O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

A ESCOLHA E O CAMINHO



Sempre podeis escolher os vossos caminhos.

Assim eu vos tenho dito. E, por isto, não vos cabe lamentar os lugares a que vos levam. Pois, se vos é dado escolher as sementes que plantais, como podereis reclamar dos frutos que colheis?

Tende presente esta verdade. E sabei que, a qualquer momento, podeis alterar os vossos rumos; é da vossa vontade que depende mudar o vosso presente e, assim, também o vosso futuro.
Decerto, não podeis controlar os eventos que vos traz a vida; entretanto, depende de vós a forma como a eles reagireis. E, acreditai-me, é esta que fará toda a diferença em vosso amanhã.

Pois ao homem que se vê diante de um abismo, cabe a escolha entre construir uma ponte ou desistir da travessia. E quem sabe aonde o levarão os novos caminhos que vier a escolher?
Todos os dias, vos deparais com novas esquinas; e devereis dobrá-las, embora não vos seja dado saber o que vos aguarda. Mas nada vos obriga a seguir por um caminho que vos desagrada.

Pois não é sensato aquele que oculta as suas lágrimas por trás de um falso sorriso; ou que insiste em seguir em frente, quando lhe doem os pés e seus olhos não veem senão pedras adiante.
Não existe vergonha em abandonar a rota que decerto vos levaria ao naufrágio; nem em reconhecer um erro cometido. Melhor reconhecê-lo hoje, que amargar mais um dia de sofrimento.

E, se assim é, por que vos deitaríeis em espinhos, quando podeis buscar um novo leito? Por que insistir em subir a escarpada montanha, quando o prado macio pode estar à vossa espera?
Afastai de vós a dependência das opiniões alheias; sois os juízes de vossos caminhos. Pois, eu vos tenho dito, ninguém senão vós chorará as vossas lágrimas, nem sorrirá os vossos sorrisos.

Afastai de vós o insensato temor às mudanças. Melhor é enfrentar um novo dia desconhecido, do que aguardá-lo já com a certeza de que nele continuarão os mesmos padecimentos.
Afastai de vós o comodismo, que muitas vezes vos acorrenta à rotina e pinta com cores sombrias os novos caminhos que surgem à vossa frente; o pássaro que não voa atrofia as suas asas.

Não vos negueis a uma nova jornada, porque vos assustam os perigos do caminho. Lembrai-vos que é preciso viajar pelo deserto inclemente, para desfrutar do oásis acolhedor.
A eternidade vos pertence, o tempo é o vosso maior patrimônio. Não deveis, pois, enjeitar as oportunidades de conhecer novos caminhos, quando não vos agrada o local onde estais.

Afinal, sempre podeis mudar os vossos caminhos.
Música:

38 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

É bem verdade que ninguém pode opinar sobre nossos caminhos, porque ninguém vai nos acompanhar nas lágrimas, nem nos sorrisos. Mas devemos pensar antes da escolha, caso tenhamos oportunidade dessa escolha.
Lindo post é linda mensagem! Bela imagem é bela música!
Bom fim de semana! Beijos

5 de agosto de 2016 20:46  
Blogger ✿ chica disse...

Mudar., ter coragem de "atravessar a rua", mudar o caminho... Ouvir nossa voz interior, seguir! Linda mensagem! abração ,ótima semana,chica

6 de agosto de 2016 04:51  
Blogger CÉU disse...

Verdade, amigo Árabe! Nós fazemos nossos caminhos.

Abraço e bom domingo!

6 de agosto de 2016 15:00  
Blogger Zilani Célia disse...

OI ÁRABE!
MESMO NOS SENDO PENOSO ACEITAR QUE ESTAMOS ERRADOS, SÃO AS MUDANÇAS QUE NOS RECOLOCAM NO CAMINHO CERTO.
BONITO DEMAIS AMIGO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

7 de agosto de 2016 11:44  
Blogger mixtu disse...

não fujo de nova caminhada, apesar dos meus receios :)
poesia...

8 de agosto de 2016 02:27  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

"Afastai de vós o insensato temor às mudanças. Melhor é enfrentar um novo dia desconhecido, do que aguardá-lo já com a certeza de que nele continuarão os mesmos padecimentos."


Árabe, certeza! É que nem sempre acertamos com nossas escolhas, acho que se deva a parte imperfeita de nós seres humanos. Sabe, acredito muito no destino de cada um de nós, acredito que, o que temos que passar, enfrentar, outra pessoa não nos substitui. O que sinto de verdade é que a nossa vida, é um grande mistério! Muito lindo o seu texto, amei, amei tudo! Tem uma dedicação para o meu amigo no Meu Cantinho, com o coração grato e respeitoso. Árabe, maravilhosa semana pra você e muito obrigada!

8 de agosto de 2016 07:28  
Blogger Teresa Isabel Silva disse...

Tens toda a razão nas tuas palavras. Não podemos ter medo das coisas novas!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

9 de agosto de 2016 03:16  
Blogger Ailime disse...

Olá meu amigo e bom Árabe,
Um tema que aprecio muito.
Estar receptivo às mudanças é querer crescer, aprender, inovar.
Sou partidária de que assim seja e o comodismo só nos prejudica.
«Lembrai-vos que é preciso viajar pelo deserto inclemente, para desfrutar do oásis acolhedor». Assim penso também e escrevi no meu blogue palavras algo semelhante há dias.
Essas viagens pelo deserto, muitas vezes difíceis, são as que nos proporcionam um aprendizado maior que de outra forma não adquiríamos.
Beijinhos e continuação de boa semana.
(Esta música é linda, mas não conhecia. Adorei.)
Ailime

9 de agosto de 2016 10:11  
Blogger MEU DOCE AMOR disse...

Olá:

Sinceramente, fico a pensar.Para escolhermos caminhos necessitamos do livre arbítrio e este não existe.Não existe mesmo.Todas as nossas escolhas estarão sempre condicionadas por vários aspetos da vida.E não me esqueço daqueles que me rodeiam, aqueles que amo.De certo se escolhesse outro caminho, a viragem seria enorme.E outros sofreriam e os meus pés chorariam lágrimas de sangue e não encontraria felicidade em lado algum.E isto porque os que amo ficariam para trás.Portanto tudo fica condicionado.

Acredito sim,é na construção em conjunto desses novos caminhos.Isso sim.É o ideal.E não é impossível.Basta ser tolerante,ter amor no coração e não ser egoísta, nem comodista e não "dormir á sombra da bananeira".(zona de conforto) E de "mãos dadas" e esforço contruir-se-á um excelente caminho.O melhor de todos.
Falas do temor às mudanças.Olha não as tenho.Quero mesmo mudanças na minha vida,mas quero fazê-las com quem amo.Aliás já fiz tantas...umas sozinha, outras acompanhada.Um grande deserto tenho caminhado e venci algumas etapas.Até um bandido do rochedo consegui trepar e escorregar para o outro lado.Mas há um imenso caminho, de terra batida e vermelha, sem árvores...Mas lá no fundo existe algo que eu sei.Vi algo, senti algo...Só preciso que me acompanhem!Porque quero bem àqueles que amo.

Penso que essa escolhas de caminhos pode ser uma "faca de dois gumes."

Beijinho doce

9 de agosto de 2016 13:04  
Blogger GarçaReal disse...

Olá amigo

Realmente está na nossa mão escolher o caminho a seguir e modificá-lo sempre que o nosso "eu" o quiser ou necessitar, no entanto há condicionantes na vida que por vezes travam esta nossa mudança e acabamos por seguir rumos que não são os de nosso total agrado.
Mas acho que temos sempre a hipótese de pelo menos tentar.Afinal vivemos em constante mudança e na busca da felicidade.

Bom texto como sempre nos habituaste.

Uma boa semana e obrigada pela visita.

Bjgrande do Lago

10 de agosto de 2016 03:08  
Blogger Marina Fligueira disse...

¡Hola Árabe!!!

De nuevo nos dejas un texto precioso y aleccionador de vida: no cabe duda alguna, re cogemos lo sembramos y, que la semilla caiga en tierra fértil!!! eh. De no ser así, vamos aviados.

Ha sido un placer, como siempre, amigo.
Te dejo mi inmensa estima y gratitud.

Se muy feliz.

10 de agosto de 2016 09:28  
Blogger Smareis disse...

Boa noite Árabe!

Esta em nossas mãos escolher nosso próprio caminho. O novo, a mudança, sempre trás um certo medo, assusta muito, mais as vezes é preciso. A vida é muito curiosa.
Mensagem de grande ensinamento, me fez pensar...
Gostei muito da postagem. O texto, imagem, música, tudo perfeito.

Por lá ainda sem atualização, no final da semana passada precisei fazer uma viagem de emergência e só agora retornando. Nos próximos dias estarei com nova postagem.
Continuação de ótima semana amigo.

10 de agosto de 2016 13:38  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

Se pudermos escolher, devemos escolher com o coraçao... mudanças sao necessarias, principalmente as mudanças interiores...

Beijo querido amigo...

10 de agosto de 2016 17:24  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá amigo,

Verdade que as escolhas cabem a cada um de nós e que somos responsáveis por elas, pois ninguém pode viver a nossa vida. É através das escolhas, sejam acertadas ou equivocadas, que nos chegam os aprendizados necessários ao nosso crescimento e evolução. Sempre poderemos mudar de rota, quando necessário. Basta que não nos acomodemos e que saibamos aonde desejamos chegar. O temor às mudanças é comum, mas somente abraçando-as teremos oportunidade de descortinar novos e mais felizes horizontes.
Ótima reflexão, lindamente colocada, e escolha perfeita da música; aliás, como sempre.

Abraço.

10 de agosto de 2016 19:47  
Blogger São disse...

Realmente , a responsabilidade das nossas opções e das respectivas consequências são exclusivamente nossas.

Quanto a mudanças, pois que as façamos - mas com cuidado

Beijinhos, Swami !

11 de agosto de 2016 08:14  
Blogger O Árabe disse...

Isso, Olhos de Mel! É a única hora em que temos oportunidade de fazer diferente: na escolha. :) Obrigado, bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 08:42  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Chica! Se ouvirmos sempre o nosso verdadeiro Eu, muito mais fácil será seguir em frente. Bom fim de semana para você e o Kiko.

12 de agosto de 2016 08:43  
Blogger O Árabe disse...

Fazemos, Céu. E sempre podemos mudá-los, quando não gostamos do lugar a que nos levam. Bom fim de semana, amiga; como estás?

12 de agosto de 2016 08:44  
Blogger O Árabe disse...

São, Zilani. Entre os livros que tratam das mudanças, há um que acho ótimo: "Quem Mexeu no Meu Queijo?". Define bem as dificuldades e as consequências de mudar. Obrigado, amiga; bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 08:46  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, mixtu: o receio sempre existe. Por natureza, talvez, tememos o desconhecido! Meu abraço, bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 08:47  
Blogger O Árabe disse...

Maria Luzia, já estive por lá e, infelizmente, não consegui ver a dedicação. Mas continua lindo como sempre! :) Quanto ao comentário, concordo: nem sempre acertamos nas nossas escolhas... mas o melhor modo de aprender é fazendo, não? :) Obrigado, minha amiga; bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 08:50  
Blogger O Árabe disse...

Não podemos, Teresa Isabel. Se exagerarmos nesse medo, chegaremos a temer cada novo dia! Obrigado, amiga; bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 08:53  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Ailime: as viagens mais difíceis são as que nos proporcionam os maiores e mais duradouros aprendizados. Obrigado pela gentileza e amizade, bom fim de semana!

12 de agosto de 2016 08:55  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

É verdade somos nós que fazemos o nosso próprio caminho, mas nem sempre vamos pelos caminhos certos.
E mudar o seu rumo, por vezes o medo tolhe-nos os passos.
Mas eu tento fazer sempre o melhor que sei e posso.
beijo
:)

12 de agosto de 2016 09:16  
Blogger O Árabe disse...

Concordo quanto à faca de dois gumes, Doce Amor; toda escolha sempre é. Mas acredito, sim, no livre arbítrio; não importam os condicionamentos que possam existir, a escolha nos pertence; a própria decisão de aceitar os condicionamentos, sem dúvida, já é uma escolha. :) Obrigado, minha amiga; bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 09:36  
Blogger O Árabe disse...

Alegria a sua presença, Garça amiga! E concordo inteiramente: podemos sempre tentar; afinal, as mudanças fazem parte da nossa jornada! Obrigado, bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 09:37  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Marina! Tudo que precisamos é que semente caia em terra fértil. Obrigado pela gentileza e amizade, bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 09:39  
Blogger O Árabe disse...

Acho que você disse bem, Smareis: mudanças assustam... mas são, às vezes, necessárias. Espero que tudo esteja bem com você e irei, sim, conferir a nova postagem. Bom fim de semana!

12 de agosto de 2016 09:41  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Arco-Íris: as mudanças interiores são as mais necessárias... até porque delas dependem todas as outras. Obrigado, amiga; bom fim de semana, fique bem!

12 de agosto de 2016 09:42  
Blogger O Árabe disse...

Concordo inteiramente com você, Vera, e destaco: "Sempre poderemos mudar de rota, quando necessário. Basta que não nos acomodemos e que saibamos aonde desejamos chegar". Sem a menor dúvida, amiga! Obrigado, bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 09:44  
Blogger O Árabe disse...

Verdades, São... e verdades que relutamos em aceitar! :) Meu abraço, amiga; bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 09:45  
Blogger Fá menor disse...

Muito grata! É sempre, para mim, uma enorme bênção ler as suas palavras recheadas de sabedoria e pertinência.Calam-me bem fundo.

O meu abraço!

12 de agosto de 2016 09:45  
Blogger O Árabe disse...

E isto é o principal, Piedade: tentar. Na verdade, o medo é o mais pesado grilhão a impedir os nossos passos! Obrigado, bom fim de semana.

12 de agosto de 2016 09:46  
Blogger O Árabe disse...

Bênção, Fa, é contar com a amizade e a gentileza de pessoas como vocês, minha principal razão de escrever. Obrigado, bom fim de semana!

12 de agosto de 2016 09:48  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

Poxa, que pena, a dedicatória que fiz pra você no Meu Cantinho, foi com um carinho do tamanho do mundo!Árabe, tenha um ótimo final de semana!

12 de agosto de 2016 13:21  
Blogger O Árabe disse...

Tenho certeza disso, Maria Luzia. E a veria com o mesmo carinho; por isto sinto não tê-la encontrado. Como faço para a encontrar, minha amiga?

12 de agosto de 2016 13:48  
Blogger Lucia Argolo disse...

Parabéns Árabe!! Parabéns papai! Parabéns pela dádiva que lhe foi confiada, a arte de transmitir em palavras a sua essência, o seu sentimento e, principalmente pelos belíssimos textos que nos tocam a alma...outros nos servem como luz, nos levam a refletir, a enxergar uma verdade antes nunca pensada. Uma vez eu li que "escrever é a arte de pintar com as palavras". Achei fantástico! Seus quadros emitem luz!
Deus te abençoe!! Muita luz!!
Bjs

16 de Agosto de 2016

16 de agosto de 2016 07:26  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Lucia. Na verdade, são as coisas que a vida nos vai ensinando, através dos anos. Parafraseando Roberto Carlos, é isso que tento contar aqui. :) Obrigado, boa semana!

16 de agosto de 2016 09:22  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky