O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sábado, 19 de julho de 2008

A CANÇÃO DA CONVIVÊNCIA

Ao franzir o semblante, diante de um espelho, ninguém espera ver nele refletido um sorriso.

Entretanto, é assim que fazemos aos nossos irmãos: neles descarregamos as nossas mágoas e as nossas inquietações, e esperamos que sempre nos ofereçam um sorriso amável e um gesto de carinho. Como se um espinho se pudesse transformar em rosa, ou da ofensa pudesse brotar o elogio.

Das nossas ações, dependem as reações daqueles que nos cercam. Como da intensidade do vento dependem as belas canções das palmeiras, ou os vendavais que a tudo destroem.

Precisamos de companhia. Porque o homem não é como a montanha, que se eleva por si própria; somos, antes, como as gotas que, unidas, formam este infinito oceano a que chamamos Universo. Todavia, nós mesmos construímos os invisíveis muros que nos separam.

Da compreensão surge a integração e da orientação a confiança. Da humilhação e da ofensa, entretanto, surgem a mágoa e o ressentimento, que mais cedo ou mais tarde nos envolverão em suas ondas turvas.

Assim, devemos vigiar os nossos sentimentos; porque é deles que brotam as nossas palavras e as nossas ações. E a palavra ofensiva que a alguém dirigirmos, por esse alguém nos será devolvida; como o prejuízo que a outrem causarmos, por ele nos será cobrado.

A gentileza é como a flor, a espalhar o seu doce perfume por quantos dela se acercam. E a agressividade é como a onda impetuosa que, ao encontrar o dique, se dobra sobre si mesma e retorna ao mar revolto de onde partiu.

Aquele que ofende aos seus irmãos apenas semeia as pedras que machucarão os seus próprios pés. E cria para si mesmo um deserto árido e impiedoso, onde não encontrará a sombra da amizade, ou o poço cristalino da companhia, cujas águas dessedentam o nosso coração.

Enganam-se aqueles que julgam dominar através do temor que infundem. Porque assim fomentam a raiva e a revolta, que nas dobras das suas vestes sombrias escondem os aguçados punhais da vingança.

Como se enganam aqueles que a todos se julgam superiores, e aos seus irmãos oferecem o desdém; porque ninguém é verdadeiramente grande, enquanto a vaidade permanece em sua alma. E estes jamais encontrarão um braço amigo, que os ampare na queda do pedestal onde se tentam colocar.

Sejamos gentis e ao nosso redor espalhemos a compreensão. É assim que veremos florescer à nossa volta um belo jardim, cujas plantas nos oferecerão os seus aromas e o sabor dos seus frutos.

É assim que conheceremos a paz.

56 Comentários:

Anonymous Olhos de Mel disse...

Bela lição de vida, Árabe! Ainda que não se devolva com a mesma moeda, ainda que não fique a mágoa no coração, permanecerá a indiferença, até que lhe seja dada a compreensão, dos motivos que desencadearam tal atitude do outro.
Que essa luz que existe em você, possa iluminar os caminhos dos que a seu lado caminham, dos que refletem sobre suas palavras.
Bom domingo! Beijos

19 de julho de 2008 22:13  
Anonymous Anônimo disse...

que 'pires' !!!

20 de julho de 2008 08:46  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Tuas palavras embalam a nossa alma em energias sublimes. Acredite Amigo, é sempre um aprendizado vir aqui ler-te.
Vim em um vôo especial, deixar convite para ires ao meu mundo onde deixei um carinho especial aos Amigos.
Pérolas incandescentes de luz e inspiração.
Com carinho.

Eärwen

20 de julho de 2008 09:30  
Blogger Claudinha disse...

A lição da convivência e de viver em paz está resumida na compreensão e paciência (esta última confesso não ter nem um pouco)...
Mas você sabe passar a lição de maneira magistral.
Um beijo!

20 de julho de 2008 10:36  
Blogger Loba, a Keila disse...

O Tempo passa.
A vida acontece.
A distância separa.
As crianças crescem.
Os empregos vão e vêem.
O amor fica mais frouxo.
As pessoas não fazem o que deveriam fazer.
O coração se rompe.
Os pais morrem.
Os colegas esquecem os favores.
As carreiras terminam.

MAS... os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estão entre vocês.

Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, abençoando sua vida!

Quando iniciamos esta aventura chamada VIDA, não sabíamos das incríveis alegrias ou tristezas que estavam adiante.

Nem sabíamos o quanto precisaríamos uns dos outros.

FELIZ DIA DO AMIGO!

BeijUivoooooooooosssss da Loba

20 de julho de 2008 18:56  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

Como não dormir bem depois de ler um texto desses? Agradeço e te desejo uma linda semana.

beijo grande e feliz dia do amigo, meu amigo.

20 de julho de 2008 19:30  
Blogger margarida já muito desfolhada disse...

tudo bem por cá.

boas férias se for caso disso.

eu vou...

21 de julho de 2008 03:51  
Anonymous Beatriz disse...

Não sei o que admirar mais, se a beleza da imagem ou a profundidade do texto. Ambos se completam e nos dão essa lição de interação e equilíbrio. Linda e significativa postagem, amigo, como todas aquelas com que tua generosidade sempre vem nos presentear.

Ficam flores e estrelas tecendo sorrisos na tua semana, e um beijo no coração.

21 de julho de 2008 06:33  
Anonymous DO disse...

Ainda mais nos dias de hoje,não é,ARABE... A gente lê e fica sabendo de tantas barbaridades,que vivemos em estado de alerta. E que nem um "oi" ou um sorriso consegue derrubar.
Show a mensagem.

Abraços e otima semana!

21 de julho de 2008 08:32  
Blogger mundo azul disse...

Gosto muito daqui!
Tudo que você escreve, é sempre no sentido de despertar o que temos de melhor... Obrigada!

Beijos de luz e o meu carinho!!!

21 de julho de 2008 11:45  
Blogger Gerlane disse...

E assim seja, amigo!

Que espalhemos os bons sentimentos, que tenhamos boas e saudáveis atitudes. Seremos abençoados com isto.

Ternos abraços, amigo!

22 de julho de 2008 05:27  
Blogger Menina do Rio disse...

Nos mostramos aos outros da mesma forma que nos mostramos ao espelho. E o que se vê, é o que há dentro de nós...

Um beijo de boa semana

22 de julho de 2008 11:08  
Blogger C Valente disse...

Saudações amigas

22 de julho de 2008 11:58  
Blogger Perla disse...

"devemos vigiar os nossos sentimentos; porque é deles que brotam as nossas palavras e as nossas ações."

Bela verdade!

Se queremos boa convivência com os nossos amigos devemos ter amor no coração e sorriso agradável nos lábios. Só assim as boas acções despontarão.

Se no nosso íntimo tivermos rancor, como teremos boas palavras?!

(meu novo post está quase...)

Abraço fraterno

22 de julho de 2008 13:25  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Meu Amigo, vim aqui deixar um carinho especial para ti, ganhei estas palavras de presente e achei por bem partilhar.

Pérolas incandescentes de luz.

Eärwen

BONS AMIGOS

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!"
(Machado de Assis)

22 de julho de 2008 18:43  
Blogger Vieira Calado disse...

Um texto elegante, à giza de reflexão.
Um abraço, amigo árabe.

23 de julho de 2008 05:52  
Anonymous cõllybry disse...

Sempre uma lição de vida, amigo em Teus posts, muitas das vezes nem se dam conta que a raiva não é provocadas por nós, mas sim por eles mesmos...

Fica bem, doce meu beijo

23 de julho de 2008 09:35  
Blogger O Árabe disse...

Em todos nós, Olhos de Mel, existem a luz e a sombra. Apenas nos cabe escolher qual delas nos acompanhará por mais tempo, em nossos caminhos. Boa semana!

23 de julho de 2008 10:52  
Blogger O Árabe disse...

Anônimo, não sei o significado do "pires"... mas agradeço a sua presença em nosso oásis. Boa semana!

23 de julho de 2008 11:09  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Eärwen... já recebi a bela mensagem. :) Boa semana.

23 de julho de 2008 11:12  
Blogger O Árabe disse...

Um segredo, Claudinha: a paciência só vem com a idade... e nem sempre é muita! :) Boa semana.

23 de julho de 2008 11:13  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Keila. Feliz Dia do Amigo. Atrasado... mas sincero! :) Boa semana.

23 de julho de 2008 11:14  
Blogger O Árabe disse...

Feliz Dia do Amigo, Tina. E, mais uma vez, grato por tua gentileza, amiga! :) Boa semana.

23 de julho de 2008 11:15  
Blogger O Árabe disse...

Boas férias Margarida! E perdoa-me a sadia inveja. :) Boa semana.

23 de julho de 2008 11:32  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Beatriz. Desejo-te uma semana de paz, e que recebas a gentileza que tão generosamente distribuis.

23 de julho de 2008 11:33  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, DO. Infelizmente, a cada dia mais se torna difícil confiar. Mas podemos mudar tudo isto!Meu abraço, boa semana.

23 de julho de 2008 11:34  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Zélia. Mas a verdade é que tenho a sorte de ter amigos como vocês... em quem o melhor está sempre desperto! :) Boa semana.

23 de julho de 2008 11:36  
Blogger O Árabe disse...

Que assim seja, Gerlane! E teremos um mundo melhor. Boa semana.

23 de julho de 2008 11:37  
Blogger O Árabe disse...

É isto, Verônica. E, como o espelho, os outros nos devolvem a imagem que lhes mostramos. :) Boa semana!

23 de julho de 2008 11:38  
Blogger O Árabe disse...

Meu abraço, amigo Valente. Boa semana!

23 de julho de 2008 11:38  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Perla. E aguardo o novo post... :) Boa semana.

23 de julho de 2008 11:39  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Eärwen, pela generosa partilha!

23 de julho de 2008 11:40  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Vieira. Meu abraço e uma boa semana!

23 de julho de 2008 11:40  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Collybry. Boa semana, amiga!

23 de julho de 2008 11:41  
Blogger moonlight song disse...

Quanto a este post digo apenas: Sim! Sim! Sim!
Olá Árabe :) obrigada pelas palavras que me escreveste.
Ah e só um pequeno comentário, não acredito na inveja sádia. Mas isso sou eu. Para mim a inveja é sempre doente.
Não leves a mal, digo sem maldade, ok?
Beijo e bom final de semana

23 de julho de 2008 13:34  
Blogger Carla disse...

os teus textos oferecem-me momentos de paz e reflexão...por isso gosto de passar por aqui
beijos

24 de julho de 2008 12:52  
Blogger Defensor disse...

Salve,
Nossas palavras e ações determinam nosso modo de viver. No entanto, muitas vezes tenho a impressão de que cada vez mais o ser humano está se isolando... é o medo do próximo que anda a permear os corações. Triste. É uma época conturbada esta em que vivemos...
Abraços, e desculpe a longa ausência forçada

25 de julho de 2008 05:17  
Blogger Menina do Rio disse...

Passo pra te desejar um ótimo final de semana

beijos

25 de julho de 2008 09:39  
Blogger Benó disse...

O que a mão direita oferece que não seja cobiçado pela esquerda.

"Quem semeia ventos colhe tempestades".

Desejo-lhe uma boa noite e ofereço-lhe um sorriso de amizade.

25 de julho de 2008 15:45  
Blogger São disse...

Como se pode espewrar trigo se semearmos amoras?!
Mais uma vez , um belo texto.
Feliz fim de semana.

26 de julho de 2008 04:19  
Anonymous Lizzie disse...

Eu preciso muito aprender a não ser intolerante, a não ser chorona, emotiva, descontrolada às vezes...

Preciso mesmo...


Amigo Árabe, andei sumidíssima daqui, bem admito. Mas voltei, e cheia de saudades da blogosfera.

Beijocas
www.lizziepohlmann.com

26 de julho de 2008 09:33  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Oie Árabe! Passei para lhe ver e desejar um bom final de semana!
Beijos

26 de julho de 2008 10:52  
Blogger O Árabe disse...

Moonlight Song, é porque o nome não seria bem inveja... apenas desejo de também estar em férias. :) Boa semana, amiga.

28 de julho de 2008 12:49  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Carla. E acredita: é valiosa, sim, a tua presença em nosso oásis. Boa semana!

28 de julho de 2008 12:49  
Blogger O Árabe disse...

Bem-vindo, defensor amigo. E você está certo, sim: cada vez mais, temos aquele que deveriamos ver como o próximo... infelizmente! :(Meu abraço, boa semana.

28 de julho de 2008 12:51  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Verônica. Desejo-te uma semana de muitas alegrias!

28 de julho de 2008 12:51  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amiga Benó. Que tenhas uma bela semana!

28 de julho de 2008 12:52  
Blogger O Árabe disse...

Essa é a pergunta, São. E, entretanto, tanats vezes é assim que agimos! Boa semana, amiga.

28 de julho de 2008 12:53  
Blogger O Árabe disse...

Todos precisamos, Lizzie! :) E é muito bom vê-la de volta ao nosso oásis. Boa semana!

28 de julho de 2008 12:54  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. Desejo-te uma bela semana!

28 de julho de 2008 12:55  
Blogger moonlight song disse...

Olá Árabe :) e estarás... no momento certo. Beijo

29 de julho de 2008 01:33  
Blogger Porcelain Doll disse...

Colhemos o que semeamos... mas que bom seria que o mundo nos mostrasse a sua verdadeira Natureza... tantas vezes somos bondosos e gentis e tudo o que recebemos é ingratidão... acho que vale a pena fazer o que o nosso coração nos diz ser o certo, pois acho que mais tarde ou mais cedo acabamos por ser recompensados, mas... tantas vezes somos mesmo obrigados a defender-nos que isso acaba por resultar em amargura, acaba por resultar numa atitude permanentemente defensiva, independente da pessoa com quem estejamos...

Esta coisa de viver é mesmo difícil!

Beijos!

29 de julho de 2008 13:37  
Blogger O Árabe disse...

Que seja em breve, Moonlight Song... que seja em breve! :)

30 de julho de 2008 04:35  
Blogger O Árabe disse...

Difícil, sim, Porcelain Doll... mas de aprendizado necessário, acredita! :)

30 de julho de 2008 04:36  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Árabe
O grande mal é esse: esperar que nos dêem o que não somos capazes de dar. Não queremos semear mas queremos colher.
É a época do egoísmo e do atraso que marca este homem pretensamente evoluído.
Abraço

30 de julho de 2008 13:06  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Lídia. Concordamos em gênero, número e grau, como se diz por aqui! :) Boa semana.

30 de julho de 2008 18:17  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky