O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sábado, 26 de julho de 2008

OS VOSSOS BENS

Estais divididos entre dois mundos.

E isto acontece porque em vós existe um verdadeiro Eu, que vos faz transcender a matéria e perceber a luz. Que vos liga ao Coração do Universo.

E habitais um corpo; ao qual deveis preservar, como o fazeis a vossas casas e vossos trajes.

Por isto, necessitais dos vossos bens.

É preciso que alimenteis o vosso corpo. Que o abrigueis e dele cuideis o melhor que vos for possível, assim como o fazeis à ferramenta que vos serve.

E, embora a Natureza vos forneça tudo de que necessitais, de há muito desaprendestes de nela encontrar o vosso sustento. Assim, dependeis das vossas moedas de troca.

Sede, portanto, previdentes. E cuidai dos vossos bens.

Para que não vos vejais forçados a depender da alheia caridade. Porque, em vosso mundo, o homem não dá para tornar-se melhor, e sim para sentir-se superior àquele que recebe; assim, o que seria caridade se transforma em humilhação.

Vigiai, entretanto, para que a prudência não se torne em avareza.

Pois o avarento, por temer privações no futuro, as sofre no presente. E isto o torna pobre, em meio a toda a riqueza que acaso possua.

Não é sábio aquele que se priva do que poderia desfrutar, mas o que para o futuro guarda o que lhe sobra.

Assim como não é sábio o homem que consagra toda a sua vida a aumentar os seus bens. Porque descobrirá, ao final do caminho, que na Terra deixará os cofres cheios e levará ao Pai apenas um coração vazio.

Executai, pois, o vosso labor. E dele retirai o necessário à subsistência do vosso corpo.

Guardai, entretanto, tempo para o vosso lazer e os vossos sentimentos. Porque é através deles que estareis alimentando o vosso verdadeiro Eu, que não está sujeito aos ditames do tempo.

Zelai pela convivência com aqueles que vos são caros. É do seu e do vosso amor, que estareis crescendo em direção ao Infinito. E é esse crescimento a verdadeira razão de cada uma das vossas jornadas sobre a Terra.

Acompanhai os vossos filhos, desde pequenos. Ou descobrireis, um dia, que se tornaram estranhos para vós. Por todos os bens que lhes puderdes dar, eles apenas vos serão gratos; só a certeza do vosso amor fará com que vos amem.

Estai com os vossos amores. Tende sempre presente que o amor desprezado poderá um dia dissolver-se na tristeza da solidão acompanhada. Pois o amor, como todos os sentimentos, necessita ser renovado a cada dia.

Deveis cuidar dos vossos bens, sem a eles vos escravizardes.

Pois isso seria escravizar o vosso verdadeiro Eu.

Extraído do livro "Hassan"

58 Comentários:

Blogger Paradoxos disse...

Excelentes saberes!! Abraços

26 de julho de 2008 20:50  
Blogger moonlight song disse...

Olá Árabe :)
as palavras de sensatez e sabedoria são sempre dirigidas ao coração de quem as quiser ouvir.
Fica bem. Beijinho.

27 de julho de 2008 04:27  
Anonymous Beatriz disse...

Uma bela lição de como prover o futuro sem apegos mesquinhos, sem a avareza dos sentimentos e sem violentar uma das mais belas virtudes que o homem deve possuir na alma: a generosidade.

Ler-te, amigo Árabe, é iluminar o coração para os mandamentos do Amor.

Ficam flores e estrelas tecendo sorrisos na tua semana. Um beijo no coração!

27 de julho de 2008 06:33  
Blogger Tina disse...

Oi Árabe!

Esse é o jeito bom de começar a semana. E eu agradeço.

beijo grande, fica bem.

27 de julho de 2008 15:18  
Blogger Loba, a Keila disse...

Me fez pensar sobre qual o meu valor, o quanto vale quem sou e o que internamente tenho.

Sempre profundas as tuas reflexões, amigo.

BeijUivoooooooooossssss da Loba

27 de julho de 2008 17:22  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Querido Amigo

Sexto sentido...estava eu a ler-te e vais ao meu mundo...feliz coincidência meu Amigo.
"Vossos Bens"...e quão preciosos eles são!!! Principalmente esta morada que nos serve como vestimenta hoje...é imprescindível dela cuidar bem para que possamos assim usufruir de todo o resto que nos cabe.
Preciosas são para mim tuas palavras tão bem ditas neste texto, em mais um texto de grande sabedoria, de tantos ensinamentos. Alimentar o corpo, a alma, cuidar para que não se percam nos atalhos que por vezes se apresentam.
É preciso por certo que equilibremos em nós as energias, que achemos o nosso "caminho do meio" como dizia um dos mestres que passou por este orbe.
Obrigado meu Amigo por mais esta lição que aqui renovo contigo.

Pérolas incandescentes de luz e inspiração entrego em tuas mãos com carinho.

Eärwen

28 de julho de 2008 07:45  
Anonymous DO disse...

Lição importante ,ARABE. Alias,gostei do toque,pois sempre fui muito negligente com os meus "bens".
Abraços e otima semana!

28 de julho de 2008 08:55  
Blogger Menina do Rio disse...

Não é sábio aquele que se priva do que poderia desfrutar, mas o que para o futuro guarda o que lhe sobra.

Sábias palavras!!!

Tem uma semana iluminada, Árabe!

Um beijo

28 de julho de 2008 12:00  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Oie Árabe! Outro dia fiz uma postagem sobre os meus bens, meus maiores tesouros. Acredito que o amor é o maior deles.Infelizmente, como você tão bem disse, o mundo virou uma moeda de troca e você tem que ter, pra ser. Uma inversão de valores. Existem pessoas que se sentem satisfeitas, apenas por estarem bem financeiramente e se esquecem, que a noite, quando deitam, vivem a maior solidão, ainda que existam pessoas a sua volta.
Belo texto, bela lição!
Boa semana! Beijos

28 de julho de 2008 12:34  
Blogger São disse...

Mais uma profunda lição de sabedoria!
Bem hajas, Amigo!

28 de julho de 2008 12:54  
Blogger FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Árabe, belas lições de vida, que nos dás... Adorável a sabedoria de Hassan... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

28 de julho de 2008 12:57  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Árabe
Penso que a grande sabedoria, aquela que fará distinguir as pessoas pela forma como gerem os seus recursos na terra, consiste em encontrar o ponto de equilíbrio.
As motivações humanas estão ligadas a paixões de visão redutora e, muito dificilmente, conseguiremos ser motivados sem paixão e termos paixão e ao mesmo tempo sermos racionais.
Adorei o texto.
Abraço

28 de julho de 2008 13:40  
Blogger moonlight song disse...

Oi Árabe :) passei por aqui para te deixar um bom dia, uma boa semana e deixar um sorriso. Fica bem

29 de julho de 2008 01:40  
Blogger Gerlane disse...

Lembrei-me daquela passagem bíblica que diz que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, por isso devemos preservá-lo.

Excelente texto, amigo!

Beijos!

29 de julho de 2008 06:47  
Blogger Vieira Calado disse...

Sabedoria e conselhos que hoje em dia têm uma enorme actualidade.
O Hassan é mesmo um sábio!
Um abraço.

29 de julho de 2008 10:26  
Blogger Porcelain Doll disse...

Para tantos a caridade é um puro acto de orgulho... depender dela, nessas circunstâncias, é fomentar essa atitude negativa... à avareza, conheço-a bem, pois conheço diversas pessoas a quem ela bafejou, mas... confesso que fico sem saber o que pensar, pois acho que existe ali um prazer no acumular, no reter, no não deixar fluir... sinto pena dessas pessoas... a vida é tão linda e coíbem-se dela... os bens que valem a pena são aqueles que contribuem para enriquecer a alma, que é aquela que nos compnaha sempre...

29 de julho de 2008 13:43  
Blogger Carla disse...

Sábias palavras que mostram que cada vez mais nos afastamos do que verdadeiramente interessa...muitas vezes, mesmo sem nos darmos conta, somos escravos de coisas tão pouco importantes!
beijos e obrigada pelas palavras que aqui deixaste

30 de julho de 2008 05:09  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, caro Mestre dos Paradoxos! :) Boa semana, amigo.

30 de julho de 2008 06:00  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocaste, Moonlight Song: apenas dá vida ás palavras aquele que as sabe ouvir. :) Boa semana.

30 de julho de 2008 06:01  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Beatriz, pela gentileza e pelo belo comentário. Boa semana, amiga.

30 de julho de 2008 06:02  
Blogger O Árabe disse...

Eu agradeço, Tina. Jeito bom de viver é sempre estar entre os amigos. :) Boa semana.

30 de julho de 2008 06:02  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Keila, e acredita: somos sempre o que é o nosso verdadeiro Eu. :) Boa semana.

30 de julho de 2008 06:03  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Eärwen, pela gentileza e pelo comentário que enriquece o nosso oásis. Boa semana!

30 de julho de 2008 06:04  
Blogger O Árabe disse...

Confesso que também o sou, DO... talvez por isto nada consiga amealhar. :) Boa semana, meu abraço.

30 de julho de 2008 06:06  
Blogger O Árabe disse...

E assim é, Verônica. É no hoje que vivemos, mas o amanhã nos aguarda... :) Boa semana.

30 de julho de 2008 06:07  
Blogger O Árabe disse...

Bem colocado, Olhos de Mel. E parabéns, pela sábia escolha dos tesouros. :) Boa semana.

30 de julho de 2008 06:08  
Blogger O Árabe disse...

Sabedoria, São? Lições da vida, eu diria... demoro para aprendê-las. :) Boa semana!

30 de julho de 2008 06:09  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Fernanda. Pela gentileza e pelos belos poemas com que nos brindas. Boa semana!

30 de julho de 2008 06:10  
Blogger O Árabe disse...

Bela e realista colocação, Lídia. Fica bem, amiga! :) Boa semana.

30 de julho de 2008 06:11  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Moonlight Song. A tua presença é sempre bem-vinda em nosso oásis. :)

30 de julho de 2008 06:12  
Blogger O Árabe disse...

Devemos, Gerlane. Através das liçõs por ele aprendidas, educa-se o nosso verdadeiro Eu. Boa semana!

30 de julho de 2008 06:13  
Blogger O Árabe disse...

Grato, amigo Vieira. Talvez a sabedoria esteja em aprender as lições do tempo... :) Boa semana, meu abraço.

30 de julho de 2008 06:14  
Blogger O Árabe disse...

É isto, Porcelain Doll... apenas o verdadeiro Eu estará presente por toda a viagem. :) Boa semana!

30 de julho de 2008 06:15  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado a ti, Carla, pela gentileza e pela bela síntese. Boa semana!

30 de julho de 2008 06:17  
Anonymous Márcia(clarinha) disse...

Nossos bens estão dentro de nós, cabe-nos repassá-los com fé e amor.

lindos dias querido poeta
beijos

30 de julho de 2008 14:16  
Blogger C Valente disse...

Saudações amigas

30 de julho de 2008 16:44  
Blogger .: Efeito Mulher :. disse...

Passando para conhecer seu espaço.
Amei!
Beijocas

30 de julho de 2008 17:21  
Blogger Entre "aspas" disse...

Palavras muito sábias,grandes lições de vida muito bem demonstradas neste belo texto.
Bjs Zita

31 de julho de 2008 01:42  
Blogger O Árabe disse...

Essa é a idéia, Clarinha. E, quanto mais os distribuímos,mais esses bens se multiplicam! :)Boa semana, minha amiga.

31 de julho de 2008 08:20  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, amigo Valente. Meu abraço e votos de uma boa semana! :)

31 de julho de 2008 08:21  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Efeito Mulher, e volte sempre: o oásis é nosso. Pena que não consegui acessar o seu blog, para retribuir a gentil visita.

31 de julho de 2008 08:27  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Zita. E é uma alegria rever-te em nosso oásis! :)

31 de julho de 2008 08:28  
Blogger Claudinha disse...

Muito bem Árabe, ensinando-nos sempre e agora sobre o nosso templo sagrado da alma... Um beijo!

31 de julho de 2008 13:49  
Blogger lua prateada disse...

Bela lição para todos nós e bem verdade migo...
Beijinho prateado com carinho
SOL

1 de agosto de 2008 11:01  
Blogger Eärwen Tulcakelumë disse...

Devemos buscar amigos como buscamos livros. Ao olhar a capa,
nem sempre acertamos na procura. Não exija que sejam muitos,
mas que sejam bons. Não exija que sejam perfeitos mas, que
em seu conteúdo sejam coerentes. Não exija que contenham
sabedoria mas sim, uma boa palavra... Seja a estante com poucos
livros, mas, grande em conteúdo. Verdadeiros amigos e bons livros,
são aqueles que não trazem as grandes soluções mas, com os quais
podemos contar. São aqueles que sempre estão próximos,
quando mais precisamos deles...

Assim deve ser!!!!

Pérolas incandescentes de carinho amigo.

Eärwen

1 de agosto de 2008 17:32  
Anonymous Olhos de Mel disse...

Oie Árabe! Vim lhe desejar um bom fim de semana!
Beijos

1 de agosto de 2008 18:01  
Blogger Carol disse...

Infelizmente, amigo, vivemos no mundo da escravidão material... Espero nunca me transformar numa angariadora de bens!
Beijinhos e obrigada pelas tuas visitas assíduas!

2 de agosto de 2008 03:55  
Anonymous cõllybry disse...

Se o cuidado da Alma fosse como dos bens, tudo seria difeente, eles aqui em fisico permaneceram,

Meu doce beijo

2 de agosto de 2008 10:46  
Blogger O Árabe disse...

Ensinando, Claudinha? Aprendendo junto, eu diria... :) Boa semana.

4 de agosto de 2008 06:08  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Sol. Meu votos de uma bela semana. :)

4 de agosto de 2008 06:09  
Blogger O Árabe disse...

Belo conselho, Eärwen! :) Boa semana, amiga.

4 de agosto de 2008 06:09  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Olhos de Mel. Desejo uma semana feliz, para você. :)

4 de agosto de 2008 06:10  
Blogger O Árabe disse...

Às vezes, Carol, eu até teria vontade de sê-lo... mas não consigo! :) Boa semana.

4 de agosto de 2008 06:11  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Collybry. As necessidades do dia-a-dia nos levam, muitas vezes, a esquecer os valores da alma. :( Boa semana!

4 de agosto de 2008 06:12  
Blogger Perla disse...

Estes ensinamentos enchem o coração!
gosto muito de te ler.
Bjs

5 de agosto de 2008 14:35  
Blogger O Árabe disse...

Grato, Perla. E, como diriam os antigos, a recíproca é verdadeira. :) Bom resto de semana.

7 de agosto de 2008 05:40  
Blogger Bill Stein Husenbar disse...

Texto sentido. Excelente. Bela sabedoria.

Adorei.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

10 de agosto de 2008 01:27  
Blogger O Árabe disse...

Apenas hoje, Bill, vi o teu comentário. Obrigado, e bem-vindo ao nosso oásis!

16 de agosto de 2008 20:44  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky