O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

O SENTIDO DA VIDA

Eis que me perguntais qual o sentido da vida.

E como isto vos posso explicar?

Vede: o rio apenas corre, em seu leito, e fatalmente irá desaguar ao fim do seu curso. Assim como a flor apenas brota, e enfeita as vossas vidas enquanto dura a sua própria vida.

Pensais, entretanto, que exista um fim?

Acaso o rio, ao misturar-se ao mar, não continua a existir nas águas que lhe trouxe? E a flor, ao tombar sobre a terra, não faz nascer novas flores?

Não continua o rio a existir no mar, e a flor naquelas que ajudou a brotar?

Na Natureza, existe a Eternidade. E esta também existe em vós; contudo, deveis transformar-vos para que continue a evolução.

Abandonai as vossas angústias. E não vos entregueis às vossas dores; porque é curto o tempo de cada estada, e é à felicidade que o deveis consagrar.

Lembrai-vos, sempre, que o tempo não vos pertence. Não vos cabe marcar a hora da partida.

Assim, cada amanhecer pode ser o último; e, se isto tiverdes presente, sabereis gozar cada raio de sol.

Cada beijo, cada minuto de carinho, pode ser o último que vos cabe. Lembrai-vos desta verdade, para desfrutardes plenamente do amor.

Não deveis insistir na inútil procura.

Pois não vos é dado entender o sentido da vida. Cumpre-vos, apenas, viver. E fazer da vossa vida um canto à felicidade.

Acaso o fazeis, entretanto?

Não vos tenho eu visto, desprezando todos os motivos que tendes para serdes felizes, na louca angústia pelo que julgais que vos falte?

Em verdade, eu vos digo que recebeis as ferramentas para que possais construir a casa da vossa felicidade. E costumais utilizá-las para escavar o poço dos vossos sofrimentos.

Como, pois, pretendeis entender o sentido da vida?

Como os rios, um dia desaguareis no Mar. E, como as flores, tombareis um dia sobre a terra.

E, já que não vos é dado determinar esse dia, por que não aproveitardes o vosso curso e o vosso perfume?

Cantai, ao percorrer o vosso leito. Assim, as vossas águas haverão de carregar a tristeza para longe do vosso coração.

E oferecei ao beijo do sol cada uma de vossas pétalas. Pois é o calor que armazenardes que vos protegerá, durante a friagem da noite.

Não deveis buscar o sentido da vida.

Vivei, apenas. E desfrutai de toda a felicidade que a vida vos possa oferecer.

Buscai o prazer nos braços da vossa amada,
a esperança no olhar de vossos filhos,
a alegria nas coisas que vos fazem rir,
a paz de espírito em vosso verdadeiro Eu.

Se assim fizerdes, sereis felizes. E a felicidade se espalhará à vossa volta, como o perfume ao redor da flor e o frescor das águas em torno do rio.

Ao chegar o dia, as vossas águas claras tornarão mais límpido o azul do mar. E a força das vossas pétalas tornará o solo mais fértil do que nunca, fazendo nascer as mais belas flores.

Pois, ao abandonardes a busca e encontrardes a Vida, descobrireis o que hoje procurais.

Viver, apenas. E ser feliz.

É este o sentido da vida!
Texto do livro "Hassan";
a ilustração, confesso que não lembro.
Agradeço, de coração, à amiga Keila, pela valiosa indicação
para "Blog escrito com amor". E ele realmente o é.
Com amor e gratidão por vocês, que dão vida
ao nosso oásis.

44 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Oie Árabe! Isso realmente é o que acho do sentido da vida. E com certeza, não precisamos de muito para sermos felizes. Nem essa felicidade é constante. Mas devemos saber aproveitar e guardar esses momentos na memória, para nos ajudar nas horas menos felizes.
Mais um belo texto! Aliás, como toda palavra de Hassan.
Fique com Deus!
Beijos

16 de outubro de 2007 12:46  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Voltarei para comentar este texto. Hoje só quero convidar-te a juntares-te a nós no NOTAS SOLTAS IDEIAS TONTAS (http://notassoltasideiastontas.blogspot.com) no grito contra a pobreza, hoje dia 17/10/07 em que, internacionalmente, se exige a sua erradicação.

17 de outubro de 2007 02:11  
Blogger Menina do Rio disse...

Viver e ser feliz!

Vim carinhosamente agradecer tua presença em minha festa ontem. Queria ter avisado a todos os amigos mas não tive como e a chegada surpresa de alguns me comoveram...

Um beijinho e obrigada!

17 de outubro de 2007 03:54  
Blogger Yvonne disse...

Árabe, vou fazer uma pergunta que pode parecer idiota, mas você já leu o livro "As mais belas páginas da literatura árabe"? Me responda por e-mail. Beijcoas

17 de outubro de 2007 10:40  
Anonymous Márcia(clarinha) disse...

O sentido de viver está na simplicidade da alegria de saber-se vivo...
Seu texto como sempre presente na hora certa.
Dias lindos,
beijos

17 de outubro de 2007 11:06  
Anonymous DO disse...

Belo texto,ARABE.
Como sempre costumam dizer: é nas coisas mais simples que estão as melhores coisas da vida.
E é o que basta para atingirmos o que importa: a FELICIDADE!!

Abração!!!

17 de outubro de 2007 13:09  
Blogger Sol da meia noite disse...

Palavras sábias!

Pois nós, com a nossa insatisfação, é que corremos o risco de tirar todo o sentido à nossa existência...

*

17 de outubro de 2007 15:37  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

Simples e lindo assim: o sentido da vida. Lindo texto.

Vou dormir bem. Obrigada.

beijos querido,

17 de outubro de 2007 19:01  
Anonymous Katia disse...

Sabe...
Eu acho que eu nunca vou precisar me sentir feliz se eu estiver o tempo todo alguém que me emocione. Eu poderia viver triste por ver alguém feliz na forma como eu não gostaria, na oportunidade que eu queria que fosse de outra forma.
Talvez isso seja outra forma de felicidade, não sei.
O que eu sei é que a vida é hoje.

17 de outubro de 2007 19:14  
Blogger Olhos de mel disse...

Oie Árabe passei pra lhe ver e deixei beijinhos...

18 de outubro de 2007 05:35  
Blogger luma disse...

A vida não se explica, apenas se vive! Não podemos perder tempo na vida achando explicação para ela ou mesmo para a morte. Beijus

18 de outubro de 2007 06:16  
Blogger *©õllyß®y disse...

O sentido da vida é o aprendizado a cada dia neste estado fisico, para a elevação de nossa Alma...
E reparação dos erros do passado...

Belissimo texto para reflectir...

Fica bem, e meu doce beijo

18 de outubro de 2007 09:19  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Quero informar que Alda Inácio do blogue Crítica & Denúncia, do Brasil, nos propôs,em resultado da "concentração" de ontem no Notas Soltas, criar um blogue universal com um banner para os nossos blogues. Estou em contacto com ela para ver como nos articulamos. Conto contigo para este passo que penso ser de alguma importância e que poderá ser o início de outros que podemos dar. Todas as colaborações são poucas e indispensáveis por isso, se puderes, colabora com as tuas sugestões e ofertas de disponibilidade. É preferível fazermos pouco a nada e, pior ainda, ficarmos parados.Recebem-se sugestões em Silêncio Culpado.
Um abraço

18 de outubro de 2007 10:05  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel, e parabéns pelo comentário... certo em toda a linha!

19 de outubro de 2007 05:15  
Blogger O Árabe disse...

Já estive por lá, Silêncio... e parabéns pela iniciativa!

19 de outubro de 2007 05:16  
Blogger O Árabe disse...

Foi um prazer, Verônica. Você realmente merece o nosso abraço!

19 de outubro de 2007 05:17  
Blogger O Árabe disse...

Nada idiota, Yvonne... tanto que já te respondi, não foi? :)

19 de outubro de 2007 05:18  
Blogger O Árabe disse...

É por aí, Clarinha. Buscamos tanta coisa na vida, que esquecemos de viver... :)

19 de outubro de 2007 05:19  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, DO. E, na realidade, precisamos de pouco para sermos felizes... pena que não acreditamos nisto! ;) Abração

19 de outubro de 2007 05:21  
Blogger O Árabe disse...

Sábio comentário, amiga Sol... a insatisfação nos leva a uma busca perdida e incessante!

19 de outubro de 2007 05:21  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amiga Tina, pela gentileza. Creio que estes dias, mais do que nunca, você experimenta o verdadeiro sentido da vida... ;)

19 de outubro de 2007 05:22  
Blogger O Árabe disse...

Katia, com certeza... mesmo porque aí você estará feliz! É das emoções, que vem a felicidade. :)

19 de outubro de 2007 05:24  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. Você é sempre bem-vinda ao nosso oásis!

19 de outubro de 2007 05:24  
Blogger O Árabe disse...

É isso, Luma... até porque não se explicam. Apenas existem... graças aos céus! :)

19 de outubro de 2007 05:25  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Collybry, pela gentileza. E penso que este é o sentido da vida... a própria vida! :)

19 de outubro de 2007 05:27  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, amiga Silêncio, a iniciativa tem todo o meu apoio. O nosso oásis está à disposição, como já registrei em teu belo blog!

19 de outubro de 2007 05:28  
Blogger São disse...

"DEUS VÊ A FORMIGA NEGRA SOBRE A PEDRA NEGRA NA NOITE NEGRA"

Provérbio Árabe

19 de outubro de 2007 05:43  
Blogger Whispers in night disse...

Olá Meu Querido!
A vida só pode ser completamente vivida quando aceitamos aquilo que ela (vida) nos dá.

Tentar fugir da vida ou a modificar não nos vai deixar mais felizes
Viva a vida cada dia como ela é a respeitando e amando o nosso próximo
Que teu fim de semana seja maravilho
Beijos mil
Whispers

19 de outubro de 2007 11:40  
Blogger Mustafa Şenalp disse...

Your blog is very nice:)

19 de outubro de 2007 14:12  
Blogger Claudinha disse...

O livro de Hassan é um livro sábio, sua mensagem é linda e sábia. Beijo.

19 de outubro de 2007 15:25  
Blogger FINA FLOR disse...

bom fim de semana, querido.

beijos

MM.

19 de outubro de 2007 17:13  
Blogger Palavras ao vento disse...

Um belíssimo texto com os ensinamentos de Hassan... do qual nos vai habituando!

Palavras sábias que nos deixam reflectir ... no sentido da vida!

Bem Haja!

Beijos da

Maria

19 de outubro de 2007 17:51  
Blogger burro disse...

Estou c ompletamente de acordo.

20 de outubro de 2007 10:33  
Blogger Olhos de mel disse...

Oie Árabe! Um bom finalzinho de domingo e uma semana maravilhosa! Fique com Deus! Que ele lhe faça super feliz!
Beijos

21 de outubro de 2007 12:57  
Blogger Carol disse...

Há alguns anos atrás era muito nervosa, ansiosa e vivia reclamando de tudo o que achava errado. Um dia percebi que podia não ter muito mais tempo para amar e viver, sem arrelias e reclamações.
Hoje sei que ser feliz é viver em harmonia com os outros, é amar e ser amado, é ajudar a mudar algo sem discussões.
A vida deu-me essa segunda oportunidade. Perdoei a quem me magoou. Ignoro quem me quer mal. Amo aqueles que me amam e dou-me sem exigir nada em troca que não seja a amizade, o amor.
Agardeço a quem decidiu que eu essa merecedora dessa segunda oportunidade, vivendo.

21 de outubro de 2007 15:27  
Blogger O Árabe disse...

O coração do Universo tudo vê, amiga São... inclusive o nosso verdadeiro Eu! :)

21 de outubro de 2007 18:37  
Blogger O Árabe disse...

É isso, Whispers... precisamos apenas saber viver, para sermos dignos da vida!

21 de outubro de 2007 18:39  
Blogger O Árabe disse...

Mustafa, I saw your blog... it's is nice, too! Thanks.

21 de outubro de 2007 18:41  
Blogger O Árabe disse...

Claudinha, sempre gentil.. e bem-vinda ao nosso oásis. Obrigado!

21 de outubro de 2007 18:42  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Mônica. Desejo-te o mesmo... e uma feliz semana! :)

21 de outubro de 2007 18:43  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Maria. E devo confessar que também me vou habituando com a beleza dos teus poemas!

21 de outubro de 2007 18:44  
Blogger O Árabe disse...

este deveria ser o nosso objetivo maior, amigo burro... simplesmente, ser feliz! ;)

21 de outubro de 2007 18:45  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Olhos de Mel. De coração, desejo-te o mesmo! Tenha uma bela semana.

21 de outubro de 2007 18:46  
Blogger O Árabe disse...

Acredita, Carol: tu mesma o decidiste, ao adotar essa nova atitude. :)

21 de outubro de 2007 18:48  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky