O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

domingo, 25 de novembro de 2007

DA TOLERÂNCIA

Não sois iguais entre vós.

Como não são iguais as folhas das árvores, as ondas do mar, ou as estrelas que ornamentam o céu, embora assim possam parecer aos vossos olhos.

E nem o poderíeis ser.

Pois, se fosseis todos artistas, quem faria o pão que sustenta o vosso corpo? Quem haveria de semear o trigo, ou prover os outros alimentos?

E, se fosseis todos padeiros, ou todos trabalhásseis a terra, de onde viria o alimento para os vossos espíritos?

É preciso que cada um cumpra o seu papel.

Por isto existem os artistas e os padeiros, os agricultores e todos os outros. E todos sois partes de um todo, que vos permite a vida como a conheceis.

Dentro de cada um de vós existe um Universo, que é o vosso verdadeiro Eu. E não existem dois Universos semelhantes.

Deveis ter presente esta verdade. E exercitar a tolerância.

Pois não podeis esperar dos vossos irmãos as vossas reações. Cada um reage conforme os seus próprios sentimentos e inclinações.

E não vos deveis exasperar, ou impor as vossas opiniões. O silêncio que vos receberá não será o da concordância, mas o da paciência. Ou recebereis de volta a própria violência com que vos buscais impor.

Exercitai a vossa compreensão. E a arte do diálogo.

Pois, embora seja fácil falar, é difícil escutar. E o diálogo só existe quando ambos não apenas falam, mas se dispõem a escutar. Pois a razão não habita em um único homem, mas no consenso.
Acreditais, acaso, que alguém possa sempre estar certo? Ou errado?

Eis que vos deveis acostumar a ouvir. E a respeitar as opiniões alheias, que apenas poderão enriquecer as vossas próprias opiniões.

Se certos estiverdes, triunfarão os vossos argumentos; e, se estiverdes errados, nem toda a irritação do mundo poderá mudar esta verdade. Antes, aprendereis; e não voltareis a errar.

Renunciai ao vosso orgulho, e a recompensa será o vosso crescimento. A tolerância e a compreensão atrairão para vós o respeito dos que vos cercam, e a capacidade de escutar vos dará o direito de falar.

Pois a razão não necessita gritar, para se fazer ouvir.

Mais cedo ou mais tarde, a sua voz ecoará em vosso verdadeiro Eu.

Este texto se integra à manifestação coletiva proposta pela amiga São,
em protesto à violência contra a mulher. Talvez eu devesse ter sido mais específico, mas a verdade é que a compreensão deste assunto simplesmente não entra em minha cabeça; não entendo como se pode agredir alguém que se diz amar. Entretanto, sei que o problema é sério
e precisamos chamar a atenção sobre ele.
Tolerância, afeto e respeito; de nada mais se precisa...



À amiga Silêncio_Culpado agradeço este selinho,que simboliza a nossa amizade e o nosso aperto de mão. Fico profundamente grato, Silêncio. É uma honra contar com a tua amizade!


59 Comentários:

Anonymous gata disse...

Tolerância...saber ser tolerante é ter uma escala de valores que poucos conseguem obter, porque lhes falta a primeira medida. A de saber amar a vida. Em todas as suas vertentes. E sem medida para o amor, não há espaço para a tolerância.

25 de novembro de 2007 04:36  
Blogger São disse...

GRATÌSSIMA PELA ADESÂO!!

25 de novembro de 2007 04:56  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Árabe, a tolerância realmente é uma palavra que muitas pessoas não conhecem e é tão importante. Entender e tolerar, faz parte da caminhada de todos, embora tão esquecidas...
Parabéns pelo prêmio e pelo belo texto.
Bom domingo! Que sua semana seja de alegrias e boas notícias!
Beijos

25 de novembro de 2007 07:41  
Blogger Entre linhas... disse...

Parabéns pelo prémio e pela delicadeza do texto,infelizmente a tolerãncia esta a cair em desusoé é um dos concw
eitos bastante importantes.
Bom Domingo
Bjs Zita

25 de novembro de 2007 07:56  
Blogger Isabel-F. disse...

Parabéns pelo teu texto.

Está fantástico.

Um abraço

25 de novembro de 2007 08:20  
Anonymous Katia disse...

Acho que o que mata é achar que podemos contribuir para o mundo individualmente.
Tolerar não é simplesmente aceitar o outro desvencilhando dele, respeitando demais. É também necessário saber compartilhar, respeitar ao lado...

25 de novembro de 2007 11:00  
Blogger 7 Pecados Mortais disse...

Estou solidário com a causa. Já que estamos a falar de um tema muito importante aproveito para reverem o post que já tinha feito no meu espaço em Outubro, chamado o Silêncio do medo. Vejam novamente. Abraços.

25 de novembro de 2007 11:15  
Blogger Whispers in night disse...

Olá Lindo!
A tolerancia vem com o respeito e
Igualdade.
Todos temos o nosso valor, somos seres individuais, ninguém e melhor do que ninguém, somos só diferentes.
Parabéns meu amigo pelo premio e que tua semana seja maravilhosa
mil beijos
Whispers

25 de novembro de 2007 21:50  
Anonymous Magui disse...

Eu acho que não é questão de tolerância.Esta já existe demais. A questão é uma revolução na educação colocando ao chão teorias destrutivas e hegemônicas baseadas em direitos divinos e supremacia .

26 de novembro de 2007 05:12  
Anonymous DO disse...

Parabens pelo texto e pela abordagem,ARABE.
Abração e uma otima semana.

26 de novembro de 2007 09:37  
Blogger somentebia disse...

Um texto precioso! Uma mensagem que toca profundamente por conter as bases de uma convivência harmoniosa entre os seres.

Ficam pétalas perfumadas e um beijo no coração, no desejo de dias lindos e ensolarados na tua semana.

26 de novembro de 2007 12:17  
Anonymous Márcia(clarinha) disse...

Creio existir tolerância demais com os que sonegam, com os bandidos, com os matadores, com os ladrões, com os políticos, com a violência.
O dia que o ser humano entender que a razão existe e que deve prevalecer mesmo em silêncio, o mundo ficará melhor e mais bonito.
Parabéns pelo merecido prêmio,poeta
beijos

26 de novembro de 2007 16:47  
Blogger Tina disse...

Oi Arabe!

Belíssimo texto! O importante é se fazer ouvir e não é "no grito" que se chega lá, definitivamente.

beijos querido e boa semana,

26 de novembro de 2007 17:04  
Blogger FINA FLOR disse...

sim, precisamos cumprir nossos papéis.

com alegria e gratidão.

beijos e boa semana, querido

MM.

27 de novembro de 2007 08:59  
Blogger Menina do Rio disse...

A tolerância é fundamental pra convivência.

Vim te deixar um beijinho e dizer que postei sim, mas lá no Menina

:)

27 de novembro de 2007 20:28  
Blogger GarçaReal disse...

Eu que tenho diàriamente a saúde de terceiros em mãos...

Protejo o direito à não agressão.
À liberdade da vida.

bjgrande

28 de novembro de 2007 08:49  
Blogger Sol da meia noite disse...

Pois cabe a cada um, a seu modo, de forma diferente, desempenhar a tarefa que lhe cabe... contribuindo assim para o enriquecimento dum todo.
Nesta conformidade, a verdade absoluta seria a soma das diferentes verdades... algo impossível de alcançar, pois as diferenças que seriam o elo de união, são a causa duma cada vez maior desunião. E cada vez ficamos espiritualmente mais pobres...

Beijos

28 de novembro de 2007 14:37  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Um dos maiores problemas da humanidade é o culto do ego. Este mal engana as manifestações de pseudo-amor, a dor, a amizade, a frustração e todo um conjunto de sentimentos que torna o ser humano insatisfeito e propenso a odiar o próximo. A diversidade e a contradição são riquezas inestimáveis porque é através delas que podemos acrescentar-nos, amar e evoluir. É a diversidade que nos traz a descoberta, que nos mata a monotonia, que nos faz generosos e capazes de reinventar o mundo. Porém o ser humano insiste em padronizar. Em medir o outro ser humano pela sua dimensão. E ao fazê-lo destrói o que de mais belo a vida tem e renuncia à felicidade liberta da monotonia e da estagnação.

Hoje publiquei no Notas Soltas & Ideias Tontas (http://notassoltasideiastontas.blogspot.com) um post com dados oficiais sobre situações que nos envergonham. Muito gostaria que desses a tua opinião.
Abraço

28 de novembro de 2007 15:22  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Gata. A tolerância envolve a compreensão... coisa que nem todos têm. Infelizmente.

28 de novembro de 2007 15:25  
Blogger O Árabe disse...

Não agradeça, São. A causa é nobre e a amizade é valiosa! :)

28 de novembro de 2007 15:25  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. E você está certa: a tolerância faz parte da caminhada. Mais do que isto, a torna mais leve...

28 de novembro de 2007 15:26  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Zita. E a tolerância realmente é importante... necessária, eu diria, à boa convivência.

28 de novembro de 2007 15:27  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Isabel. E parabéns pela iniciativa... e pela linda imagem!

28 de novembro de 2007 15:28  
Blogger O Árabe disse...

Katia, e talvez o mais difícil seja justamente esse "respeitar ao lado"... ;)

28 de novembro de 2007 15:29  
Blogger O Árabe disse...

Já o vi, 7 Pecados... muito bom, realmente!

28 de novembro de 2007 15:30  
Blogger O Árabe disse...

É isso, Whispers. Essas diferenças compõem a diversidade e fazem o mundo mais fascinante...

28 de novembro de 2007 15:31  
Blogger O Árabe disse...

Magui, no caso particular da violência contra a mulher, concordo: nenhuma tolerância merecem os agressores. Mas no mundo, de uma forma geral, creio que ainda não aprendemos a ser tolerantes entre nós...

28 de novembro de 2007 15:34  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo DO. Tenha uma bela semana e receba o meu abraço.

28 de novembro de 2007 15:34  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Bia, pelas costumeiras e suaves pétalas da tua gentileza.

28 de novembro de 2007 15:35  
Blogger O Árabe disse...

É um belo raciocínio, Clarinha. Sermos tolerantes para com esses, é uma intolerância para com as suas vítimas...

28 de novembro de 2007 15:36  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Tina! Só a paciência de ouvir nos dá o direito de falar... :)

28 de novembro de 2007 15:38  
Blogger O Árabe disse...

Não existe outra forma de cumprí-los, não é, Mônica? Pelo menos, que dê certo!... :)

28 de novembro de 2007 15:39  
Blogger O Árabe disse...

Já vi, Verônica... já vi! :)

28 de novembro de 2007 15:39  
Blogger O Árabe disse...

É o que devemos fazer, Garça amiga... a liberdade da vida é a própria base da vida!

28 de novembro de 2007 15:41  
Blogger O Árabe disse...

Certíssimo, Sol... em vez de transformarmos em elos as diferenças entre nós, as tornamos em espinhos que nos afastam.

28 de novembro de 2007 15:42  
Blogger O Árabe disse...

É isso, cara Silêncio: o culto desmedido do ego é uma das coisas que mais nos afastam do "nós"... vou, agora, olhar a tua postagem. Sei que vale a pena! :)

28 de novembro de 2007 15:45  
Blogger Olhos de mel disse...

Oie Árabe! Passei por aqui. Aproveitei pra ler, mais uma vez esse belo texto!
Beijos

28 de novembro de 2007 16:49  
Blogger burro disse...

à partida a palavra tolerância (mas também não encontro outra melhor), não me agrada.

"tolerar" faz-me pensar em alguém que se sente superior mas que, apesar dissso aceita os outros.

não acho que seja tolerar mas sim sentir-se igual.

julgo que seria importante descobrir outro verbo.

a ideia está certíssima, o verbo não gosto...

não sei se consegui explicar o que queria dizer, espero que sim.

abraço grande.

28 de novembro de 2007 17:24  
Blogger Whispers in night disse...

Ola lindo vinha te ler.....tudo igual,
então saiu só que antes te deixo mil beijos
Whispers

28 de novembro de 2007 20:27  
Blogger Nana Lopes disse...

Belo texto Habib! e a música também esta Show!Bjkas.Salam

28 de novembro de 2007 22:00  
Blogger Sofia disse...

Olá, Árabe! Retribuindo a visita... Pessoalmente, não gosto muito da palavra tolerância, faz-me pensar em suportar gestos e atitudes que não devíamos. Prefiro, Compreensão! E a capacidade de comunicação, de diálogo, de nos pormos no lugar do outro para que possamos entendê-lo, ajudá-lo, são determinantes para que possamos viver em sintonia, entre nós e com todos os povos do mundo, por nós tantas vezes julgados, pela ignorância, pela falta de diálogo, pela falta de conhecimento que temos das suas culturas... É que nós, europeus e norte-americanos, continuamos a achar que somos os iluminados e que as nossas crenças e valores são os correctos... enquanto assim for, palavras como tolerância e compreensão são sinónimos de utopia.
Muito bom blogue; voltarei com mais tempo!

29 de novembro de 2007 03:22  
Blogger LuzdeLua disse...

Renunciai ao vosso orgulho, e a recompensa será o vosso crescimento.

Grande mal a assolar a humanidade. Por orgulho deixamos tantas coisas pelo caminho. Inclusive boa parte de nós. Delicioso texto. Deixo-te beijos com muito carinho amigo.
Bjs

29 de novembro de 2007 04:56  
Blogger Vieira Calado disse...

Julgo que foi suficientemente específico, amigo!
Também subscrevi.
Saudações.

29 de novembro de 2007 11:13  
Anonymous carla granja disse...

um belo texto que aqui deixas e gratidao nem todos a tem era bom pois assim o mundo era bem melhor
+______088880____0____0____088880
+____088888880___00__00___088888880
+___088888888880__0__0__088888888880
+___088888888880___00___088888888880
+____088888888880______088888888880
+____0888888888880_00_0888888888880
+_______0888888880_00_0888888880
+______08888888880_00_08888888880
+____0888888888880_00_0888888888880
+___08888888888880_00_08888888888880
+____0888888888880_00_0888888888880
+______08888888880____08888888880
+________08888880______08888880
+__________0880__________0880
+___________00____________00

*´¨)
¸.*´¸.*´¨)¸.*¨)
(¸.*´ (¸.*` * Beijos...
carla granja

29 de novembro de 2007 16:53  
Blogger O Árabe disse...

Como bem sabes, Olhos de Mel, podes voltar sempre... é um prazer. :) O oásis é nosso, desfrutemos dele.

29 de novembro de 2007 19:28  
Blogger O Árabe disse...

Conseguiu, Burro... e muito bem! Compreensão, integraçao, convivência... talvez fosse palavras mais adequadas, para exprimir o nosso pensamento. :) Obrigado!

29 de novembro de 2007 19:30  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Whispers, volta sempre... o oásis é nosso, sempre digo! :)

29 de novembro de 2007 19:31  
Blogger O Árabe disse...

Sofia, obrigado pela gentileza e, como já comentamos acho que estás certa: definitivamente, "tolerância" não é a palavra que melhor traduz o nosso pensamento; "compreensão" adequa-se bem melhor. :) E, enquanto o orgulho nos dominar, ambas as palavras serão utópicas, sim. Volte sempre, será uma alegria!

29 de novembro de 2007 19:36  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Luz, pela gentileza e comentário. Não suma, você faz parte do oásis! :)

29 de novembro de 2007 19:36  
Blogger O Árabe disse...

Vieira, amigo, vou ver o que escreveste sobre o assunto. Gosto dos teus posts, bem o sabes! Grande abraço.

29 de novembro de 2007 19:38  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Nana. E esta música é realmente linda, não? ;)

29 de novembro de 2007 19:39  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Carla... e estás certíssima: um pouco de gratidão seria ótimo para este nosso mundo! :)

29 de novembro de 2007 19:40  
Blogger Nana Lopes disse...

Àrabe Habib, essa música é demais!Boa sexta feira.Salam

29 de novembro de 2007 19:57  
Blogger C Valente disse...

Prosa muito bem elaborada, que por vezes nos soa como poema, pena que nem todos o escutem
Bom fim de semana
e saudações amigas

30 de novembro de 2007 07:07  
Blogger São disse...

Deixo-te um beijo e votos de alegre fim de semana!

30 de novembro de 2007 08:06  
Blogger O Árabe disse...

Realmente linda, Nana. E, acredito, também a do novo post. ;)

1 de dezembro de 2007 15:22  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Valente. E, acredite, cada um que a escute já nos traz um pouco de felicidade. :)

1 de dezembro de 2007 15:23  
Blogger O Árabe disse...

Gratíssimo, São. Espero que tenhas também um belo final de semana!

1 de dezembro de 2007 15:24  
Anonymous MoonLight disse...

Tolerância....
Tão necessária!
Bjs de Luz*

6 de abril de 2008 11:48  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky