O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 16 de maio de 2008

O CAMINHO E O VÔO

Abre os teus braços e voa.

Ainda que por instantes, onde quer que te encontres. Pois o mais belo dos vôos não reclama espaços abertos, nem um céu sem nuvens; só o encontro com o nosso verdadeiro Eu.

São apenas os nossos corpos, que estão presos pela gravidade; apenas os nossos pés necessitam caminhar pelo chão. O que de mais verdadeiro existe em nós, busca sempre integrar-se ao coração do Universo.

Voa nas asas das tuas idéias, dos teus sonhos, dos teus ideais. Porque são estes os ventos que nos conduzem pelo mar da Vida, rumo à plenitude. E, como os ventos, não se deixam prender.

Busca a liberdade, onde realmente a podes encontrar: dentro de ti. Porque não conseguirão aprisionar-te as correntes do passado, nem os apelos do hoje, se a tua alma habitar na verdade do amanhã.

Assim como não consegue o dique conter para sempre a força das águas, um dia os limites do corpo cederão, e o nosso caudaloso espírito seguirá em sua marcha para a Eternidade.

E o que será daquele que não houver visitado a mansão do Sonho, banhado a sua essência nas águas frescas da Liberdade? Como ouvirá a canção do Universo, se os seus ouvidos continuarem presos aos ruídos do mundo?

Aquele que se esquece de levantar os olhos para o céu, perde-se nas trevas da noite e jamais conhecerá o encanto das estrelas. Como aquele que vê apenas o luzir do ouro, jamais perceberá o brilho nos olhos de uma criança.

Entretanto o cego, que não enxerga a beleza da rosa, pode desfrutar do seu perfume. E o surdo, embora não ouça a canção do riacho, delicia-se ao nele mergulhar os pés cansados.

Cada sentido do nosso corpo é uma porta para as sensações, que residem em nossa alma. E não é sábio o homem que ignora as necessidades da alma, absorto em satisfazer as vontades do corpo.

Cuida, portanto, para que não adormeça o teu verdadeiro Eu. Ou serás como tantos outros que, ao se perderem de si mesmos, trocaram o encanto do vôo pelo acanhado espaço do ninho.

Abre os teus braços e voa; deixa que o amor, a esperança, a tolerância e a fraternidade sejam os faróis de cada um dos teus dias, enquanto os pés continuam a conduzir o teu corpo pela terra.

Pois só as asas te conduzirão pelo Universo...

Ilustração criada a partir de fotos do site 1000 imagens.
O texto é inédito: o Universo volta a tanger a lira humilde...

71 Comentários:

Anonymous Lizzie disse...

O problema, vezenquando, é criarmos as asas, amigo Árabe. Precisamos de muito aprendizado, muita consciência pra isso. Talvez não pra tê-las, mas pra saber usá-las.



Beijocas
www.lizziepohlmann.com

17 de maio de 2008 17:53  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Pois é Árabe! Como é bela essa viagem ao sonho, ainda que por instantes... Assim como ler esse lindo texto, ouvindo a musica de fundo, me conduziu por um céu, que só existe dentro de mim... São momentos que fazem a vida valer a pena. E os guardamos para lembrar nos momentos de tristeza.
Parabéns Árabe! Bom saber que o mundo não é, tão materialista, quanto nos parece e que ainda, existem pessoas capazes de acreditar nos sonhos, viajar nas asas dele, a um lugar que só existe dentro de nós.
Bom domingo!
Beijos

18 de maio de 2008 07:23  
Blogger Claudinha disse...

Eu gosto de voar, borboleta que sou, pinto minhas asas conforme os ventos que me sopram...
Beijo.

18 de maio de 2008 10:36  
Blogger Loba, a Keila disse...

Me fez lembrar Fernão Capelo Gaivota, mas o que disse aqui me pareceu ainda mais inesquecível.

Belo texto, Árabe.

BeijUivooooooooooooossssss da Loba

18 de maio de 2008 11:25  
Anonymous cõllybry disse...

Quem voa livre seu Espirito renova a cada amanhecer...

Doce meu beijo

18 de maio de 2008 13:09  
Blogger mundo azul disse...

Seu texto é maravilhoso! Que bela mensagem você colocou aqui...
Sim! Nas pequenas coisas é que encontraremos a felicidade; e o belo só é belo, porque nós resolvemos assim...Tudo acontece a partir da nossa visão interna! Criamos o mundo a nossa volta, do jeito como o imaginamos...Se nos colocarmos em harmonia com o Universo, tudo será muito bom!

Beijos e uma semana iluminada!

18 de maio de 2008 14:09  
Blogger Som do Silêncio disse...

Olá Árabe...

Já faz algum tempo que não comento mas o que não quer dizer que não te leia.
Leio sim, e gosto muito dos momentos que aqui passo.
Este texto é uma prova disso mesmo.
Adorei!

Bejo terno

19 de maio de 2008 05:52  
Anonymous DO disse...

Adoro estas mensagens que vc nos proporciona,ARABE.
Dá uma paz que vc nem imagina.
Grande abraço!!

19 de maio de 2008 06:17  
Blogger Menina do Rio disse...

Voar é ir de encontro a nós mesmos ao sabor dos ventos...

Um beijo de boa semana

19 de maio de 2008 08:32  
Blogger O Árabe disse...

É isso, sim, Lizzie: as asas já estão em nós. Apenas, nos esquecemos de usá-las. :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:36  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel; realmente, é nos sonhos que mais nos aproximamos de nós. :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:37  
Blogger O Árabe disse...

É isso, Claudinha: aproveitar os ventos, eis a ciência do vôo... :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:38  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Keila: o autor do Fernão é um dos meus escritores favoritos. Muito honrosa, amiga,a referência. :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:39  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Collybry... e a vida nos traz a diária renovação. :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:40  
Blogger O Árabe disse...

Esta é a chave, Zélia: que consigamos nos reintegrar ao Universo, ao qual todos pertencemos. :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:42  
Blogger O Árabe disse...

Volta sempre, Som do Silêncio... és bem-vinda ao nosso oásis. :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:43  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, DO. Mas acredita que também me sinto em paz,ao escrevê-las. Um abraço, amigo, e boa semana.

19 de maio de 2008 08:44  
Blogger O Árabe disse...

Bem definido, Verônica... é sentir os ventos do nosso verdadeiro Eu. :) Boa semana.

19 de maio de 2008 08:45  
Blogger anónimo disse...

"o cego, que não enxerga a beleza da rosa, pode desfrutar do seu perfume."

são belos os pensamentos que pões em palavras.

19 de maio de 2008 09:21  
Blogger Gerlane disse...

É amigo, exercício bem difícil esse, mas, continuo insistindo em fazê-lo.

Uma semana com muita paz e luz!

Beijos!

19 de maio de 2008 10:14  
Blogger david santos disse...

Olá, Árabe!
Ai se todos soubéssemos usar bem as "nossas" asas...
Seria um paraíso, este mundo!
Parabéns

19 de maio de 2008 11:58  
Blogger Benó disse...

Ao ler este poema senti-me um ser alado, não como Ícaro quer quis voar alto demais, mas talvez como um pardal saltitão e brincalhão que não sabe viver em gaiolas.
Também gostei da bonita imagem a ilustrar a postagem.
Um grande abraço.

19 de maio de 2008 14:16  
Blogger triliti star disse...

não há dúvida de que criaste uma belíssima imagem.

e o texto, como sempre, se assim se agisse toda a gente que maravilha seria.

19 de maio de 2008 16:50  
Blogger triliti star disse...

bem, a frase está mal construída mas julgo que se percebe o que eu quiz dizer.
abraço

19 de maio de 2008 17:41  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe:

Lindo e reconfortante texto. Agradeço por proporcionar momentos tão bons.

beijo grande e obrigada pelo carinho lá no BM. Boa semana!

19 de maio de 2008 18:21  
Blogger São disse...

Meu Mestre, quando aqui venho saio sempre voando...
Bem hajas!

20 de maio de 2008 01:16  
Blogger FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo, que belo texto, com enorme sabedoria e vai de encontro, a tudo o que eu penso da vida... Ádorei!!!
Beijinhos de carinho e amizade,
Fernandinha

20 de maio de 2008 07:53  
Blogger Giu disse...

Vento - indispensável ao vôo, sonho - o abrigo da alma, e liberdade - o bem mais precioso... três elementos aqui bem retratados, que me são preciosos: bonito e tocante o texto, amigo Árabe.
Beijos da Giulia

20 de maio de 2008 15:21  
Blogger C Valente disse...

Saudações amigas depois de uns dias de ausência do país aqui volto com gosto

21 de maio de 2008 04:15  
Blogger Margarida disse...

Voa...e nao deixes que as asas da tua liberdade percam uma pena, que seja... Voa. Sonha.
um beijinho

21 de maio de 2008 04:19  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Árabe passando pra reler o texto e deixar beijinhos...

21 de maio de 2008 05:02  
Blogger ♥M@cellY♥ disse...

Abre-te os braços e voa....
quem sabe qundo eu lembrar o caminho do céu???
rs

Obrigada pela força... tbn acredito que dias melhores me virão.... tomara que logo!

Bjinhus

21 de maio de 2008 11:58  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amigo anônimo, mas as palavras são belas ou não, confome os sentimentos de quem as ouve, não de quem as pronuncia... o mérito é de vocês, portanto. :)

21 de maio de 2008 14:07  
Blogger O Árabe disse...

Continuamos, Gerlane... e vale a pena, de cada vez que o conseguimos! :)

21 de maio de 2008 14:08  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo David. Ainda acredito que um dia o conseguiremos! :)

21 de maio de 2008 14:09  
Blogger O Árabe disse...

Mas você É um ser alado, Benó! Disto, não tenho dúvidas. Basta ver o seu blog e as suas obras. :)

21 de maio de 2008 14:11  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Triliti... e não se preocupe; a sua mensagem foi clara, sim! Volte sempre, o oásis é nosso! :)

21 de maio de 2008 14:12  
Blogger O Árabe disse...

Eu que agradeço, Tina. O carinho é uma pálida retribuição, amiga. :)

21 de maio de 2008 14:15  
Blogger O Árabe disse...

São, amiga, és um dos privilegiados que possuem as próprias asas. :)

21 de maio de 2008 14:16  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Fernanda. Esta, você bem sabe, é a maior recompensa de quem escreve! :)

21 de maio de 2008 14:17  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Giu... e você está certa, sim: são três elementos preciosos, para todos nós! :)

21 de maio de 2008 14:18  
Blogger O Árabe disse...

Bom rever-te, Valente... já fazes falta, em nosso oásis! :) Meu abraço, amigo.

21 de maio de 2008 14:19  
Blogger O Árabe disse...

Voemos, sim, Margarida... todos precisamos disto! :)

21 de maio de 2008 14:19  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. Tenha um bom feriado! :)

21 de maio de 2008 14:20  
Blogger O Árabe disse...

Nem precisa lembrar, Celly... ele está dentro de nós! :)

21 de maio de 2008 14:20  
Blogger musqueteira disse...

viva árabe...em voo pleno para o alto de uma serra!que liberdade maior não existirá do que aquela que nos leva ao interior de nós mesmos? pois é nessa pequena aldeia que habitarei nos próximos dias;)

22 de maio de 2008 03:43  
Blogger São disse...

Meu querido Amigo, se me deres o gosto de aceitares, vai buscar tua prenda a minha casa.
Bem hajas!

22 de maio de 2008 10:28  
Blogger burro disse...

amigo as tuas palavras são sempre boas.

um abraço,
sempre que possível passo.

22 de maio de 2008 11:41  
Blogger lua prateada disse...

Quanta verdade e quanta ilusão ao mesmo tempo, pois quem sonha quer ver seu sonho realizado, ninguem sonha apenas pensando que nada mais vai acontecer a não ser sonho...é doloroso demais...

Sobrevoei nas asas do vento
Parei em teu cantinho
Deixando aqui cair
Todo o meu carinho.

Deixando também a paz
Que de mim emana
E te desejando
Um lindo fim de semana.

Beijinho prateado

SOL

23 de maio de 2008 16:18  
Blogger O Árabe disse...

Musqueteira, deixa-me confessar uma ponta de saudável inveja... e desejar-te belas férias no paraíso! :)

23 de maio de 2008 17:13  
Blogger O Árabe disse...

São, amiga, já fui... e te agradeço a bela prenda, bem como o prazer de conhecer o teu outro e também belo blog! :)

23 de maio de 2008 17:14  
Blogger O Árabe disse...

Aparece, sim, amigo burro... és persona grata em nosso oásis. E, se possível, volta a postar.. .fazes falta! Meu abraço.

23 de maio de 2008 17:15  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amiga Sol. Desejo-te, igualmente, muitas alegrias e um belo fim de semana!

23 de maio de 2008 17:17  
Blogger Defensor disse...

Salve Árabe!
Voar em busca da concretização de nossos sonhos...
Abraços, bom fds

24 de maio de 2008 04:11  
Anonymous MoonLight disse...

Quando as deixo sair, e voo... fica tudo tão claro, tão tranquilo, tão doce... O Amor preenche tudo.
É tão bom!
Belíssimo texto. Abençoada inspiração.
Bjs de Luz*

24 de maio de 2008 07:19  
Blogger EDUARDO disse...

"Aquele que se esquece de levantar os olhos para o céu, perde-se nas trevas da noite e jamais conhecerá o encanto das estrelas"

PODEROSO!!! És já um livro :-)

abraços amistosos estimado amogo!


PARADOXOS

24 de maio de 2008 07:48  
Blogger Loba, a Keila disse...

Deixo0te um Uivoooooooooooooo e o desejo de que novas emoções sensibilize ainda mais os que vêm aqui.

BeijUiuvooooooooooooossssss da Loba

24 de maio de 2008 18:18  
Blogger Olhos de mel disse...

Árabe, nas asas do teu sonho, voei e alcancei um céu maravilhoso, sorri com o brilho das estrelas, aterrissei no paraíso, tive medo de colocar meus pés no chão.
Bom domingo! Beijos

24 de maio de 2008 20:07  
Blogger Chama Violeta disse...

Somos seres livres, falta-nos apenas saber como voar com as asas da nossa consciência!

Boa semana, beijinhos violeta!

Convido-te: vamos nadar até as estrelas?

25 de maio de 2008 11:23  
Blogger O Árabe disse...

Isso, amigo defensor: voar em busca de nossos sonhos, e lutar para que se tornem realidades! Meu abraço, boa semana.

25 de maio de 2008 14:58  
Blogger O Árabe disse...

E isso ocorre, Moonlight, porque é nestes vôos que nos encontramos. Felizes são os que deles conseguem desfrutar!... :)

25 de maio de 2008 15:01  
Blogger O Árabe disse...

Poderosa, Eduardo, é a amizade que nos faz atribuir os melhores dons aos amigos! :) Abração, boa semana.

25 de maio de 2008 15:03  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Keila! E que sempre nos possamos sensibilizar com as presenças dos amigos. :)

25 de maio de 2008 15:06  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. É realmente através dos sonhos, que chegamos ao Paraíso. :) Boa semana.

25 de maio de 2008 15:08  
Blogger O Árabe disse...

Essa é a idéia, Chama Violeta: as asas estão em nosso verdadeiro Eu, apenas nos falta utilizá-las. Quando o aprendermos, acredita, nadaremos sim até as estrelas. :) Boa semana.

25 de maio de 2008 15:10  
Blogger Auréola Branca disse...

Ainda sinto-me apriosionada. Envergonhada, afirmo que ainda não encontrei essa liberdade dentro de mim...

Mas estou a tentar.

28 de maio de 2008 12:24  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Àrabe
Espectacular este texto que caiu fundo em mim, eu que fui sempre amante do voo e dos sonhos da liberdade de um eu que nunca deixei aprisionar. O corpo poderá estar num determinado sítio e uma parte da mente também. Mas há uma evasão sublime que acontece e que é libertadora.
Abraço em voo rasante.

29 de maio de 2008 06:29  
Blogger zm disse...

"Abre os teus braços e voa; deixa que o amor, a esperança, a tolerância e a fraternidade sejam os faróis de cada um dos teus dias, enquanto os pés continuam a conduzir o teu corpo pela terra."

Quantas vezes os meus pés não tocam a terra e outras imensas caminham, na terra, só para tropeçar...

É na terra que ainda gatinho!

Obrigado mais uma vez amigo Árabe
Grande abraço

29 de maio de 2008 23:46  
Blogger O Árabe disse...

Auréola, poucos a encontram... apesar dela existir em nós. :) Mas o caminho é esse: tentar...

31 de maio de 2008 16:33  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Lídia. E eu sei que vc, realmente, é uma pessoa capaz de voar! :)

31 de maio de 2008 16:35  
Blogger O Árabe disse...

Assim somos todos, Zé Manel... mas, um dia, descobriremos que a liberdade existe em nós! :) Abraço, bom fim de semana.

31 de maio de 2008 16:37  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky