como a véspera do descanso de amanhã, que se faz necessário antes de nova jornada. E assim será, até que alcanceis o vosso destino.

Entretanto, a rosa não busca o sol causticante ou o vento inclemente; apenas os suporta, encontrando na noite e na brisa o refrigério de que necessita para recompor as forças.

Que vos sirva este exemplo.

Pois vos tenho visto a gastar a maior parte do vosso precioso tempo em esmiuçar o vosso sofrimento, quando deveríeis desfrutar das vossas alegrias.

Eis que vos afligis a chorar pelo que vos falta, e esqueceis de sorrir pelo que é vosso. E, assim fazendo, edificais um castelo de sofrimento, que a cada dia vos manterá mais prisioneiros de seus muros invisíveis.

A vós, cabe escolher o que vereis. E se olhardes para o chão, nada vereis além do barro. Se, entretanto, os levantardes para o céu, descobrireis a beleza das estrelas e o fascínio do Infinito.

É vossa a escolha.

Lembrai-vos, todavia, de que as trevas nada podem gerar, além da escuridão cada vez mais densa. E é a luz, dissipando as trevas, que vos pode mostrar o Caminho.

Buscai, pois, a alegria. É ela que vos permitirá ouvir a canção da Vida, e olhar para o amanhecer de cada novo dia como a promessa de algo maravilhoso em vossa estrada.

Deveis, sempre, fugir ao sofrimento. E não permitir que os momentos de amargura encontrem, em vosso coração, guarida mais prolongada que os instantes de felicidade.

É curto o tempo de cada estada.

E, se assim é, por que o desperdiçareis em sofrer, se podeis usá-lo para sorrir? Por que abrigar lembranças amargas, se dispondes também de doces lembranças?

Em vosso caminho encontrareis, todos os dias, a inquietude e a paz.

Cabe-vos escolher qual delas caminhará, por mais tempo, ao vosso lado.

O texto é do livro "Hassan" e a ilustração do site 1000 Imagens. Agradeço de coração às amigas Silêncio_Culpado e Carol, pela gentileza de nomear-me para o prêmio "Visitante", que repasso a todos vocês: os seus comentários trazem luz e sabedoria ao nosso oásis. Muito obrigado!

55 Comentários:

Blogger gata disse...

Olá

A Ki passou-se de vez!
Vai aqui : http://www.catacumbas.blogs.sapo.pt.
e vê o que ela fez!

Árabe, vai lá, dá um contributo. Depois volto, para te comentar como mereces!!

Beijo de gata

30 de setembro de 2007 16:27  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Oie Árabe! Mais um belo post! Uma mensagem tão bonita, quanto verdadeira.
Que sua semana seja feliz, cheia de realizações!
Beijos

30 de setembro de 2007 17:57  
Blogger Sol da meia noite disse...

Maravilhosas as verdades escritas neste blog...
Difícil é transformá-las em filosofias de vida. Por muito que se faça esse propósito, descambamos sempre...
É caso para dizer que nem para nós somos bons...

Beijinhos!

1 de outubro de 2007 10:32  
Blogger Tina disse...

Oi Arabe!

Realmente, so depende da gente e das escolhas que fazemos. Lindo texto, obrigada por dividir.

beijos querido e boa semana,

1 de outubro de 2007 10:35  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Este texto, como todos os que aqui estão, é de grande beleza e profundidade. O homem, na ânsia de procurar na vida a sua satisfação pessoal, cava um fosso entre si e a verdadeira vida. Vida que passa pelo amor aos outros, pela aceitação do sol e da tempestade, pelo apreço pelas coisas simples e por uma vontade de viver que não deve alhear-se da ideia de finitude e de transitoriedade das coisas, para que saiba saborear verdadeiramente todos os momentos.
Obrigada pelo retorno da nomeação que vou sinalizar no meu cantinho.

2 de outubro de 2007 12:01  
Blogger NINHO DE CUCO disse...

Ah quanta palavra sábia este blogue contém. Tomara que mais o leiam para que meditem porque a pressa e o egoísmo do mundo presente estão a roubar ao homem a sua capacidade introspectiva.

2 de outubro de 2007 12:04  
Blogger NÓMADA disse...

As escolhas são sempre difíceis para o homem comum. E tudo isto porque uma escolha implica sempre abrir mão de alguma coisa e todos querem tudo. E é por tudo quererem que muitos ficam também de mãos vazias.

2 de outubro de 2007 12:06  
Anonymous DO disse...

Palmas a vc,Arabe.
Seus textos são sempre de excelente bom gosto.

Abração e uma otima semana

2 de outubro de 2007 12:37  
Blogger Luz&Amor disse...

Como gostaria de saber tudo isso assim, vívidamente. As vezes as coisas ficam mesmo impregnadas, esperando um resposta que nunca vem. E a vida passa e vamos acumulando picuinhas e tristezas e as alegrias mesmo, passam sem serem vistas. E nem mesmo quando contamos os nossos dias somos capazes de mudar. Porque o hábito é tão intenso que passa a ser parte. Ai, algo doeu aqui viu.
Um beijo a ti amigo e obrigada por dividir mais uma mensagem linda.
Bjs

2 de outubro de 2007 13:14  
Anonymous Keila, a Loba disse...

Galileu Galilei respondia às pessoas que o perguntavam sobre quantos anos ele tinha com uma resposta interessante: "Tenho oito anos!", embora a sua aparência fosse à de uma pessoa com setenta anos. Ele respondia assim porque lembrava quanto tempo de vida considerava ter, pois o que havia passado já não podia ser pontuado, restando os anos do presente e talvez os do futuro.

Acho interessante saber que, na física, o nosso tempo aqui na Terra equivale a menos de um minuto de vida; ou seja, temos lampejos de vida, e o pouco que temos às vezes perece uma eternidade.

BeijUivooooooooossssssss da Loba

2 de outubro de 2007 16:23  
Blogger Vieira Calado disse...

O texto que aqui colocou, é de excelência. Obrigado pelo que disse da minha 3ª edição.
Mas, na realidade, não é a mim que compete dizer da sua qualidade. Outros o têm feito. O que eu posso dizer é que foi uma jornada gloriosa, o dia em que o Merdock saíu da "prisa". De tal maneira que passados mais de 50 anos, ainda o acontecimento é celebrado, quase com uma lágrima no olho, por parte dos viveram esses acontecimentos.
Estava-se no tempo do fascismo mais duro e o Merdock passou a representar para aquela rapaziada, o sonho de libertação.
Boa semana para você.

3 de outubro de 2007 06:53  
Blogger Whispers in night disse...

ola meu lindo!

Adoro vir te ler......
o que se vai passando nao volta jamais.
infelizmente um dia que vai passando menos um que temos.
beijos mil na tua alma linda
whispers

3 de outubro de 2007 08:31  
Blogger Carol disse...

Árabe: texto lindo, como sempre!E que palavras sábias, meu amigo...

Whispers: Perdemos um dia, ganhamos em experiências, amigos, conhecimentos.

3 de outubro de 2007 15:49  
Blogger Olhos de mel disse...

Árabe, passei aqui pra deixar beijinhos e reler seu belo texto!

3 de outubro de 2007 17:44  
Blogger sofia disse...

Os meus mais sinceros parabéns pelo texto, pelas palavras partilhadas que fazem tanto sentido em mim, e penso eu, em cada um que te lê.
A vida é mesmo uma aprendizagem, nem sempre fácil mas necessária, é preciso acreditar e sorrir.
e acima de tudo muita sabedoria para se conseguir ver a diferença.
um beijo

4 de outubro de 2007 03:39  
Anonymous Márcia(clarinha) disse...

As escolhas nos cabem mas seus textos ajudam na reflexão, obrigada!
lindos dias poeta
beijos

4 de outubro de 2007 17:21  
Blogger O Árabe disse...

Já fui, amiga Gata... mas você já deve ter notado! :)

4 de outubro de 2007 19:28  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel... e te desejo o mesmo, apesar do atraso! :)

4 de outubro de 2007 19:28  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Sol. E, acedite, só o querer mudar já é um bom começo! :)

4 de outubro de 2007 19:29  
Blogger O Árabe disse...

Tina, amiga, prazer em vê-la de volta! E, decerto, ainda mais feliz que de costume... :)

4 de outubro de 2007 19:30  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Silêncio, pela bela contribuição ao nosso singelo texto! Quanto à nomeção, mais uma vez provas que bem a mereces... :)

4 de outubro de 2007 19:33  
Blogger O Árabe disse...

Realmente, amiga Ninho de Cuco... tanto corremos, que nos esquecemos de apenas viver e sentir a vida!

4 de outubro de 2007 19:34  
Blogger O Árabe disse...

Nómada, é uma grande verdade: tudo querer é o caminho de tudo perder... ;)

4 de outubro de 2007 19:35  
Blogger Palavras ao vento disse...

OLá Árabe,

Mais um bom momento que passo aqui a ler as mensagens tão enriquecedoras!

Os meus parabens... Voltarei sempre!

Beijos de uma " mourisca"

Maria

4 de outubro de 2007 19:35  
Blogger O Árabe disse...

Não só os meus, não é, DO? O Ramsés que o diga! :) Abração

4 de outubro de 2007 19:36  
Blogger O Árabe disse...

Sabe, Luz? É através da dor que iniciamos as mudanças!... Está na hora, não, amiga? ;)

4 de outubro de 2007 19:38  
Blogger O Árabe disse...

Na verdade, Keila, o tempo é mesmo relativo: parece voar nos momentos felizes, e eternizar-se naqueles em que sofremos. Ainda bem que passa... sempre! :)

4 de outubro de 2007 19:39  
Blogger O Árabe disse...

Vieira, obrigado pela honrosa opinião. E, acrtedite, embora ainda não haja desfrutado o prazer de ler o livro, posso entender porque o sucesso do Merdock!... Bom fds, amigo

4 de outubro de 2007 19:41  
Blogger O Árabe disse...

Whispers, amiga, dizem que enquanto somos novos, cada dia é mais um dia. Depois de certa idade... bem, passa a ser menos um dia! :)

4 de outubro de 2007 19:42  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Carol, pela gentileza. E concordo: perdemos em tempo, ganhamos em vida... ;)

4 de outubro de 2007 19:43  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. Você é sempre bem-vinda ao nosso oásis...

4 de outubro de 2007 19:44  
Blogger O Árabe disse...

Você está certa, Sofia: só mesmo a experiência da vida, para nos mostrar a diferença!

4 de outubro de 2007 19:46  
Blogger O Árabe disse...

Clarinha, a intenção é mesmo de ajudar... e a minha única dúvida é saber se o consigo. Obrigado, por me dizer que sim! :)

4 de outubro de 2007 19:49  
Blogger Whispers in night disse...

ola lindo!
venho te desejar um bom fim de semana
te deixar mil e um beijo
Whispers

4 de outubro de 2007 19:49  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Maria, pela gentileza... e por tão honrosa opinião! Volte sempre, sim... o oásis é nosso.

4 de outubro de 2007 19:50  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Whisper... e permita-me retribuir, sim? Tenha um belo final de semana, amiga! :)

4 de outubro de 2007 19:51  
Blogger sveronica disse...

É uma bela mensagem!
As coisas tem seu tempo e o tempo necessário de aprendizado. E como todo aprendizado haverá sempre o sol e o calor, mas tamb´me a claridade e a frescura.



Eu já havia assinado com o link novo e estou feliz por tua visita à minha casa nova!

beijinhos

Menina do Rio

4 de outubro de 2007 20:13  
Blogger Whispers in night disse...

Ola lindo!
venho te convidar para ires ao meu blog buscar um premio que te deixei la, espero que aceites
te deixo mil e um beijo e desejos que teu sabado seja maravilhoso
whispers

5 de outubro de 2007 18:18  
Blogger O Árabe disse...

Qualquer que seja o seu endereço, Verônica, a poesia nele sempre habitará... e nele sempre estarão os amigos. Obrigado, por me permitir ser um deles. ;)

7 de outubro de 2007 16:15  
Blogger O Árabe disse...

Já o vi, Whisper... e agrdeço de coração espero que me permitas mencioná-los no próximo post.

7 de outubro de 2007 16:16  
Blogger Olhos de mel disse...

Olá Árabe! Passando pra lhe desejar uma semana feliz, com muitas realizações!
Beijos

7 de outubro de 2007 17:07  
Anonymous Magui disse...

Desistiu? Onde está vc?O tempo está passando.

8 de outubro de 2007 08:02  
Blogger Yvonne disse...

Árabe, seu blog é uma delícia. Lindo. Beijocas

8 de outubro de 2007 08:51  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Apesar de já ter comentado venho revisitar o texto. Com efeito este é dos melhores blogues de conteúdos filosóficos que conheço. Nunca me canso de reler.
Completamente diferente o Silêncio Culpado procura questionar um quotidiano onde a injustiça e a desigualdade se tornam cada vez mais presentes. Por isso, e sendo importante a solidariedade entre blogues que se respeitam e acrescentam, Silêncio Culpado aceitou o convite do proprietário de Notas Soltas para participar neste blogue que tem indiscutível qualidade (http://notassoltasideiastontas.blogspot.com).
Um abraço

8 de outubro de 2007 10:25  
Blogger Luz&Amor disse...

Passando pra deixar aqui um beijo e bons desejos pra semana.
Bjs

8 de outubro de 2007 13:05  
Blogger luma disse...

Escolhemos o modo que queremos viver, se bem ou mal. Infelizmente algumas pessoas têm vocação para atrair pensamentos ruins e consequentemente, coisas ruins para a sua vida.
Boa semana! Beijus

8 de outubro de 2007 13:33  
Anonymous Bia disse...

Muitas vezes passo por aqui em silêncio e deixo que meus olhos sejam atraídos por determinada mensagem. E sempre, sem exceção, encontro o que minh’alma precisa encontrar. Teu espaço, amigo querido, é desses que cumprem um papel de relevada importância nesse mundo blogueiro, onde tantas surpresas (ainda bem que a maior parte delas são de caráter positivo) chegam para pontear nossos dias. Nossa vida é cunhada em escolhas, como bem o disseste, mas apesar de saber (e sentir) que a passagem por uma zona de sofrimento se torna muitas vezes imprescindível para nosso crescimento espiritual, é preciso não ficar por um tempo maior que o necessário vivendo uma mesma situação de estresse. É mister que ergamos a cabeça e partamos em busca da Luz que sempre, de forma generosa, o Pai coloca nos nossos caminhos. Minha observação se reveste de uma experiência pessoal.

Grata pela beleza e profundo significado da mensagem de hoje.

Desculpe a ousadia da sugestão, mas poderias colocar um fundo musical para fazer par com a beleza e suavidade de tuas mensagens. Já pensaste nisso?

Deixo-te um punhado de lindas, delicadas e perfumadas pétalas de flores silvestres, um beijo no coração, e o desejo de que horas de incrível doçura e magia venham coroar os teus dias.

9 de outubro de 2007 04:42  
Blogger O Árabe disse...

Olhos de mel, obrigado. Desejo-te, também, uma semana de paz e realizações!

10 de outubro de 2007 05:20  
Blogger O Árabe disse...

Não dá para desistir, Magui... a mensagem precisa ser levada!. Às vezes, eu me atraso... ;)

10 de outubro de 2007 05:21  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Yvonne. E saiba que é uma alegria ver você de volta. :)

10 de outubro de 2007 05:22  
Blogger O Árabe disse...

Amiga Silêncio, acho que a proposta do teu blog é realmente positiva e elogiável; cada um trabalha a seu modo, e juntos formamos o mundo. ;) Parabéns, pela nova participação e grato pela gentileza.

10 de outubro de 2007 05:25  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Luz. Espero que tenhas uma semana boa, produtiva e feliz!

10 de outubro de 2007 05:26  
Blogger O Árabe disse...

Você colocou muito bem, Luma. A escolha é sempre nossa, mas as consequências boas ou más são inevitáveis...

10 de outubro de 2007 05:32  
Blogger O Árabe disse...

Bia, amiga, grato pela gentileza e pela sugestão do fundo musical... que coloquei, aliás. Ficou bom? :)

10 de outubro de 2007 05:34  
Blogger sheila disse...

Onde consigo comprar o livro
A Sabedoria de Hassan?
Obrigada e parabéns adorei a pagina

8 de dezembro de 2007 13:25  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky