O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

O VOSSO AMOR



Jamais deveis dizer “meu homem” ou “minha mulher”.
Dizei, antes: o homem (ou a mulher) que caminha a meu lado. E rogai, em vosso coração, que assim realmente aconteça; porque muitos são os casais que apenas se toleram, pelo caminho.
E evitai, também, dizer “meu filho”, ou “meu neto”, ou “meu irmão”, ou “meu amigo”. Dizei, sim: os filhos, ou os netos, ou os irmãos, ou os amigos, que a Vida me trouxe e que me acompanham.
Porque a palavra “meu” vos dá a sensação enganosa de posse. E poderá levar-vos a descuidar das pessoas que vos cercam; assim como descuidais de tudo que julgais que vos pertença.
E a ninguém é dado possuir outro ser humano; necessitais, sim, cultivar, todos os dias, o afeto daqueles que vos amam.  Tende isto sempre presente e evitareis, decerto, muitas desilusões.
Nada é tão nocivo aos vossos amores, quanto a enganosa impressão de que o outro vos pertença. Ela vos leva a descuidar da atenção e do carinho que deveis proporcionar a quem vos ama.
Não é a certeza de serdes amados, que deveis evitar; mas a ilusória crença de que o amor se mantenha por si mesmo. Assim como o fizestes nascer, deveis atentar para que se renove sempre.
Eu vos tenho dito que o amor é como uma planta, e necessita ser cuidado todos os dias. De nada vos adiantar lançar a semente, se não cuidais de mantê-la regada e protegida, para que cresça.
Se assim não fizerdes, vereis o amor definhar e fenecer. Como acontece à flor que é colhida viçosa e guardada em seco; até que nada seja, senão a lembrança ressequida do que um dia foi.
Como a planta necessita da terra, da água e do orvalho, o amor necessita do carinho, da ternura e do respeito. E, entre o casal, necessita também do desejo; como a planta precisa do calor do sol.
Estes elementos manterão vivo o vosso amor, ao longo do tempo. Adotai estes cuidados e sempre o tereis presente, entre vós; o vosso amor durará, enquanto fordes felizes em amar um ao outro.  
Sabei, porém, que não podeis pretender que o amor seja o mesmo em todos os momentos. Ele é como o fogo, que às vezes arde impetuoso e em outras apenas se faz sentir como a brasa cálida.
Em todas as suas formas, entretanto, o amor é importante para a vossa vida. É ele que afasta de vós a solidão, que vos faz sentir protegidos e importantes; é o melhor caminho para a felicidade.
Evitai a sensação de posse e cuidai do amor que vos une; assim, estareis cada vez mais próximos. E, um dia, não mais direis "meu homem", ou "minha mulher", mas vos chamareis pelo mesmo nome.  
Meu amor.


Música:
http://ohassan.dominiotemporario.com/marco/1_orquestra_caravelli_caravelli_himno_al_amor.mid

Quem viveu este tempo, não esquece: https://youtu.be/uoUCEoTB4PQ

22 Comentários:

Blogger Olhos de mel disse...

Árabe; essa musica é a coisa mais linda! Quanto ao filme, ainda tenho um DVD gravado que recebi. Sabe? Não é a palavra que destrói o amor, mas o sentido que nela empregam. Para mim, o (meu), quando se refere a amor, filhos, apenas tem sentido de carinho, de orgulho e emoção. Nunca para (posse). O amor necessita que seja cuidado, assim como bem disse; ou ele vai aos poucos desgastando. Ha pouco tempo tive medo que isso acabasse acontecendo comigo. E me senti impotente diante de tudo.
Poxa, ouvir essa musica, me trouxe tanta emoção!
Lindo post, linda imagem e linda musica!
Bom fim de semana! Beijos

17 de agosto de 2018 23:20  
Blogger Rejane Tazza disse...

Sensacionais e lindas, cheias de verdade as tuas palavras. Nada é NOSSO...Estamos juntos, caminhamos juntos... Beleza! abração, chica

18 de agosto de 2018 06:41  
Blogger Sherazade disse...

Amei esse post! Musica imagem e texto, tudo em harmonia, perfeito!
Bom fim de semana! Beijos

18 de agosto de 2018 20:32  
Blogger CÉU disse...

Olá, meu querido amigo!

Vai ser difícil deixar de aplicar, verbalmente e não só, essa possessividade. Nós dizemos meu pai, minha mãe, meus irmãos, contudo esses são da nossa família.

Mulher ou marido é alguém k caminha k um dia conhecemos, que caminha a nosso lado, para o bem e para o mal, mas não há laços sanguíneos.

Abraços e bom domingo.

19 de agosto de 2018 11:11  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

Esse sentimento de posse é inerente ao ser humano... tanto em relaçao a coisas, como em relaçao a pessoas... aprendemos a usar a palavra "ter", se referindo a tudo... é preciso um trabalho mental para mudar isso...

Arabe... que vc tenha uma excelente semana...

Abraços...

19 de agosto de 2018 22:29  
Blogger Fá menor disse...

Muito boa prespectiva!
Grata por mais este belo ensinamento.

Óptima semana, amigo!

Beijos.

20 de agosto de 2018 07:11  
Blogger Ontem é só Memória disse...

Lindas palavras! adorei a perspectiva que apresentas!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

20 de agosto de 2018 15:29  
Blogger Ailime disse...

Bom dia meu Amigo e bom Árabe,
Mais um texto extraordinário.
Nunca tinha pensado no fato que dizer meu marido (é assim que me refiro ao homem que caminha a meu lado), que tivesse a conotação de posse, mas sim como que complemento, será?
E sim, cuidar que o amor não feneça, mas antes vá se multiplicando ao longo do tempo em que a maturidade e crescimento espiritual a isso nos conduz de forma natural.
Será um amor diferente? Talvez. Mas é um sentimento mais sólido, mais maduro, baseado no companheirismo, na amizade, que nos vai unindo e crescendo ao longo dos anos.
Gostei imenso da música e canção. Não conhecia. Lindas!
Beijinhos e continuação de uma boa semana.
Ailime
(Sobre os meus posts só publico de quinze em quinze dias, para dar tempo que a inspiração😉), surja. Obrigada pela gentileza).

21 de agosto de 2018 10:54  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

Boa tarde Árabe!

Texto magnifico, maravilhoso, só verdades, amei! ... No final descobriremos que só possuímos a nós mesmos, pois ninguém é de ninguém. Zibia Gasparetto
Árabe, ótima semana e um abraço enorme. Obrigada!

21 de agosto de 2018 15:38  
Blogger Ontem é só Memória disse...

Mais um texto magnifico! Adorei!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

21 de agosto de 2018 15:42  
Blogger Ailime disse...

Meu Amigo Árabe,
Afinal hoje "saíram" algumas inspirações,;))!
Beijinhos,
Ailime

22 de agosto de 2018 13:11  
Blogger São disse...

Belisssimo texto!

Que tenha a felicidade de ser cumprido por quem o ler.

Beijinho grande e feliz fim de semana, querido SWami

24 de agosto de 2018 07:15  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Olhos de Mel; linda, mesmo. E o filme marcou toda uma geração, com certeza! Quanto ao amor, é bem como você disse: necessita ser cuidado, sempre! Obrigado, bom saber que você gostou. Bom fim de semana!

24 de agosto de 2018 19:48  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Chica! E concordo inteiramente: caminhamos JUNTOS; esta é a única forma de chegarmos. Bom fim de semana, amiga!

24 de agosto de 2018 19:49  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Sherazade; bom saber que você gostou! Bom fim de semana.

24 de agosto de 2018 19:50  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Céu... difícil, mesmo! Mas precisamos aprender... é a forma de dar certo! :) Abraço, amiga; bom fim de semana.

24 de agosto de 2018 19:52  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Arco-Íris! O egoísmo e a insegurança que existem em nós, levam-nos a querer acreditar que aqueles que amamos nos pertencem, e que "temos" tudo que queremos. Obrigado, minha amiga; bom fim de semana, fique bem!

24 de agosto de 2018 19:54  
Blogger O Árabe disse...

Grato a você, Fa, pela gentileza e amizade de sempre! Bom fim de semana, amiga.

24 de agosto de 2018 19:55  
Blogger O Árabe disse...

Bom saber que você gostou, Isy! Vocês são a força do nosso oásis! Bom fim de semana.

24 de agosto de 2018 19:56  
Blogger O Árabe disse...

Belo comentário, Ailime! E, confesso, é interessante a pergunta que deixas: será que assim falamos no sentido de "posse" ou "complemento"? Gostaria de acreditar que fosse o segundo... mas espero que um dia cheguemos lá, sim! :) Bom saber da nova "inspiração"... em breve lá estarei, conferindo. Obrigado, minha amiga; bom fim de semana!

24 de agosto de 2018 20:01  
Blogger O Árabe disse...

Que assim seja, São! Meu abraço, querida amiga; bom fim de semana!

24 de agosto de 2018 20:04  
Blogger O Árabe disse...

Gosto muito dos livros da Zíbia, Maria Luzia. E esta é uma grande verdade: não possuímos ninguém; apenas, podemos estar nos sentimentos de alguém! Obrigado, minha amiga; bom fim de semana!

24 de agosto de 2018 20:05  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky