O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

CANTO DO AMOR REAL

Posso ter-me perdido nos teus olhos.

Mas de que importa isto, se é certo que me encontrei nos teus braços? Pode a mariposa reclamar da luz que a atrai, se o seu calor lhe sustenta a vida?

E é certo que ninguém se encontra completamente, até que se perca em outro alguém. Assim como o afluente não se completa, até despejar-se em outro rio.

Sim, brigamos.

Mas acaso teria o mar, sem as borrascas e as calmarias, o mesmo encanto e sedução? Ou o deserto o mesmo mistério, sem o vento turbilhonante que faz voar as suas areias?

O que seria da vida, sem a atração da luta e a alegria da vitória?

O que seria da felicidade e da tristeza, sem a plenitude e as dúvidas do amor?

Sim, amamos.

Às vezes, com a intensidade de apaixonados; em outras, com o afeto de irmãos.

E não é esse, acaso, o verdadeiro amor?

Pois o que seria da terra, se o calor do sol não fosse amainado pelo frescor da noite? E o que seria de nós, se a amizade não se alternasse à paixão?

Sim, sentimos saudades.

Mas apenas para que possamos desfrutar da felicidade do reencontro.

Pois, sem a tortura da sede, não seria a água a mesma maravilha.

E, sem a mágoa do pranto, não seria tão doce a alegria do sorriso.

Sim, vivemos.

E talvez não como queríamos, pois não se pode ter tudo que se quer; afinal, não é neste mundo a moradia da felicidade.

Mas de que isto nos importa, se temos um ao outro? Acaso a abelha,ao sugar o néctar da flor, reclama a falta de um jardim?

Ou o marinheiro que chega a um porto haverá de queixar-se, porque nem todos lhe pertencem?

Sim, envelhecemos.

Devagar, mansamente. Porque não chegamos a sentir a passagem do tempo, enquanto a juventude está em nossos corações.

Assim como não sentimos a passagem da brisa, enquanto nos aquece o sol. Ou o transcorrer do tempo, enquanto somos felizes.

Sim, choramos.

Pois, quando as lágrimas não brotam dos olhos, a seca está no coração. E o coração que ama é como uma terra fértil, aberta às sementes da alegria e da tristeza.

Porém como aprenderíamos a sorrir, sem aprendermos a chorar?

E, sem chorar e sem sorrir, como aprenderíamos a viver?

Posso ter-me perdido nos teus olhos.

Mas graças a Deus, te encontrei.

Extraído do livro A Sabedoria de Hassan.
Imagem do site 1000 Imagens. E esta música... que música!!!

81 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Árabe, o que dizer desse amor que supera a barreira do tempo e marcou um coração, por um sonho pela saudade?
Esse poema deve ter sido escrito com a alma, em meio a lágrimas. Pois não ha como ler, sem sentir, o que talvez você tenha sentido. Não há como não se emocionar, diante de tanta beleza!
Que esse reencontro seja para concretizar esse amor e eternizá-lo nas páginas da vida.
Bom fim de semana!
Beijos

28 de novembro de 2008 17:20  
Blogger Jaqueline Sales disse...

Você tem um dom, Árabe: dizer coisas que nos tocam o coração. Esse dom é para poucos, é algo encantador, e você o tem.

BeijUivoooooooooossssss da Loba

29 de novembro de 2008 10:10  
Blogger Yvonne disse...

Árabe, gostaria imensamente que você postasse mais vezes, é uma delícia ler as suas preciosidades.
Beijocas

29 de novembro de 2008 10:15  
Anonymous cõllybry disse...

Olá amigo, o amor tem sempre morada certa, a nossa lembrança é que nos trai, lá na Alma em rascunho...Beleza nesse amor que o envolve e noa dá este belo poema...

Beijo doce

29 de novembro de 2008 10:51  
Blogger Marlene Maravilha disse...

..."e é certo que ninguém se encontra completamente, até que se perca em outro alguém"...
Caramba, que lindo isso!!!
O post está bárbaro. Parabéns!
Um lindo domingo!
abracos

29 de novembro de 2008 14:14  
Blogger Angel of Light disse...

Doce irmão de Luz... tenho lá no blog algo que gostava que participasses em pleno: com palavras e com uma foto tua. Alinhas? Vai lá espreitar...

Beijinhos de Amor e Luz!

29 de novembro de 2008 14:44  
Blogger Benó disse...

Mais uma vez, sabe bem ler as tuas reflexões.

Tenha uma boa semana.

29 de novembro de 2008 16:33  
Blogger Dona Sra. Urtigão disse...

Como sempre um texto de uma beleza especial e de verdades absolutas.
Quisera ter encontrado um dia tal amor.
Abraço !

29 de novembro de 2008 23:31  
Blogger Marianna disse...

Árabe,
o amor é a maior prova da nossa estupidez.... nos rendemos a ele e no começo tudo parece maravilhoso, mas depois conhecemos o outro lado da moeda.
O amor não é completo por si só. Mas, nós também não somos e é engano pensar que o amor nos completa...

30 de novembro de 2008 06:09  
Blogger São disse...

Amor é o caldo de cultura de todas as emoções que dão sentido a este nosso périplo terreno.
Semana feliz, Mestre.

30 de novembro de 2008 08:42  
Blogger ลndreia disse...

Sinto ciúmes e saudades de quem amo... mas não faria sentido se assim não fosse... *

30 de novembro de 2008 14:01  
Blogger Mariz disse...

Salvé Árabe

Achei este texto sentido e vibrante muito!
Há porém algo que me espanta: da amizade vir paixão...
Bem, a paixão arde, queima, sufoca, chega a ser viciante.
Ora todas estas sensações são contraditárias ao Caminho traçado pela alma... afinal, ela é que nos eleva e não o que se extrai da mente.
Paixão é mental, amor passa pelo coração, é doação.

Abraço
MAriz

ESPAVO!

30 de novembro de 2008 14:17  
Blogger Patty disse...

Muito lindo o texto, Árabe! O amor é uma dádiva.

Beijo

1 de dezembro de 2008 02:58  
Blogger Carmem disse...

É difícil entender o amor...é difícil explicar o amor...
O amor está em tudo e em todos basta saber olhar para vê-lo...

Beijo

1 de dezembro de 2008 04:11  
Blogger FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Árabe, belíssimo texto!
Bebi cada palavra, cada frase, com um misto de felicidade e alegria... Amei Amigo!
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

1 de dezembro de 2008 08:23  
Blogger Mariz disse...

errata:
"contraditórias"

...este teclado só me envergonha

1 de dezembro de 2008 16:55  
Blogger Arabica disse...

Pode demorar uma vida, aprender o que é o amor real...

Não nascemos sábios, pacientes, profundamente serenos, nem tão pouco totalmente altruístas...


Mas quando o encontramos, sabemos pelo tempo que o alicerça e constroi, que o encontrámos.


Uns dias vestido de paixão...outros tantos de irmão.


Hassan é um sábio :)

Beijo de boa semana

2 de dezembro de 2008 06:27  
Blogger VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Esse mar e ondas que querem nos afogar no oceano do Amor...
O que mais a acrescentar?
Árabe, obrigada pelo apoio, amigo!!!Bjs

2 de dezembro de 2008 07:28  
Blogger São disse...

"Mas , graças a Deus te encontrei" neste imenso mundo cibernético...e , por isso, regresso sempre a este recanto a transbordar
de sabedoria e paz!

Que o Grande Espírito te abençõe, sempre, Swami!

2 de dezembro de 2008 07:29  
Blogger moonlight song disse...

Caro amigo Árabe :) que lindo! Tão bom voltar a ler-te :D. Beijos.

2 de dezembro de 2008 12:33  
Blogger Maresia disse...

Porque tem sempre que ser assim? Almejamos a perfeição e aprendemos e vivemos no seu oposto... Adoro os seus textos..

2 de dezembro de 2008 13:58  
Blogger Danny Doo® disse...

Que música!!! Sem comentários...

2 de dezembro de 2008 14:43  
Blogger Vieira Calado disse...

Claro que isto que nos mostra é muito bom, mesmo muito.
Não só no conteúdo, como na beleza dos texto.

Um forte abraço

2 de dezembro de 2008 15:11  
Blogger Marlene Maravilha disse...

"Como aprenderíamos a sorrir e nao aprendessemos a chorar??" que grande verdade!
Convido-te a conhecer a Valentina!
abracos

2 de dezembro de 2008 16:28  
Blogger triliti star disse...

na verdade é sempre uma agradável novidade vir aqui...

e já por cá não passava há algum tempo.

2 de dezembro de 2008 19:00  
Blogger Maria Clarinda disse...

Pois simplesmente lindas estas palavras...ficaram bem dentro...aqui no peito.
A imagem maravilhosa...
A música? Linda!!!!!

3 de dezembro de 2008 02:29  
Blogger GarçaReal disse...

Sim, realmente que seria da vida sem as intempéries ???

Certamente não daríamos valor ao belo , ao amor, à saúde.

Linda a maneira como te perdes no olhar de quem amas.


Bom resto de semana

bjgrande do Lago

3 de dezembro de 2008 03:47  
OpenID luzdeluma disse...

O amor é dádiva divina. Infelizmente nem todos recebem este presente! Você foi perfeito!! Beijus

3 de dezembro de 2008 04:15  
Anonymous Márcia(clarinha) disse...

Por amor;brigam
Por amor;[des]encontram
Por amor;vivem

Alma de poeta és tu.

lindo dia amigo
beijos

3 de dezembro de 2008 04:45  
Blogger O Árabe disse...

Eterno, Olhos de Mel? Melhor, talvez, seria dizer como o Vinicius: infinito a cada dia... :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:21  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Keila. Porém, mais importante ainda é manter o coração capaz de ser tocado... como vocês! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:22  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Yvonne, pela gentileza e amizade. :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:22  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Collybry... o Amor sempre existe em nós. :) Boa semana!

3 de dezembro de 2008 05:23  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Marlene. Que o Pai nos traga uma maravilhosa semana.

3 de dezembro de 2008 05:25  
Blogger O Árabe disse...

As palavras, Angel, já tive a alegria de registrar; a foto, fico devendo... quase não as faço. :) Boa semana, amiga!

3 de dezembro de 2008 05:26  
Blogger O Árabe disse...

E mais uma vez, Benó, é uma alegria rever-te! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:27  
Blogger O Árabe disse...

A vida se renova todos os dias, amiga Urtigão. Quem sabe, não estará ele à sua espera? :) Boa semana!

3 de dezembro de 2008 05:28  
Blogger O Árabe disse...

Talvez, Marianna, porque fazemos questão de que ele nos absorva... melhor será que nos complete! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:29  
Blogger O Árabe disse...

Belo e sábio conceito, São. Concordo! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:30  
Blogger O Árabe disse...

Bem disseste, Andreia: não faria sentido! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:31  
Blogger O Árabe disse...

Acredita, Mariz: no Amor, a paixão e a amizade se alternam... e nos preenchem o coração. :) Boa semana!

3 de dezembro de 2008 05:37  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Patty... precisamos renová-lo a cada dia! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:38  
Blogger O Árabe disse...

E não o precisamos explicar, Carmem... basta que nos seja dado sentí-lo! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:40  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Fernanda. Boa semana, amiga! :)

3 de dezembro de 2008 05:40  
Blogger O Árabe disse...

Não te preocupes, Mariz... entendemos a tua mensagem, amiga! :)

3 de dezembro de 2008 05:42  
Blogger O Árabe disse...

Bela definição do amor, Arábica. Decerto, a sabedoria está em cada de um de nós. :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:43  
Blogger O Árabe disse...

Ora, Vanuza... para isto são os amigos. :) Boa semana!

3 de dezembro de 2008 05:44  
Blogger O Árabe disse...

Que Ele esteja conosco, São... sempre!

3 de dezembro de 2008 05:44  
Blogger O Árabe disse...

E tão bom rever-te, Moonlight Song! :) Bem-vinda, amiga, boa semana!

3 de dezembro de 2008 05:47  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Maresia. Quanto à perfeição... acabaremos chegando perto, eu espero! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:51  
Blogger O Árabe disse...

Não é, Danny? Essa música é realmente fantástica! Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:52  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Vieira. Isto é o que eu penso da tua poesia, sabias? :) Boa semana, meu abraço.

3 de dezembro de 2008 05:54  
Blogger O Árabe disse...

Parabéns, Marlene! É realmente linda a Valentina! :)

3 de dezembro de 2008 05:54  
Blogger O Árabe disse...

Volta sempre, Triliti. A tua presença é sempre bem-vinda! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:56  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Clarinda. Eu adoro essa música... de verdade! :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:57  
Anonymous DO disse...

Abençoado seja o AMOR,meu amigo. E quem permite que ele toque o próprio coração.

Grande abraço!!

3 de dezembro de 2008 05:58  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Garça. Ao nos perdermos no Amor, é que muitas vezes nos encontramos. :) Boa semana.

3 de dezembro de 2008 05:59  
Blogger O Árabe disse...

Uma alegria rever-te, Luma. :) Volta sempre, e obrigado. Boa semana!

3 de dezembro de 2008 06:00  
Blogger O Árabe disse...

Somos nós, Clarinha, eu diria... :) Bela semana, amiga!

3 de dezembro de 2008 06:01  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, DO. Mas tenho certeza de que você sabe disto! :) Boa semana, meu abraço.

3 de dezembro de 2008 06:02  
Blogger GiGi disse...

Que loucura, Árabe. Como estou correndo. Mas não posso me escusar de beber dessa fonte de amor que nos ofertas.
Feliz Natal!

3 de dezembro de 2008 07:54  
Blogger margarida já muito desfolhada disse...

e está tanto frio em Lisboa, que me faz desejar o calor...

3 de dezembro de 2008 17:13  
Blogger mundo azul disse...

Meu doce amigo...

Ler as suas palavras já pela manhã, é auspício de um dia muito bom!!!


Beijos de luz e o meu especial carinho...

4 de dezembro de 2008 02:28  
Blogger O Árabe disse...

Você consegue, Gigi. Feliz Natal! :)

4 de dezembro de 2008 12:07  
Blogger O Árabe disse...

Aqui continua quente, Margarida... porém, confesso que não desejo o frio. :) Bom fim de semana.

4 de dezembro de 2008 12:08  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Zélia, pela amizade e gentileza. BOm fim de semana!

4 de dezembro de 2008 12:09  
Blogger C Valente disse...

Quando se encontra...é a felicidade
Saudações amigas

4 de dezembro de 2008 13:15  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Arabe
Há um ditado no meu País que diz das pessoas que querem conciliar o inconciliável para disfrutarem para tudo terem a contento: Diz-se que querem sol na eira e chuva no nabal.
Efectivamente ou faz sol na eira e assim o tempo é propício para a recolha e tratamento dos cereais mas prejudica o nabal que requer chuva, ou se dá a situação contrária.
Porém a insensatez humana leva a que frequentemente procuremos não aceitar com a mesma naturalidade o que nos dá prazer e o que aparentemente é agreste. Porém é deste embate que explodem emoções fortes que doem, que dão prazer e que nos reconstroem de plenitude.

Abraço

4 de dezembro de 2008 14:27  
Blogger Carol disse...

Lindo!

4 de dezembro de 2008 15:28  
Blogger Menina do Rio disse...

Perder-se para se encontrar... Maravilhoso!

Um beijo

4 de dezembro de 2008 15:43  
Blogger Claudinha disse...

O amor real é jóia rara, assim como seu texto maravilhoso! Beijo.

5 de dezembro de 2008 16:56  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, amiga Silêncio; através dos sentimentos, é que podemos atingir a plenitude. Sempre bom rever-te, bom final de semana!

6 de dezembro de 2008 15:57  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Carol. O amor é sempre lindo, e faz a vida valer a pena! :) Bom final de semana.

6 de dezembro de 2008 15:59  
Blogger O Árabe disse...

É o único modo, Verônica... e realmente maravilhoso! :) BOm final de semana.

6 de dezembro de 2008 16:00  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Claudinha, pela gentileza e amizade. :) Bom final de semana!

6 de dezembro de 2008 16:01  
Blogger O Árabe disse...

Asswim é, amigo Valente... ou o mais perto dela, talvez, que este mundo comporta. :) Meu abraço, bom final de semana.

6 de dezembro de 2008 16:02  
Blogger MoonLight disse...

Sorrio!
Só isso! Que as palavras... fogem-me! :D

Obrigado pela partilha!
Bjs*

8 de dezembro de 2008 04:27  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a você, Moonliht, pela agradável visita! :)

12 de dezembro de 2008 06:13  
Blogger Marlene Maravilha disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

18 de dezembro de 2008 07:29  
Blogger Maria Luiza disse...

Estas palavras expressam perfeitamente o que é o amor
Amei!!!

26 de dezembro de 2008 12:57  
Blogger Porcelain Doll disse...

"E é certo que ninguém se encontra completamente, até que se perca em outro alguém."

:-)) Que absoluta delícia... e que grande verdade!!

E mesmo assim crês que não é neste mundo a moradia da felicidade??

:-D

31 de janeiro de 2009 06:41  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky