O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

BALADA DO PERDÃO

O perdão é a semente da paz.

E a compreensão é a chuva benfazeja, que a faz germinar em vós. Pois só ao entender as causas, pode o homem entender as consequências; e verdadeiramente perdoar.

Porque perdoar não é apenas renunciar à vingança, nem esquecer a mágoa; é afastá-la de vosso coração, como se jamais tivesse existido. Este é o caminho que vos levará à paz.

Perdoar é abandonar o corredor escuro do ódio e voltar a ver as cores da vida. Como não é possível ao sol iluminar a escuridão do céu noturno, ninguém existe que possa conhecer a felicidade plena, enquanto a mágoa persistir em sua alma.

Guardai-vos, portanto, de abrigar em vós o rancor ou a animosidade contra quem vos haja ofendido. Ou criareis o mais pesado dos grilhões, que a ele vos manterá acorrentados.

Perdoai, sempre. E, de cada vez que o fizerdes, percebereis que o vosso verdadeiro Eu se torna mais leve e abre as suas asas, voando livre rumo ao Coração do Universo.

Perdoai, sempre. E, ao perdoar, abri as portas do vosso coração, para que nele se possa abrigar o afeto por aquele a quem perdoais; irmãos vos tornareis, ao compartilhar a magia do perdão.

Perdoai, sempre. E não vos julgueis diminuídos, por serdes capazes de perdoar. A pequenez da vingança alimenta o ódio, e é no desprendimento que reside a verdadeira grandeza.

Fazei do perdão um exercício para todos os dias. Pois é assim que se cultivam os hábitos; e é preciso que perdoar se torne parte dos vossos costumes, para que seja natural em vós.

Seja o perdão, para vós, como a pérola para a ostra: ao oferecê-lo alijeis de vós todo o ressentimento que vos poderia envenenar o ser, e permiti que o seu brilho faça mais bela a vossa vida.

Seja o perdão, para vós, como a água que dessedenta. E possais sempre lembrar-vos que, ao ofertá-lo ao vosso irmão, estais saciando a vossa própria sede de aperfeiçoamento.

Seja o perdão, para vós, como a canção suave do vento, que para longe carrega as palavras de ódio e vingança que os homens usam para ofender aos seus irmãos e ao seu verdadeiro Eu.

Cultivai o perdão, em vossos corações. No dia em essa pequenina semente germinar em cada homem, o mundo não mais conhecerá a guerra e a incompreensão.

E construireis um mundo melhor.

Grato à amiga Doce Amor (http://vemsonharcomigo.blogspot.com/), que fez nascer a idéia deste post.


64 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Lindo post,querido Árabe! Acho que perdoar é a mais nobre atitude que se pode ter. Quando esse perdão vem do fundo da alma. Perdoar outrem, é desintoxicar seu próprio organismo. É crescer espiritualmente. E você traduz muito bem o exercício do perdão.
Ah... Ernesto Cortazar!... Perfeito como fundo desse post. A imagem é linda também.
Bom fim de semana! Beijos

19 de novembro de 2010 18:18  
Anonymous De... disse...

Sempre vale a pena esperar por um novo texto!

As palavras criam movimento, e dançam ao som dessa maravilhosa música, nos chamando para a Vida e para mais uma profunda reflexão.

Profundamente grata, Árabe!

Beijosss....

19 de novembro de 2010 18:18  
Blogger Nova Civilização disse...

Caro amigo,

muito lindo e muito necessário para vivermos a vida plena!

abraços fraternos

Gisele

20 de novembro de 2010 02:16  
Blogger Paula Barros disse...

Um tema que é sempre bom de ser lido, ser pensado, ser interiorizado.

O perdão não é fácil. Mas não perdoar nos faz mais mal, nos dói mais.

abraço, bom final de semana.

20 de novembro de 2010 07:09  
Blogger Valquíria Oliveira Calado disse...

Perdoar sempre será a maneira correta de encontrar a paz, abraço e boa semana.

20 de novembro de 2010 12:03  
Blogger Phoenix disse...

árabe..é essa talvez a atitude mais nobre..mas cá no fundo de nós, acho que muitas vezes nunca o sentimos. por mais que o queiramos sentir, por mais que digamos a nós mesmos que temos que perdoar, no fundo fica sempre a mágoa..para mim perdoar não poderá nunca afastar totalmente a mágoa..parte dela nunca se esquece. desculpa o testamento **

20 de novembro de 2010 12:14  
Blogger GarçaReal disse...

Li-te com muita atenção..........É verdade, o perdão é importante no caminhar da vida. No entanto perdoar não é igual a esquecer.
Pessoalmente não tenho dificuldade em perdoar, no entanto há coisas que não se conseguem esquecer, pois a marca fica. Acho que é próprio do ser humano.
Sei que falho.......Mas perdoar faço-o fácil, mas há coisas que não esqueço.
Este é meu sentir

Bom domingo de relaxe

Bjgrande do Lago

20 de novembro de 2010 13:46  
Blogger Barbara disse...

Terapêutico perdão...
Que eu seja dígna de buscá-lo.

20 de novembro de 2010 15:23  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Belo post.E obrigada por ter inspirado tão sábias palavras.

Mas é difícil esse caminho.Muito mesmo.Não o de não perdoar...mas o de esquecer o que a(s)ofensas criaram em "nós".Quando o mal está feito...

Agora o melhor caminho é sem dúvida esse que dizes:que tudo passe ao lado...e para isso deixa de fazer sentido a palavra perdão.Que as ofensas, sejam por palavras ,posturas ou atitudes deixem de fazer sentido para cada um de nós.Talvez olhando para elas de forma vazia e sem sentido...não?

Passa o grão de pó a fazer mais sentido e ser digno da nossa atenção do que as ofensas,não?

Mas custa tanto!!!Ignorá-las.Principalmente as que já foram feitas...

Beijinho doce

21 de novembro de 2010 14:07  
Blogger São disse...

O perdão nos liberta , nos desata de uma coisa muito ruim de carregar, nos deixa olhar a vida de outro jeito!

Uma excelente semana, meu querido Swami!

21 de novembro de 2010 16:44  
Blogger Chica disse...

O perdão é cada dia mais necessário em nossas vidas! um abração,linda semana!Tudo de bom,chica

22 de novembro de 2010 07:05  
Blogger Maria Valadas disse...

Cada texto, é um ensinamento no caminho da verdade ( neste caso, o PERDÂO).
Reconheço (no meu caso), que perdoar alivia a alma, mas, nunca se esquece o " mal" praticado.

Peço desculpa. por ter estado tanto tempo sem ler os bons ensinamentos que escreve.

Boa semana, querido Árabe.
Beijos.
Maria

22 de novembro de 2010 09:47  
Blogger Bernardete disse...

Boa tarde!
Lendo e relendo, entendi que TODOS no MUNDO erram.
O perdão serve para entender o ERRO do próximo.
Ao entendermos o ERRO do próximo, entenderemos nosso próprio ERRO.
Na verdade, ninguém é PERFEITO, só que uns erram mais...outros menos, não é mesmo?
ERRO é erro mas há a reincidência.
Devemos PERDOAR sempre? Até quando?
Quantas vezes bastem, não é mesmo?

22 de novembro de 2010 10:09  
Blogger Bernardete disse...

Meu relógio está marcando 16:09 h EM 22/11 e apareceu postagem às 10:09 h da manhã do dia 22/11/10.

22 de novembro de 2010 10:13  
Blogger Vozes de Minha Alma disse...

O perdão é a semente da paz, MESMOOO!!
Meu querido irmão, beijo teu coração,reverencio tua alma.
Um fraterno abraço.

22 de novembro de 2010 10:20  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. E você tem razão: Cortazar é perfeito! :) Boa semana.

22 de novembro de 2010 11:24  
Blogger O Árabe disse...

Grato, De, pela gentileza das suas palavras! Boa semana.

22 de novembro de 2010 11:25  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Gisele. Quanto necessitamos do perdão, para atingir a plenitude da Vida! :) Boa semana.

22 de novembro de 2010 11:26  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Paula: não perdoar, guardar mágoa, nos machuca demais! :) Boa semana.

22 de novembro de 2010 11:27  
Blogger O Árabe disse...

Bela reflexão, Valquíria! :) Obrigado, boa semana.

22 de novembro de 2010 11:27  
Blogger O Árabe disse...

Não há o que desculpar, amiga Phoenix; a idéia é que coloquemos aqui as nossas idéias. :) Mas acredite: é preciso esquecermos as mágoas, para que a vida possa recomeçar. :) Boa semana!

22 de novembro de 2010 11:30  
Blogger O Árabe disse...

Talvez todos sejamos assim, Garça amiga... e exatamente por isto necessitemos esquecer as mágoas. :) Boa semana!

22 de novembro de 2010 11:31  
Blogger O Árabe disse...

Ah, Bárbara... tenho certeza de que você é, sim. :) Sempre uma alegria a sua presença, boa semana. :)

22 de novembro de 2010 11:32  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Doce Amor. Oxalá possamos aprender a deixar que as ofensas passem sem atingir-nos. Este é o mais inteligente perdão! :) Boa semana.

22 de novembro de 2010 11:35  
Blogger O Árabe disse...

Bela e acertada colocação, São; uma perfeita síntese da idéia. :) Boa semana, amiga; fica bem!

22 de novembro de 2010 11:36  
Blogger O Árabe disse...

E como é, Chica... e como é! :) Boa semana, amiga.

22 de novembro de 2010 11:37  
Blogger O Árabe disse...

Não há o que desculpar, Maria... apenas registrar a alegria que nos traz a tua presença. :) Boa semana, fica bem!

22 de novembro de 2010 11:39  
Blogger O Árabe disse...

Bem disseste, Bernardete: quantas vezes forem necessárias, para a nossa própria paz. :) Quanto ao relógio, não te preocupes: o computador tem desses surtos eletrônicos. :) Boa semana, amiga!

22 de novembro de 2010 11:41  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amigo e irmão Antonio Lidio. Meu abraço, boa semana!

22 de novembro de 2010 11:41  
Anonymous Anna disse...

Chegando ao seu espaço trazida pelos bons ventos, em busca de coisas positivas. Cheguei na hora certa, ou justamente no post correto, li o que precisava ler. Incrível como isso acontece, mas eu precisava internalizar algo assim hoje. É fácil amar quem nos ama, difícil é perdoar quem nos faz sofrer, à medida que perdoamos ao outro, estamos buscando o perdão para nós mesmos, além de estarmos buscando alcançar um patamar mais alto na pureza espiritual. Parabéns pelo post,texto e música perfeitos, está tudo lindo no seu blog, voltarei outras vezes, sem dúvida.
Tenha uma semana de muita Paz e que o perdão se faça presente em sua vida.
Convido-o a conhecer os Fragmentos de Minh'Alma, será bem-vindo!
Beijos de luz em seu coração.

22 de novembro de 2010 13:22  
Blogger Fa menor disse...

«"Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, se ele continuar a ofender-me? Até sete vezes?"
Jesus respondeu: "Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete."»(Mt 18, 21-22)

Boa semana!

23 de novembro de 2010 06:01  
Blogger Vanuza Pantaleão disse...

Perdoar ao próximo é divino, embora não signifique o esquecimento dos danos que sofremos. Mas perdoar-mos a nós mesmos também é necessário, pois não podemos viver com o fardo da culpa.
Um inspirada semana, amigo!!!Bjsss

23 de novembro de 2010 06:03  
Blogger GarçaReal disse...

Vim desejar uma boa semana e agradecer a visita

Bjgrande do lago

23 de novembro de 2010 08:01  
Blogger Hana disse...

Olá Árabe, querido amigo, nossa uma alegria te ver lá em meu cantinho, muito obrigada, eu lá estava a falar de gratidãoe vc fala qui de perdão, super fantástico!
com carinho
Hana

23 de novembro de 2010 09:27  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

o perdão é a semente da paz...

um texto que é quase uma parabola.

para reflexão.

beij

23 de novembro de 2010 12:26  
Blogger Multiolhares disse...

se cultivássemos o perdão bem mais facil seria a nossa vida e a dos demais
Bjs

23 de novembro de 2010 14:05  
Blogger ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Caro amigo

O perdão nos devolve
mais do que a paz.
Nos devolve a nós mesmos.

Sua amizade é preciosa para mim.

23 de novembro de 2010 15:36  
Blogger Sol e Mar disse...

:D
Faz tempo não passava aqui!
Saudades amigo Árabe.
Estou em fase de perdão sim... a mim sobretudo!
Grata pela partilha.

23 de novembro de 2010 16:30  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Anna; pela gentileza, pelas colocações e pelo convite para conhecer o seu blog. Gostei muito! :) Bom resto de semana.

24 de novembro de 2010 04:08  
Blogger O Árabe disse...

Bem lembrado, Fa menor! Quantas vezes sejam necessárias, até que reencontremos a paz interior. :) Bom resto de semana!

24 de novembro de 2010 04:09  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Vanuza: precisamos perdoar os nossos erros e aprender com eles, para que possamos seguir em frente. :) Bom resto de semana!

24 de novembro de 2010 04:11  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Garça amiga; é sempre uma alegria a tua presença. :) Bom resto de semana.

24 de novembro de 2010 04:12  
Blogger O Árabe disse...

Sempe uma alegria a sua visita, Hana! :) Bom resto de semana, fica bem.

24 de novembro de 2010 04:13  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Piedade, pela amizade e gentileza. :) Bom resto de semana, amiga!

24 de novembro de 2010 04:14  
Blogger O Árabe disse...

... e quanto, Luna; e quanto! :) Bom resto de semana.

24 de novembro de 2010 04:15  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Aluísio; e saiba que a recíproca é muito verdadeira, amigo. :) Meu abraço, bom resto de semana!

24 de novembro de 2010 04:16  
Blogger O Árabe disse...

Saudade também, amiga Sol e Mar... é uma grande alegria a tua presença! :) Bom resto de semana, fica bem.

24 de novembro de 2010 04:17  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Olá Árabe:

Vim a correr...novo post.Pronto:)))

Beijinho doce

24 de novembro de 2010 15:39  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Sábio! Mas é difícil perdoar... Só grandes almas conseguem... O texto é comovente e lindo.
Beijo.

24 de novembro de 2010 15:44  
Blogger augusto, um entre mil disse...

já perdoei.


mas...


não esqueci.

24 de novembro de 2010 17:46  
Blogger Vieira Calado disse...

Assim seria!

E, porventura será, um dia!

Um forte abraço

24 de novembro de 2010 19:31  
Blogger O Árabe disse...

E muito bom, Doce Amor. Já conferi. :) Bom resto de semana!

25 de novembro de 2010 06:41  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Claudinha. E vc está certa: é difícil, sim. Mas vale a pena. Bom resto de semana! :)

25 de novembro de 2010 06:44  
Blogger O Árabe disse...

O negócio é continuar tentando, Augusto... para que o ciclo se complete. :) Bom resto de semana!

25 de novembro de 2010 06:44  
Blogger O Árabe disse...

Será, sim, mestre Vieira Calado! Meu abraço, amigo; bom resto de semana! :)

25 de novembro de 2010 06:45  
Anonymous Anna disse...

Árabe, boa noite!

Uma vez mais aqui, exercitando a alma para o perdão... Feliz daquele que tem a nobreza de perdoar!

Ótima noite, bom final de semana, beijos de luz em seu coração.

25 de novembro de 2010 13:43  
Blogger Luma Rosa disse...

Não é à toa que dizem que perdoar é divino! Não é para simples mortais, apenas almas evoluídas conseguem extirpar esse câncer do coração humano!! Eu, estou exercitando e um dia chego lá!! Pequenos perdões, mas as grandes mágoas são bastante difíceis. Cortar o mal pela raiz antes que ele se instale também é um caminho, mas pode ser encarado como fuga.
Bom fim de semana! Beijus,

26 de novembro de 2010 08:56  
Blogger Carlos Ribeiro disse...

Teu blog transmite em cada postagem uma nova lição de vida!

Belo texto, parabéns!

26 de novembro de 2010 12:22  
Blogger Perla disse...

"O perdão é a semente da paz." - retenho.

Obrigada :)

27 de novembro de 2010 08:52  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Anna, pela gentileza e amizade.:) Boa semana!

29 de novembro de 2010 04:30  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Luma! Precisamos, sim, exercitar o perdão, para que se torne natural em nós. :) Boa semana, amiga!

29 de novembro de 2010 04:31  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Luma! Precisamos, sim, exercitar o perdão, para que se torne natural em nós. :) Boa semana, amiga!

29 de novembro de 2010 04:31  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Carlos Ribeiro! Meu abraço, boa semana.

29 de novembro de 2010 04:32  
Blogger O Árabe disse...

Sempre uma alegria a sua presença, Perla. :) Boa semana!

29 de novembro de 2010 04:34  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky