O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 27 de junho de 2008

DOS ERROS E DAS MENTIRAS

A mentira não é a negação da verdade, mas o seu adiamento. Como a nuvem de chuva não apaga o brilho do sol, apenas o oculta por um instante.

E nasce, sobretudo, do medo; na raiz de cada mentira, existe o desejo de escapar a um sofrimento. Assim a mentira é, antes de tudo, inútil: por que adiar o sofrimento de hoje, para recebê-lo em dobro amanhã?

Entretanto, é assim que somos: vivemos o hoje, e o amanhã se nos afigura como um porto distante, ao qual não necessitaremos chegar. Porque o futuro nos aparece entre a névoa das esperanças, como o passado se perde na neblina do esquecimento.

Aquele que mente, confia no tempo para consertar o seu erro; como o beduíno imprevidente confia em encontrar um oásis, antes que a sede ponha fim à sua vida. Todavia, o tempo não acoberta os nossos erros; como os oásis não surgem por milagre no deserto.

Assim, mais sábio seria a um não haver errado; e ao outro ter enchido o seu cantil, antes de iniciar a jornada. Porém não somos sábios, mas homens; cabe, portanto, ao mentiroso reconhecer o seu erro, e ao beduíno esmolar um pouco de água da caravana que encontra em seu caminho.

Um e outro dependerão da caridade alheia, para obter o que precisam. E, em verdade, é mais fácil para o homem dar um pouco de sua água, do que conceder o seu perdão. Preferimos dar do que possuímos, a ceder de nossos sentimentos e convicções.

É o medo, e não o erro, o que causa a mentira; porém, é no próprio medo que reside o maior castigo pelo erro que se possa ter cometido. Aquele que se entrega à mentira entrega-se ao medo; ao acalentar o medo de ser descoberto, sacrifica a própria paz. E que castigo pior pode haver, para o homem, do que se afastar do seu Eu maior?

Ao assumir os nossos erros, e aceitar os sofrimentos que nos possam trazer, podemos libertar-nos do medo. Entretanto, aquele que busca a Verdade deve exercitar a humildade e a tolerância: a humildade, para saber que todos erramos; e a tolerância, para compreender os erros de outrem.

Sejamos tolerantes, e ninguém mentirá para nós. É a Verdade, e não a mentira, que encontra guarida no coração do Universo, onde reside o nosso Eu maior.

A mentira não é natural no ser humano. Ninguém irá mentir, se souber que o seu erro encontrará o refrigério da compreensão, e a libertação do perdão.

Um dia, o medo e a mentira serão banidos dentre nós.

E o Amor existirá, realmente, em nossos corações...

50 Comentários:

Blogger MoonLight disse...

Sábio texto!
Para mim, a maior dificuldade é mesmo as mentiras e ilusões que contamos a nós mesmos, para nõa sofrer... Mais que aos outros...
É dentro de nós que a verdade pode encontrar o eco...
Caminho difícil este de "limpar" tanto do que desde tão cedo aceitámos como verdade, e deixámos que se construísse em nós a ilusão dessa mesma verdade. São janelas e portas e gavetas dentro de cada Ser Humano, escondidas nos escombros das aprendizagens da vida. E os sentires agarrados a cada um deles.
No entanto, a cada verdade, abre a janela ou a porta ou a gaveta e liberta-se mais um pouco. Fica então espaço... o espaço para o Amor!
Lindo! Obrigado pela partilha!
Bom fim de semana.
Bjs de Luz*

28 de junho de 2008 07:10  
Anonymous cõllybry disse...

Erros fazem parte do apredizado da vida, quem não eera, já repara-los é mais colplicado, mas facil seria se reconhecido...
Mentiras, o problema maior, penso eu é que a mentira enraizada de nós, parece ao longo do tempo verdade...
Belissimo texto

Beijitoo

29 de junho de 2008 12:31  
Blogger mundo azul disse...

Meu amigo...De tudo, o que mais não aceito é a mentira!
Concordo com você, quanto a ser tolerante, para que as pessoas não tenham a tentação de mentir, mas, por enquanto, a mentira me tira dos eixos...
Excelente o seu texto! Vir aqui é matar a sede...
Beijos de luz e uma semana muito feliz!!!

29 de junho de 2008 16:44  
Blogger Carol disse...

Tomara que estejas certo.
Boa semana, amigo.

30 de junho de 2008 07:34  
Blogger Boneca de Porcelana disse...

Que engraçado... a mentira não é a negação da verdade, mas o seu adiamento... ou, quem sabe, o seu vislumbre futuro, digo eu... concordo... a mentira, haveria tanto que dizer sobre ela...

Também acho que a mentira e o medo serão banidos... ou pelo menos minimizados...

Adorei este post!

Magnífico tema, magnífico blog!

30 de junho de 2008 08:13  
Anonymous DO disse...

Queira DEUS que este dia chegue mesmo,ARABE. Mas serei sincero: não creio muito nisto não.

Abraços e otima semana!

30 de junho de 2008 08:15  
Blogger Menina do Rio disse...

Os erros são os tropeços no nosso caminhar, mas a mentira trava os nossos passos. Temos que ter consciencia de nossos atos e sabermos que que ao mentirmos, estamos enganando a nós mesmos.

Um beijo de boa semana

30 de junho de 2008 08:55  
Anonymous Márcia(clarinha) disse...

Será que serão banidos?
A mentira existe pelo medo da verdade e o medo se fortalece na mentira. :(

lindos dias querido poeta
beijos

30 de junho de 2008 09:26  
Blogger Gerlane disse...

Este texto me lembrou uma passagem bíblica que diz o seguinte: "não há nada oculto que não venha a ser revelado." Portanto, mentir é uma grande imprudência.

Uma ótima semana, amigo!

Beijos pra ti!

30 de junho de 2008 09:28  
Blogger Margarida disse...

simplesmente fabuloso... completamente verdadeiro!
um beijinho..

30 de junho de 2008 11:12  
Blogger Vieira Calado disse...

Vamos todos fazer por isso.
Claro que os resultados não serão no nosso tempo.
Mas talvez os nossos netos...
Um abraço

30 de junho de 2008 11:57  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Moonlight. Pela opinião e pelo sábio comentário. :) Boa semana.

30 de junho de 2008 12:30  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Collybry... quando se repete por muito tempo uma mentira, corre-se o risco de acreditar nela. Obrigado, boa semana.

30 de junho de 2008 12:32  
Blogger O Árabe disse...

Eu também não convivo bem com ela, Zélia... mas o essencial é que sejamos tolerantes, se quisermos baní-la de nossas vidas. :) Boa semana.

30 de junho de 2008 12:33  
Blogger O Árabe disse...

Tomara, mesmo, Carol! Mas o melhor (e pior) é que depende de nós... :) Boa semana.

30 de junho de 2008 12:34  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Boneca de Porcelana... precisamos acreditar nisto,não é? :) Boa semana.

30 de junho de 2008 12:35  
Blogger O Árabe disse...

DO, eu quero crer que chegue, sim. Mas não acredito que cheguemos a vê-lo... ;) Abração, boa semana.

30 de junho de 2008 12:36  
Blogger O Árabe disse...

É isso, Verônica: quem mente engana primeiro a si mesmo, ao pensar que não será descoberto... :) Boa semana.

30 de junho de 2008 12:37  
Blogger O Árabe disse...

Esperemos que sejam, Clarinha... e você sintetizou bem a situação: é quase um círculo vicioso. Bela semana, amiga!

30 de junho de 2008 12:38  
Blogger O Árabe disse...

Bem definido, Gerlane: no mínimo, imprudente... e quase sempre inútil. :) Boa semana.

30 de junho de 2008 12:39  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Margarida. Agora, é batalhar para que passemos sem ela. ;) Boa semana.

30 de junho de 2008 12:40  
Blogger O Árabe disse...

Concodamos, amigo Vieira... talvez os nossos netos ou bisnetos tenham essa chance. Tudo depende de como os educarmos... ;) Abraço, boa semana.

30 de junho de 2008 12:41  
Blogger Tina disse...

Oi Arabe!

Belíssimo texto, obrigada por repartir. Tomara chegue esse dia em que estaremos livres do medo e da mentira... Oxalá chegue logo.

beijos querido,

30 de junho de 2008 15:34  
Blogger pentelho real disse...

mas, enquanto que a núvem de chuva é boa, a mentira...

30 de junho de 2008 18:45  
Blogger C Valente disse...

Quando a mentira for banida, já não existe verdade.
Muito bom poste
Saudações amigas

1 de julho de 2008 04:33  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Mais um belo texto Árabe! Não sei como o mentiroso, consegue viver com ele mesmo. O outro se machuca, mas ele terá que inventar uma mentira maior, pra dar sustentação a primeira. Acredito que a mentira e o amor, não conseguem ocupar o mesmo espaço.
Beijos

1 de julho de 2008 05:23  
Blogger Carla disse...

a mentira é gerada pelo medo...nunca tinha pensado nisso, mas concordo a 100 por cento
gostei muito do teu post

1 de julho de 2008 05:30  
Anonymous Beatriz disse...

"Um dia, o medo e a mentira serão banidos dentre nós.
E o Amor existirá, realmente, em nossos corações..."

Que os anjos digam 'Amém', querido amigo, pois o mundo precisa mesmo de ver banido o mal da mentira entre nós, pois com ela vem todo um arsenal de coisas maléficas. A humanidade precisa expurgar muitas mazelas, para que o verdadeiro Amor possa existir no coração de cada um. Depende de como o homem conduz a sua vida, para que essa corrente se forme e beneficie a todos. Gostei do texto, Árabe, como todos aqueles que deixas aqui numa contribuição ao nosso aprendizado.

Ficam flores e estrelas para enfeitar a tua semana. Beijos e sorrisos no teu coração!

1 de julho de 2008 06:06  
Blogger Loba, a Keila disse...

Mentir e se "dar bem" parece estar vergonhosamente na moda. Vejo com temor o numero de pessoas que, sem saber se têm de fato gosto pelas artes cênicas, entram no mundo artistico para iludir, para conduzirem suas vidas em cima de grandes e falhos textos e, com isso, acreditam estarem vivendo "socialmente bem". Pessoas assim são estimuladas por um público cada vez maior, adoram aplausos, e na maioria das vezes citam
grandes filósofos para mascararem o vazio que têm por dentro.

Infelizmente, meu querido Àrabe, uma grande leva de políticos e de pessoas comuns, como eu, utilizam esse artifício cada vez mais. Creio que um dia estaremos livres da mentira para sermos o que realmente somos.

BeijUivoooooooooooooooooooosssss da Loba

2 de julho de 2008 04:14  
Blogger Auréola Branca disse...

Olá, querido Árabe.

Mentir é fechar os olhos para a realidade. Mas, a quem enganamos? Eles? Ou a nós? Porque fugindo estamos nos escondendo, nos afastando.

Belo texto.

2 de julho de 2008 13:27  
Blogger moonlight song disse...

Olá Árabe :)
subscrevo as palavras que escreveste neste post.
E mentir é uma opção que se toma fazendo uso do livre arbítrio.
A humildade, tolerância e o perdão são fundamentais para lidar com a mentira dos outros.
A auto-consciência e desejo de evolução pessoal podem anular a vitimização inerente de quem mente a si próprio.
A verdade é para mim algo precioso.
A minha opção foi e é viver de acordo com a minha intuição e ouvindo a voz do coração. Viver com verdade, sensibilidade e alguma sensatez.
Desde já te desejo um Excelente fim de semana.
Fica bem :)

3 de julho de 2008 06:07  
Blogger Paradoxos disse...

dá que pensar... e muito caro amigo! poderoso abraço tal como o texto!

3 de julho de 2008 09:05  
Blogger O Árabe disse...

Vamos continuar torcendo, Tina... e fazendo a nossa parte! :) Bom resto de semana, amiga.

3 de julho de 2008 09:44  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, princesa. Mas é certo que ambas se desfazem... :)

3 de julho de 2008 09:46  
Blogger O Árabe disse...

É um bom raciocínio, amigo Valente, embora paradoxal à primeira vista. Meu abraço.

3 de julho de 2008 09:47  
Blogger O Árabe disse...

Bem observado, Olhos de Mel. Também acho que é uma convivência impraticável. :) Bom resto de semana.

3 de julho de 2008 09:48  
Blogger O Árabe disse...

Pode acreditar, Carla: sempre pelo medo do castigo... ou não teria razão de ser.

3 de julho de 2008 09:49  
Blogger O Árabe disse...

Depende de nós, Beatriz... sempre! Bom resto de semana, amiga.

3 de julho de 2008 09:50  
Blogger O Árabe disse...

Belo comentário Keila. Vocês são os grandes responsáveis pelos acertos do nosso oásis! :) Bom resto de semana.

3 de julho de 2008 09:52  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Auréola... acho que a pessoa mente para si mesmo, antes de tudo! :)

3 de julho de 2008 09:53  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Moonlight Sound... e parabéns pelo raciocínio. Oxalá todos pensemos assim, um dia! :) Bom resto de semana.

3 de julho de 2008 09:54  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Eduardo. Meu abraço... e tenha um belo resto de semana! :)

3 de julho de 2008 09:55  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Vejo neste texto mais uma lição primordial para a nossa jornada. Que possamos assimilar palavras de tão grande valor.
Tua estada em meu mundo deixa marcas de conhecimento e amizade, agradeço por isso.

Pérolas incandescentes de boas energias entrego em tuas mãos.

Eärwen

3 de julho de 2008 16:38  
Blogger São disse...

Agradeço-te por mais esta belíssima reflexão!
Bem hajas!

4 de julho de 2008 06:34  
Blogger Olhos de mel disse...

Oie Árabe! Passei para lhe ver e desejar um bom fim de semana!
Beijos

4 de julho de 2008 13:57  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amiga Eärwen; a amizade é verdadeira, bem o sabes. Bom fim de semana.

5 de julho de 2008 13:17  
Blogger O Árabe disse...

Bem hajas, São, por tua gentileza e atenção! Bom fim de semana, amiga.

5 de julho de 2008 13:18  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. O mesmo te desejo, de coração.

5 de julho de 2008 13:18  
Blogger Perla disse...

A mentira hoje paira constantemente à nossa volta... tanto que muitas vezes o próprio que mente acredita piamente no que diz!
Devemos ser tolerantes, é certo, mas com uma mentira que visou uma defesa pessoal sem prejuízo de maior, muito embora todas possam ser perdoadas.
Devemos estar atentos e contribuir para que a verdade triunfe, porque às vezes uma mentira não é só para defesa pessoal mas é muitas vezes interesseira e visa um logro!

5 de julho de 2008 13:28  
Blogger O Árabe disse...

Excelentes colocações, Perla. Mais um comentário que valoriza e engrandece o nosso oásis! Obrigado, bom fim de semana.

5 de julho de 2008 21:49  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky