O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 17 de julho de 2009

A CANÇÃO DO ADEUS

Virá um tempo em que não mais andarei entre vós. Pois é preciso que a crisálida abandone o casulo, para que possa a borboleta abrir as suas asas.

Chegará, assim, o dia da separação. E, desde já, eu peço que não o lamenteis; nem transformeis em lágrimas de saudade a minha lembrança. Lembrai-vos, antes, dos bons momentos que juntos desfrutamos.

Pois não estarei ausente, enquanto em vosso coração existir a recordação das minhas palavras. E estarei convosco, em todos os instantes, nas pequeninas coisas que formam a plenitude do Universo.

Eu estarei no vento, que acaricia os vossos cabelos.

E na voz do mar, que aos vossos ouvidos traz os ecos de terras distantes. E na espuma das ondas que, mesmo efêmera, por um instante torna mais belo o oceano.

O que chamamos vida, nada mais é do que a espuma de uma onda no oceano infinito do tempo. E, entretanto, aquilo que de mais verdadeiro existe em nós viverá pela eternidade.

Eu estarei convosco, em vossas alegrias. E vos pedirei que as desfruteis intensamente; que cada uma delas seja uma canção de agradecimento, elevada ao Infinito pelo vosso verdadeiro Eu.

E estarei convosco, no silêncio da noite, quando vos magoar a solidão e quando vos procurarem as angústias da vida. Para lembrar-vos que o tempo não se detém e logo estarão no passado todas as vossas dores.

Estarei convosco, quando vos sorrir o sucesso. E, embora me alegre o vosso triunfo, hei de lembrar-vos que ninguém existe melhor que os seus irmãos; e a presunção traz apenas a solidão.

E estarei convosco, quando a decepção bater à vossa porta. Para lembrar que em vós existe a centelha do Infinito, que vos torna capazes de operar prodígios e mudar a vossa sorte a cada dia.

Eu estarei nas estrelas, que enfeitam o céu noturno.

E vos farei perceber que, mesmo nas trevas mais densas, o simples tremeluzir de uma luz pode trazer a esperança. Basta o encanto de uma estrela, para vos fazer esquecer a escuridão da noite.

Eu estarei num pequenino raio de sol.

Para vos fazer sentir que a Vida se renova sempre. No pássaro que canta, na rosa que se abre, na criança que sorri; na claridade de um novo dia, que se derrama sobre o mundo.

Pois o aroma suave persiste no ambiente, mesmo depois que se consumiu o incenso; e as notas continuam a vibrar em vossos ouvidos, ainda que se tenha calado a voz da canção.

Guardai em vós a minha lembrança e havereis de sentir a minha presença. E sabei que continuarei a falar-vos, mesmo depois da partida. Pois é de coração que eu vos dou as minhas palavras, e assim podereis ouví-las enquanto o quiserdes.

Na voz do vosso próprio coração.

63 Comentários:

Blogger Mau Feitio disse...

É só temporário! É um até já*

enquanto estiveres por cá, e assim sentires, partilha estas tuas palavras que acalentam e trazem Luz.

grata por tudo!

18 de julho de 2009 01:30  
Blogger Arabica disse...

Somos, enquanto corpo, apenas parte de um caminho.

E não nos podemos condicionar ao chão, à terra. Pois, com este corpo, que um dia será velho e fraco, como poderia subir a montanha?

Cruzamos-nos no tempo.
Ainda bem :)

Abraço.

18 de julho de 2009 05:10  
Anonymous De... disse...

Árabe...

suas palavras de hoje nos chegam nas asas dessa maravilhosa música, e são colocadas como bênçãos dentro dos corações sintonizados.

E neles, tenha a certeza, sua voz permanecerá vibrando, seja agora...seja Além!

Assim seja! Assim será!

18 de julho de 2009 08:32  
Blogger Benó disse...

Bela a música que acompanha as suas palavras.
Nada morrerá enquanto a sua lembrança permanecer em nossos corações.
Quando partires, para onde quer que vás, deixarás em nossas vidas boas recordações e bons conselhos.
Será uma ausência pequena pois haverá sempre um reencontro mais cedo ou mais tarde, como se diz por cá.
Um abraço grande e quero ler-te ainda infinitamente.

18 de julho de 2009 11:55  
Blogger mundo azul disse...

________________________________

Muito lindo o texto!


Beijos de luz e um domingo feliz, meu doce amigo...

___________________________________

18 de julho de 2009 13:44  
Blogger Claudinha ੴ disse...

Na verdade, nunca deixamos de existir. Nossa passagem é costurada pelas linhas e elos dos bordados nos panos do viver. Quem se vai deixa a essência, esta sim entra no céu.
Lindo post.
Beijo.

19 de julho de 2009 10:38  
Blogger FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO ÁRABE, MEU AMIGO LINDO TEXTO... PARA LER E RELER... ADOREI!!!
ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

19 de julho de 2009 13:59  
Anonymous DO disse...

Muito bom,Arabe. Como sempre alias.
Abração e uma mega semana a vc

20 de julho de 2009 11:19  
Blogger Phaty disse...

O meu lindo,
o texto é magnifico. E sei que esse dia ainda está muito, mas muito longe mesmo.

Feliz dia do amigo...querido AMIGO.


Que a nossa amizade não seja como a lua que apesar de linda às vezes muda de fase, mas que seja como o céu que apesar de lindo e infinito...

beijos

20 de julho de 2009 13:06  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Árabe


Prefiro ter-te por cá, sentir esta certeza de que posso repousar nas árvores e nos rios das tuas palavras.
Prefiro ter-te por cá sem nunca te ter visto mas sentindo-te real na amizade e na partilha.
Prefiro ter-te por cá e saber que acodes ao meu grito.
As recordações de quem parte deixam-nos uma saudade imensa, uma espécie de sede que não se mata.
Nem sabes como aprecio o caminho para aqui.
Abraço

20 de julho de 2009 14:01  
Blogger Philip Rangel disse...

Todos os dias deviam ser DIA DOS AMIGOS...

pois eles que fazem nossa historia...

por isso eu e em nome do Entrando Numa Fria venho desejar essa amizade que vc vem nos passando a tempos...

grande abraço

20 de julho de 2009 19:54  
Blogger Barbara disse...

Sim.
Mas toque um sininho em meu ouvido para que eu possa sentí-lo.
Oferte-me jasmins a perfumar minha alma.
Pedras reluzentes a alegrar meu olhar.
Tateie-me os ombros e me faça descansar um pouco do que sou.
E converse com as estrelas para que me enlevem os sentidos e me emprestem um pouco do brilho delas , o reflexo, para que eu experimente um pouco dias em alegria d'alma neste mundo dos viventes.

21 de julho de 2009 12:19  
Blogger Marlene Maravilha disse...

Sei que para tudo temos um tempo determinado na vida. Tempo de escrever, criar, e tempo para descansar ou pausar para criar coisas novas.
Mas espero ver-te em breve. Quem sabe retornas nem que seja nas visitas!
Deus te abencoe!
beijo

21 de julho de 2009 15:58  
Blogger lua prateada disse...

Adorei mas.......não gostei...
Adorei se são apenas palavras sentidas e verdadeiras sabemos disso mas........se é mesmo verdade que te vais...não...quem fica cá é sempre egoista e quer ter os que ama sempre por perto...
Beijinho prateado...
SOL

21 de julho de 2009 18:59  
Blogger Whispers disse...

Querido Árabe!

Sim, um dia temos que dizer adeus
Adeus aos caminhos que andamos
Adeus as pessoas que amamos
Adeus aos amigos que fizemos
Adeus a vida que temos
Mas, não vamos dizer adeus ainda
Falta tanto pra vivermos, tanta luta pra conquistarmos
E eu te quero aqui por muitos e muitos anos
Beijinhos desta amiga
Rachel

21 de julho de 2009 22:25  
Blogger Vivian disse...

...que lindo!!!

em silêncio deixo
beijussssss

22 de julho de 2009 11:31  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

um texto pleno de realismo.

quase uma despedida.

muito bem escrito.

deixo um beij

22 de julho de 2009 12:20  
Blogger VANUZA PANTALEÃO disse...

O coração, a alma, o Espírito, enfim, prescindem de toda a matéria. Essa é a metafísica do SER!
Afetuoso abraço, amigo Árabe!!!

22 de julho de 2009 12:27  
Blogger Porcelain Doll disse...

Acho que tens toda a razão... há que deixar ir na altura certa... :)

Há, de facto, alturas certas para as coisas... e saber libertá-las, para que sigam o seu rumo, revela enorme sabedoria...

:)

22 de julho de 2009 14:13  
Blogger MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Final de tarde, chego agora de um dia complicado de trabalho e venho aqui.Fiz uma ótima escolha, música linda, perfeita para hoje, e esta poesia, neste momento , agora, era tudo que eu estava precisando. Muito obrigada, agradeço por hoje e por todas tuas magníficas postagens.
beijos

22 de julho de 2009 14:20  
Anonymous tibeu disse...

Ninguem consegue saber quando vai, todos vamos, uns primeiro que outros, e tu vais ficar por mais tempo a deliciarnos com a tua escrita. Fica bem bj

22 de julho de 2009 15:53  
Blogger Márcia(clarinha) disse...

Façamos do tempo de andar por cá o melhor para quando lá estivermos lá sermos bem lembrados...

lindo dia poeta
beijos

22 de julho de 2009 16:15  
Blogger Carla disse...

mas adeus é tão definitivo...
bom ler-te, como sempre
beijo

23 de julho de 2009 04:47  
Blogger Naty e Carlos disse...

Olá sem palavras fiquei encantada.
um bjs

23 de julho de 2009 06:49  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, amiga: nada mais do que um rápido descanso, sobre o vento. :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:16  
Blogger O Árabe disse...

Bem-dito, Arábica: como poderia este nosso cansado corpo galgar a montanha? :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:17  
Blogger O Árabe disse...

Realmente linda esta música, De... considero-me um privilegiado, por tê-la encontrado. :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:17  
Blogger O Árabe disse...

Bela, sim, Benó... como a nossa amizade, através da distância. :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:19  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Zélia. Um bom resto de semana, amiga! :)

23 de julho de 2009 10:19  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Claudinha: permanecemos, através da essência. :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:24  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Fernanda. Bom resto de semana! :)

23 de julho de 2009 10:25  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Do. Meu abraço, bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:25  
Blogger O Árabe disse...

Que assim seja, Phaty; é uma alegria contar com a sua amizade. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:26  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Lídia, pela gentileza e pela amizade. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:27  
Blogger O Árabe disse...

Que a amizade se torne cada vez mais forte, Philip. Meu abraço, bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:28  
Blogger O Árabe disse...

Prometido, Bárbara. Mas, confesso, espero que demore bastante! :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:29  
Blogger O Árabe disse...

Continuarei, sim, Marlene, enquanto o Universo me permitir e puder contar com a amizade de vocês! :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:30  
Blogger O Árabe disse...

Aqui estarei, sim, Sol... mas obrigado pela preocupação, amiga. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:31  
Blogger O Árabe disse...

Temos o mesmo desejo, então, Rachel. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:31  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Vivian, pela gentileza das palavras. BOm resto de semana!

23 de julho de 2009 10:32  
Blogger O Árabe disse...

Um adespedida, sim, Piedade, mas ainda sem data marcada... felizmente! :) Bom resto de semana.

23 de julho de 2009 10:33  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Vanuza, e obrigado. Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:34  
Blogger O Árabe disse...

... ou a consciência das nossas limitações, Porcelain Doll. Mas são elas que fazem o encanto da vida. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:35  
Blogger O Árabe disse...

Eu agradeço, Martha; pela amizade e gentileza das palavras. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:36  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado pelos votos, Tibeu. Também espero demorar-me mais um bocado. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:37  
Blogger O Árabe disse...

Sábio conselho, Clarinha. Continuemos a tentar, então! :) Bom resto de semana, amiga.

23 de julho de 2009 10:38  
Blogger O Árabe disse...

... talvez não o seja, Carla; apenas assim nos pareça. :) Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:39  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Naty e Carlos. Bom resto de semana!

23 de julho de 2009 10:39  
Blogger Dilberto L. Rosa disse...

Este Árabe é mesmo sábio: ainda que deixássemos de existir, nunca o deixaríamos dentro dos corações daqueles que nos amaram... Abraço e parabéns!

23 de julho de 2009 11:25  
Blogger Menina do Rio disse...

A separação é meramente física, assim como a dor dos que lamentam partidas...

Obrigada pelo teu carinho

Um beijo pra ti

24 de julho de 2009 11:17  
Blogger São disse...

Swami, não te atrevas a ir embora: precismaos da tua voz e da tua presença.

Que se me perdoe o eventual egoísmo...

Bem hajas, sempre!

24 de julho de 2009 12:52  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Por vezes é preciso entoar a canção do adeus!

Pérolas incandescentes de luz entrego em tuas mãos.

Eärwen

24 de julho de 2009 13:58  
Blogger Andreia disse...

Tem mesmo de haver um adeus? *

24 de julho de 2009 17:35  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Dilberto, e você está certo: jamais deixaremos de existir, no coração daqueles que nos amam. Boa semana!

27 de julho de 2009 18:45  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Menina; obrigado pela gentileza e amizade. Boa semana!

27 de julho de 2009 18:45  
Blogger O Árabe disse...

Não te preocupes, São; não tenho a menor pressa, confesso. :) Boa semana!

27 de julho de 2009 18:46  
Blogger O Árabe disse...

Assim é, Eärwen; embora, diante da eternidade, não seja mais que um "até logo".:) Boa semana!

27 de julho de 2009 18:47  
Blogger O Árabe disse...

Sem ele, Andréia, não haveria a alegria do reencontro. :) Boa semana!

27 de julho de 2009 18:49  
Blogger moonlight song disse...

Querido Amigo Árabe :) chorei de emoção ao ler-te.
Espero que falte muito para nos despedirmos. É uma lição bem difícil, a do Adeus, mais difícil para quem a ela resistir e escolher não ver que para o reencontro é necessário esse "até já". Mas é uma lição dura...
Compaixão por quem a vive e sofre com ela...
Sabe que gosto muito de ti.Tenho-te grande amizade. Não se devem perder oportunidades de mostrar afecto, não sabemos quando será a última vez que podemos dizer.
Não preciso olhar nos teus olhos e ver-te cara a cara, para te ter amizade. Olho-te, leio-te, escrevo-te com os olhos do coração... vivo com os olhos do coração.
Abraço apertado Amigo Árabe,

Bj.

29 de julho de 2009 05:42  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Moonlight Song. E você tem razão: não devemos perder oportunidades de mostrar o nosso afeto. Não sabemos se existirá um amanhã. Bom resto de semana, amiga!

29 de julho de 2009 09:19  
Blogger Fa menor disse...

Que bom que podemos ter sempre em nós os que nos são importantes!... na verdade tudo e todos somos um...

Bjs

29 de julho de 2009 09:49  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Fa Menor. Somos um... conosco e com o Universo! :) Bom fim de semana.

31 de julho de 2009 13:57  
Blogger Alexandra disse...

Um texto lindo, sentido, verdadeiro, embalado por uma melodia celestial... adorei a sua escrita e o seu espaço!


Um beijo.

23 de agosto de 2009 06:45  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky