O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O TEMPO E AS LEMBRANÇAS



Dia virá, em que nada seremos senão lembranças.
Não mais caminharemos sobre a terra; não sonharemos os nossos sonhos e nem sofreremos as nossas angústias. Nada restará de nós, além de pegadas no caminho.

Assim é. Pois o viajante, ao final da jornada, despe as suas vestes empoeiradas; entrega-se ao banho reconfortante e desfruta do merecido repouso, antes de uma nova caminhada.
Acostumai-vos a esta ideia. Quanto antes o fizerdes, melhor será para vós; começareis a cultivar o desapego aos bens materiais, que não podereis levar na Grande Viagem.

Nada tendes, senão o que sois; esta é a verdade. E, se assim é, deveis estar atentos, para que a vossa jornada não tenha como objetivo as conquistas fúteis, mas o aprendizado.
Pois nada podereis segurar em vossas mãos, ou carregar em vossos bolsos. Nada levareis, senão as emoções de vossos corações e os pensamentos de vossas mentes.

Acostumai-vos a esta ideia. E descobrireis quão inútil e insensato é sofrer por coisas efêmeras, se aqui as deixareis todas, enquanto de mãos vazias seguireis pela Eternidade.
Sede cuidadosos e seletivos, com o que colocais em vossa bagagem. De nada vos serve acumular o que não podeis transportar, ou plantar o que não vos será possível colher.

Buscai desenvolver em vós a tolerância e não a ira; a paz e não a agressividade; a paciência e não a ansiedade; a solidariedade e não a indiferença; o amor e não o ódio.
Abrigai em vossos corações o perdão e não o ressentimento; a fé e não a descrença; a confiança e não o medo; a humildade e não o orgulho; a lealdade e não a falsidade.

Fazei leves os vossos passos, produtivos os vossos silêncios e proveitosas as vossas palavras; edificai, ao invés de destruir; estendei a vossa mão e amparai aqueles que caem.
Pois o Conhecimento é o tesouro que nada ou ninguém, nem a morte, vos poderá tomar. E outra forma não existe de conquistá-lo, senão amealhando moeda a moeda o aprendizado.

Guardai-vos de priorizar os bens materiais, em um mundo onde só existe o agora. O tempo passa e nem toda a fortuna do mundo vos poderá comprar mais um pouco de tempo.
Virá um tempo em que nem mesmo as nossas pegadas persistirão no caminho; é preciso que assim seja, para que possamos caminhar com novos pés, por novos caminhos. 

Dia virá, em que nada seremos senão lembranças.

Procuremos, pois, ser as melhores lembranças. 

 Música:

30 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

O pior é que muitas vezes nem lembrança. O tempo não perdoa! As pessoas têm o defeito de valorizar as outras, enquanto elas têm algo para dar. É aquilo que Padre Fábio de Melo sempre diz. Que bom quando temos importancia, só por aquilo que de fato, somos!...
Amei o post! Lindo e verdadeiro! A música vou ouvir depois, assim como a imagem. A net está péssima!
Bom fim de semana! Beijos

21 de novembro de 2015 05:05  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

A verdade é que chegara um dia que nem lembrança seremos...ficaremos na memoria da nossa proxima geraçao e nao mais...mas assim é a vida...

Beijos, Arabe...

21 de novembro de 2015 15:58  
Blogger Zilani Célia disse...

OI ÁRABE!
ACHO QUE DEUS EM SUA INFINITA SABEDORIA, COLOCOU NO PRÓPRIO HOMEM AS RESPOSTAS PARA OS QUESTIONAMENTOS QUE NOS FAZEMOS PELA VIDA INTEIRA, ASSIM COMO VIEMOS AO MUNDO, DELE SAIREMOS, SÓS E FRÁGEIS. NO PRIMEIRO CASO, DEPENDENDO DOS PAIS OU DE ALGUÉM QUE NOS CUIDE OU NÃO SOBREVIVEREMOS E DA MESMA FORMA DAQUI NOS DESPEDIREMOS, AGORA NA DEPENDÊNCIA DOS FILHOS OU FAMILIARES ENFIM, EM ALGUM MOMENTO NÃO NOS BASTAREMOS MAIS.
INTENSO E VERDADEIRO COMO SEMPRE O SÃO TEUS TEXTOS.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

22 de novembro de 2015 17:15  
Blogger CÉU disse...

Sei que o mundo nos esquecerá, facilmente, mas Deus nos lembrará para sempre. Acredito na vida para além da morte, mas só Deus conhece os corações.

Boa semana. Abraços.

23 de novembro de 2015 14:26  
Blogger ॐ Shirley ॐ disse...

O ser humano preocupa-se com os bens materiais. Esquece que sua vida, diante da eternidade tem a duração de um flash e que nada disso levará em sua bagagem depois de sua morte...
Boa noite, abraços, O Àrabe!

23 de novembro de 2015 16:12  
Blogger Marina Fligueira disse...

'Así es, amigo, nada se lleva! Mas si podemos llevar la manos limpias y llenas de cosas buenas. Aquí se quedarán nuestras obras, ojalá nos recuerden por lo buenas que fueron: que sean hechos que a Dios agraden, acciones a manos llenas con amor y caridad. Aunque esto no es fácil por vivir en un mundo muy egoísta, mas cada cual viva según su conciencia.

Ha sido y es siempre un inmenso placer leer tus bellos textos.
Un abrazo y mi gratitud y estima.
Un abrazo y feliz semana.

24 de novembro de 2015 03:27  
Blogger São disse...

Nem lembranças seremos, amigo, nem isso...pelo menos no lado de cá desta dimensão.

EXcelente o teu texto, aliás como sempre.

Abraço fraterno, Swami

24 de novembro de 2015 06:08  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá amigo Árabe,

Você nem pode imaginar o quanto esta música caiu bem para a minha alma neste momento.

Estive sem internet desde sexta-feira, por isto não atualizei o meu blog. O técnico acabou de sair daqui. O modem havia pifado.

O texto é muito sábio, pois nos lembra da importância de não armazenar tesouros, senão aqueles que poderemos levar ao partir deste mundo. Lembrei-me de uma aula de yoga em que a professora nos questionou o seguinte: Se vocês tivessem que abandonar tudo de repente o que se preocupariam em levar? Houve diferentes respostas, quase todas ligadas a bens materiais, mas uma aluna disse que gostaria de levar o amor que sentia pelos filhos. Fiquei até envergonhada de minha resposta já que, à época, ainda não tinha o conhecimento de hoje-rs.
Citei o fato apenas para reforçar o quanto nos preocupamos com a matéria e relegamos ao máximo o cuidado com os reais valores, pertinentes ao espírito, aqueles que não precisam sequer de bagagem para serem transportados.

Pois é, chegará o momento em que seremos apenas lembranças (ou não). Então, que possamos deixar lembranças perfumadas, que nos perpetuem nos corações de quem amamos.

Feliz semana.

Abraço.

24 de novembro de 2015 11:46  
Blogger Ailime disse...

Boa noite meu Amigo e bom Árabe, um texto muito profundo repleto de ensinamentos que me levam a refectir sobre a efemeridade da existência.
Devo confessar que ainda tenho alguns receios sobre a viagem final apesar do meu Credo.
No entanto à medida que a idade avança vou tendo um pouco mais de consciência dessa inevitabilidade tentanto melhorar a minha relação com os outros e apreciar as coisas simples da vida. Nunca fui de grandes apegos a coisas materiais, mas tenho ainda muito a rectificar, a melhorar.
Gostei que tivesse abordado este assunto que me ajudará a descernir sobre tantos aspectos da minha vida!
Muito obrigada, amigo.
Beijinhos e continuação de boa semana.
Ailime

24 de novembro de 2015 14:32  
Blogger Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Bom dia, Árabe, estou passando rapidamente para convidá-lo
a visitar meu blog. Voltarei com minha visita normal , mais tarde. Obrigada! Grande abraço!

25 de novembro de 2015 03:57  
Blogger GarçaReal disse...

Completamente de acordo contigo Amigo.

Tudo nesta passagem terrena é passageiro. Tanto se sofre e luta por dinheiro, por posições de destaque, por bens materiais desnecessários, por tantas loucuras sem nexo.

Quando a hora da partida chegar tudo fica na poeira do caminho.

Bom texto como sempre

Que o resta da semana seja boa

Bjgrande do Lago

26 de novembro de 2015 06:44  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

sim tudo nesta vida é uma passagem e as lembranças são sempre o que nos restam.
um belíssimo texto como sempre!
beijinhos

:)

27 de novembro de 2015 06:10  
Blogger O Árabe disse...

Mas esta é a verdade, Olhos de Mel: aos olhos do Universo, o que importa é o que somos! Obrigado, bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 09:36  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Arco-Íris. Mas a verdade é sempre ficará um pouco de nós, através de nossas obras; assim é a Vida! Bom fim de semana, amiga.

27 de novembro de 2015 09:39  
Blogger O Árabe disse...

É certo, Zilani, que sempre dependeremos de alguém. E, entretanto, cada homem insiste em viver como se fosse o centro do universo. Quem sabe, um dia aprenderemos!... Bom fim de semana, amiga.

27 de novembro de 2015 09:51  
Blogger O Árabe disse...

Também acredito, Céu. Isso muito nos reconforta, não? Obrigado, bom fim de semana!

27 de novembro de 2015 09:52  
Blogger O Árabe disse...

Bem dito, Shirley: nada levaremos... senão o que houvermos guardado em nós mesmos! Obrigado, bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 09:53  
Blogger O Árabe disse...

Você está, Marina: embora não seja fácil, pois o mundo é materialista e nos torna imediatistas, podemos realizar coisas boas... e esse será o nosso legado! Obrigado, bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 09:55  
Blogger O Árabe disse...

É como você bem disse, São... não no lado de cá; mas prosseguiremos do lado de lá e um dia voltaremos! Obrigado pela gentileza e amizade, bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 09:56  
Blogger O Árabe disse...

Acredite, Vera: posso, sim; esta música também me faz muito bem, nos momentos de tristeza ou inquietação. É uma das minhas preferidas. Achei muito interessante e elucidativo o episódio que você contou; que bom seria, se pudéssemos levar os nossos maiores amores em nossos corações, sempre! Obrigado, amiga; bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 10:04  
Blogger O Árabe disse...

Acho que todos temos esses receios, Ailime; e por isto ficamos mais intranquilos, à medida que os anos avançam. Fico feliz em saber que lhe foi útil, amiga; e agradeço pela gentileza e amabilidade de sempre. Bom fim de semana!

27 de novembro de 2015 10:07  
Blogger O Árabe disse...

É sempre um prazer visitar seu blog, Marli; grato pelo convite, bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 10:07  
Blogger O Árabe disse...

Muito bem dito, Garça amiga: quando vem a partida, todas essas coisas ficam na margem do caminho! Obrigado, bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 10:08  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Piedade: são as lembranças que nos confortam, quando as pessoas e os momentos felizes se vão! Obrigado, bom fim de semana.

27 de novembro de 2015 10:09  
Blogger Zilani Célia disse...

OI ÁRABE!
PASSANDO PARA TE DEIXAR MEUS VOTOS DE UM BELO FINAL DE SEMANA.
ABRÇS
-
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

27 de novembro de 2015 16:14  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Zilani. Bom fim de semana!

27 de novembro de 2015 17:03  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

Lembranças, amo reviver boas lembranças, de verdade! Não deixa de ser uma viagem no tempo. Muito gratificante passar em seu cantinho, tudo muito lindo, obrigada! Fique com Deus!

30 de novembro de 2015 18:39  
Blogger O Árabe disse...

E muito gratificante ver você de volta, Maria Luzia! Espero que as férias tenham sido ótimas, boa semana!

1 de dezembro de 2015 09:12  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

Foi meu amigo, tudo em paz, tudo tranquilo! Como sabemos o Sul é lindo, sua beleza lava a alma da gente! Boa noite pra você e obrigada!

1 de dezembro de 2015 14:46  
Blogger O Árabe disse...

Bom saber, amiga. Todos precisamos recarregar as baterias de vez em quando, não é? Mas é muito bom também ver você de volta! :)

2 de dezembro de 2015 04:31  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky